domingo, 17 de outubro de 2010

O VERDADEIRO BATISMO BIBLICO



Noventa e nove por cento das religiões hoje batizam em "nome do Pai e do Filho e do Espirito Santo." Mas poucos sabem que este batismo é Católico, e que a Igreja Católica reconhece como irmãos em Cristo todos os que batizam na fórmula dela! Veja neste material os textos do Catecismo Católico provando isto, e descubra quando o batismo foi mudado, pois a Bíblia fala no batismo em Nome de Jesus. Faça o donwload do folheto e saiba toda a verdade.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

CURIOSIDADES PARA VOCÊ AVALIAR COM HONESTIDADE


CURIOSIDADES PARA VOCÊ AVALIAR COM HONESTIDADE
COM HONESTIDADE E JAMAIS COM A RELIGIOSIDADE
Amados, não deis crédito a qualquer espírito (PESSOAS QUE SE AUTOPROMOVEM COMO SENDO USADA POR DEUS); antes, provai (COMPARAR SEUS ENSINAMENTOS COM A PALAVRA DE DEUS) os espíritos (PESSOAS / PASTORES/ LÍDERES) se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas (VIDENTES / PASTORES POSSEIROS DA VERDADE E DA SALVAÇÃO) têm saído pelo mundo (EVANGELIZAÇÃO / IGREJAS) fora (PROSELITISMO). I Jo. 4: 1.


Como os pastores não têm como provar por meio da Palavra do Eterno que estou errado, pois os textos conspiram contra eles, estão me difamando dizendo que estou entrando nas igrejas e fazendo baderna e anarquia, mas estão mentindo (Jo. 8: 44), jamais usei ou usarei de tais métodos. As igrejas por onde tenho passado são testemunhas vivas e oculares que falo a verdade, a não ser que elas adoram a falsidade e a mentira.
Um pastor desesperado me fez duas ameaças: Que mandaria a policia me prender ou me denunciaria ao ministério público e que perpetrará um abaixo assinado negando minha entrada nas Igrejas dele, mas, ele não tem bagagem legal ou espiritual para tal atitude, é só ele fazer o teste. Isto me fez pensar o seguinte: Se nossas leis permitissem matar como no tempo da Santa Inquisição, eu já teria sido queimado vivo há muito tempo; o outro detalhe é que eles mesmos ensinam que a igreja é democrática, isto é questionável pelo seguinte motivo: Sá há democracia na igreja quando a pessoa submete-se a ideologia, se a pessoa questionar algum ponto da ideologia a mesma é expulsa da membresia.  Seque anexas cópias das ameaças.
Os textos de Ellen White supracitados foram copiados do Cd 66 – Ellen White da CPB, este é o motivo pelo qual os textos não coincidem com os dos livros publicados. Se você quiser gratuitamente uma cópia do CD eu darei para você conferir, motivo pelo qual que existe um indivíduo mentindo nas Igrejas que estou fazendo referência a textos inexistentes, com isso alega que sou mentiroso. Peça por email à cópia do CD que levarei pessoalmente.
1.         O caráter fortemente comercial em todo o ministério de Ellen White é também revelado no seu Testamento. Só para você ter uma idéia, um livro que no sels custa 50,00, na casa você compra por 25,00 e na mão do colportor por 100,00. Uma irmã de Imperatriz - MA comprou um livro na mão de um colportor, ao ela ir ao sels da referida cidade o livro era a metade do valor, vale ressaltar que o livro não estava em promoção, esta irmã disse: Isto é um roubo. Ela mesma me confidenciou.
2.            Tua Senhora White deixou orientações para serem seguidas enquanto ela ainda estava viva e que deveriam ser obedecidas após sua morte, que seus livros não deveriam ser vendidos a preços populares, ou seja, a valores na realidade de quem é pobre, porque o lucro que seria adquirido com a venda das profecias teria lucro muito pouco, ou seja, as profecias supostamente dadas por Deus para serem transmitida a igreja era apenas uma fonte de enriquecimento da profetiza e quem quisesse ter acesso a estas mensagens teriam que comprar por valores bem acima das condições reais do leitor, porque as profecias foram apenas fonte de lucros para ela e sua família, como é feito até nossos dias, as lideranças dizem a menbresia: Irmãos, deixem de comprar carne e invista no livro do Espírito de Profecia para poder alimentar também o espírito.  Já presenciei inúmeras vezes estas propostas e que jamais foram feitas com referência a Palavra de Deus (Bíblia). Ela mesma taxou suas profecias como um MOVIMENTO DE NEGÓCIO E FONTE DE LUCROS. Interessante, em vez de serem revelações do Espírito Santo são fontes de lucros e comerciais suas revelações. “Muitas de nossas publicações têm sido lançadas NO MERCADO POR PREÇO TÃO BAIXO, que OS LUCROS NÃO SÃO SUFICIENTES para manter A CASA (sua residência) e conservar um bom fundo para uso contínuo. E aqueles dentre nosso povo que não têm especial preocupação pelos vários ramos da obra... não se tornam informados com respeito às necessidades da causa e o capital (profecias capitalistas) requerido para conservar em MOVIMENTO O NEGÓCIO. Não compreendem a possibilidade de perdas e as despesas que diariamente ocorrem a tais instituições. Parece pensarem que tudo prossiga sem muito cuidado ou dispêndio de meios, e por isso insistirão na necessidade DE PREÇOS MAIS BAIXOS PARA NOSSAS PUBLICAÇÕES, não deixando assim quase nenhuma Margem De Lucro”. Col. Ev. 86.
3.            Que tipo de justificativa Bíblica ou palavreada você apresentará para defender Ellen White em ter deixado as visões proféticas para seus filhos e netos como herança lucrativa e comerciária, o produto da venda de suas visões e supostas mensagens de Deus para a igreja do tempo do fim?
4.            Diga-me o nome de algum profeta bíblico que vendia suas profecias como ela fazia, e que as deixou como herança para seus filhos ganharem altos lucros por ano com as profecias?  Diga-me nome de um profeta que fez da profecia um meio de vida, exceto Balaão que foi abandonado por Deus por ter transformado a profecia em meios de lucros como fez Ellen White na vida presente e para o futuro? Um escritor deixar seus direitos autorais para seus filhos está certo, o que está errado é fazer isso com supostas profecias dadas por Deus para edificação da igreja. Poderá falar alguém: Mas as Bíblias são vendidas. É verdade, mas a diferença são duas:
1.            As Bíblias você consegue a preços baixos e os profetas não vendiam suas profecias como Ellen White o fez e não as deixou como herança lucrativa para seus descendentes, e os livros dela são caríssimos. Se fossem vendidos apenas para cobrir as despesas de publicações e dos vendedores seria uma justificativa boa, mas são vendidos com lucros exorbitantes.
2.            A CPB (Brasil) em juízo de primeira instância, alegando tecnicalidades, cavou uma aberração (injustiça) jurídica que não atende a convenções internacionais: Uma extensão dos direitos autorais de Ellen White além dos 70 anos. No Brasil a CPB detém o direito exclusivo de imprimir os livros de Ellen White. --- mantém um advogado ameaçando qualquer um que se atreva imprimir, mesmo partes dos textos de Ellen White. --- Por direito, os livros de EGW que você compra hoje no Brasil, 10% são creditados nas contas bancárias da família White. Alegam, mas nunca mostraram qualquer prova que os descendentes de EGW abriram mão dos seus direitos tentam com esta desculpa diminuir o impacto negativo do Testamento deixado por Ellen White em benefício de seus descendentes, outra coisa, mesmo que sua família tenham abdicado da herança profética, ela as deixou como herança, portanto, não há justificativa, a não ser que você leitor seja tão cego que não sabe diferenciar entre o ser e o não ser. Jesus Cristo afirmou que: Deve ser sim quando sim e não quando não, se afirmar sim sendo não ou não sendo sim é de procedência maligna. De que lado você quer ficar? Seja o seu 'sim', 'sim', e o seu 'não', 'não'; o que passar disso vem do Maligno. Mt. 5: 37
·                    Nos Estados Unidos e no Brasil os direitos autorais cessam 70 anos após a morte do autor. (convenção internacional) Nos Estados Unidos há várias impressoras não denominacionais que imprimem alguns livros de Ellen White sem autorizações da IASD. (inclusive são vendidos nas lojas ABC das associações) Embora essas impressoras visem exclusivamente lucros, e não dispõem de máquinas compradas com dízimos, os livros custam a metade dos preços dos livros similares impressos pela Pacific Press e Review and Herald.(CPBs americanas)
Os Royalties no Testamento são de 10% (do preço da capa) e em 1985 (1915+70 anos) a IASD tinha mais de 1 milhão de membros. --- Calcule os bilhões de dólares que a família White recebeu em direitos pelas publicações das visões de Ellen White ??? E hoje que são calculados em 16 milhões de membros? Os profetas do verdadeiro Deus não vendiam suas profecias e seus descendentes não ganharam dinheiro com estas profecias.
·                    Ellen White escreveu que é pecado a pessoa deixar seus bens como herança para seus filhos, mas ela deixou as profecias lucrativas para seus filhos e netos, ela está na base de: FAÇA O QUE EU DIGO, E NÃO FAÇA O QUE EU FAÇO: "Foi-me mostrado que alguns filhos que professam crer na verdade, influenciam, indiretamente, o pai a guardar seus bens para os filhos em vez de os empregar na causa de Deus enquanto vive. Os que assim têm influenciado o pai a transferir para eles a sua mordomia, mal sabem o que estão fazendo. Estão amontoando sobre si mesmos dupla responsabilidade, a de influenciar a mente do pai de tal modo que ele não cumpra o propósito de Deus na distribuição dos meios que por Ele lhe foram confiados para serem usados para Sua glória, e a responsabilidade adicional de se tornarem despenseiros dos meios que deveriam ter sido dados pelo pai aos banqueiros, para que o Mestre pudesse receber com juros o que Lhe pertencia." - Conselhos Sobre Mordomia, págs. 331 e 332.
1.            Diga o nome de um profeta que se preocupou e perdeu tempo tentando provar que suas profecias eram de Deus? Eles davam à mensagem, se quisesse crer que cressem, eles não tentavam persuadir as pessoas a darem crédito em suas palavras, já Ellen White escreveu muitas linhas tentando convencer as pessoas que seus livros são realmente de origem divina; se realmente os são, porque ela não deixou o Espírito Santo convencer as pessoas, precisou ela mesma e da igreja fazer o trabalho do Espírito Santo persuadindo as pessoas? Na verdade seus devotos fazem mesmo é a cabeça dos que não conhecem a Palavra do Eterno e os enganam que se não crerem em Nossa Senhora White não tem salvação. Jamais estes falaram o que é o verdadeiro Espírito de Profecia, pelo seguinte motivo, a instituição dominadora deixaria de ganhar bilhões de dólares por ano em todo o mundo, quer dizer, o Espírito de Profecia vendido para as pessoas é apenas fonte de lucros e jamais fonte da verdade. Esperto os garotos.

