quinta-feira, 4 de março de 2010

Participação de Pastor e Médico Adventista no Genocídio de Ruanda

Jornalista Descreve Participação de Pastor e Médico Adventista no Genocídio de Ruanda




Entre abril e julho de 1994 mais de um décimo da população de Ruanda foi exterminada, num genocídio só comparável ao Holocausto dos judeus sob o nazismo. Patrocinada pelo governo ruandês, a maioria hutu massacrou a minoria tutsi diante da indiferença da chamada "comunidade internacional". A tragédia, supostamente motivada pelo "ódio ancestral" entre as duas etnias, teve na verdade origens políticas e econômicas muito concretas.

"Começamos a ver grupos de sujeitos se reunindo naquela mesma noite, e quando saímos de manhã para trabalhar, vimos esses grupos junto com os líderes locais do Poder Hutu, organizando a população. A gente não sabia exatamente o que havia, só sabia que alguma coisa estava para acontecer.

No trabalho, Samuel observou "uma mudança de clima”. Ele disse que "ninguém conversava mais com ninguém, e muitos de seus colegas passavam todo o tempo em reuniões com um certo dr. Gerard, que não fazia segredo de seu apoio ao Poder Hutu.

Samuel ficou chocado com isso, porque o dr. Gerard fora educado nos Estados Unidos, e era filho do presidente da Igreja Adventista em Kibuye, portanto era visto como uma figura de grande autoridade, um líder da comunidade - alguém que serve como exemplo.

Dizia-se que um pastor adventista e seu filho colaboraram estreitamente com o prefeito na organização da chacina em Rwamatamu. Mas talvez Samuel não tenha ouvido a respeito disso dos feridos que encontrou, que chegavam "baleados ou atingidos por granadas, amputados de um braço, ou uma perna. Ele ainda imaginava que Mugonero pudesse ser poupada.

Em 12 de abril, o hospital estava lotado por uns 2 mil refugiados, e o suprimento de água fora cortado. Ninguém podia sair. Milicianos e membros da Guarda Presidencial haviam sitiado o complexo. Mas quando o dr. Gerard soube que várias dúzias de hutus estavam entre os refugiados, arranjou para que fossem evacuados. Ele também trancou a farmácia, negando tratamento aos feridos e doentes - porque eram tutsis, disse Samuel.

Espiando para fora de seu cativeiro, os refugiados no hospital viam o dr. Gerard e seu pai, o pastor Ntakirutimana, rodando para cima e para baixo com milicianos e membros da Guarda Presidencial.

Os refugiados se perguntavam se aqueles homens haviam esquecido seu Deus.

Entre os tutsis no complexo da igreja e hospital de Mugonero estavam sete pastores adventistas que logo assumiram seu papel costumeiro de líderes do rebanho. Quando dois policiais apareceram no hospital para anunciar que seu trabalho era proteger os refugiados, os pastores tutsis fizeram uma coleta e levantaram quase quatrocentos dólares para os policiais.

Por vários dias, tudo esteve calmo. Então, quando caía a noite de 15 de abril, os policiais disseram que tinham de partir porque o hospital seria atacado na manhã seguinte. Foram embora num carro com o dr. Gerard, e os sete pastores aconselharam seus companheiros refugiados a se preparar para o fim. Então os pastores sentaram juntos e escreveram cartas para o prefeito e para o superior deles, pastor Elizaphan Ntakirutimana, o pai do dr. Gerard, pedindo a eles em nome de Deus que intercedessem a seu favor.

E a resposta veio disse Samuel. "Foi o doutor Gerard que a anunciou: Sábado, dia 16, às nove em ponto da manhã, vocês serão atacados, Mas foi a resposta do pastor Ntakirutimana que arrasou o espírito de Samuel, e ele repetiu duas vezes, bem devagar, as palavras do presidente da igreja: "Já foi encontrada uma solução para o seu problema. Vocês devem morrer.

Um dos colegas de Samuel, Manase Bimenyimana, lembrava da resposta de Ntakirutimana de um modo ligeiramente diferente. Ele me disse que as palavras do pastor foram: "Vocês devem ser eliminados. Deus não quer mais vocês

Manase partiu imediatamente. Fugiu para a cidade vizinha de Murambi, onde se juntou a um pequeno grupo de sobreviventes de outros massacres, que também haviam buscado refúgio em igrejas adventistas. Por quase 24 horas, segundo ele, tiveram paz. Então o dr. Gerard veio com um comboio de milicianos.

Terminada a nefanda tarefa, o Pastor e seu filho médico continuaram em Rwanda por um pouco de tempo. Assim que a situação política se modificou, os dois fugiram. O Pastor foi para os Estados Unidos , colocando-se sob a proteção da corporação asd e morando numa grande mansão. Posteriormente, acabaram presos e condenados -- Elihaj HaRosh.

Quarta-Feira, 19 de Fevereiro, 02:17 PM

Pastor Adventista de Ruanda e Filho Médico São Condenados por Genocídio

NAIRÓBI, Quênia (Reuters) - Um pastor de Ruanda e o filho dele foram condenados na quarta-feira a 10 e a 25 anos de prisão, respectivamente, por um tribunal da Organização das Nações Unidas (ONU) que os considerou culpados de terem contribuído para o massacre de membros da etnia tutsi.



Tribunal da ONU sentencia pastor por genocídio

Arusha, Tanzânia - Um tribunal da ONU sentenciou um pastor ruandês e seu filho médico por genocídio, por eles terem chamado gangues de hutus para assassinar várias pessoas da minoria tutsi que pediram abrigo em uma igreja durante a carnificina de 1994, em Ruanda.

Elizaphan Ntakirutimana, com 78 anos, e Gerald Ntakirutimana, 45, foram sentenciados por genocídio, cumplicidade em genocídio e crimes contra a humanidade por sua participação nos assassinatos de tutsis na igreja Adventista do Sétimo Dia em Kibuye, Ruanda, em 16 de abril de 1994.

O julgamento foi realizado no Tribunal Criminal Internacional da ONU para Ruanda, que vem analisando casos envolvendo os principais suspeitos no genocídio. Elizaphan, o pastor da igreja de Kibuye, foi sentenciado a 10 anos de prisão. Gerald, que trabalhou em um hospital associado à igreja, foi sentenciado a 25 anos.

Fonte: http://www.estadao.com.br/agestado/noticias/2003/fev/19/195.htm


________________________________________



Justiça Americana Decide Extraditar Ex-Presidente de Associação Acusado de Genocídio

O pastor Elizaphan Ntakirutimana, de 75 anos, terá de responder perante o tribunal criminal internacional das Nações Unidas por sua alegada participação no genocídio de 500 mil pessoas em Ruanda. A decisão foi tomada hoje (24/01/00) pela suprema corte dos Estados Unidos, que rejeitou a apelação que pleiteava sua não-extradição por não existir tratado dessa natureza entre os Estados Unidos e seu país de origem. Apenas a secretária de estado Madeleine Albright pode agora reverter a situação. Ntakirutimana era o presidente da Associação Adventista em Ruanda. O assassinato de centenas de irmãos "tutsis" ocorreu dentro da igreja num sábado.





adventistas@adventistas.com

IASD E AS DUAS GUERRAS MUNDIAIS - II

FINALMENTE!


Igreja Adventista Pede Perdão Por Apoiar o Nazismo (Texto já traduzido abaixo)



25 de agosto de 2005.

Igrejas Adventistas da Alemanha e Áustria Pedem Desculpas às Vítimas do Nazismo



Frauke Brauns

Bielefeld, Alemanha (ENI). Líderes de Igrejas Adventistas do Sétimo dia na Alemanha e Áustria, 60 anos depois do final da Segunda Guerra Mundial declararam que eles "lamentam" em profundo pesar pela participação ou apoio a atividades Nazistas.

As igrejas adventistas no EUA enviaram cópias da declaração a Yad Vashem, a Autoridade de Recordação dos Heróis e Mártires do Holocausto em Israel.



Europa: Igrejas da Alemanha e Áustria Pedem Desculpas Por Ações Durante Holocausto



August 16, 2005 Hannover, Germany .... [Mark A. Kellner/ANN Staff]



Uma cópia da declaração foi fornecida a Yad Vashem, autoridade do Memorial de Recordação dos Mártires e Heróis do Holocausto em Israel, acrescentou o Dr. Rolf Pöhler, ex-presidente da área eclesiástica do Norte Alemã, que atua presentemente como consultor teológico, e estava envolvido com a redação da declaração.



"Profundamente lamentamos que o caráter da ditadura Nacional Socialista não havia sido percebida em tempo e de modo suficientemente claro, e a natureza contrária a Deus da ideologia [nazista] não havia sido devidamente identificada", afirma a declaração. A Igreja declara que também lamenta "que em algumas de nossas publicações . . . se encontraram artigos glorificando Adolf Hitler e concordando com a ideologia do anti-semitismo numa forma que é incrível para a perspectiva atual".



Durante a I Guerra Mundial, uma porção de adventistas alemães afastaram-se da denominação, opondo-se a qualquer serviço militar. Isso levou os nacionais socialistas em 1936 a proibir o chamado "Movimento da Reforma" durante o tempo em que estiveram no poder. Brugger declarou que a preocupação com o fechamento das igrejas adventistas oficiais todas pelos nazistas pode ter pesado sobre os líderes daquela era.



"Creio que durantes aqueles tempos a liderança oficial de nossa Igreja teve medo de perder o controle sobre a Igreja e perder a Igreja porque as autoridades políticas já haviam . . .



[confundido] nossa Igreja com o movimento de Reforma", ele explicou. "Creio que nossos líderes tiveram medo de perder o reconhecimento oficial de nossa Igreja, assim pode ser que não foram tão fiéis a nossas crenças como teria sido necessário".



E acrescentou: "Foi algo mais político do que teológico, tenho certeza".



A principal Igreja Adventista do Sétimo Dia na Alemanha foi também brevemente proibida sob o nazismo, observa Pöhler. Uma rápida reviravolta pelo regime levou a um alívio entre os adventistas, mas também a um nível de cooperação com o governo que não foi salutar.



"Tivemos que reconhecer que uma declaração errada, uma ação por uma pessoa poderia significar que findaria num campo de concentração" comentou Pöhler a respeito daquela era. Essa teria sido "a razão por que excluímos adventistas de origem judaica dentre nossos membros: se uma igreja local não tivesse feito isso, [os nazistas] teriam fechado a igreja, levado o ancião para a prisão e teria significado que a Igreja inteira seria proibida.



"Mudamos o nome de Escola Sabatina para 'Escola Bíblica'-- evitando o nome original "por causa de representar um risco", prosseguiu Pöhler. "Estávamos no perigo de sermos confundidos com os judeus. Ao recusarmos chamá-la de escola sabatina, estabelece-se uma pequena distância entre você e os judeus", aduziu.



"Os líderes denominacionais se adaptaram e até adotaram algo da ideologia anti-semítica dos nazistas; em alguns casos, fizeram mais do que o necessário para agradar as autoridades [nazistas]. Isto é algo que realmente nos parece estranho", declarou Heinz.



Ao mesmo tempo, ele disse, "sei que muitos membros adventistas, pessoas comuns, ajudaram os judeus, mas nunca falaram a respeito".



Traído por um ministro adventista diante do tribunal

Gustav Psyrembel

O irmão Metzner serviu como instrumento para que um jovem de Karlsmark, distrito de Brieg, conhecesse o Movimento de Reforma.

Estava surgindo o poder totalitário estatal na Alemanha e os militares exigiam que os cidadãos tomassem posição definida em defesa da pátria. Como resultado, o jovem Gustav Psyrembel, foi convocado.

Fazia pouco tempo que se havia casado, quando chegou a intimação para o alistamento. Psyrembel recusou-se a cumprir o dever militar por crer no Evangelho da paz anunciado por Cristo.

Declarou em termos breves e claros que se negava a participar de treinamentos de guerra por ser atitude incompatível com o espírito pregado no Sermão da Montanha. Tinha plena certeza de que todos quantos cressem no Evangelho deveriam estar unidos numa comunidade internacional, e que era sua tarefa "buscar e salvar o que se havia perdido."

Portanto, ao lado dos companheiros de fé, não podia, conscientemente, concordar com a participação na guerra sanguinolenta entre nações, nem com outras coisas referentes a ela.

Foi preso, e depois de infrutíferos esforços para mudar seu modo de pensar, foi levado perante a corte marcial em Berlim. Disseram-lhe que devia prestar contas de suas ações, não diante de um concílio de igrejas, mas da corte militar. Tentaram persuadi-lo de que todo homem deve obedecer o governo.

Psyrembel corajosamente testificou que o reino de Deus não é deste mundo e, portanto, os seguidores de Cristo não podem lutar por reinos da Terra. Então apresentaram-lhe uma carta longa, escrita por um ministro adventista do sétimo dia, que recomendava a defesa da pátria como dever cristão. O jovem, de pé, perante o tribunal superior de guerra, traído por ministros da Igreja Adventista que o acusavam de ter pontos de vista errôneos, declarou firmemente que não podia servir a dois senhores.

Segundo suas convicções, somente a cristandade apostatada podia estar com a Bíblia numa das mãos e a espada na outra. Toda igreja que agisse dessa maneira não tinha a eficácia da piedade, mas apenas a aparência.

Psyrembel foi condenado à morte. Numa carta cheia de pormenores à esposa, expressou pesar ao saber que um ministro adventista, em carta dirigida ao tribunal, o havia traído e apresentado sob falsa luz sua posição. Nem essa traição o desanimou. Numa cela solitária, esperou o dia da execução da sentença.

Só Deus sabe que sentimentos passaram na alma desse soldado da cruz durante aqueles dias tenebrosos. Sua última carta mostra que o Espírito do Senhor [218] havia posto seus pensamentos acima de toda privação, sofrimento e necessidade. Seus olhos estavam dirigidos para cima, para além deste mundo em conflito com Deus. Ele possuía a certeza serena de que "todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão", o que se cumpriu literalmente na História em 1945, cinco anos depois de sua morte.