O VERDADEIRO ESPÍRITO DE PROFECIA

ü    Quem crer no Senhor Jesus Cristo já tem em si o Testemunho (Espírito de Profecia), não precisamos dos livros de Ellen White para tê-lo, que ensina desta forma é o Espírito Santo, a IASD ensina ao contrário. Se você aceitar esta verdade você estará declarando que Deus é verdadeiro e a igreja mentirosa, se você não crer desta forma você estará declarando que Deus é mentiroso e a igreja verdadeira, você não tem uma terceira alternativa. Quem crê no Filho de Deus tem em si mesmo esse testemunho (Espírito de Profecia – Ap. 19: 10). Quem não crê em Deus o faz mentiroso, porque não crê no testemunho (os que crêem que são os livros de Ellen White que constituem no Espírito de Profecia estão declarando que Deus é mentiroso) que Deus dá acerca de seu Filho. I Jo. 5: 10.
ü    O verdadeiro Espírito de Profecia, ou seja, o Testemunho que Deus nos deu é a vida do Senhor Jesus. Se você aceitar esta verdade você estará declarando que Deus é verdadeiro e a igreja mentirosa, se você não crer desta forma você estará declarando que Deus é mentiroso e a igreja verdadeira, você não tem uma terceira alternativa. E este é o testemunho (Espírito de Profecia – Ap. 19: 10): Deus nos deu a vida eterna, e essa vida está em seu Filho. I Jo. 5: 11.
ü    Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês ESTE TESTEMUNHO (Espírito de Profecia) concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã. Ap. 22: 4.
Apenas dois questionamentos:
1.            Porque o verdadeiro Testemunho (Espírito de Profecia) surgiu somente no século 18 segundo os soberanos da fé?
2.             Segundo o Soberano Espírito Santo o verdadeiro Testemunho (Espírito de Profecia), na era um do Cristianismo já existia, a quem você dará crédito: A igreja ou ao o Espírito Santo? I Jo. 5: 10 – 11 -  ...que dá testemunho de tudo o que viu, isto é, a palavra de Deus e o testemunho de Jesus Cristo (Espírito de Profecia – Ap. 19: 10). Ap. 1: 2.
...causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus (Espírito de Profecia – Ap. 19: 10). Ap. 1: 9.
...causa da palavra de Deus e do testemunho que deram. Ap. 6: 9.
...O testemunho de Jesus é o espírito de profecia. Ap. 19: 10. Comparar com I Jo. 5: 10, 11.
...por causa do testemunho de Jesus (Espírito de Profecia – Ap. 19: 10) e da palavra de Deus. Ap. 20: 4.
Eu creio e jamais duvidarei do verdadeiro Espírito de Profecia, já cri na mentira da igreja que são os livros de Ellen White, mas, graças a Deus fui liberto pelo Senhor Jesus desta mentira que levará milhões para a perdição. Por este motivo existem algumas pessoas que estão mentindo afirmando que não creio mais no Espírito de Profecia e que estou espalhando descrédito ao mesmo.
·                     E conhecerão a verdade (Jesus Cristo), e a verdade (Jesus Cristo) os libertará. Jo. 8: 22.
·                     Portanto, se o Filho os libertar, vocês de fato serão livres. Jo. 8: 26.
Os que aceitam como Espírito de Profecia os livros de Ellen White estão escravizados pelo embuste e mentira, seguem o falso Cristo, se quiserem ser verdadeiramente livres, devem abandonar a mentira de que os livros de Ellen White é o Espírito de Profecia e ter um encontro com o Verdadeiro Cristo que é o Senhor Jesus da verdade e aceitar o verdadeiro Espírito de Profecia que é a vida do Senhor Jesus que o Eterno nos deu.
Se você quiser dar crédito ao verdadeiro Espírito de Profecia que é a vida do meu Senhor Jesus o Cristo será problema seu, se quiser continuar dando crédito ao falso espírito de profecia que são os livros de tua Senhora White será problema seu. Eu fico com o Espírito verdadeiro. Por eu está mostrando esta verdade e outras, fui ameaça por um pastor de polícia e ministério público, que seria ao mesmo tempo feito um abaixo assinado para eu não entrar mais em uma igreja de Nossa Senhora White, houve esta reação porque não conseguem provar meu erro pela Bíblia. Segue anexo copias das ameaças.
Deus seja exaltado, magnificado e engrandecido por seus verdadeiros adoradores!
1.         A Palavra de Deus diz que sobre as pessoas como nação que negarem o Soberano Deus virá repentina destruição, são revelações do Espírito Santo. No passado surgiram falsos profetas no meio do povo, como também surgirão entre vocês falsos mestres. Estes introduzirão secretamente heresias destruidoras, chegando a negar o Soberano que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. II Pd. 2: 1- Quando disserem: "Paz e segurança", a destruição virá sobre eles de repente, como as dores de parto à mulher grávida; e de modo nenhum escaparão. I TS. 5: 5, (duas coisas vai trazer destruição generalizadas sobre as pessoas, 1º) Negar o Soberano Deus e 2º) Terem uma suposta aparência de paz.
ü     A profetiza Ellen White ensina que não é bem assim como o Espírito Santo relatou, diz que é a negação do sábado pela instituição do domingo, são revelações de tua profetiza, ou seja: Quem dos dois está profetizando a verdade? Quando nossa nação [Estados Unidos], em suas assembléias legislativas, promulgar leis que restrinjam a consciência das pessoas quanto aos seus privilégios religiosos, impondo a observância do domingo e exercendo poder opressor contra os que guardam o sábado do sétimo dia, a lei de Deus será, para todos os efeitos, invalidada em nosso país, e a apostasia nacional será seguida de ruína nacional. SDA Bible Commentary, vol. 7, pág. 977. EF. 133.
Prefiro crer que é o Soberano Deus que profetizou a verdade e que ela é a falsa profetiza.
Só o Senhor Jesus Cristo salva!