As cidades onde ele foi prisioneiro por causa da fé, onde a corte militar o sentenciou à morte e seu sangue foi derramado, foram destruídas por um bombardeio. E nós, mais uma vez nos lembramos de que "tudo o que o homem semear, isso também ceifará." (Condensado do livro And Follow Their Faith, págs. 9, 10, 13 e 14).

3. Mas a história toda, inclusive do presidente da Associação Alemã Oriental que obrigou os irmãos a saudarem a bandeira da suástica para não prejudicar a imagem da Iasd, é contada pela revista Liberty:

"No povoado adventista de Friedensau, o Estado parlamentar Nazista obteve 99,9% dos votos. Quando alguns adventistas se recusaram a saudar a bandeira suástica e usar a saudação de Hitler, o presidente da Associação Alemã Oriental, W. Mueller, argumentou que essa atitude não faria bem à imagem da igreja. Ele concluiu que 'sob nenhuma circunstância o adventista tem o direito de resistir ao governo, ainda que o governo o obrigue a contrariar sua fé.' A resistência seria inconveniente porque rotularia os adventistas como oponentes do novo Estado, uma situação que se deveria evitar." - Texto traduzido de http://www.libertymagazine.org/html/lngerman.html.

CASAMENTO

CASAMENTO




ORIGEM DO CASAMENTO CIVIL





- O ano era 1854 e a cidade era a de Recife, hoje a capital do estado de Pernambuco.

Esses jovens filhos dos Protestantes ou tinham o casamento negado pelos padres católicos ou não se submetiam a receber o batismo romano nem tão pouco a praticar toda a idolatria peculiar àquela igreja e, portanto, viam-se em tremenda dificuldade para oficializarem suas uniões, já que as igrejas protestantes eram desconsideradas como instituição com autoridade para tal, sendo que, reuniões "às escondidas" eram comuns para que se celebrassem os casamentos entre os crentes por aqui.

- Nessa época, em uma manhã de domingo, um pastor metodista mais encorajado do que os demais, resolveu celebrar um casamento com portas abertas. Na platéia havia um delegado de polícia que, sabe-se lá o que fazia por ali, algemou o pastor e o levou preso em flagrante sob a acusação de "exercício ilegal de profissão", já que os pastores não tinham autoridade para isso.

- Provisoriamente o que se fez foi uma autorização civil, para que os casais pudessem, então, regulamentarem suas situações para então, segundo a fé que tivessem, se dirigissem ao sacerdote de suas preferências para, então, receberem a bênção correspondente àquela união que a justiça passou a considerar válida.

- Note-se que por todo o mundo não havia casamento civil. Os interessados fossem eles católica ou Protestante reunião suas famílias e tinham suas uniões celebradas pelos sacerdotes, o que era considerado mais que suficiente para validar a união dos casais.

- Na 1ª Constituição Federal, em 1889, quando da Proclamação da Rapública, é que se criou em definitivo o que hoje conhecemos como casamento civil, mais tarde como união civil.

- Com o passar dos tempos, pela falta de conhecimento histórico relacionado à questão, a autorização civil passou a ter mais valor do que a antiga bênção espiritual.

- No fim, o que se vê é um total desprezo pela bênção de um homem de Deus que viu um casal nascer, crescer, os batizou e, agora, os vê ser mais "abençoados" por um tabelião que jamais os viu nem verá novamente e que provavelmente para ele tanto faz falar em um cachorro bem como em Deus o que não faz diferença. E o pior é que as autoridades espirituais dizem: O casamento civil é que tem validade para Deus.

- Simplesmente lamentável.



DO CASAMENTO RELIGIOSO COM EFEITOS CIVIS E O NOVO CÓDIGO CIVIL



1. Considerações preliminares

É inegável a influência que a igreja possui em matéria familiar, sobretudo quando se trata do casamento. Orlando Gomes, no primeiro capítulo da obra Direito de Família, já afirma que "(...) não se pode omitir a influência da Igreja, por sua doutrina e ação, na elaboração do estatuto da família. (...) A Religião e a Moral influem na formação dos costumes familiares e, portanto, na legislação que o Estado dita para regular a constituição da família e as relações provenientes”. É curioso notar que, ainda hoje, persiste no povo brasileiro a idéia da necessidade das duas cerimônias: a religiosa e a civil.

2. De Trento ao Rio de Janeiro

O casamento civil surgiu, dentre outros fatores, da preocupação da Igreja Católica com os casamentos clandestinos e da necessidade de parametrização, normatização da matéria, uma vez que com o nascimento do anglicanismo, católicos passaram a não reconhecer os casamentos celebrados por protestantes e vice-versa.

"O casamento cristão, ao contrário do que se poderia imaginar, não é tão antigo quanto o Cristianismo. O casamento tal como conhecemos atualmente é uma invenção medieval e se casar na Igreja só se tornou prática corrente no século XIII".

Nos moldes atuais, o casamento civil foi instituído na Holanda, em 1580. Naquele país, todos os não calvinistas deveriam se casar perante o magistrado civil. Aos judeus, dispensava-se e, aos calvinistas, facultava-se.

Preocupada com as transformações sociais (a proliferação do casamento clandestino e a definição do padre como testemunha ou não na celebração) e religiosas (a reforma protestante), a Igreja Católica viu-se obrigada a convocar um concílio para definir sua doutrina a respeito de vários assuntos, inclusive casamento. Em 1.545, inicia-se o Concílio de Trento.

O Concílio resultou na afirmação do casamento como um contrato indissolúvel e no reconhecimento do princípio monogâmico na determinação do livre consentimento dos nubentes para contrair o matrimônio na obrigatória presença do ministro eclesiástico e testemunhas, com a benção.

A Igreja caminha soberana disciplinando o casamento até o século XVIII, com a Revolução Francesa, que “... inaugura o começo do período do casamento civil, obrigatório, determinando, a Constituição de 03/09/1791, no art. 7º, título 2, ‘que a lei considera o casamento somente como um contrato civil’".

"Em Portugal, o alvará de 12-09-1564 publicou e mandou observar as disposições do Sagrado Concílio Tridentino em todos os domínios da Monarquia Portuguesa...", por conseguinte, no Brasil. Este alvará, de autoria do Cardeal D. Henrique, regente português, foi ratificado por D. Sebastião, em 1569.



ORIGEM DO CASAMENTO NOS MOLDES HODIERNO É PAGÃO



Você sabia que a cerimônia de casamento nasceu na Roma antiga? Todo esse ritual da noiva se vestir especialmente para a cerimônia, veio de lá e virou uma tradição. Foi em Roma ainda que aconteceram as primeiras uniões de direito e a liberdade da mulher casar por sua livre vontade.

Desta forma quando as igrejas cristãs realizam o casamento na igreja nos moldes copiado da tradição romana, o que na verdade estão fazendo, estão abençoando o casamento pelos deuses romanos, porque os casamentos religiosos realizados nas igrejas cristãs é uma cópia fiel da sacramentação de origem pagã.

Seja honesto: abençoaria Deus um casamento nos moldes pagão como estão sendo realizado só porque nossos pastores e teólogos querem? Rejeitam o domingo porque dizem ser de origem pagã embora fora cristianizada pelo poder romano; porque dois pesos e duas medidas? Chama isto de honestidade espiritual? Seria este o motivo do grande número de divórcios no meio dos cristãos?

As igrejas estão seguindo exemplos pagãos oficializado pelo catolicismo, e depois querem afirmar que os realizados nos moldes católicos são sem validade, pura hipocrisia.

A mulher casar de forma obrigatória como foi no passado também não é de origem bíblica, e sim, do machismo, a liberdade de escolha é recíproca. Temos direitos iguais perante Deus.



BUQUÊT DE CASAMENTO É DE ORIGEM PAGÃ



Buquês e seus Significados - Os primeiros buquês de noivas incluíam não apenas flores, mas também ervas e temperos. Os mais populares geralmente com cheiro mais forte, como os alhos, eram usados para espantar os maus espíritos. As flores tinham cada uma, seu significado: hera representava fidelidade; lírio a pureza; rosas vermelhas o amor; violetas a modéstia; não-te-esqueças-de-mim era o símbolo de amor verdadeiro; flores de laranja davam fertilidade e alegria ao casal.



ALIANÇA DE CASAMENTO NO DEDO É TRADIÇÃO



Você sabia que o uso da aliança de casamento vem da tradição cristã, desde o século XI, e que era colocada no 3º dedo da mão esquerda, pois acreditavam que nesse dedo havia uma veia que ia direto para o coração? Aliás, ainda hoje, esse costume é praticado nos casamentos islâmicos.



VESTIDO DE CASAMENTO



Você sabia que o vestido branco para o casamento, que foi adotada em todo mundo, veio da Inglaterra, através da rainha Vitória em sua união com o primo, príncipe Albert. Sabia que foi a rainha quem o pediu em casamento? Pois, é! Naquela época não era permitido fazer um pedido desses a uma rainha, então, a rainha não teve alternativa, a não ser ela mesma pedir o príncipe em casamento.

• 11/09/1861 – Decreto 1144 – Efeitos civis dos casamentos religiosos.

• 17/04/1863 – Decreto 3069 – Pastores de religiões não-católicas têm autorização para efeitos civis dos casamentos.

• 25/04/1874 – Decreto 5604 – Regulamentou os registros civis de nascimentos, casamentos e óbitos.

• 14/06/1890 – Decreto 181 – Regulamentou a solenidade do casamento civil.

O que existe na verdade, é uma imposição anti-bíblica da intervenção da sagração do casamento e todas as igrejas aceitaram como se fosse uma intervenção oriunda do Eterno; e quando esta intervenção do homem em referência ao dizimo é questionada, todos chiam porque envolve altísimo valores monetários, é intocável bem como sobre o sábado, mas sobre o casamento qualquer um pode impor suas imposições que nossos líderes aceitam prontamente, desde que eles sejam exaltados em pessoa ou em suas decisões. É de se lamentar profundamente que nossos líderes sejam tão instável e que os liderados não tenha livre arbítrio, ainda são escravos espirituais e morais dos homens.



O CASAMENTO NA PALAVRA DO ETERNO



O casamento na Palavra do Eterno nunca teve formalidades a serem seguidas, com a continuidade da existência do ser humano, eles é que sempre procuraram inovar as instituições divinas, e “ÁI” de quem for ao contrário dos mandamentos denominacionais que não passam de normas humanas, esta pessoa é tida como alienada do reino de Deus por não mais darem crédito a certas imposições humanas. - Em vão, porém, me honram, Ensinando doutrinas que são mandamentos de homens. E dizia-lhes: Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição. Mc. 7: 7. 9.

Para estes mesmos líderes podem perguntar a origem do casamento religioso e civil que eles não sabem, e por não saberem, suas orientações são baseadas em seus próprios umbigos teológicos impuros e convencionais.

► Em Sua eterna sabedoria Deus viu que não seria bom o homem viver sem uma companheira, não foi descoberta humana - Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea. Gn. 2: 18.

► O primeiro clone realizado antes do progresso da ciência e com perfeito sucesso, foi realizado por Deus - Então o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre o homem, e este adormeceu; tomou-lhe, então, uma das costelas, e fechou a carne em seu lugar. Gn. 2: 21.

1. ► Há um grande engodo ensinado por nossos líderes, de que o primeiro casamento foi realizado por Deus, mas um acurado estudo das Sagradas Escrituras, podemos observar que foi o contrário, Deus apenas fez a mulher e a levou para Adão - E da costela que o senhor Deus lhe tomara, formou a mulher e a trouxe ao homem. Gn. 2: 22.

2. ► Quem realizou o casamento foi o próprio Adão, Deus apenas consentiu, abençoou, aprovou, foi testemunha e tornou próspera esta união, este texto mostra a realização do casamento por Adão - Então disse o homem: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; ela será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada. Portanto deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão uma só carne. Gn. 2: 18, 21, 22 – 24.

3. ► Abraão mandou seu servo procurar uma esposa para Isaque, quando ele a viu, gostou dela e a levou para a tenda (casa) que tinha pertencido a sua mãe, e a partir daquele momento Rebeca passou a ser sua esposa, como podem observar, foi isento de celebração e bênção familiar, religiosa ou civil, ou seja, ele mesmo realizou o seu casamento, aprovado e abençoado por Deus. - Isaque, pois, trouxe Rebeca para a tenda de Sara, sua mãe; tomou-a e ela lhe foi por mulher; e ele a amou. Assim Isaque foi consolado depois da morte de sua mãe. Gn. 24: 67.

4. O casamento dos antecessores do Senhor Jesus foram realizado pelo noivo, sem a presença de autoridade civil ou religiosa. Assim tomou Boaz a Rute, e ela lhe foi por mulher; e ele a possuiu, e o SENHOR lhe fez conceber, e deu à luz um filho. Rt. 4: 13.

5. Outro casamento dos antecessores do Senhor Jesus que realizou o próprio casamento, sem a presença de autoridade civil ou religiosa. O que foi mal aos olhos de Deus foi o ato dele adulterar, tomar a mulher de outro homem e matar, não foi ele realizar o próprio casamento. E, passado o luto, enviou Davi, e a recolheu em sua casa, e lhe foi por mulher, e deu-lhe à luz um filho. Porém esta coisa que Davi fez pareceu mal aos olhos do SENHOR. II Sm. 11: 27.

6. O que Deus condena como pecado é, se uma pessoa tiver relações sexuais sem compromisso matrimonial, mas a relação sexual com compromisso matrimonial não é pecado, ou seja, eu conheço uma pessoa e ela passa a ser minha esposa sem a benção de um juiz quer seja cristão ou pagão ou de um líder religioso, Deus reconhece como sendo um casamento legítimo. Se alguém enganar alguma virgem, que não for desposada, e se deitar com ela, certamente a dotará e tomará por sua mulher. Ex. 22: 16.

7. Estes estatutos sobre o casamento são de origens Divina; quem é o homem para mudar os estatutos do Eterno? A própria igreja ensina que Deus não muda; ou por conveniência para a igreja Deus resolveu mudar? Estes são os estatutos que o SENHOR ordenou a Moisés entre o marido e sua mulher; entre o pai e sua filha, na sua mocidade, em casa de seu pai. Ne. 30: 16.

8. Se um casal se separa por motivos justos ou não, e casam com outro ou simplesmente tenha relações sexuais sem compromisso matrimonial, se no futuro os dois resolverem morar juntos novamente, isto é abominação para Deus, não deve haver esta reconciliação matrimonial, embora a igreja pregue que podem casar-se novamente com o ex-companheiro(a). Então seu primeiro marido, que a despediu, não poderá tornar a tomá-la, para que seja sua mulher, depois que foi contaminada; pois é abominação perante o SENHOR; assim não farás pecar a terra que o SENHOR teu Deus te dá por herança. Dt. 24: 4.

9. Casamento sem a presença ou bênção de autoridade civil ou religiosa aprovado por Deus. E olhai, e eis aí as filhas de Siló a dançar em rodas, saí vós das vinhas, e arrebatai cada um sua mulher das filhas de Siló, e ide-vos à terra de Benjamim. Jz. 21: 21.

10. Casamento sem a presença ou bênção de autoridade civil ou religiosa aprovado por Deus. E Abigail se apressou, e se levantou, e montou num jumento com as suas cinco moças que seguiam as suas pisadas; e ela seguiu os mensageiros de Davi, e foi sua mulher. I Sm. 25: 42.

11. A única justificativa para uma pessoa dissolver um casamento e não incorrer em desagrado perante Deus, é por motivos justos de adultério de alguma das partes. Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério. Mt. 5: 32.

12. O Senhor Jesus falando sobre a instituição do casamento, Ele confirmou a realização do verdadeiro casamento que é apenas uma união matrimonial independente da presença de autoridade eclesiástica ou civil. Mas as religiões hodiernas impõem o casamento civil apenas com a intenção de controlar a fé das pessoas. E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Mt. 19: 5.



ORIGEM DO CASAMENTO RELIGIOSO



Com a origem da Igreja Católica no terceiro século da era cristã, foi idealizado várias normas e impostas aos fieis, para com esta atitude a igreja poder controlar a fé dos fieis, e uma desta instituições idealizada foi a implantação do casamento religioso pagão tornando invalido a outra forma de casamento que por milênios havia sido realizado, e quando as igrejas realizam esta cerimônia religiosa estão seguindo um dogma de origem pagão, e o mais curioso é que, é feito nos moldes pagãos.

E o casamento civil teve origem no século dezoito.

O interessante que para as instituições religiosas o casamento que tem valor legal para Deus é o realizado por um juiz, mesmo que ele seja um pagão, um idólatra, um blasfemador ou mesmo um homossexual, ato esse reprovado por todas as instituições religiosas, embora jamais devamos ser discriminatórios, para mim a escolha sexual não é motivo para julgar a honestidade pessoal. A questão é que devem ser obedecidas as imposições religiosas como se fossem instituições divinas. Ao mesmo tempo estas instituições religiosas realizam casamentos religiosos, fica um questionamento que já o fiz pessoalmente, mas ao responderem os líderes afirmam que o casamento religioso não tem nenhuma validade para Deus, é apenas formalismo da igreja. Qual o casamento que tem valor para Deus, é o religioso ou o civil?

Uma outra curiosidade é que, o casamento religioso independente do civil, é reconhecido pelo estado Brasileiro com o mesmo valor do civil, o pastor Lira da IASD que foi do distrito de Coroatá – Ma, disse que: A IASD em outros paises realiza casamento só no religioso.







http://www.irmaos.com/bibliaonline/?



http://igrejasbiblicas.blogspot.com/2007/01/origem-do-casamento-civil.html



http://jus2.uol.com.br/doutrina/texto.asp?id=2662

IASD E AS DUAS GUERRAS MUNDIAIS

1. Após a Primeira Guerra Mundial, dizia-se que a Igreja Adventista do Sétimo Dia não repetiria o erro cometido em 1914-1918. Contudo as evidências revelaram, para o nosso grande desapontamento, que ainda seguiam o mesmo modo de proceder. Finalmente, irrompe outra guerra mundial, e nossos irmãos adventistas tiveram nova oportunidade de provar que se colocavam ou a favor ou contra a lei de Deus. Se realmente lamentassem o que fizeram durante e após a Primeira Guerra Mundial, tiveram agora excelente oportunidade de se redimirem de sua passada falta. As declarações abaixo citadas, de seus próprios escritos, mostrarão como eles agiram.


2. Na Alemanha

"Estamos agora em meio a uma tempestade de acontecimentos que abalam o mundo....

"Nunca devemos esperar que nos países deste mundo sejam realizados os princípios do reino de Deus. Eles têm suas próprias legislações, segundo a vontade de Deus. Se não fosse assim, a Escritura Sagrada não poderia falar das mesmas como sendo ordenadas por Deus. Por isso é que nos sujeitamos, não só voluntariamente, mas de bom grado, a cada serviço exigido de nós. Quem neste (serviço) perder sua vida bem poderá gloriar-se com as seguintes palavras: 'Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém sua vida pelos amigos'. (João 15:13). Lembremo-nos dos nossos varões combatentes, e particularmente dos irmãos que arriscam suas vidas pela pátria e pelos que ficaram em seu lar! Oremos também pelo Fuehrer e seus colaboradores." Der Adventbote [Periódico adventista publicado na Alemanha] 1/10/1939.

"Enquanto nossos irmãos, pais e filhos, além das fronteiras se empenhavam na mais feroz batalha, afanando-se, de vitória em vitória, pela grandeza e futuro da pátria, sentimos a intervenção de Deus no mundo, nos acontecimentos testemunhados nestas poucas últimas semanas. Em silenciosa adoração, agradecemos a Deus que, em Sua sábia providência deu o Fuehrer ao nosso povo.

"Ao mesmo tempo não podemos como também não queremos permanecer calados. Isso provamos no passado e agora estamos novamente provando, porque é uma santa decisão pôr em ação a vontade de Deus. O orgulho que como compatriotas alemães sentimos nas grandes vitórias de nossos soldados, é para nós um novo incentivo para imitá-los na frente de batalha da pátria e mais conscienciosamente empregar nossa força para a vitória." Was tun die Adventisten in der Wohlfahrtspflege? [Relatório do Serviço Social Adventista de 1939, na Alemanha].

Jamais esqueceremos o momento em que nos foi anunciada a entrada em vigor do armistício com a França. ...

"Recobramos a coragem, pusemo-nos a trabalhar e, como estávamos diante das necessidades, lutamos como nunca dantes. E Deus inverteu a balança do destino ao nosso favor.... A Alemanha crê nos sacrifícios que humanamente fizemos até os limites de nossa capacidade, e também crê num Deus que está abençoando nossa batalha humana. Este sentimento foi expresso em palavras alegres porém humildes, e se implantou em nossos corações ao ser cantado em santas melodias e à medida que ressoavam dos campanários. E permanecerá até a última etapa da batalha, que nos trará a vitória sobre o último adversário, e então teremos paz.

"Quão gloriosa é a hora da vitória! Nós, que uma vez fomos ignominiosamente enganados acerca da vitória e da paz justa, provamo-la agora, com calmo e profundo júbilo, todavia sem qualquer arrogância.... Isto não é mera fraseologia hipocritamente piedosa; é uma declaração feita com o sentido da responsabilidade perante Deus. ...

"Luta e sacrifício ainda serão necessários. Para quê? Ora, isto é suficientemente claro. Pensar na vitória significa pensar em tarefas ingentes. Um povo que não pôde ser intimidado por quaisquer inimigos armados ou ameaças, não se eximirá aos últimos esforços em direção ao alvo, nem a tarefas futuras, não importa quão grandes sejam. Fomos colocados neste mundo para lutar e trabalhar. ..." Der Adventbote [Periódico adventista publicado na Alemanha], 15 de julho de 1940.

3. "Como soldados de vanguarda, deixamos nossos lares e nossos negócios e aqui estamos para defender a pátria nestes postos mais avançados." Der Adventbote [Periódico adventista publicado na Alemanha], 1 de junho de 1941.

4. "Vivemos hoje em tempos momentosos e agitados, em que nosso destino jaz diante das mais graves decisões e pesadas tarefas. Estamos em meio a uma guerra terrível e total. Esta batalha está sendo sem dúvida travada direta e principalmente por nossos soldados no exterior, no front, mas como esta é a maior luta possível, a nação inteira nela toma parte. Todos os compatriotas alemães são no mesmo grau combatentes e por isso todos devem agir e lutar como soldados no pleno sentido da palavra. Devem ser bravos, cautelosos, abnegados, e demonstrar senso do dever, como se o resultado dependesse de cada um individualmente. Deste modo, a vitória está igualmente implantada no coração de cada um de nós. Qualquer que seja o posto em que estejamos, cumpre-nos provar, cada dia e cada hora, que somos guerreiros valentes, dignos de nossos heróicos irmãos do campo de batalha. Só um pensamento nos deve hoje dominar: Como posso ajudar a alcançar a vitória? Para este alvo devemos dirigir todas as nossas comissões e omissões, toda a nossa fala e nosso silêncio, todos os nossos desejos e exigências. Esta extensíssima guerra requer de todos os companheiros alemães os máximos e mais elevados esforços em todo um tempo de expectação, sofrimento, sacrifício e luta." Gegenwarts-Fragen [Periódico adventista publicado na Alemanha], 7 de novembro de 1941. -- A Mensagem de Deus ao Povo do Advento, Estudo 11: "Objeção de Consciência ou Combatência", págs. 39-41, publicado pela Editora Missionária A Verdade Presente.

"No povoado adventista de Friedensau, o Estado parlamentar Nazista obteve 99,9% dos votos. Quando alguns adventistas se recusaram a saudar a bandeira suástica e usar a saudação de Hitler, o presidente da Associação Alemã Oriental, W. Mueller, argumentou que essa atitude não faria bem à imagem da igreja. Ele concluiu que 'sob nenhuma circunstância o adventista tem o direito de resistir ao governo, ainda que o governo o obrigue a contrariar sua fé.' A resistência seria inconveniente porque rotularia os adventistas como oponentes do novo Estado, uma situação que se deveria evitar." - Texto traduzido de http://www.libertymagazine.org/html/lngerman.html. Liberty:



5. Declarações em documentos adventistas, tais como esta a seguir, demonstram a triste tendência: “Estamos agora no meio de um tumulto de eventos de mudanças de amplidão mundial. Uma grande época deve encontrar um grande homem ... Portanto, não somente nos submetemos de boa vontade mas também com muito prazer realizaremos cada trabalho requerido. Para aqueles que perderam suas vidas nesta realização podemos citar as palavras de Jesus: ‘Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos.’ (João 15: 13). Lembremo-nos de todos os homens que lutam e especialmente nossos irmãos, que estão preparados para arriscar as suas próprias vidas pela terra natal e por aqueles que são deixados para trás. Vamos também orar a favor do Fuher e seus associados.” – Adventobe, 1 de outubro de 1939.

6. ROMÊNIA 1924

“O serviço militar e a participação na guerra não estão fazendo uma aliança com o mundo, nem defendendo a Babilônia. A participação na guerra é simplesmente um dever; com respeito à guerra os nossos jovens também cumprirão o dever deles no dia de descanso.” - Prophecy, por P.P.Paulini, p.39.

7. YUGUSLÁVIA 1925 “O ensino da Escritura que diz: ‘Dê a César o que é de César e a Deus o que é de Deus’ corresponde aos adventistas em todo sentido. Atendem conscienciosamente ao tempo do serviço militar que é requerido deles, com armas nas mãos, na paz assim como na guerra; e um número significante de adventistas foram provados na Guerra Mundial por meio de sua coragem, e muitos trazem no peito uma medalha do mais alto reconhecimento em razão da sua bravura.” – Adventizam, p.53.

8. RÚSSIA 1924 e 1928“Estamos convencidos que Deus por meio da sua providência, guiou o coração de nosso inesquecível W.J.Lenin, e deu-lhe e também aos seus companehiros sabedoria para trazer as únicas e oportunas declarações para o mundo hoje. Por esta razão os Adventistas do Sétimo Dia querem ser os melhores cidadãos na crença na República Socialista Federal. A doutrina dos Adventistas do Sétimo Dia permite aos seus membros a liberdade de consciência com respeito ao dever militar, e não tenta ditar-lhes como eles devem agir , considerando que cada pessoa deve ser responsável por si mesmo com respeito ao problema militar, de acordo com a sua própria consciência.” - Presidente H.J.Loebsack, Comitê da Conferência.

9.

terça-feira, 2 de março de 2010

ALMOÇO NA CASA DE MEU IRMÃO DEDÉ NO CAMPESTRE - MA

ATUALIZADO - O DOM DE PROFECIA


O DOM DE PROFECIA


INDICE

  1. ESTE SONHO É REAL E VERDADEIRO
  2. O DOM DE PROFECIA.
  3. PROVAS DE QUE PARA A IGREJA E REFORMISTAS A BÍBLIA NÃO É O ESPÍRITO DE PROFECIA.
  4. PORQUE ELA ENVOCOU O DOM PROFÉTICO COMO DIREITOS AUTORAIS SEUS?
  5. O VERDADEIRO TESTEMUNHO DO SENHOR JESUS CRISTO.
  6. QUESTIONAMENTOS QUE EU OS FARIA, SE VOCÊ FOR HONESTO OS RESPONDERÁ.
  7. O QUE BULLÓN PENSA SOBRE O "DOM PROFÉTICO" DA SRA. WHITE...
  8. OS DONS E QUEM OS RECEBEM.
  9. VOCÊ ESTÁ PREGANDO O FALSO CRISTO.
  10. SE OS LIVROS DE ELLEN WHITE É O ESPIRITO DE PROFECIA – PORQUE ELA ELIMINOU O ESPIRITO SANTO EM CASOS PRIMORDIAIS DA HISTÓRIA DO UNIVERSO?
  11. OUTRAS CITAÇÕES QUE ELIMINA O ESPÍRITO SANTO NA CRIAÇÃO
  12. A IDOLATRIA SOB DISFARCE CRISTÃO.
  13. SAIBA SE VOCÊ É IDÓLATRA.
  14. AS PROFECIAS DEVEM SERVIR DE RENDAS AO PROFETA?