Autor: Eurias R. Caneiro






SEGUNDA AMEAÇA

2009/10/6 heberson licar
meu querido...
segundo o Ten Cel Celso, vc pode ir ao juizado agora mesmo.
mas eu deveria já ter dado parte de você.
não farei isso, pelo menos por enquanto, quero ver até onde vai sua presunção, dissimulação e falta de ética e respeito com as autoridades.
antes de falar com o Hilquias, pobre menino que não tem culpa das ações do pai, aliás, um bom garoto por quem tenho muita admiração pela postura e humildade, diferindo-se do pai... liguei 3 vezes pra você, e não fui atendido.
já sei de um irmão que recebeu o seu material, e só quero que saiba que, se continuar, farei um abaixo assinado por todas as igrejas, dizendo como nos sentimos prejudicados pela sua presença e pela distribuição de material que ofende nossas doutrinas e confissão de fé, e se a polícia não resolver, é para o ministério público que vamos.
Estou agindo como Cristo agiria (Jo 2: 13 a 25; Mt 21: 12 a 13; Mc 11: 15 a 19; Lc 19: 45 a 48). O bom pastor protege suas ovelhas. Oro ao Senhor para que ajude-o a ver o engano que está cometendo, e que a Sua mão não pese sobre a sua vida por estar lidando com desprezo com assuntos tão importantes. Que o Espírito Santo possa dar-lhe discernimento.
Não misturo amizade com trabalho, e não sei se posso considerá-lo um amigo pelo desrespeito demonstrado.
mais do que palavras bonitas, a nossa vida e conduta falam mais alto sobre quem nós somos.
Um grande abraço, estarei orando por você.
 Heberson Licar


Obs: Jesus Cristo jamais ameaçou as pessoas com ações militares ou autoridades superiores simplesmente pelos mesmos discordarem de seus ensinamentos. Estamos em um país com liberdade de expressão e quem é sabedor do certo e do errado, lendo de forma honesta é conhecedor que não cometi nenhum crime, ao contrário de quem usou um menor para transmitir as duas ameaças.
PRIMEIRA AMEAÇA

terça-feira, 5 de outubro de 2010

SANTUÁRIO (IGREJA) DE DEUS COM OS HOMENS

SANTUÁRIO (IGREJA) DE DEUS COM OS HOMENS

O estudo do Santuário é bem complexo, porque o ser humano tem a tendência de direcionar algo apenas em uma direção com o intuito de estabelecer suas doutrinas, e de alguma forma controlar a fé das pessoas e dizerem a elas o que devem crer como verdades e outras como sendo erros. Porventura, se alguma pessoa não der crédito ou posteriormente vier descobrir algum erro dentro desta doutrina e a questionar e mudar o seu foco da fé da teologia para a unicamente a bíblica, este é passível de ir para o inferno segundo os pareceres da religião, porque as doutrinas da igreja são intocáveis, ou seja, é infalível tanto quanto os teólogos posseiros da sabedoria celestial.

O Santuário do Eterno é tão somente o que Moisés construiu e posteriormente o templo de Salomão?

Os que são servos do Altíssimo estão na presença de Deus pela fé em Seu santo monte que constitui o monte da herança, este monte da herança de Deus é o Santuário celestial que foi construído e arquitetado por Ele mesmo. Está na presença é independente de instituição religiosa. - Tu o farás entrar e o plantarás no monte da tua herança, no lugar, ó SENHOR, que fizeste para a tua habitação, no santuário, ó Senhor, que as tuas mãos estabeleceram. Êx. 15: 17.

Deus formulou uma proposta para a igreja da antiga dispensassão quanto foram construir um Santuário para que desta forma Deus estivesse de forma definitiva em seu meio - E farão um santuário para mim, e eu habitarei no meio deles. Ex. 25: 8.

O Santuário terrestre como habitação do Eterno era apenas alegórico, pois O mesmo não habita em Santuário construído por mãos humanas. - O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há é o Senhor dos céus e da terra, e não habita em santuários feitos por mãos humanas. At. 17: 24.

O Santuário terreno que Deus habita é o ser humano por ser obras de suas mãos, mas um Santuário ou templo construído serve apenas como ponto coletivo de adoração e jamais como habitação pessoal do Eterno o Espírito Santo. Se alguma pessoa destruir este Santuário-corpo, Deus o destruirá, este corpo-Santuário é sagrado. - Vocês não sabem que são santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vocês? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; pois o santuário de Deus, que são vocês, é sagrado. I Co. 3: 16,17.

O Santuário do Espírito Santo no qual Ele habita não nos pertence, pertence a quem o construiu que é o Senhor da Glória, infelizmente os donos das religiões querem ser donos deste templo. - Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos? I Co. 6: 19.

Entre este templo-Santuário de Deus não pode haver nenhuma comunhão com os ídolos (ídolos poderá ser qualquer coisa que venha substituir a adoração a Deus, até mesmo à religião poderá ser um ídolo na vida da pessoa, dependendo como é a relação menbreisa vezes religião). Nosso corpo é o Santuário do Deus vivo independente de ter ou não o seu nome no livro de menbresia da igreja, neste Santuário Deus habita e sempre habitou, mas nos que já foram construídos ou são construídos pelo homem Deus não habita, apenas mostra sua presença na adoração como forma de aprovação de seus adoradores. É isto que constituiu o verdadeiro povo de Deus, e jamais uma denominação que se auto intitula como ‘ÚNICA PERSONA’. - Que acordo há entre o templo de Deus e os ídolos? Pois somos santuário do Deus vivo. Como disse Deus: "Habitarei com eles e entre eles andarei; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. II Co. 6: 16.

Este santuário-corpo é edificado sobre a doutrina dos apóstolos e profetas da Palavra de Deus, sendo o Cristo o alicerce desta construção, este Santuário com esta fundação cresce para a eternidade e torna um Santuário purificado no sangue do Salvador. Todos os Santuários são edificados neste fundamento para a morada de Deus por meio do Espírito Santo. - Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, tendo Jesus Cristo como pedra angular, no qual todo o edifício é ajustado e cresce para tornar-se um santuário santo no Senhor. Nele vocês também estão sendo edificados juntos, para se tornarem morada de Deus por seu Espírito. Ef. 2: 20 – 22.

Este se opõe e se exalta acima de tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, chegando até a assentar-se no santuário de Deus, proclamando que ele mesmo é Deus. II Te. 2: 4.

Este texto tem sido aplicado ao papado em especial pelo povo do advento, mas, sua compreensão transita além desta aplicação, algumas coisas estão sendo exaltada acima da adoração a Deus, tais como:

1. CHAMA DEUS – A palavra que tem prevalecido em nosso meio não é a de Deus expressa em Sua Palavra, Bíblia, e sim, a de Ellen White, quando é citado algum texto das Escrituras é logo dito: Mas a serva do Senhor falou foi assim e tentam harmonizar a Bíblia com seus escritos.

2. OBJETO DE ADORAÇÃO - Em uma visão a profetiza Ellen White viu que a glória do sábado é superior que a glória da adoração do criador do sábado expresso no primeiro e segundo mandamento, ou seja, sendo a glória do sábado superior à adoração do Eterno, a adoração ao Eterno Deus é inferior ao dia por Ele instituído segundo esta profetiza insinuou, isto desqualifica Deus como sendo Todo-poderoso. Muitos querem negar esta verdade, mas as palavras por si mesmas são testemunhas desta aberração. - Numa das tábuas havia quatro mandamentos e na outra seis. Os quatro da primeira tábua eram mais brilhantes que os seis da outra. Mas o quarto, o mandamento do sábado, brilhava mais que os outros; pois o sábado foi separado para ser guardado em honra do santo nome de Deus. O santo sábado tinha aparência gloriosa - um halo de glória o circundava. Vi que o mandamento do sábado não fora pregado na cruz. P.E. 32, 33.

Observaram bem a astúcia da profetiza? Os dois primeiros mandamentos que trata da adoração direta a Deus e condena adoração a outros deuses, foi inferiorizada por ela, mas o sábado foi colocado acima da adoração do criador, se você ler com honestidade e jamais intencional, verá que a adoração a Deus não é de muita importância na concepção dela, o importante é você guardar o sábado com a desculpa que faz parte da adoração a Deus, quando na verdade neste contexto o teu deus está sendo o sábado e você o está adorando.