ESTE SONHO É REAL E VERDADEIRO

Há vários anos, em uma determinada noite, eu tive o seguinte sonho e por vários anos fiquei sem saber o seu significado.
Neste sonho fui a Roma e fiquei hospedado na casa de uma família conhecida a qual não tenho lembranças dos nomes e muito menos a fisionomia.
Nas igrejas romanas o luxo era indescritíveis, alguém que me acompanhava pediu que eu desse permissão para que ela fizesse uma oração em meu favor, ajoelhávamos, e ao término da oração, ao eu abrir os olhos, nós estávamos de joelhos em frente de um ídolo, eu justificava para várias pessoas presentes e conhecidas que não havia nada de errado em eu ter me ajoelhado em frente de um ídolo com o objetivo único de agradar a pessoa que estava comigo.
Por causa da justificativa que apresentei alguém me acusava de que eu havia murmurado, porque eu não era um dos deles.
Eu saia da igreja Católica e como turista ficava admirando a beleza, a suntuosidade e o luxo dos templos, ao mesmo tempo ficava atormentado por não ter em mãos uma máquina fotográfica para fazer os registros.
Ao dirigir-me a um setor da cidade por onde passava um rio, eu descia uma grande escada de concreto dirigindo-me a um templo na beira do rio, no trajeto, deparava-me com cristais lindos e de várias cores, ao tentar pegar alguns, um policial deteve-me e conduziu-me a uma sala da referida igreja.
Nesta sala eu era julgado por duas pessoas, a minha família tinha permissão para deixar o local e eu ficaria detido pelo crime de tentar apanhar alguns cristais para levar comigo.
Só havia uma forma pela qual eu poderia ser absolvido de tal crime, se eu comprasse algumas relíquias romanas. Não tenho lembranças se comprei ou não.
Ao acordar fiquei impressionado com este sonho e não entendia o significado. No dia 26/12/2006, eu entendi que este era um recado dado por Deus para eu avisar meus irmãos do laço da idolatria que estamos vivendo de forma disfarçada.
Não peço que mudem de religião, apenas que façam uma analise de vossos conceitos defendidos como se fosse verdade e supostamente a luz da Palavra de Deus.
Poderá haver repetição de algum tema, mas é para melhor ser entendido dentro do contexto da verdade.
Magnificado seja o Altíssimo Senhor Deus!

OBJETIVO DESTE ESTUDO

O objetivo deste estudo é colocar em prática o que a Palavra de Deus nos ordena e autoriza a fazer, embora a igreja tenha adequado à norma do catolicismo de que tem a autoridade de definir o que à membresia deva crer e o que deve descrer; partindo deste principio, quando a pessoa descobre a verdade da Palavra de Deus e prefere mudar de opinião direcionando a fé somente a Palavra do Eterno, esta pessoa passa a ser um inimigo simplesmente pelo fato de não crer mais em certas doutrinas que até então era considerada como verdade absoluta, as doutrinas de nossa igreja são consideradas como verdades absolutas e intocáveis, e “ÁI” de quem se atrever a questionar alguma coisa, passa a ser passível de ir para o inferno.
Já sou considerado como inimigo por alguns e perdido pelos que preferem à doutrina da verdade absoluta da igreja, mas por outros na maioria como estando certo por preferir a Palavra de Deus, quando na verdade a única verdade absoluta e intocável é o próprio Deus o Eterno e Sua Palavra, o resto é migalha e quem quiser alimentar-se das migalhas que continue debaixo da mesa como um mendigo espiritual, e os que querem alimentar-se do pão celestial deve sentar-se a mesa como príncipe do Rei Eterno. Migalhas são as verdades fincadas pelos doutorados Teológicos, pão é a Palavra de Deus e o Cristo sem a necessidade de doutorado teológico para entender o plano de Deus.

O DOM DE PROFECIA

► O dom de profecia não é de propriedade particular ou de alguma igreja que evoca a si mesma que este dom é único na igreja, o conselho do Espírito Santo é que qualquer pessoa pode sim, buscar ou querer este dom, também não quer dizer que o mesmo vai alcançar, existem critérios divinos para tal obra. “Assim, pois, irmãos, aspirai ao dom de profetizar; porém, não impeçais falar em línguas”. I cor. 14: 9.
Da mesma forma o dom de profecia não é o Testemunho de Jesus como tem sido ensinado, o primeiro é “dádiva” e o segundo é “vida eterna em Jesus”, sendo assim, são entre si totalmente diferentes.
►O apóstolo advertiu os tessalonicenses a não desprezarem o dom de profecia, e nas palavras, "não extingais o Espírito; não desprezeis as profecias; examinai tudo. Retende o bem", ele ordenou uma cuidadosa discriminação entre o falso e o verdadeiro. Suplica-lhes que se abstenham "de toda a aparência do mal"; e conclui sua carta com uma oração para que Deus os santifique em tudo, para que em "espírito, e alma, e corpo", fossem "plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é o que vos chama", acrescentou, "o qual também o fará". I Tess. 5: 19 - 24. Atos dos Ap. 263, 264.
Com referência ao texto acima citado Ellen White mentiu quando afirmou que o apóstolo nos advertiu para não desprezarmos o “dom de profecia”, na verdade ele nos advertiu para não desprezarmos as profecias o que é totalmente diferente, entre profecia e dom de profecia existem muita diferença.
"E, depois disso, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os velhos terão sonhos, os jovens terão visões. Até sobre os servos e as servas derramarei do meu Espírito naqueles dias”. Jl. 2: 28,29.
۩ Os livros da soberana White, são os dons de profecia, ou, o dom de profecia é a capacidade que o Espírito Santo concede a várias pessoas de entender ou revelar as coisas ocultas de Deus? Porque em vez da Palavra de Deus cumprir-se na coletividade como é revelado no plural, cumpriu-se no singular em uma determinada denominação e sobre uma profetisa comerciaria de revelações proféticas?
Esta profecia de Joel analisada de forma honesta:
Ø     Espírito sobre todos os povos – Na antiga dispensação igreja era conhecida como nações, ou seja, nação Israelita = Igreja Israelita, Filisteu = Igreja Filistéia. Na nova dispensação foi criado o termo Igreja para designar os verdadeiros adoradores e os falsos adoradores, portanto o que distingue entre os verdadeiros e falsos não é o título estampado na fachada do templo. Deus prometeu que concederia o Espírito Santo a todas as igrejas (povos) que são compostos por verdadeiros adoradores e jamais a uma igreja específica, os verdadeiros adoradores (Igreja de Deus) não é uma instituição religiosa, e sim, grupos de pessoas que adoram a Deus independente da nomenclatura.
Ø     Os seus filhos e as suas filhas profetizarão – Deus ainda prometeu que os filhos dos verdadeiros adoradores profetizariam, mas, tanto a IASD bem como Ellen White modificaram o texto para o singular afim de que ela fosse apenas a beneficiaria deste dom de Deus.
Ø     Os velhos terão sonhos – Não seria uma única pessoa que teriam sonhos concedidos por Deus, mas, a IASD bem como a profetiza adulteraram e modificaram o texto para poderem a semelhança dos Católicos terem uma como guia espiritual no lugar da Palavra do Eterno. Não estou afirmando que Deus não usa uma pessoa do sexo feminino, e sim, questionando a adulteração da Palavra de Deus.
Ø     Os jovens terão visões - Não seria uma única pessoa que teriam sonhos concedidos por Deus, mas, a IASD bem como a profetiza adulteraram e modificaram o texto para poderem a semelhança dos Católicos terem uma como guia espiritual no lugar da Palavra do Eterno. Não estou afirmando que Deus não usa uma pessoa do sexo feminino, e sim, questionando a adulteração da Palavra de Deus.
"Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine. Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, se não tiver amor, nada serei. Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me valerá”. I Cor. 13:1-3.
۩ O dom de profecia sem o amor ao próximo e a Deus não tem valor, e se você observar com os olhos da honestidade, verás que nossa igreja na questão do amor é tão seca quanto o mais seco deserto, ela é isenta do amor, só querem saber do teu dinheiro em forma de dízimo e ofertas disso e daquilo outro.
►Assim, temos ainda mais firme a palavra dos profetas, e vocês farão bem se a ela prestarem atenção, como a uma candeia que brilha em lugar escuro, até que o dia clareie e a estrela da alva nasça no coração de vocês. Antes de mais nada, saibam que nenhuma profecia da Escritura provém de interpretação pessoal, pois jamais a profecia teve origem na vontade humana, mas homens falaram da parte de Deus, impelidos pelo Espírito Santo. II Pd. 1: 19 – 21.
►Revelação de Jesus Cristo, ...a palavra de Deus e o testemunho de Jesus Cristo. Feliz aquele que lê as palavras desta profecia e felizes aqueles que ouvem e guardam o que nela está escrito, porque o tempo está próximo. Ap. 1: 1 – 3.
1.            Conforme o texto acima citado, no tempo de João e dos outros profetas o Espírito de Profecia já existia, pergunta: Porque no tempo hodierno apenas os livros de Ellen White é o Espírito de Profecia ou o Testemunho de Jesus e os escritos dos outros profetas não o são?
2.            Se você nunca usou este termo com relação à Palavra de Deus por completo ou a qualquer escrito dos profetas é porque você jamais creu que a Palavra de Deus também é o Testemunho ou o Espírito de Profecia, pergunto: Porque somente os livros de Ellen White o são?
“Mas, nos dias em que o sétimo anjo estiver (bem próximo) para tocar sua trombeta, vai cumprir-se o mistério de Deus (o que é mistério é porque não fora revelado), da forma como ele o anunciou aos seus servos, os profetas”.  Então me foi dito: "É preciso que você profetize de novo (a profecia jamais deveria cessar ou ser resumida em apenas a uma única pessoa – Jl. 2: 28, 29) acerca de muitos povos, nações, línguas e reis" (seria de amplidão mundial profetizado por multidões e jamais restrito a uma única pessoa).  Ap. 10: 7,11.