3. ASSENTAR-SE NO SANTUÁRIO DE DEUS – A doutrina de que se eu não crer no que Ellen White escreveu me conduz a perdição é amplamente ensinado pelos reformista e adventistas, ou seja, eu tenho que assentar em meu coração que sem Ellen White ou suas sagradas escrituras eu estou perdido.

4. ELE MESMO É DEUS – O último nome dado ao Espírito Santo foi aplicado às obras dela em 1930, após quinze anos de sua morte, ou seja, o Espírito de Profecia (Espírito Santo) não é a vida de Jesus Cristo, e sim, as obras dela, em outras palavras, a vida do Senhor Jesus foi mudado para a vida de uma mulher. E o Espírito é quem dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. Nós aceitamos o testemunho dos homens, mas o testemunho de Deus tem maior valor, pois é o testemunho de Deus, que ele dá acerca de seu Filho. Quem crê no Filho de Deus tem em si mesmo esse testemunho. Quem não crê em Deus o faz mentiroso, porque não crê no testemunho que Deus dá acerca de seu Filho. E este é o testemunho (ESPÍRITO DE PROFECIA): Deus nos deu a vida eterna, e essa vida está em seu Filho. 12 Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida. I Jo. 5: 6,9,10,11.

No lugar da habitação e sede do governo de Deus no céu existe um Santuário construído para ser realizado o ministério de intercessão pelo ser humano, para os que crêem no concerto de salvação segue firme porque tem livre acesso a este Santuário e vai além do véu ao segundo compartimento a presença de nosso Supremo Sacerdote o Senhor Jesus Cristo. - Temos esta esperança como âncora da alma, firme e segura, a qual adentra o santuário interior, por trás do véu, onde Jesus, que nos precedeu, entrou em nosso lugar, tornando-se sumo sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque. He. 6: 19,20.

O verdadeiro Santuário que é feito à intercessão é o que há no céu, e jamais no lugar de adoração no qual você vai aos dias de culto. - E serve no santuário, no verdadeiro tabernáculo que o Senhor erigiu, e não o homem. He. 8: 2.

Apesar de sermos o Santuário da habitação de Deus, esta intercessão para salvação é feita no Santuário que há nos céus, neste Deus não habita, é apenas um local reservado para a obra de intercessão pelos que reconhecem a necessidade de um intercessor. - Pois Cristo não entrou em santuário feito por homens, uma simples representação do verdadeiro; ele entrou nos céus, para agora se apresentar diante de Deus em nosso favor. He. 9: 24.

Farei do vencedor uma coluna no santuário do meu Deus, e dali ele jamais sairá. Escreverei nele o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce dos céus da parte de Deus; e também escreverei nele o meu novo nome. Ap. 3: 12.

1. SANTUÁRIO DO MEU DEUS – O vencedor é uma coluna, defensor da verdade viva que é Cristo e da escrita que é a Bíblia, no reino (Santuário) de Deus é motivo de orgulho santo de Deus, pois Seu santo Nome é glorificado no universo pelas atitudes do vencedor. E jamais sairá da presença de Deus, mesmo que a pessoa seja expulsa da membresia religiosa.

2. NOME DO MEU DEUS – Nele é escrito o nome de Deus, ou seja, ele se identifica com o caráter de amor e misericórdia de Deus. - Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor. I Jo. 4: 8.

3. CIDADE DO MEU DEUS – O nome da cidade de Deus é escrito, ou seja, é o alvo principal e isto o identifica como tendo o nome desta cidade.

4. ESCREVEREI NELE O MEU NOME – Este selo de salvação e purificação é escrito nesta pessoa e as outras pessoas o vêem por meio de suas ações, este nome/selo é o do Espírito Santo que o protegerá das pragas e destruição final e o identifica como um verdadeiro servo do Altíssimo. - Nele também vós, depois de terdes ouvido a palavra da verdade, o Evangelho de vossa salvação no qual tendes crido, fostes selados com o Espírito Santo que fora prometido. Ef. 1: 13. - Não contristeis o Espírito Santo de Deus, com o qual estais selados para o dia da Redenção. Ef. 4: 30.

Por isso, eles estão diante do trono de Deus e o servem dia e noite em seu santuário; e aquele que está assentado no trono estenderá sobre eles o seu tabernáculo. Ap. 7: 15.

1. TRONO DE DEUS – Este trono que estamos diante é o trono da graça ou o segundo compartimento onde Deus nos concede a graça de Seu perdão.

2. EM SEU SANTUÁRIO – É o segundo santuário, pois Deus tem dois Santuários no qual Ele está presente, um é o ser humano lavado e purificado com o sangue do Senhor Jesus o Cristo que é Sua a habitação e o celestial o qual é apenas feito à expiação.

3. TABERNÁCULO – É a proteção incondicional que Deus cerca os seus queridos servos.

No céu Deus tem um Santuário e João o viu quando foi aberto para Jesus Cristo adentrar ali apenas para fazer a intercessão, porque o necessário para a salvação foi feito de forma completa com Sua morte e ressurreição, não havendo mais a necessidade de algum complemento. O Senhor Jesus Cristo entrou no segundo compartimento na era um no tempo dos Apóstolos, nossa igreja bem como sua profetiza ensina que foi em 22 de Outubro de 1844, quando na verdade a Palavra do Deus-todo-Poderoso ensina o contrario, neste caso a profetiza está ensinando mentira em nome da verdade.

• ENTROU E NÃO ENTRARÁ - Não por meio de sangue de bodes e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção. He. 9: 12. - Então foi aberto o santuário de Deus nos céus, e ali foi vista a arca da sua aliança. Houve relâmpagos, vozes, trovões, um terremoto e um grande temporal de granizo. Ap. 11: 19.

• PARA A PROFETIZA FOI AO CONTRÁRIO DA BÍBLIA - Este é o serviço iniciado quando terminaram os 2.300 dias. Naquela ocasião, conforme fora predito pelo profeta Daniel, nosso Sumo Sacerdote entrou no lugar santíssimo para efetuar a última parte de Sua solene obra - purificar o santuário. Destarte, os que seguiram a luz da palavra profética viram que, em vez de vir Cristo a Terra, ao terminarem em 1844 os 2.300 dias, entrou Ele então no lugar santíssimo do santuário celeste, a fim de levar a efeito a obra final da expiação, preparatória à Sua vinda. Cristo em Seu Santuário, 95.

• “Em 1844. Assistido por anjos celestiais, nosso grande Sumo Sacerdote entra no lugar santíssimo, e ali comparece à presença de Deus a fim de Se entregar aos últimos atos de Seu ministério em prol do homem, a saber: realizar a obra do juízo de investigação e fazer expiação por todos os que se verificarem com direito aos benefícios da mesma”. A Grande Controvérsia 480.

CONTRADIÇOES DA PROFETIZA DA IASD

1. Quando Ele Se ofereceu na cruz, foi feita uma expiação perfeita pelos pecados das pessoas. Exaltai-o, MM 1992, 320.

• “Ele [Cristo] plantou uma cruz entre Céu e terra, e quando o Pai viu o sacrifício fazendo Seu filho, Ele se curvou em reconhecimento de sua perfeição". “É o suficiente”, Ele disse. "Uma expiação está completa" (a Revista e Arauto, 24 de setembro de 1901).

1. Este é o serviço iniciado quando terminaram os 2.300 dias. Naquela ocasião, conforme fora predito pelo profeta Daniel, nosso Sumo Sacerdote entrou no lugar santíssimo para efetuar a última parte de Sua solene obra - purificar o santuário. Cristo em seu Santuário, 95.

• A intercessão de Cristo no santuário celestial, em prol do homem, é tão essencial ao plano da redenção, como o foi Sua morte sobre a cruz. Pela Sua morte iniciou essa obra, para cuja terminação ascendeu ao Céu, depois de ressurgir. Cristo em seu Santuário, 118.

Como podemos observar primeiro ela afirma categoricamente que a expiação foi completa e logo a seguir diz que a expiação começou em 22/10/1844 no santuário celestial, em verdade tudo o que entra em contradição é mentira.

Pela Palavra de Deus, Cristo entrou no santuário celestial no dia 10 de outubro que corresponde a 20 de Outubro na era um apostólica (...,ENTROU NO SANTO DOS SANTOS, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção. He. 9: 12.), na data estabelecida por Ellen White fica uma diferença de dois dias e aproximadamente mais de 1774 anos, ou seja, teria Deus alterado esta data? A Palavra ensina que Deus não muda e Ellen White insinua que sim.

Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, que não muda como sombras inconstantes. Tg. 1: 17.

O outro anjo que saiu do Santuário é o próprio Cristo para fazer a ceifa na Terra. - Outro anjo saiu do santuário dos céus, trazendo também uma foice afiada. Ap. 14: 17.

Este anjo é o Espírito Santo que terminou Seu trabalho de intercessão pelos seres humanos bem como a advertência sobre o juízo, do pecado e da justiça e todos já fizeram sua escolha. - Então saiu do santuário um outro anjo, que bradou em alta voz àquele que estava assentado sobre a nuvem: “Tome a sua foice e faça a colheita, pois a safra da terra está madura; chegou à hora de colhê-la”. Ap. 14: 15.

Neste tempo, quando o Espírito Santo falar para o Senhor Jesus que já é tempo de fazer a colheita dos salvos, não haverá mais intercessor por toda a eternidade. - O santuário ficou cheio da fumaça da glória de Deus e do seu poder, e ninguém podia entrar no santuário enquanto não se completassem as sete pragas dos sete anjos. Ap. 15: 8.

Em um pequeno espaço de tempo antes da volta do Senhor Jesus para fazer a colheita, sete anjos sairá do santuário para derramarem sobre a Terra as sete últimas pragas e sobre seus habitantes. - Saíram do santuário os sete anjos com as sete pragas. Eles estavam vestidos de linho puro e resplandecente, e tinham cinturões de ouro ao redor do peito. Ap. 15: 6.

Quando o sétimo anjo derramar a sua taça, Jeová proclamará a sentença que tudo o que Ele poderia ter feito em beneficio do homem foi feito e nada há mais o que fazer. - O sétimo anjo derramou a sua taça no ar, e do santuário saiu uma forte voz que vinha do trono, dizendo: "Está feito!". Ap. 16: 17.



PURIFICAÇÃO DO SANTUÁRIO



1. Quando Deus fala é uma ordem e deve ser cumprida não ao pé da letra, porque a letra mata, deve ser executada a ordem Divina pela fé, a fé vivifica e capacita a pessoa a ser fiel ao mandado de Deus: O Senhor disse a Moisés:

2. No décimo (10) dia (correspondendo ao 20 do nosso calendário) do sétimo mês (Outubro) será o dia das Expiações (o seu significado no hebraico “kaphar” é cobrir). Tereis uma santa assembléia: humilhareis vossas almas e oferecereis ao Senhor sacrifícios queimados pelo fogo. Neste dia as pessoas suplicavam pelas misericórdias Divinas e a expiação era feita pelos que estavam vivos e jamais pelos que já tinham morrido como é ensinado pela profetiza que são feitas hoje pelos que já morreram e depois seria com os vivos, ou seja, fazer expiação pelos mortos é uma doutrina romana e dos mórmons que foi adequada a nossa igreja conforme ao gosto de Nossa Senhora White. Isto também insinua salvação após a morte como está na doutrina dos mórmons.

3. Neste dia não poderiam fazer qualquer espécie de trabalho, era um sábado que deveria ser observado da mesma forma como o do sétimo dia. Não fareis trabalho algum naquele dia, porque é um dia de expiação em que deve ser feita a expiação por vós diante do Senhor, vosso Deus.

4. As pessoas que não se humilhassem neste dia, seriam expulsas do meio do povo de Deus para nunca mais retornar, a expiação era só pelos que estavam vivos, se era uma sombra do que Cristo ia fazer no futuro após sua ressurreição, então tem alguma coisa errada quando é ensinado que é feita expiação pelos que estão mortos, é uma doutrina também espírita adotada ao gosto teológico, ou seja, no espiritismo há oportunidade de salvação após a morte, e a nossa doutrina do santuário ensina isso; expiação, perdão e salvação é a mesma coisa. Fica um questionamento e responda com honestidade: Pode um morto suplicar misericórdia? Todo aquele que se não humilhar nesse dia será cortado do meio de seu povo. E todo o que fizer nesse dia um trabalho qualquer, eu o suprimirei do meio de seu povo.

5. Porque seria uma lei eterna “perpetua”? Na Antiga Dispensassão, não poderiam fazer nenhum trabalho cotidiano, só podiam suplicar pelas misericórdias Divina para serem perdoados, hoje é da mesma forma, a única coisa que podemos fazer é suplicar pelas misericórdias divinas e não tentar alcançar os favores divinos por meio de nossas obras. Neste dia da expiação, não havia julgamento ou expiação pelos mortos, tão somente pelos vivos, da mesma forma é nos dias atuais. Não fareis, pois, trabalho algum; esta é uma lei perpétua para vossos descendentes, em todos os lugares em que habitardes.

Será para vós um sábado, um dia de repouso, e humilhareis vossas almas. No nono dia do mês, à tarde observareis um sábado, de uma tarde à tarde seguinte. Lv. 23: 26 – 32.

No texto de Levítico 23: 26 – 32, mostra que a expiação era feita a favor do pecador, não havia apenas a purificação do santuário terrestre como é ensinado por Nossa Senhora White, os únicos pecados que eram eliminados do santuário eram os confessados pelos arrependidos, e tão somente pelos dos vivos, e jamais pelos dos que já haviam morrido, este tipo de ritual era realizado apenas pelos vivos, já a Lição da Escola Sabatina, 10,11,12/2008, pg. 50, § II, contradiz a Palavra de Deus, a Palavra de Deus ensina que a expiação era feita pelo ser humano, esta lição ensina que era apenas pelo santuário: “A expiação é feita pelo Tabernáculo, pelo altar, pelos chifres do altar significando que são purificados, limpos da corrupção do pecado e da impureza. A implicação é que pela expiação, eles são restaurados a condição original, livres da corrupção. Quando esse verbo é aplicado a pecadores, retém a idéia de purificar do pecador da impureza”.

Como podemos observar pelo olhar da honestidade, a doutrina do santuário é verdadeira, o problema é que nossos teólogos e Nossa Senhora de forma sutil envolveram esta doutrina com o espiritismo, é de lamentar e ao mesmo tempo querem condenar a doutrina espírita. É só estudar com honestidade a Palavra de Deus.

Podemos conceituar expiação como o perdão dos pecados dos que se arrepende e confessa acompanhado de reconciliação, pelas quais os homens voltam para gozarem plena comunhão com Deus, pelo Sacrifício de vítima inocente. E um morto jamais poderá passar por esse processo de expiação, somente os vivos. Nossa Senhora White ensina que a Expiação é juízo, mas não é verdade, Expiar é purificar, perdoar, salvar; julgar é dá a sentença independente da situação, e após a morte vem o julgamento e jamais a expiação do individuo. (Como está determinado que os homens morram uma só vez, e logo em seguida vem O JUÍZO – He. 9: 27). No Antigo Testamento a vítima era um animal, figura e símbolo do Cristo crucificado.

Nossa Senhora ensina que o Senhor Jesus entrou no segundo compartimento em outubro de 1844, mas a Palavra de Deus mostra que Jesus entrou neste compartimento logo após Ele ter voltado ao céu, – “Não por meio de sangue de bodes e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou (tempo presente do dia 20/10 de Paulo e passado de 22/10/1844,) no Santo dos Santos, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção”. He. 9: 12.

Este é o serviço iniciado quando terminaram os 2.300 dias. Naquela ocasião, conforme fora predito pelo profeta Daniel, nosso Sumo Sacerdote entrou no lugar santíssimo para efetuar a última parte de Sua solene obra - purificar o santuário. Destarte, os que seguiram a luz da palavra profética viram que, em vez de vir Cristo a Terra, ao terminarem em 1844 os 2.300 dias, entrou Ele então no lugar santíssimo do santuário celeste, a fim de levar a efeito a obra final da expiação, preparatória à Sua vinda. Cristo em seu santuário, 95.

1. Para Nossa Senhora, o sacrifício do Senhor Jesus foi incompleto no calvário: A intercessão de Cristo no santuário celestial, em prol do homem, é tão essencial ao plano da redenção, como o foi Sua morte sobre a cruz. Pela Sua morte iniciou essa obra, para cuja terminação ascendeu ao Céu, depois de ressurgir. Cristo em seu santuário, 118.