PROVAS DE QUE PARA A IGREJA E REFORMISTAS A BÍBLIA NÃO É O ESPÍRITO DE PROFECIA

Livros do Espírito de Profecia - Agradeço a meu Pai celestial pelo interesse que meus irmãos e irmãs tomaram pela circulação de Parábolas de Jesus. Pela venda deste livro, muito bem tem sido feito, e o trabalho deve ser continuado. Mas os esforços de nosso povo não devem limitar-se a este único livro. A obra do Senhor abrange mais do que um ramo de serviço. Parábolas de Jesus deve viver e fazer sua obra designada; mas nem todo o pensamento e esforço do povo de Deus devem ser dados a sua circulação. Os livros grandes Patriarcas e Profetas, O Grande Conflito e O Desejado de Todas as Nações devem ser vendidos em toda parte. Estes livros contêm a verdade para este tempo - verdade que deve ser proclamada em todas as partes do mundo. Nada deve impedir sua venda. Colp. Evang. 124.
۩ Ellen White deixou fora a Palavra de Deus da lista como sendo também o Espírito de Profecia e também como a verdade para este tempo e que deve ser proclamada.
 Apresentação do Espírito de Profecia - Os Novos Crentes Devem Ter Compreensão Clara - À proporção que se avizinha o fim e há um contínuo crescimento da obra, que tem por objetivo transmitir ao mundo a última advertência, vai-se tornando mais importante para os que abraçaram a verdade, possuir uma compreensão clara tanto da natureza como da influência dos Testemunhos que Deus, em Sua providência, vinculou à obra da terceira mensagem angélica desde a sua origem. TS, vol. 2, pág. 270.
A Apresentação do Espírito de Profecia - O Pastor ______ não entra em polêmica com oponentes. Ele apresenta a Bíblia com clareza tal que é evidente que qualquer pessoa que divirja tem que fazê-lo em oposição à Palavra de Deus.
►Sexta-feira à noite e sábado pela manhã falou ele sobre o assunto dos dons espirituais, frisando especialmente o Espírito de Profecia. As pessoas presentes a esses discursos dizem que ele apresentou o assunto de maneira clara e convincente. Carta 388, 1906.
Ø     Ellen White como profetiza está muito mal informada, dom de Profecia não é mesma coisa que Espírito de Profecia, são duas coisas totalmente diferente, o dom de Profecia o ser humano recebe como um canal de revelação e o Espírito de Profecia a pessoa recebe para a salvação.
►Em seu ensino o Pastor ______ mostrou que o Espírito de Profecia tem uma parte importante para desempenhar na confirmação da verdade. Na conclusão de seu trabalho, mandou-me convidar... para falar ao público. Carta 400, 1906.
►Deus Fala por Meio dos Testemunhos - Temos que seguir as orientações dadas por meio do Espírito de Profecia. Temos que amar a verdade para este tempo e a ela obedecer. Isto nos guardará de aceitar fortes enganos. Deus nos falou por Sua Palavra. Falou-nos pelos testemunhos para a igreja, e pelos livros que têm ajudado a esclarecer o nosso dever presente bem como a posição que devemos ocupar agora. TS, vol. 3, pág. 275.
A Rejeição dos Testemunhos Resulta em Apostasia - Uma coisa é certa: Os adventistas do sétimo dia que se colocam sob o estandarte de Satanás abandonarão primeiro sua fé nas advertências e repreensões contidas nos Testemunhos do Espírito de Deus. ME, vol. 3, pág. 84.
►O derradeiro engano de Satanás será anular o testemunho do Espírito de Deus. "Não havendo profecia, o povo se corrompe" [no inglês, "o povo perece"]. Prov. 29:18. Satanás operará habilmente de várias maneiras e por diferentes meios, para perturbar a confiança do povo remanescente de Deus no verdadeiro testemunho. Mensagens Escolhidas, vol. 1, pág. 48.
۩ Surgem cinco perguntas:
1.            O Testemunho de Jesus não tem nenhuma relação com o dom de Profecia, sendo assim, porque a profetiza da verdade mentiu?
2.            Porque somente a descrença nos livros de Ellen White resulta em apostasia e na Bíblia não?
3.            Porque os livros de Ellen White são o verdadeiro testemunho de Deus e a Bíblia não o é?
4.            Porque Satanás está tão preocupado apenas em colocar em descrença somente os livros de Ellen White e não a Bíblia?
5.            Porque somente os livros dela são os Testemunhos do Espírito de Deus e a Bíblia não o é?
►O Senhor abriu mais amplamente para Enoque o plano da salvação, e pelo Espírito de Profecia transportou-o através das gerações que viveriam depois do dilúvio, e mostrou-lhe os grandes eventos relacionados com o segundo advento de Cristo e o fim do mundo. (Jud. 14.) - HR, págs. 58 e 59.
۩ Se antes do Dilúvio o Espírito de Profecia já existia, porque hoje só os livros de Ellen White é o Espírito de Profecia?
Acima de todos os outros livros, deve a Bíblia merecer nosso estudo, ela, o grande guia, a base de toda educação. TS, vol. 2, pág. 412.
۩ Se a Bíblia é o meu grande guia, está acima até mesmo dos livros dela, eu não preciso de um guia menor, já tenho o guia maior que é o Espírito Santo que me conduz a toda “verdade” Palavra de Deus.
►Os volumes do "Espírito de Profecia" devem estar em toda família, e ser lidos em voz alta no círculo familiar. ... Os Testemunhos contêm instruções que servem para todos, tanto pais como filhos. Fossem elas lidas em voz alta para a família toda, os filhos bem como os pais seriam beneficiados por seus conselhos, advertências, reprovações. ... Seja o tempo consagrado à leitura das Escrituras e outros livros interessantes que comuniquem conhecimento e incutam bons princípios. Review and Herald, 11 de dezembro de 1879.
 ۩ A escritora chama suas obras de Espírito de Profecia e Testemunhos e a Bíblia ficou sendo apenas um livro interessante.
►Para os jovens a Vida de José Bates é um tesouro; também os três volumes de O Espírito de Profecia. Esses volumes podem ser levados a cada família na Terra. Deus está dando a luz do Céu, e nenhuma família deve ficar sem ela. Sejam os presentes que façais, da espécie que espalhe raios de luz sobre o caminho que conduz ao Céu. Review and Herald, 11 de dezembro de 1879.
Nunca se deve ensinar aos que aceitam o Salvador, conquanto sincera sua conversão, que digam ou sintam que estão salvos. Isto é enganoso. Reavivamento e Seus Resultados, págs. 42 e 43. - A apresentação de livros que levam o nome de Ellen G. White abaixo do título, se bem que apareçam décadas depois da morte da autora, demanda uma palavra de explicação. Ela trará ao leitor certeza de que Mensagens Escolhidas e outras obras do Espírito de Profecia que têm aparecido desde a morte da autora em 1915, são publicadas em harmonia com as deliberações expressas da vontade da Sra. E. G. White. ME. vol. I, pág, 9.
1.     Se a pessoa é salva por Jesus Cristo e não pode dizer que está salva porque é um engano, neste caso estará mentindo toda vez que falar que está salvo em Jesus Cristo, porque Jesus é o salvador.
2.     Porém, se a pessoa falar que os livros dela é o Espírito de Profecia mesmo omitindo a Bíblia desta categoria e afirmar que ninguém será salvo se não crer em seus livros é falar a verdade.
3.     A Palavra de Deus diz: Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele. Quem nele crê não é condenado (ou seja, já está salvo), mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus (a pessoa vai se perder é por não crer no nome do Senhor Jesus como único e suficiente salvador), se a pessoa crer que quem salva é Jesus está no engano segundo a profetiza, mas, se a pessoa somente crer nos livros da Senhora White estará salva. Isto é satânico por parte dela. Jo. 3: 17,18.
4.     Se creio e aceito que Jesus é o Salvador estou salvo como diz as Escrituras, se creio segundo Ellen White estou condenado; em qual dos dois  devo crer?
►Os que esquadrinham as Escrituras acharão explícitas instruções quanto ao que Deus requer deles em pontos de vida religiosa prática. Estais cometendo um erro em desviar a atenção do rebanho de Deus da Palavra, a infalível palavra da profecia. Cuidai com o que ouvis, e sede cauteloso com o que recebeis. Há necessidade de cautela para que a mente do pequeno rebanho não seja encontrada acreditando aquilo que não é a genuína obra do Espírito Santo. Há nisso mui grande perigo. Satanás está sempre procurando introduzir matéria espúria na obra, a fim de manchar o testemunho, e trazer descrédito sobre a verdade. Ele quisera misturar com ela um elemento que fosse pedra de tropeço na senda do povo de Deus. ME. II, 88.
1.            Escrituras, Palavra infalível, palavra da profecia direcionando as expressões aos seus livros, e a Bíblia onde fica?
2.            Porque Deus nunca se preocupou em escrever artigos em Sua Palavra tentando defender como sendo de origem do Espírito Santo ou a crença nela? E teve tanta preocupação em defender com artigos os livros de Ellen White como sendo o verdadeiro Espírito de Profecia?
3.            Porque a Bíblia não é citada por ela bem como pela igreja de que é o verdadeiro Espírito de Profecia?
4.            Porque a infabilidade Papal foi outorgada aos seus livros?

PORQUE ELA ENVOCOU O DOM PROFÉTICO COMO DIREITOS AUTORAIS SEUS?

►Uma irmã, numa carta a seus amigos, fala com muito entusiasmo de uma declaração feita pelo irmão Jones, segundo a qual a irmã White viu que chegou o tempo em que, se mantivermos a devida relação com Deus, todos podem ter o dom de profecia do mesmo modo que aqueles que agora estão tendo visões.
Onde está a autoridade para essa declaração? Tenho de crer que aquela irmã não compreendeu o irmão Jones, pois não posso conceber que ele tenha feito essa declaração. A escritora continua: "O irmão Jones disse ontem à noite que o caso não é que Deus irá falar a todos para o benefício dos demais, mas a cada um para seu próprio benefício, e isto cumprirá a profecia de Joel”. Ele afirmou que isto já está acontecendo em numerosas ocasiões. Ele falou como se achasse que ninguém manteria tal posição de liderança como a irmã White tem mantido e ainda manterá. Referiu-se a Moisés como paralelo. Ele era um líder, mas muitos outros são apresentados como profetizando, embora suas profecias não fossem publicadas. Ele (o irmão Jones) não quer dar permissão para que o assunto, que tem sido lido aqui de alguma irmã, seja copiado para divulgação geral. ...
Não hesito em dizer que teria sido melhor se essas idéias em relação ao ato de profetizar nunca houvessem sido expressas. Tais declarações preparam o caminho para um estado de coisas que Satanás certamente aproveitará para introduzir atividades enganosas. ME. III, 341.
►"E, depois disso, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os velhos terão sonhos, os jovens terão visões. Até sobre os servos e as servas derramarei do meu Espírito naqueles dias. Mostrarei maravilhas no céu e na terra: sangue, fogo e nuvens de fumaça. O sol se tornará em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e temível dia do SENHOR”. Joel 2: 28 – 31.
Afirmavam Ter o Dom de Profecia  - A respeito de minha esposa (E.W.): O Espírito opera por meio dela, e cremos que isto é o dom de profecia que deve ser derramado sobre toda a carne. Este Espírito nos conduz a bondade e pureza de vida, e não podemos compreendê-lo - senão que, segundo diz a Palavra de Deus, estas experiências constituem o resultado de receber a bênção do Espírito de Deus. ME. II 365.
۩ A profecia de Joel, como dom de profecia que é direcionado a toda a humanidade escolhida por Deus para ser revelado por meio de sonhos e visões, será que foi modificado por Deus e direcionado para uma única pessoa como afirma o texto acima? Tem alguma coisa errada nesta história, ou é pecado rever nossos princípios a luz da Palavra de Deus? Ou ela estava com medo de concorrência no caso da igreja crer em outros profetas e assim seus livros não terem o sucesso que almejava alcançar?
Dons do Espírito - Os talentos que Cristo confiou a Sua igreja representam especialmente os dons e bênçãos conferidos pelo Espírito Santo. "Porque a um, pelo Espírito, é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência; e a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar; e a outro, a operação de maravilhas; e a outro, a profecia; e a outro, o dom de discernir os espíritos; e a outro, a variedade de línguas; e a outro, a interpretação das línguas. Mas um só e o mesmo Espírito opera todas essas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer." I Cor. 12:8-11. Nem todos os homens recebem os mesmos dons, porém a cada servo do Mestre é prometido algum dom do Espírito. PJ. 327.
O Espírito de Profecia - Dom Para Mim - O testemunho de Jesus é o espírito de profecia. Apoc. 19:10. O Grande Conflito, págs. 7 e 8.
►Para mostrar como essa promessa se cumpriria para a Igreja, o apóstolo Paulo, em duas de suas epístolas, faz a declaração formal de que certos dons do Espírito foram colocados na Igreja para sua edificação e instrução até o fim do tempo. I Cor. 12; Efés. 4:8-13; Mat. 28:20. E isto não é tudo. Diversas profecias bem definidas e explícitas declaram que nos últimos dias haverá um derramamento especial do Espírito Santo, e que a Igreja, por ocasião do aparecimento de Cristo, terá tido, durante sua experiência final, "o testemunho de Jesus", que é o espírito de profecia. Atos 2:17-20 e 39; I Cor. 1:7; Apoc. 12:17; 19:10. PP. 19.
 ۩Para a igreja e Ellen White, neste derramamento do Espírito Santo só houve uma pessoa beneficiada e a profecia foi alterada para o beneficio unicista, o que era para ser cumpridas entre várias pessoas, pelo que ensina Ellen White Deus voltou atrás tornando a profecia de Joel como sendo falsa por ter sido transforma em singularidade quando era para ser plurarista.

O VERDADEIRO TESTEMUNHO DO SENHOR JESUS CRISTO

Mais provas que o Testemunho de Jesus existia antes da existência de Ellen White e jamais fora algum livro escrito ou dom de profecia. Vi as almas dos que foram decapitados por causa do testemunho de Jesus e da palavra de Deus. Ap. 22: 4.
Que dá testemunho de tudo o que viu, isto é, a palavra de Deus e o testemunho de Jesus Cristo... estava na ilha de Patmos por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus. Ap. 1: 2,9.
...haviam sido mortos por causa da palavra de Deus e do testemunho que deram. Ap. 6: 9.
Eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do testemunho que deram; diante da morte, não amaram a própria vida. Ap. 12: 11.
O dragão irou-se contra a mulher (igreja Israelita e jamais qualquer denominação que se auto intitula de Igreja) e saiu para guerrear contra o restante da sua descendência (a perseguição não é contra uma denominação como estão ensinando, e sim, contra os que continuam fieis a Deus independentemente de denominação – restante da semente, co irmãos dos Israelitas que é a Igreja gentílica de Deus), os que obedecem aos mandamentos de Deus (na Palavra de Deus existem 613 mandamentos, qual seriam destes?) e se mantêm fiéis ao testemunho de Jesus (Espírito de Profecia – vida eterna no Senhor Jesus o Cristo). Ap. 12: 17.
Quem dá testemunho sobre a pessoa do Senhor Jesus é o Espírito santo, neste texto é revelado um outro nome pelo qual podemos conhecer e chamar a pessoa aqui revelada como testemunha do salvador. O Espírito Santo é conhecido também como: Espírito da Verdade. Nós podemos testemunhar a favor ou contra o Senhor Jesus, mas, somente o Espírito Eterno é quem dá testemunho fidedigno sobre Ele. A Palavra do Espírito Santo: E o Espírito é quem dá testemunho dele, porque o Espírito é a verdade. I Jo. 5: 6.
O próprio Senhor Jesus confirmou: É o Espírito da Verdade,... Jo. 14: 17.
O que vem ser o testemunho de Deus?
1.            Há o testemunho dos homens e o de Deus, sendo o de Deus verdadeiro por da fonte da verdade que é Deus, os dos homens são falsos porque provem de vontade carnal e jamais da fonte inesgotável da verdade: Aceitamos o testemunho dos homens. Ora, maior é o testemunho de Deus... I Jo. 5: 9.
2.            Quem crer no Senhor Jesus tem em si mesmo o testemunho de Deus, ou seja, o testemunho de Deus não são livros como ficaram espalhando esta mentira por mais de uma centena de ano as pobres ovelhas que não procuram alimentar-se da Palavra de Deus e sim das migalhas que caem das mesas dos nossos líderes inescrupulosos: I Jo. 5: 10.
3.            O verdadeiro testemunho de Deus é a vida eterna no Senhor Jesus Cristo, qualquer outro Testemunho (Espírito de Profecia) tem sua origem no espírito da mentira, neste caso, o Testemunho (Espírito de Profecia) de Ellen White teve sua origem no espírito da mentira porque o mesmo veio em substituição ao o original: E o testemunho é este: Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. I Jo. 5: 11.
4.            O testemunho do Senhor Jesus revelado e implantado em nossas vidas pelo Espírito da Verdade é a vida no Senhor Jesus o qual é a Palavra de Deus viva, e jamais qualquer livro insinuado por vossas lideranças como sendo o Espírito de Profecia: O qual atesta, como palavra de Deus, o TESTEMUNHO DE JESUS Cristo e tudo o que viu. Apc. 1: 2.
O verdadeiro servo de Deus tem implantado em sua vida o verdadeiro Testemunho do Senhor Jesus, mas, para quem segue e é salvo pela Teologia o verdadeiro Testemunho são os livros de Ellen White: Porque o espírito profético não é outro que o testemunho de Jesus. Apc. 19: 10.
O Espírito de Profecia é a vida eterna no Senhor Jesus, ou seja, quando é aplicado este título divino a obra de Ellen White, a igreja está divinizando a pessoa por meio de seus livros e instituindo-a como co-salvadora, podem negar como quiserem, mas esta é a verdade, vossa liderança jamais vai reconhecer esta blasfêmia simplesmente por questões financeiras, estes livros rendem milhões de dólares por ano, fica a questão: De que lado ficar, do lado dos milhões ou da verdade?
Você sabe quando foi aplicado este termo “ESPIRITO DE PROFECIA” pela primeira vez na história de nossa igreja aos livros de Nossa Senhora White?
O secretario F.M.Wilcox da Conferência Geral da IASD, no ano de 1930 aplicou pela primeira vez este título divino à obra por ela escrita que é o mesmo que direcionar a sua pessoa, foi ele quem sugeriu em seu livro "O Testemunho de Jesus", um nome divino para Ellen White:Espírito de Profecia”. Depois da morte da profetiza, quinze anos se passaram para poderem reconhecer que o verdadeiro Espírito de Profecia não é a vida eterna no Senhor Jesus, e sim, a obra de Nossa Senhora White. E ela enquanto viva se auto promoveu como tendo escrito o Espírito de Profecia, quando em verdade ela escreveu o espírito da mentira.
Porque Nossa Senhora White e não Senhora White? Poderá questionar alguém.
Seja honesto e analise comigo: Na igreja Católica quem salva é Jesus Cristo, mas, se a pessoa não crer em Nossa Senhora mãe de Deus, está perdido.
Na IASD quem salva é Jesus Cristo, mas, se a pessoa não crer na Senhora White está perdido por não crer no suposto Espírito de Profecia, ou seja, a doutrina é a mesma, os personagens é que são diferentes.