Simbolicamente as pessoas eram perdoadas pelo símbolo de Cristo que era um animal sem defeito, após a Sua morte e ressurreição, a purificação do santuário (templo) do Espírito santo que somos nós, seria feita diretamente pelo sangue do Cordeiro de Deus. – “Ele me disse: Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado”. Dn. 8: 14. – “Muito mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, a si mesmo se ofereceu sem mácula a Deus, purificará a nossa consciência de obras mortas, para servirmos ao Deus vivo”! He. 9: 14.

A purificação só poderá ser feita por meio de sangue, simbolicamente no passado era por meio do sangue de animal e após a morte de Nosso Senhor Jesus o Cristo, foi eternizado por meio de Seu sangue. “Com efeito, quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e, sem derramamento de sangue, não há remissão”. He. 9: 22.

A purificação das coisas celestiais é feita por meio do sangue do Senhor Jesus. Estas coisas celestiais que são purificadas são os registros, ou seja, todo o passado da pessoa registrado nos livros são apagadas e transferidas apenas o nome para o livro da vida do Cordeiro e ao lado de seu nome fica registrado as obras de justiça do Senhor Jesus, justificando o que capacitou esta mudança. “Era necessário, portanto, que as figuras das coisas que se acham nos céus se purificassem com tais sacrifícios, mas as próprias coisas celestiais, com sacrifícios a eles superiores”. He. 9: 23.

No antigo Israel o dia de purificação, o Dia da Expiação, era uma ocasião bastante solene. Se alguém em tal dia recusasse confessar seus pecados, era "eliminado" da congregação. Portanto, tratava-se de um dia de julgamento segundo o pensamento judaico e era assim considerado pelos judeus ortodoxos até hoje. Gabriel podia de igual maneira ter tido, “a justiça eterna de Deus”, pois é isto que a declaração deixa implícito. Como era um símbolo do trabalho que Jesus efetuaria no santuário celestial, trabalho este iniciado na época da escrita do livro de Hebreus ou mesmo antes, é a mesma coisa em nossos dias e na purificação das coisas celestiais só é realizado somente com os vivos como era no antigo testamento, ou seja, quando a pessoa reconhece a necessidade de um salvador e recorre ao Senhor Jesus, prontamente Cristo o salva e purifica todo o registro sobre a pessoa que está nos céus, permanecendo apenas o nome do salvo no livro da vida do cordeiro, e o registro da vida pregressa de pecado é simplesmente apagada e o passado deixa de existir. O julgamento e a expiação andam um ao lado do outro pelo seguinte: é totalmente eliminado o pecado não tendo mais o que ser julgado, os que permanecem com o registro de pecados serão julgados por não terem sido expiados.

Para entender melhor este tópico, releia: AFIRMAÇÃO DE NOSSA SENHORA WHITE.

Os pecados dos salvos são simplesmente apagados da memória de Deus e do santuário celestial. – “Nessa vontade é que temos sido santificados, mediante a oferta do corpo de Jesus Cristo, uma vez por todas”. He. 10: 10. – “Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados”. He. 10: 14.

Vamos fazer uma parecença sobre o que a profetiza escreveu e o que o verdadeiro Espírito de Profecia fala por meio de Sua Palavra:

►Nossa Senhora White diz: "O sangue de Cristo, ao mesmo tempo que livraria da condenação da lei o pecador arrependido, não cancelaria o pecado; este ficaria registrado no santuário até à expiação final; assim, no cerimonial típico, o sangue da oferta pelo pecado removia do penitente o pecado, mas este permanecia no santuário até ao dia da expiação."

►O Espírito de Profecia que também é o Espírito Santo diz: “E disto nos dá testemunho também o Espírito Santo; porquanto, após ter dito: ... acrescenta: Também de nenhum modo me lembrarei dos seus pecados e das suas iniqüidades, para sempre”. He. 10: 17,18 – porém, se ficam registrados nos céus os pecados e não são cancelados, os mesmos permanecem na memória de Deus, ou seja, as palavras do Espírito de Profecia já inseridas e lidas por você ficam como falsos para Nossa Senhora poder ser verdadeira, ou seja, para Nossa Senhora Jesus Cristo livra a pessoa da condenação da lei, mas não cancela (perdoa) o pecador, muito estranho.

A tua Senhora White diz que permanecem na memória de Deus os teus pecados e registrados no santuário celestial sem serem cancelados *perdoado*, o meu Senhor Espírito Santo diz que Deus jamais se lembrará de meus pecados expiados em hipótese alguma, e que ficam apagados dos registros celestiais, responda a si mesmo: Porque a tua Senhora fala a verdade e o Espírito da Verdade não? Para mim o Espírito da Verdade fala a verdade porque Ele é a própria verdade, mas a tua Senhora...

“A palavra do Senhor, porém, permanece eternamente”. I Pd. 1: 25.

Quando Deus perdoa, o passado não mais existe. Crês nisso? Bem-aventurado.



ANÁLIZE CONCISA DE LEVÍTICO 16



1. A escolha dos bodes e de outros animais para esta suprema intercessão que era a última aos indivíduos vivos tinha que ser da comunidade Israelita, de outras nações (igrejas) não poderia, porque tinha que vir da linhagem do povo santo, com o bode que era sacrificado bem como com o bode que ficava vivo era feito a expiação com ambos, ou seja, tanto o que morria bem como o que ficava vivo tinha o papel de oferta pelo pecado, aqui surge um questionamento; já que Satanás não tem como servir de oferta ou de fazer expiação pelo pecador, neste caso torna-se impossível do bode emissário representá-lo. - E da congregação dos filhos de Israel tomará dois bodes para expiação do pecado e um carneiro para holocausto. Lv. 16: 5.

2. Primeiro o Sumo Sacerdote oferecia um novilho para fazer expiação por ele e por sua casa que incluía todas as pessoas que morassem com ele, e este sacrifício expiatório era feito com um novilho. - Depois Arão oferecerá o novilho da expiação, que será para ele; e fará expiação por si e pela sua casa. Lv. 16: 6.

3. Logo após, o Sumo Sacerdote pegava ambos os bodes e os conduzia a presença de Deus na porta do santuário. Isto não quer dizer que a presença de Deus estava restrita apenas ao santuário, a presença de Deus sempre esteve com aqueles que são humildes e contritos de espírito, mas o oficio visível da salvação era efetuado ali. - Também tomará ambos os bodes, e os porá perante o SENHOR, à porta da tenda da congregação. Lv. 16: 7.

4. Na presença da congregação, o Sumo Sacerdote lançava sortes sobre os dois bodes, o que tinha a sorte de ser designado para Jeová seria, o que tinha a sorte decidida para ser o emissário o seria, não poderia haver uma troca após ser lançado à sorte sobre os dois bodes. Isto mostra que a escolha não era feita por Deus ou pelo Sumo Sacerdote. - E Arão lançará sortes sobre os dois bodes; uma pelo SENHOR, e a outra pelo bode emissário. Lv. 16: 8.

5. O bode que tinha caído à sorte para Jeová era oferecido para ser feito a expiação com sua morte pelo pecador. Expiar é pagar o débito causado pelo pecado, sofrer e pagar o débito pelo ato praticado, o expiador é aquele que assume a culpa por outro, e este bode representava o que Cristo ia fazer pelo pecador arrependido, assumiria o lugar e as conseqüências que seria aplicado para poder o pecador receber a remissão eterna. - Então Arão fará chegar o bode, sobre o qual cair à sorte pelo SENHOR, e o oferecerá para expiação do pecado. Lv. 16: 9.

6. O bode que recebia por sorte para ser o emissário permanecia vivo até o termino do processo da expiação com o bode que era sacrificado. Com este bode também era feito expiação bem como com o que era oferecido em sacrifício, para ser enviado ao deserto como mensageiro/ representante. (emissário – azazel). E é impossível ser feito expiação por meio de Satanás. - Mas o bode, sobre que cair a sorte para ser bode emissário, apresentar-se-á vivo perante o SENHOR, para fazer expiação com ele, a fim de enviá-lo ao deserto como bode emissário. Lv. 16: 10.

7. Antes de sacrificar o bode que foi escolhido para Deus, o Sumo Sacerdote primeiro sacrificava um novilho para fazer expiação por si e por todos que pertencia a sua casa. - E Arão fará chegar o novilho da expiação, que será por ele, e fará expiação por si e pela sua casa; e degolará o novilho da sua expiação. Lv. 16: 11.