QUESTIONAMENTOS QUE EU OS FARIA, SE VOCÊ FOR HONESTO OS RESPONDERÁ:

1.            Com certeza para você a Palavra de Deus não é o Espírito de Profecia somente os livros de Ellen White, em qual texto existe a sustentação? Você poderá dizer que a Bíblia também é como todos afirmam ao serem questionados, mas te questiono novamente:
2.            Quantas vezes em tua vida você chamou a Bíblia de Espírito de Profecia? Se nunca a chamou é porque ela não é para você, e para poder enganar os que te questionam você mente dizendo que é.
3.            Porque a Bíblia para você não é a pena inspirada, somente os livros de Ellen White é que os são? Se você usar o mesmo argumento anterior para se justificar você continua mentindo. PENA INSPIRADA – Obra exclusiva do Espírito Santo.
4.            Porque a Bíblia para você não é o Testemunho de Deus e tão somente os livros de Ellen White é que os são? Se você novamente usar o argumento anterior para tentar disfarçar o que você crer, continua sendo um mentiroso. TESTEMUNHO – Vida eterna no Senhor Jesus - ESPÍRITO DE PROFECIA – que é a caracterização somatória, ou seja, tanto faz falar Testemunho de Jesus, Testemunho de Deus ou  verdadeiro Espírito de Profecia.
5.            Porque Jesus Cristo não é o Senhor de tua vida? Porque a IASD tem uma senhora em vez de um Senhor? Porque Ellen White que é a senhora de tua vida? Você poderá afirmar que não é verdade, porém, eu tenho observado que nas conversas, estudos e pregações e literaturas, vocês sempre se referem à Ellen White como SENHORA, e jamais em hipótese alguma você chama a JESUS CRISTO de SENHOR; você o chama de qualquer título, menos deste, ou seja, você é tão idólatra quanto um romano. Os católicos têm nossa senhora Maria e você (nossa) senhora Ellen White, mas não tem o Senhor Jesus – o Padre Zezinho disse que eles têm Maria e os Adventistas (reformista, dissidentes, grifos acrescidos) Ellen White, ele mentiu com tal declaração? Seja honesto e responda a si mesmo.
6.            Você está envolto no grupo que adulteraram o texto de ("E, depois disso, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os velhos terão sonhos, os jovens terão visões. Até sobre os servos e as servas derramarei do meu Espírito naqueles dias. Mostrarei maravilhas no céu e na terra: sangue, fogo e nuvens de fumaça. Jl. 2: 28 - 30), para o singular, quando o mesmo é todo no plural, e tudo o que é no plural é mais de um, só pra enclausurar Ellen White como a PERSONA ÚNICA USADA por Deus para cumprir esta profecia como todos têm afirmado que esta profecia se cumpriu na vida da SENHORA WHITE? Não tente dizer que não é verdade, porque é a mais pura verdade que para você e a igreja sempre foi assim.
7.            Porque para você Ellen White é: SENHORA, SERVA DO SENHOR, IRMÃ, e as mulheres bíblicas que foram usadas por Deus e as de tua igreja que são exemplos fidedignos a serem seguidos não as são? Se você disser que não bem assim como afirmei, você continua mentindo, pois é desta forma que você se refere unicamente a NOSSA SENHORA WHITE.
8.            Somente para você a Bíblia é a Palavra de Deus, ou também os livros dela também o são como muitos têm afirmado e que chegaram ao cúmulo da blasfêmia de dizerem que os livros dela é um acréscimo a Palavra de Deus? - Nada acrescente às palavras dele, do contrário, ele o repreenderá e mostrará que você é mentiroso. Pv. 30: 6.
9.            Para você os livros dela é uma luz menor (inferior – rebaixado – sem qualidade) que conduz a luz maior, ou a luz maior Espírito Santo nos conduz a luz maior que é a Divindade? O interessante é que se você colocar uma luz inferior próximo de uma luz superior, a inferior que é sem qualidade fica invisível ou ofuscada pela superior, ou seja, se é verdade que os livros dela são a luz menor, neste caso não tem nenhuma utilidade por ser invisível em frente da luz superior que é a Palavra de Deus.
10.          Qual o mistério que existe que, quando a pessoa estuda a Palavra de Deus em profundidade a pessoa passa a ser um cristão autêntico e quando a pessoa estuda em profundidade os livros dela passa a ser simplesmente fanático ou dissidente? Aqui tem coelho no mato.
11.          Porque, que pra você quem salva é Jesus Cristo, mas se não crer nos escritos de nossa senhora White não tem como ser salvo? Isto é doutrina romana, só muda a personificação da personagem.
12.          A Palavra de Deus diz que sobre as pessoas como nação que negarem o Soberano Deus virá repentina destruição No passado surgiram falsos profetas no meio do povo, como também surgirão entre vocês falsos mestres. Estes introduzirão secretamente heresias destruidoras, chegando a negar o Soberano que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. II Pd. 2: 1- Quando disserem: "Paz e segurança", a destruição virá sobre eles de repente, como as dores de parto à mulher grávida; e de modo nenhum escaparão. I TS. 5: 5, (duas coisas vai trazer destruição generalizadas sobre as pessoas, 1º) Negar o Soberano Deus e 2º) Terem uma suposta aparência de paz.
A profetiza ensina o contrário, ou seja, para ela a Palavra do Eterno mentiu e ela veio para mostrar a verdade, afirmando que é a negação do sábado pela instituição do domingo: Quando nossa nação [Estados Unidos], em suas assembléias legislativas, promulgar leis que restrinjam a consciência das pessoas quanto aos seus privilégios religiosos, impondo a observância do domingo e exercendo poder opressor contra os que guardam o sábado do sétimo dia, a lei de Deus será, para todos os efeitos, invalidada em nosso país, e a apostasia nacional será seguida de ruína nacional. SDA Bible Commentary, vol. 7, pág. 977. EF. 133.

O QUE BULLÓN PENSA SOBRE O "DOM PROFÉTICO" DA SRA. WHITE...

Numa palestra do programa Está Escrito, exibida em 15 de outubro de 2000, o evangelista Alejandro Bullón, pastor dos pastores da Divisão Sul-Americana, fala sobre o ministério de Ellen White de forma honesta.
Pastor Bullón -... Então, eu acredito em que ela se encaixa dentro das características de um profeta verdadeiro. Agora, daí a dizer que a igreja adventista  segue ela, não. Que a igreja adventista construiu alguma doutrina baseada nos escritos dela, não! Se ela não tivesse existido, se ela não tivesse escrito algum documento, em nenhum papel, a igreja adventista continuaria crendo nas mesmas coisas em que crê, porque todos os fundamentos de fé da igreja adventista são tirados unicamente da Bíblia.
Pr. Costa Jr. - E me encanta, Pastor, que em um trecho dos seus escritos, ela com humildade diz que é "uma luz menor que leva para uma luz maior”. Naturalmente, esta "luz maior" é a Palavra de Deus, que é a revelação soberana da vontade de Deus. Na verdade, ela expande este conhecimento, sem em nenhum momento entrar em conflito com a Bíblia.
Pastor Bullón - E eu quero dizer mais a algum amigo que está ouvindo: se alguma vez você encontrou um membro da igreja adventista que, em lugar da Bíblia, anda com um livro do Espírito de Profecia tentando provar alguma coisa, perdoe esta pessoa porque ela nunca entendeu o que é a igreja adventista, ou em que a igreja adventista acredita. Nós não precisamos de nenhum livro de Ellen White para provar os fundamentos de nossa fé, porque Deus nos deixou unicamente a Sua Palavra como regra de fé. Agora, quando eu leio os escritos maravilhosos desta mulher, só encontro conselhos oportunos para a minha vida...

OS DONS E QUEM OS RECEBEM

Os dons são distribuídos por quem e para quem? Qualquer um os poderá receber?
O testemunho do Senhor Jesus foi confirmado na era apostólica e todos os cristãos autênticos o recebe, isto quer dizer que, naquela época este Testemunho já existia, o que prova que o Testemunho de Jesus não é livro como tem sido divulgado por uma ala do cristianismo para poder enaltecer uma senhora acima do Senhor que é o Cristo, copiando de forma disfarçada à senhora dos católicos, apenas usando personagem diferente, da mesma forma como os católicos herdaram dos pagãos, e assim, a idolatria vai crescendo em nosso meio.
Porque o testemunho de Cristo foi confirmado entre vocês. I Co.1: 7.
► isto é, a palavra de Deus e o testemunho de Jesus Cristo. Ap. 1: 1,2.
Nem todo cristão recebe o dom de profecia, e mais, o dom de profecia não é o Testemunho de Jesus e o Testemunho de Jesus todo cristão recebe.
Gostaria que todos os homens fossem como eu; mas cada um tem o seu próprio dom da parte de Deus; um de um modo, outro de outro. I Co.7:7.
Ter o dom de profecia não é o ponto máximo do cristianismo, engano quem assim o pensar, o Testemunho de Jesus é o ponto máximo do cristianismo.
►Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, se não tiver amor, nada serei. I Co. 13: 2.
O dom de profecia qualquer pessoa pode ter e buscar, ter este dom não é só conhecer os mistérios de Deus e os revelar, é também a capacidade de entender as profecias do passado, presente e futuro. Portanto, afirmar categoricamente que este dom cumpriu-se exclusivamente na vida de Ellen White e que esta é a última manifestação deste dom é mentira, é restringir a obra do Espírito Santo.
O Espírito de Profecia não é a capacidade de escrever livros, e muito menos a constituição de livros ou revelações proféticas.
Sigam o caminho do amor e busquem com dedicação os dons espirituais, principalmente o dom de profecia. I Co. 14: 1.
Não negligencie o dom que lhe foi dado por mensagem profética com imposição de mãos dos presbíteros. I Tm. 4: 14.
Os dons são concedidos aos membros da igreja de Deus por meio da mensagem profética e imposição das mãos dos Presbíteros (anciãos – bispos) e jamais pelos pastores, mas, os anciãos (bispos – presbíteros) não podem fazer este rito estabelecido por Deus, porque estarão os mesmos correndo o risco de serem chamados de dissidentes por seus pastores, por não seguirem as normas humanas, e sim, preferirem as estabelecidas por Deus, mas infelizmente, nossos anciãos não conhecem esta verdade Divina e muito a Deus o que os impossibilita a viverem esta verdade.
Acima do dom de profecia está o amor, o que as igrejas cristãs jogam no vaso sanitário e dão descarga como se estivessem sendo libertas de algo abominável.
Por essa razão, torno a lembrar-lhe que mantenha viva a chama do dom de Deus que está em você mediante a imposição das minhas mãos. II Tm. 1: 6.
Os dons são concedidos para que as pessoas beneficiem os outros não são para uso pessoal, ou seja, para conseguir altos lucros como tem sido feito com o suposto Espírito de Profecia escrito por Ellen White. Não estou dizendo que os escritos de uma pessoa devam ser distribuídos de graça, mas o que existe é exploração por parte da escritora e dos mantenedores dos direitos autorais, e ainda têm a arrogância de dizerem as pessoas para restringirem o alimento para poder comprar, um livro que se compra na sede, o mesmo é o dobro ou triplo nas mãos dos colportores.
►Cada um exerça o dom que recebeu para servir os outros, administrando fielmente a graça de Deus em suas múltiplas formas. I Pd. 4: 10.

VOCÊ ESTÁ PREGANDO O FALSO CRISTO

Se, então, alguém lhes disser: 'Vejam, aqui está o Cristo!' ou: 'Ali está ele!', não acreditem. Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão grandes sinais e maravilhas para, se possível, enganar até os eleitos. Vejam que eu os avisei antecipadamente. "Assim, se alguém lhes disser: 'Ele está lá, no deserto!', não saiam; ou: 'Ali está ele, dentro da casa!', não acreditem. Mt. 24: 23 – 26.
Observem bem estas frases nas quais identifica o falso cristo:
·                     Quem salva é Jesus, mas se você não crer nos escritos da senhora White não tem como você ser salvo.
·                     Quem salva é Jesus, mas se você não guardar o sábado você não tem como ser salvo.
·                     Quem salva é Jesus, mas se você não guardar a lei não tem como ser salvo.
·                     Quem salva é Jesus, mas se você não deixar de comer carne não tem como ser salvo.
·                     Muitos de vossos pregadores na hora do apelo, de forma semelhantes eles dizem: Se você não aceitar a Jesus hoje, amanhã poderá ser muito tarde, se você morrer amanhã Jesus já veio para você. Se for verdade, Ele não voltará em poder e glória.
Quando você usa estes argumentos, indiretamente você está dizendo que Jesus Cristo não tem competência para sozinho salvar o individuo, Ele precisa de co-salvadores a semelhança do catolicismo, no catolicismo só existe uma co-salvadora, sendo assim, eles estão em vantagem, enquanto que para sua igreja existem vários co-salvadores.
“Pois a rebeldia é como o pecado da feitiçaria, e a arrogância (orgulho, presunção) como o mal da idolatria. Assim como você rejeitou a palavra do SENHOR, ele o rejeitou como rei". I Sm.15: 23.
“Vocês sofrerão o castigo de sua cobiça e as conseqüências de seus pecados de idolatria. E vocês saberão que eu sou o Soberano, o SENHOR". Ez. 23: 29.
Por isso, meus amados irmãos, fujam da idolatria. Estou falando a pessoas sensatas; julguem vocês mesmos o que estou dizendo. I Co. 10: 14,15.
No passado vocês já gastaram tempo suficiente fazendo o que agrada aos pagãos. Naquele tempo vocês viviam em... e na idolatria repugnante. I Pd. 4: 3.

SE OS LIVROS DE ELLEN WHITE É O ESPIRITO DE PROFECIA – PORQUE ELA ELIMINOU O ESPIRITO SANTO EM CASOS PRIMORDIAIS DA HISTÓRIA DO UNIVERSO?

►► APENAS JESUS CRISTO E JEOVÁ SÃO MENCIONADOS NA QUESTÃO ENTRE A DIVINDADE E LÚCIFER.
Uma luz especial resplandecia de seu semblante e brilhava ao seu redor, mais viva do que ao redor dos outros anjos; todavia, Cristo, o amado Filho de Deus, tinha preeminência sobre todo o exército angelical. Ele era um com o Pai, antes que os anjos fossem criados. Lúcifer invejou a Cristo, e gradualmente pretendeu o comando que pertencia unicamente a Cristo. HR. 13.
Acharam o Pai em conferência com Seu Filho amado, para determinar os meios pelos quais, para o bem-estar dos anjos leais, a autoridade assumida por Satanás podia ser para sempre retirada. HR. 17,
“Muitos estiveram  dispostos a dar atenção a este conselho, a arrepender-se de sua desafeição, e procurar de novo ser recebido no favor do Pai e do Filho”.P.P. p. 22.
"Contudo, o Filho de Deus era mais exaltado do que ele (Lúcifer), sendo um em poder e autoridade com o Pai”.  P.P. p. 17.  
Satanás lançou fora seus sentimentos de desespero e fraqueza e, como líder deles, fortaleceu-se para enfrentar o problema e fazer tudo o que estivesse ao seu alcance para desafiar a autoridade de Deus e Seu Filho. Informou-os de seus planos. H.R. 29.
►► NOVAMENTE O ESPÍRITO SANTO É IGNORADO PELA ESCRITORA.
O Filho estava assentado no trono com o Pai, e a multidão celestial de santos anjos reunidos ao redor. O Pai então fez saber que, por Sua própria decisão, Cristo, Seu Filho, devia ser considerado igual a Ele, assim que em qualquer lugar que estivesse presente Seu Filho, isto valeria pela Sua própria presença. HR. 13.
Se a declaração for verdade, neste caso, antes desta audiência feita pelo Pai, Jesus não era Deus, foi constituído Deus nesta oportunidade, isto é blasfêmia.
►► O ESPÍRITO SANTO É SIMPLESMENTE IGNORADO NA CRIAÇÃO NO SUPOSTO ESPÍRITO DE PROFECIA QUE DIZEM SER OBRA DO MESMO.
Especialmente devia Seu Filho trabalhar em união com Ele na projetada criação da Terra e de cada ser vivente que devia existir sobre ela. O Filho levaria a cabo Sua vontade e Seus propósitos, mas nada faria por Si mesmo. À vontade do Pai seria realizada nEle. HR. 13,14.
Pai e Filho empenharam-Se na grandiosa, poderosa obra que tinham planejado - a criação do mundo. HR. 20.
Depois que a Terra foi criada, com sua vida animal, o Pai e o Filho levaram a cabo Seu propósito, planejado antes da queda de Satanás, de fazer o homem à Sua própria imagem. Eles tinham operado juntos na criação da Terra e de cada ser vivente sobre ela. E agora, disse Deus a Seu Filho: "Façamos o homem à Nossa imagem.. HR. 21.
Ellen White diz: "O soberano (JEOVÁ) do Universo não estava só em Sua obra de beneficência. Tinha um (O TERMO ANULA COMPLETAMENTE A PRESENÇA PESSOAL E CORPORAL DO ESPÍRITO SANTO) companheiro - um cooperador que podia apreciar Seus propósitos, e participar de Sua alegria ao dar felicidade aos seres criados... Cristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era um com o eterno Pai...”. P.P. p. 11 – (O Espírito Santo não foi citado, nem ao menos como espectador, muito menos como criador).
Deus diz: *No princípio criou (BARA – CRIAR NO SINGULAR) Deus (ELOHIM – DEUSES) os céus e a terra.  A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Deus pairava (SE MOVIA E VOAVA LENTAMENTE OBSERVANDO E PARTICIPANDO) sobre a face das águas. Gn. 1: 1.
►►OUTRAS CITAÇÕES QUE ELIMINA O ESPÍRITO SANTO NA CRIAÇÃO PELA ESCRITORA
O Filho de Deus executara a vontade do Pai na criação de todos os exércitos do Céu; e a Ele, bem como a Deus, eram devidas as homenagens e fidelidades daqueles”.P.P. p. 17.
“Os ditosos pássaros esvoaçavam ao seu redor, sem  temor; e, ao ascenderem seus alegres cantos em louvor ao Criador, Adão e Eva uniam-se a eles em ação de graças ao Pai e ao Filho.” P.P. p. 34.
Pai e Filho empenharam-Se na grandiosa, poderosa obra que tinham planejado - a criação do mundo. H.R. 20.
Depois que a Terra foi criada, com sua vida animal, o Pai e o Filho levaram a cabo Seu propósito, planejado antes da queda de Satanás, de fazer o homem à Sua própria imagem. Eles tinham operado juntos na criação da Terra e de cada ser vivente sobre ela. E agora, disse Deus a Seu Filho: "Façamos o homem Nossa imagem." Gên. 1:26. p. 21. HR 
►► O ESPÍRITO SANTO É IGNORADO NO PLANO DA SALVAÇÃO.
Vi o adorável Jesus e contemplei uma expressão de simpatia e tristeza em Seu rosto. Logo eu O vi aproximar-Se da luz extraordinariamente brilhante que cercava o Pai. Disse meu anjo assistente: Ele está em conversa íntima com o Pai. HR. 42.
E o sacrifício a que o amor infinito induziu o Pai e o Filho, a fim de que os pecadores pudessem ser salvos, demonstra ao Universo todo (e nada menos que este plano de expiação teria bastado para fazer) que a justiça e a misericórdia são o fundamento da lei e do governo de Deus. GC. 503.
“Sua morte resolveu a questão de terem ou não o Pai e o Filho amor suficiente pelo homem para exercerem a abnegação e um espírito de sacrifício."  P.P. p. 66.  
"Enoque (...) viu também o estado corrupto do mundo, no tempo em que Cristo aparecesse pela segunda vez, ou seja, que haveria uma geração jactanciosa, presumida, voluntariosa, negando ao único Deus e o Senhor Jesus Cristo...” P.P. p. 82.
►► O ESPÍRITO SANTO FOI DESCARTADO NOS SEGREDOS DE JEOVÁ.
Deus informou a Satanás que apenas a Seu Filho Ele revelaria Seus propósitos secretos. HR. 18.
Ellen White diz: “Cristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era um com o eterno Pai - um em natureza, caráter, propósito ser que poderia penetrar em todos os conselhos e propósitos de Deus”.P.P. p. 14. (QUANDO SE USA O TERMO “ÚNICO”, É PORQUE NÃO EXISTE NENHUMA OUTRA ALTERNATIVA).
Ellen White diz: “Perante os habitantes do Céu, reunidos, o Rei declarou que ninguém, a não ser Cristo, o Unigênito de Deus, poderia penetrar inteiramente em Seus propósitos”.P.P. p. 16. (QUANDO SE USA O TERMO “NIMGUÉM”, É PORQUE NÃO EXISTE NENHUMA OUTRA ALTERNATIVA).
Quem está falando a verdade, Ellen White ou a Palavra de Deus quando afirma:* Porque Deus no-las revelou pelo seu Espírito; pois o Espírito esquadrinha (DEVASSA, PESQUISA, PROCURA) todas as coisas, mesmos as profundezas de Deus. I Co. 2: 10.
►► APENAS JESUS CRISTO É IGUAL A JEOVÁ E MERECEDOR DE ADORAÇÃO.
Apresentando a Cristo ao tempo em que Ele estava em igualdade com Deus e com Ele recebendo homenagem dos anjos. AA. 333.
O povo de Deus tem o privilégio de entreter franca comunhão com o Pai e o Filho. "Agora vemos por espelho em enigma”.I Cor. 13:12. GC. 297.
"Cristo era o Filho de Deus; tinha sido um com Ele antes que os anjos fossem chamados a existência. Sempre estivera Ele à destra do Pai."   P.P. p. 19  
O santo par unia-se a eles e elevava sua voz num harmonioso cântico de amor, louvor e adoração ao Pai e a Seu amado Filho pelos sinais de amor ao seu redor. Reconheciam a ordem e a harmonia da criação, que falavam de sabedoria e conhecimento infinitos. H.R. 22.
►► O ESPÍRITO SANTO NÃO ESTAVA NO MONTE SINAI
O Pai e o Filho, acompanhados por uma multidão de anjos, estavam presentes no monte. P.P. 339.
Um Pastor me disse que Ellen White não faz referência ao Espírito Santo nestes capítulos de onde foram tirados estes textos, é porque não havia importância que Ele fosse citado. Se for verdade, neste caso, o Espírito Santo não foi importante nas revelações dela.
Jesus Cristo, antes da criação Ele não era o Filho de Deus, Ele era apenas Deus em todo o sentido da palavra.
Ele será grande e será chamado (o que vai ser ainda não é) Filho do Altíssimo. Lc. 1: 32.
Acerca de seu Filho, que, como homem, era descendente de Davi, e que mediante o Espírito de santidade foi declarado Filho de Deus (Jesus Cristo foi declarado filho de Deus após nascer da água e do Espírito, ao nascer de Maria Ele era apenas filho de homem) com poder, pela sua ressurreição dentre os mortos: Jesus Cristo, nosso Senhor. Rm. 1: 3,4.
Fico a pensar: Se os livros dela é obra do Espírito Santo, porque Ele foi ignorado nos eventos mais importantes de nossa história? Em quem devo crer, na Palavra de Deus ou nos escritos da Senhora White?
Fica uma interrogação: Porque para vocês Ellen White é Senhora e Jesus Cristo não é Senhor? Você pode afirmar de que estou errado, mas observe bem, vocês em suas pregações, estudos e palestras jamais se referiu a Jesus Cristo chamando-O de Senhor Jesus, chama-O de Deus, Filho de Deus, Messias, Salvador e Redentor, mas não o chama de Senhor, sendo assim, você não tem um Senhor (SOBERANO, GRANDIOSO, MAGNÍFICO) em tua vida apenas uma senhora (SOBERANA, GRANDIOSA, MAGNÍFICA), ou seja, você é tão idólatra quanto um católico.
A nossa fé deve está depositada apenas, unicamente no Senhor Jesus, e jamais em alguma mulher ou homem. Sobre os seres humanos, podemos apenas amá-los. “Porque ouço falar da sua fé no Senhor Jesus e do seu amor por todos os santos”. Fm. 1: 5.
Ninguém, jamais, perderá a salvação por não crer nos escritos da Senhora Ellen White, alguém, poderá perder a salvação descrendo sim, nos verdadeiros livros (espírito) de profecia; os quais a Palavra de Deus, inquestionavelmente, afirma serem os livros de profecia, livro do Senhor, sagradas Escrituras, palavra de Deus.
►“Se alguém tirar alguma palavra deste livro de profecia, Deus tirará dele a sua parte na árvore da vida e na cidade santa, que são descritas neste livro”. Ap. 22: 19. (N.V.I).
“Procurem no livro do SENHOR e leiam”. Is. 34: 16.
“Pois a palavra de Deus é viva e eficaz”. He. 4; 12.
Que o “Todo – Poderoso” tenha misericórdia de nossas almas.

A IDOLATRIA SOB DISFARCE CRISTÃO

“Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não te prostrarás diante deles nem lhes prestarás culto, porque eu, o SENHOR, o teu Deus, sou Deus zeloso”. Ex. 20:4,5.
1º - Não as adorarás (prostrar-se; venerar; idolatrar) – Ao colocar a pessoa ou seus escritos acima, ou de igual valor a Palavra de Deus, é uma forma de venerar o escritor, o que é uma forma de idolatria disfarçada, e adoração a um deus falso.
2º - Nem lhes darás culto – Quando é mais prazeroso usar livros, ou nome de uma mulher, para questionar ou substituir textos da Palavra de Deus, é também uma forma de cultuar outra pessoa o que constitui em idolatria.
“Por isso, meus amados irmãos, fujam da idolatria.”.  I Cor. 10:14.