8. Ele leva o incensário cheio de brasas do altar que está na presença de Deus e os punhos cheios de incenso aromático e os conduz para dentro do santuário - compartimento. - Tomará também o incensário cheio de brasas de fogo do altar, de diante do SENHOR, e os seus punhos cheios de incenso aromático moído, e o levará para dentro do véu. Lv. 16: 12.

9. E na presença de Deus, ele coloca incenso sobre as brasas do incensário o que representava as orações dos santos, e a nuvem ao cobrir o propiciatório mostrava que ouve aceitação por parte de Deus o que garantia vida ao Sumo Sacerdote. - E porá o incenso sobre o fogo perante o SENHOR, e a nuvem do incenso cobrirá o propiciatório, que está sobre o testemunho, para que não morra. Lv. 16: 13.

10. Com um pouco do sangue do bode, ele aspergia a frente do altar para o lado asiático e de frente para o altar ele aspergia o sangue sete vezes, determinando a perfeição de todo o oficio agradável a Deus, o que representava a perfeita expiação pelo Cristo de Deus. - E tomará do sangue do novilho, e com o seu dedo espargirá sobre a face do propiciatório, para o lado oriental; e perante o propiciatório espargirá sete vezes do sangue com o seu dedo. Lv. 16: 14.

11. Após todo este ritual, o Sumo Sacerdote degolava o bode escolhido por sorte para Jeová que era para expiação de todos aqueles que professavam pertencerem à congregação da Igreja de Deus. Depois ele levava do sangue para dentro do santuário e o mesmo ritual que havia feito com o sangue do novilho ele repetia com o sangue do bode, ele aspergia sobre o propiciatório e na frente. - Depois degolará o bode, da expiação, que será pelo povo, e trará o seu sangue para dentro do véu; e fará com o seu sangue como fez com o sangue do novilho, e o espargirá sobre o propiciatório, e perante a face do propiciatório. Lv. 16: 15.

12. Desta forma era feita a expiação pelo santuário por causa das abominações da igreja e de seus pecados e transgressões, e também a expiação era feita por todos que professavam serem da igreja de Deus na antiga dispensassão, tudo ficava limpo, purificado e santo. É isto que o Senhor Jesus o Cristo fez por nós. - Assim fará expiação pelo santuário por causa das imundícias dos filhos de Israel e das suas transgressões, e de todos os seus pecados; e assim fará para a tenda da congregação que reside com eles no meio das suas imundícias. Lv. 16: 16.

13. Enquanto estava sendo oficiada esta cerimônia, nenhuma pessoa podia entrar na congregação Israelita, só após o término da expiação é que qualquer pessoa podia adentrar ao arraial Israelita. E nenhum homem estará na tenda da congregação quando ele entrar para fazer expiação no santuário, até que ele saia, depois de feita expiação por si mesmo, e pela sua casa, e por toda a congregação de Israel. Lv. 16: 17.

14. Depois ele sai ao altar que está na presença de Deus e faz expiação por ele colocando do sangue do novilho e do bode, colocando-o sobre as pontas do altar e ao redor dele. - Então sairá ao altar, que está perante o SENHOR, e fará expiação por ele; e tomará do sangue do novilho, e do sangue do bode, e o porá sobre as pontas do altar ao redor. Lv. 16: 18.

15. Com o mesmo sangue era aspergido o altar com o dedo por sete vezes para purificá-lo das imundícias do povo e o altar ficava santificado. - E daquele sangue espargirá sobre o altar, com o seu dedo, sete vezes, e o purificará das imundícias dos filhos de Israel, e o santificará. Lv. 16: 19.

16. Após ser feito a expiação pelo santuário, pelo povo (tenda da congregação) e pelo altar, era levado ao Sumo Sacerdote o bode vivo. - Havendo, pois, acabado de fazer expiação pelo santuário, e pela tenda da congregação, e pelo altar, então fará chegar o bode vivo. Lv. 16: 20.

17. O Sumo Sacerdote colocava as mãos sobre a cabeça do bode vivo e CONFESSAVA e jamais LANÇAVA os pecados do povo sobre o bode vivo como ensina Ellen White: as iniqüidades (crueldade – pecado), transgressões (contravenção – infração) e pecados (culpa pela ofensa e separação de Deus) sobre a cabeça do bode e depois mandava alguém leva-lo ao deserto. - E Arão porá ambas as suas mãos sobre a cabeça do bode vivo, e sobre ele confessará todas as iniqüidades dos filhos de Israel, e todas as suas transgressões, e todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça do bode, e enviá-lo-á ao deserto. Lv. 16: 21.

Aquele bode vivo levava sobre si todas as iniqüidades para um local solitário, da mesma forma a Palavra de Deus diz que: Verdadeiramente ele (Cristo) tomou sobre si as nossas enfermidades (pecados), e as nossas dores (conseqüências) levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido (ou seja, totalmente solitário - deserto). Is. 53: 4. - Levar nossos pecados ao deserto, simboliza que Deus jamais lembrará de nossos pecados. Is. 53: 4 e Lv. 16: 22. Assim aquele bode levará sobre si todas as iniqüidades deles à terra solitária; e deixará o bode no deserto. Lv. 16: 22. Depois de ser feito a expiação com o bode sacrificado era feito também a expiação com o bode vivo. - Mas o bode, sobre que cair a sorte para ser bode emissário, apresentar-se-á vivo perante o SENHOR, para fazer expiação com ele, a fim de enviá-lo ao deserto como bode emissário. Lv. 16: 10. Levar nossos pecados ao deserto, simboliza que Deus jamais lembrará de nossos pecados que foram perdoados. Is. 53: 4 e Lv. 16: 22.

A idéia de que este bode representa Satanás fazendo expiação pelo povo para ser salvo é de origem da profetiza Milerita Ellen White e apoiada por nossa denominação como se fosse uma verdade absoluta. Satanás é o culpado por existir pecados em nosso sistema humano e cósmico, mas ele é incapaz de expiar nossos pecados, os pecados são expiados pelo bode sacrificado bem como pelo bode vivo.

Verificou-se também que, ao passo que a oferta pelo pecado apontava para Cristo como um sacrifício, e o sumo sacerdote representava a Cristo como mediador, o bode emissário tipificava Satanás, autor do pecado, sobre quem os pecados dos verdadeiros penitentes serão finalmente colocados. Cristo em Seu Santuário – 95, 96.

Fico a pensar: Porque esta profetiza insinua que a expiação também é feita por Satanás? Seria Satanás um tipo de cristo para ela?

18. O Sumo Sacerdote a vista da congregação tira as veste de linho que tinha vestido para entrar no santuário. As vestes de linho representam à justiça de Cristo imputada aos que lavaram suas vestes no sangue do cordeiro de Deus, ao despir, é um vislumbre que um dia a porta da graça irá fechar, ou seja, o intercessor que hoje temos não mais irá esforçar-se pelos pecadores, não porque não queira, mas, porque foi uma escolha do ser humano. - Depois Arão virá à tenda da congregação, e despirá as vestes de linho, que havia vestido quando entrara no santuário, e ali as deixará. Lv. 16: 23.

19. E no lugar santo ele tomará banho que é o símbolo do cristão lavando o caráter (vestes) no sangue do cordeiro de Deus e depois vestirá suas vestes e ao sair ao pátio do santuário ele fazia o holocausto para si, o holocausto do povo e fazia a expiação por si e pelo povo. - E banhará a sua carne em água no lugar santo, e vestirá as suas vestes; então sairá e preparará o seu holocausto, e o holocausto do povo, e fará expiação por si e pelo povo. Lv. 16: 24.

20. A gordura do animal da expiação do pecado era queimada sobre o altar. Também queimará a gordura da expiação do pecado sobre o altar. Lv. 16: 25.

21. A pessoa escolhida para levar o bode ao deserto, ao voltar ele teria que lavar suas vestes e tomar banho e depois poderia entrar na comunidade Israelita. Lavar as veste é o símbolo de lavar o caráter no sangue do cordeiro de Deus e o banho do corpo o batismo. - E aquele que tiver levado o bode emissário lavará as suas vestes, e banhará a sua carne em água; e depois entrará no arraial. Lv. 16: 26.