NOVO TESTE COM ELLEN WHITE

O Espírito Santo deixou a seguinte autorização para que os seguidores do Senhor Jesus jamais fossem enganados.
ü     Que não devemos acreditar em qualquer pessoa que se dizem usada por Deus – Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora. I Jo. 4: 1.
ü     80% dos livros de Ellen White não são de autoria dela, o livro “Caminho a Cristo” não é de autoria dela, uma das secretária dela escreveu este livro e a profetiza publicou como tendo sido de autoria sua e o pior de tudo, alegando que fora Deus quem a revelou o texto, em outras palavras: Ellen White roubou os direitos autorais – "Portanto", declara o Senhor, "estou contra os profetas que roubam uns dos outros as minhas palavras. Jer. 23: 30. Não furtarás. Êx. 20: 15.
ü     Muitas de suas palavras, as que não foram roubadas os direitos autorais, são de próprio cunho de Ellen White ou informações científica de sua época, o problema é que ela mentiu afirmando que eram revelações do Eterno. Sim", declara o Senhor, "estou contra os profetas que com as suas próprias línguas declaram oráculos. Jer. 23: 30.
ü     Como poderia Deus ter usado uma pessoa nestas condições? De forma irresponsável ela fez referência a Deus palavras que Ele jamais proferiria por serem mentiras e desta forma milhões de pessoas tem sido afastada do caminho de Deus, embora seja membros da igreja não são membros do corpo de Cristo. Qual o benefício que Ellen White trouxe a Igreja verdadeira de Deus? Sim, estou contra os que profetizam sonhos falsos", declara o Senhor. "Eles os relatam e com as suas mentiras irresponsáveis desviam o meu povo. Eu não os enviei nem lhes autorizei; e eles não trazem benefício algum a este povo", declara o Senhor. Jer. 23: 32.

UM NOME DIVINO PARA UMA PROFETISA

O Espírito Santo tem vários nomes pelo qual é identificado na Bíblia mostrando e revelando a Sua Divindade, se porventura alguma pessoa ou um anjo direcionarem estes nomes com o intuito de ser Deus, ou mesmo ter alguma centelha de divindade, a Palavra diz: “Não terás outros deuses diante de minha face”.  Ex. 20: 8.
Mesmo que esta pessoa, ou seus defensores possam afirmar: Jamais tive a pretensão de ser deus, ou, nós não estamos divinizando a pessoa ou sua obra.
Quando nós aplicamos um titulo divino a qualquer coisa, independentemente do que seja, estamos sim divinizando, tornando em um deus ou uma deusa tal pessoa ou obra. Mesmo que seja negado, mas as evidências são direcionadas neste sentido, vamos tomar, por exemplo, a mãe do Senhor Jesus o Cristo: É ensinado que ela é a mãe de Deus, neste sentido ela só poderia ser a mãe de Deus se ela fosse uma deusa ou uma semi-deusa, porém, ela é mãe do Senhor Jesus homem, porque ele nasceu dela como homem e jamais como Deus, embora ele tenha reassumido sua divindade ao ressuscitar.
Outro exemplo: Eu sou uma pessoa de Deus, isto não me qualifica para ser divino, Deus está comigo, posso refletir o caráter de Deus, mas jamais poderei refletir a divindade porque não sou deus.
A Palavra do Eterno afirma: Eu sou o Senhor, esse é meu nome, a ninguém cederei minha glória, nem a ídolos minha honra. Isa. 42: 8. O nome de Deus revela a Sua glória, se eu aplicar esta glória a uma obra minha ou sendo Dele mesmo, estarei absorvendo esta glória como sendo minha, me divinizando.

SAIBA SE VOCÊ É IDÓLATRA

1º - Você chama de Senhora estas mulheres: Eva, Sara, Noemi, Rute, Rebeca, Quetura, Raquel, Lia, Maria, Mirian, Débora, Ana, Raabe e etc., ou, somente Ellen White é Senhora? Porque somente Ellen White? Talvez você tente negar, mas em verdade, você jamais usou estes termos paras outras mulheres bíblicas, estes termos são de uso exclusivos para Nossa Senhora White.
2º - Você chama de irmã estas mulheres: Eva, Sara, Noemi, Rute, Rebeca, Quetura, Raquel, Lia, Maria, Mirian, Débora, Ana, Raabe e etc., ou, somente Ellen White é irmã? Porque somente Ellen White? Talvez você tente negar, mas em verdade, você jamais usou estes termos para outras mulheres, estes termos são de uso exclusivos para Nossa Senhora White.
3º - Você usa os escritos de Ellen White como tenho presenciado para anular textos Bíblicos?
4º - Para você os livros de Ellen White é o Espírito de Profecia?
5º Porque a Bíblia para você não é o Espírito de Profecia? A prova é que você jamais usou este termo para com a Palavra de Deus, o que prova que você não crê na Bíblia como sendo também o Espírito de Profecia. Porque para você somente os livros de Ellen White é o Espírito de Profecia? Isto mostra que para você os livros dela são superiores ao Bíblico. É impossível você provar ao contrário, pois tal citação você usa somente para os livros dela.
“Em ambas quero despertar com estas lembranças a sua mente sincera para que vocês se recordem das palavras proferidas no passado pelos santos profetas, e do mandamento de nosso Senhor e Salvador que os apóstolos de vocês lhes ensinaram.”. II Pd. 3:2.
“Assim, temos ainda mais firme a palavra dos profetas, e vocês farão bem se a ela prestarem atenção, como a uma candeia que brilha em lugar escuro, até que o dia clareie e a estrela da alva nasça no coração de vocês”.  II Pd. 1:19.
“Se alguém fala, faça-o como quem transmite a palavra de Deus. Se alguém serve, faça-o com a força que Deus provê, de forma que em todas as coisas Deus seja glorificado mediante Jesus Cristo, a quem sejam a glória e o poder para todo o sempre. Amém.”. I Pd.4:11.
Por levantar estas questões, alguém poderá dizer: Ele está simplesmente combatendo o ministério de Ellen White, não é verdade, estou combatendo o que os fanáticos fizeram com ela a semelhança do que fizeram os católicos com Maria e mostrando que ela é falsa profetiza, questionando porque ela excluiu o Espírito Santo nos textos já citados, colocá-los em outros textos não justifica o que foi feito e ao mesmo tempo ela ter substituído o verdadeiro Testemunho com os livros de sua autoria.
6º - Porque as mulheres que já citei e tantas outras não são chamadas de ”SERVA DO SENHOR, IRMÃ, SENHORA”, somente Ellen White? Têm alguma coisa errada nesta história.
7º - Da mesma forma como você chama de Serva do Senhor, porque você não chama também as mulheres de tua igreja que são fieis a Deus e ao mesmo tempo são exemplo a serem seguidos como o as personagens bíblicas?
8º - Para você Jesus é a única porta para a salvação, ou, a abstenção de carne também o é?
9º - Para você Jesus é o único caminho para o céu, ou, só entra no céu se guardares pelo menos um sábado no traslado para o céu? O que seria outro caminho e porta para o céu.
10º - Para você Jesus é a verdade única que salva, ou, só é salvo quem crer na Senhora Ellen White? Já presenciei centenas de adventistas, reformistas e dissidentes ensinarem que não será salvo quem não crer em seus livros.
Eu estava conversando com um amigo, no dia 26/11/07, na casa de um Terapeuta, também meu amigo, e ao falar pra ele que minha salvação dependia apenas de crer no Senhor Jesus Cristo e jamais na Senhora Ellen White, disse-me ele: Você está mesmo perdido. Não tem jeito pra você.
11º - A Bíblia é a Palavra de Deus, ou, os livros dela também o são e ao mesmo tempo um acréscimo a Bíblia como alguns têm afirmado?
“Nada acrescente às palavras dele, do contrário, ele o repreenderá e mostrará que você é mentiroso”. Pv. 30:6.
12º - Você é dos que adulteram Joel 2: 28, 29; transformando-o do plural as promessas divinas para o singular para poder enclausurar Ellen White como a “ÚNICA PERSONA PROFÉTICA” usada por Deus? E conseqüentemente a transforma em Sua Senhora?
13º - Para você os livros dela é uma luz menor (inferior) que conduz a luz maior, ou, a Palavra de Deus e Jesus é a luz única da verdade?
10º - Porque os livros de Ellen White é a pena inspirada e a Bíblia não o é? Pena inspirada: Obra exclusiva do Espírito Santo. Termo usado exclusivamente para os livros dela.
15º - Porque a pessoa que mergulha fundo no estudo da Bíblia torna-se um cristão autêntico, e os que mergulham fundo no estudo do suposto ESPIRITO DE PROFECIA quando não passa a ser um FANÁTICO torna-se um DISSIDENTE? Mistério.
“Aquele que vem do alto está acima de todos; aquele que é da terra pertence à terra e fala como quem é da terra. Aquele que vem dos céus está acima de todos.”. Jo. 3:31.
“Todo aquele que o Pai me der virá a mim, e quem vier a mim eu jamais rejeitarei. Ninguém pode vir a mim, se o Pai, que me enviou, não o atrair; e eu o ressuscitarei no último dia. Está escrito nos Profetas: 'Todos serão ensinados por Deus. Todos os que ouvem o Pai e dele aprendem vêm a mim. E prosseguiu: "É por isso que eu lhes disse que ninguém pode vir a mim, a não ser que isto lhe seja dado pelo Pai”. Jo. 6:37, 44, 45,65.
“Mas quem pratica a verdade vem para a luz, para que se veja claramente que as suas obras são realizadas por intermédio de Deus”.  Jo. 3:21.
“Mesmo que a minha carta lhes tenha causado tristeza, não me arrependo. É verdade que a princípio me arrependi, pois percebi que a minha carta os entristeceu, ainda que por pouco tempo Agora, porém, me alegro, não porque vocês foram entristecidos, mas porque a tristeza os levou ao arrependimento. Pois vocês se entristeceram como Deus desejava, e de forma alguma foram prejudicados por nossa causa. A tristeza segundo Deus não produz remorso, mas sim um arrependimento que leva à salvação, e a tristeza segundo o mundo produz morte. Vejam o que esta tristeza segundo Deus produziu em vocês: que dedicação, que desculpas, que indignação, que temor, que saudade, que preocupação, que desejo de ver a justiça feita! Em tudo vocês se mostraram inocentes a esse respeito”. II Co. 7: 8 - 13.

AS PROFECIAS DEVEM SERVIR DE RENDAS AO PROFETA?

  1. O caráter fortemente comercial em todo o ministério de Ellen White, e também revelado no seu Testamento. Só para você ter uma idéia, um livro que no sels custa 50,00, na casa você compra por 25,00 e na mão do colportor por 100,00. Uma irmã comprou um livro na mão de um colportor, ao ir ao sels de Imperatriz - Ma o livro era a metade do valor, vale ressaltar que o livro não estava em promoção, esta irmã disse: Isto é um roubo. Ela mesma me confidenciou.
  2. Diga-me o nome de algum profeta bíblico que vendia suas profecias como ela fazia, e que as deixou como herança para seus filhos ganharem milhões de dólares por ano de lucros com as profecias.  Diga-me nome de um profeta que fez da profecia um meio de vida, exceto Balaão que foi abandonado por Deus por ter transformado a profecia em meios de lucros como fez Ellen White na vida presente e para o futuro. Um escritor deixar seus direitos autorais para seus filhos está certo, o que está errado é fazer isso com supostas profecias dadas por Deus para edificação da igreja. Poderá falar alguém: Mas as Bíblias são vendidas. É verdade, mas a diferença são duas:
  3. As Bíblias você consegue a preços baixos, os livros dela são caríssimos.
  4. Os profetas não vendiam suas profecias e seus descendentes não ganharam dinheiro com estas profecias.
  5. Que tipo de justificativa Bíblica você dará para defender Ellen White em ter deixado as visões proféticas para seus filhos e netos como herança lucrativa, o produto da venda de suas visões e mensagens de Deus para a igreja do tempo do fim?
  6. Ellen White escreveu que é pecado a pessoa deixar seus bens como herança para seus filhos, mas ela deixou as profecias lucrativas para seus filhos e netos, ela está na base de: FAÇA O QUE EU DIGO, E NÃO FAÇA O QUE EU FAÇO: "Foi-me mostrado que alguns filhos que professam crer na verdade, influenciam, indiretamente, o pai a guardar seus bens para os filhos em vez de os empregar na causa de Deus enquanto vive. Os que assim têm influenciado o pai a transferir para eles a sua mordomia, mal sabem o que estão fazendo. Estão amontoando sobre si mesmos dupla responsabilidade, a de influenciar a mente do pai de tal modo que ele não cumpra o propósito de Deus na distribuição dos meios que por Ele lhe foram confiados para serem usados para Sua glória, e a responsabilidade adicional de se tornarem despenseiros dos meios que deveriam ter sido dados pelo pai aos banqueiros, para que o Mestre pudesse receber com juros o que Lhe pertencia." - Conselhos Sobre Mordomia, págs. 331 e 332.
  7. Por meio da falsa humildade apresentada pela igreja e pela profetiza, as pessoas tem sido induzidas a aceitarem as declarações que contradizem a Palavra de Deus como sendo verdades intocáveis, e com isto têm-se ganho milhões com a venda das profecias. “Humildade... Desencaminham-se estas pessoas em suas próprias visões e, cheias do vão orgulho de seu espírito materialista”, Col. 2: 18.
  8. Diga o nome de um profeta que se preocupou e perdeu tempo tentando provar que suas profecias eram de Deus? Eles davam à mensagem, se quisesse crer que cressem, eles não tentavam persuadir as pessoas a darem crédito em suas palavras, já Ellen White escreveu muitas linhas tentando convencer as pessoas que seus livros são realmente de origem divina; se realmente os são, porque ela não deixou o Espírito Santo convencer as pessoas, precisou ela mesma e da igreja fazer o trabalho do Espírito Santo convencendo as pessoas?
A única porta para eu entrar no céu é Jesus Cristo, e jamais abstenção de carne limpa ou crença em qualquer outro livro.
O único nome dado no céu e na terra para sermos salvos é JESUS CRISTO, não é Nossa Senhora disto ou daquilo, muito menos livro ou qualquer tipo de abstenção alimentar, ou, para você Jesus não tem competência para salvar e precisa de complemento?
Só Jesus Cristo Salva! Duvidas disso?

Autor: Eurias R. Carneiro
eurias.carneiro@gmail.com