22. Tanto o novilho bem como o bode da expiação pelo pecado, também eram levados para fora da congregação Israelita, as suas peles, a carne e o esterco seriam queimados fora da congregação. - Mas o novilho da expiação, e o bode da expiação do pecado, cujo sangue foi trazido para fazer expiação no santuário, serão levados fora do arraial; porém as suas peles, a sua carne, e o seu esterco queimarão com fogo. Lv. 16: 27.

23. Da mesma forma como o que levava o bode vivo, o que era escolhido para queimar as partes dos animais usados para a expiação do pecado, teria que lavar suas vestes e tomar banho após cumprir com sua missão e só depois poderia entrar na congregação. - E aquele que os queimar lavará as suas vestes, e banhará a sua carne em água; e depois entrará no arraial. Lv. 16: 28.

24. Seria um estatuto até o tempo da correção, teria que ser realizado no dia dez do mês de outubro que corresponde 20 de Outubro do nosso calendário gregoriano atual, mas Ellen White relaciona a vinte e dois de outubro o que dá uma diferença de dois dias; neste dia as pessoas teriam que amargurar a vida em busca do perdão eterno, aqui entra outra contradição com a doutrina de Ellen White, porque para ela esta expiação é feita pelos que já morreram? Sendo assim, estes mortos estão amargurando suas almas e clamando por misericórdia e perdão no além, isto é espiritismo, vida após a morte. Neste dia da expiação tanto os membros da igreja bem como os de outras denominações (nações) e os turistas (peregrinos) deviam cessar qualquer tipo de trabalho, simbolizando o descanso eterno em Cristo. E isto vos será por estatuto perpétuo: no sétimo mês, aos dez do mês, afligireis as vossas almas, e nenhum trabalho fareis nem o natural nem o estrangeiro que peregrina entre vós. Lv. 16: 29.

25. O santuário purificado simbolizava a purificação do santuário do Espírito Santo que somos nós, nós somos purificados de nossos pecados e o nosso passado deixa de existir. Esta é o verdadeiro sentido da purificação do santuário. - Porque naquele dia se fará expiação por vós, para purificar-vos; e sereis purificados de todos os vossos pecados perante o SENHOR. Lv. 16: 30. - Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. I Jo. 1: 7. - Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. I Jo. 1: 9.

26. Este dia era um sábado para descanso simbolizando o descanso eterno em Cristo, e neste dia as pessoas amarguravam suas almas o que exclui totalmente a expiação (purificação) pelos que já morreram e se for verdade o que nossa denominação ensina que há expiação (purificação) pelos que já morreram se assim o for, os espíritas estão certos em afirmar que há vida após a morte. - É um sábado de descanso para vós, e afligireis as vossas almas; isto é estatuto perpétuo. Lv. 16: 31.

27. Este oficio era hereditário na família sacerdotal. E o sacerdote, que for ungido, e que for sagrado, para administrar o sacerdócio, no lugar de seu pai, fará a expiação, havendo vestido as vestes de linho, as vestes santas. Lv. 16: 32.

28. A expiação era feita pelo santo santuário, pelo local de adoração, pelo altar da adoração, pela liderança espiritual da igreja e por todos os adoradores do Eterno independente de denominação. - Assim fará expiação pelo santo santuário; também fará expiação pela tenda da congregação e pelo altar; semelhantemente fará expiação pelos sacerdotes e por todo o povo da congregação. Lv. 16: 33. - Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles. Mt. 18: 20.

29. O sentido verdadeiro da purificação do santuário era: A purificação de todos os adoradores do Magnífico e Eterno Deus, e isto uma vez ao ano no dia dez de Outubro e jamais no dia vinte e dois de Outubro como ensinado por nossa denominação e Imposto por uma mulher contraditória da Palavra do Deus Todo-Poderoso. - E isto vos será por estatuto perpétuo, para fazer expiação pelos filhos de Israel de todos os seus pecados, uma vez no ano. E fez Arão como o SENHOR ordenara a Moisés. Lv. 16: 34.

30. Quando Deus fala só nos resta aceitar ou rejeitar, não devemos tentar acrescentar conhecimentos teológicos que venha contradizer esta Palavra eterna. Como podemos observar a doutrina de Ellen White comparada com a Palavra do Eterno, é um fogo estranho no altar. - E FALOU o SENHOR a Moisés, depois da morte dos dois filhos de Arão, que morreram quando se chegaram diante do SENHOR. Lv. 16: 1.



A EXPIAÇÃO EM LEVÍTICO 23



Analisando este capítulo podemos descobrir algumas curiosidades ocultadas pelos doutores da teologia controladora da fé do povo do advento.

1. Quando Deus fala, não há o que tentar harmonizar com profetas extrabíblico, é o que Deus fala, mesmo que uma denominação não queira aceitar as ocorrências como são. - Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo: Lv. 23: 26.

2. A expiação era realizado no dia dez de Outubro e Deus jamais transferiu para o dia vinte e dois de outubro como quer Ellen White e nossa dominadora da fé. Neste dia era um dia de santa convocação, se é feita também pelos mortos como ensina a dominadora da fé do povo do advento, neste caso há uma santa convocação dos mortos; neste dia os vivos amarguravam suas almas, se é feito também pelos mortos como ensina à dominadora da fé do povo do advento neste caso há uma amarguração da alma dos mortos; eles também ofereciam sacrifício pela expiação de seus pecados, se é feito também a expiação pelos mortos, neste caso os mortos também ofereciam seus sacrifícios e há consciência após a morte, o que afirma de forma indireta Nossa Senhora White a detentora da verdade, mas eu creio que, se alguém está mentindo é Nossa Senhora e Jamais o Eterno. Mas aos dez dias desse sétimo mês será o dia da expiação; tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; e oferecereis oferta queimada ao SENHOR. Lv. 23: 27. –

3. Esta expiação (purificação) era e é feita somente pelos vivos. - Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento.

4. Mesmo que nossa denominação não aceita a verdade da Palavra de Deus, eu creio e aceito. - Ec. 9: 5. - Pois quê? Se alguns foram incrédulos, a sua incredulidade aniquilará a fidelidade de Deus? De maneira nenhuma; sempre seja Deus verdadeiro, e todo o homem mentiroso; como está escrito: Para que sejas justificado em tuas palavras, E venças quando fores julgado. Rm. 3: 3, 4.

5. Poderia os mortos ser incluídos neste cerimonialismo como quer os posseiros da fé? E naquele mesmo dia nenhum trabalho fareis, porque é o dia da expiação, para fazer expiação por vós perante o SENHOR vosso Deus. Lv. 23: 28.

6. Este é um tapa na face de Nossa Senhora White e de nossos teólogos e pastores; neste dia a pessoa que não amargurar suas almas serão eliminadas da congregação de Deus para nunca mais retornar, é o pecado contra o Espírito Santo; questiono: Poderiam os mortos na antiga dispensassão da expiação (purificação) e na nova dispensassão clamar a Deus pelo perdão e justiça de Cristo? Depois da morte não há expiação (purificação do santuário) somente o juízo, juízo é acerto de contas. - Porque toda a alma, que naquele mesmo dia se não afligir, será extirpada do seu povo. Lv. 23: 29. - E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo. Hb. 9: 27.

7. Estariam os mortos também incluídos neste contexto da purificação do santuário? Se não podem, então Nossa Senhora cometeu equívocos muito grave. - Também toda a alma, que naquele mesmo dia fizer algum trabalho, eu a destruirei do meio do seu povo. Nenhum trabalho fareis; estatuto perpétuo é pelas vossas gerações em todas as vossas habitações. Nenhum trabalho fareis; estatuto perpétuo é pelas vossas gerações em todas as vossas habitações. Lv. 23: 30, 31, 32.

8. No primeiro dia de Outubro havia uma outra expiação. Semelhantemente, tereis santa convocação no sétimo mês, no primeiro dia do mês; nenhum trabalho servil fareis; será para vós dia de sonido de trombetas. E um bode para expiação do pecado, para fazer expiação por vós. Nm. 29: 1, 5.

9. O sentido de expiar o santuário é que, os que buscam a justiça de Cristo alcançam e os mesmo ficam livres eternamente de seus pecados. Para que o crente alcançasse esta benção não havia necessidade de esperar dezoitos séculos como foi ensinado por Ellen White e consequentemente nossa denominação, ou seja, no ato que a pessoa pede perdão, ele fica limpo de seus pecados o que simboliza a purificação do santuário. Assim também farás no sétimo dia do mês, pelos que erram, e pelos símplices; assim expiareis a casa. Ez. 45: 20. - Vede entre os gentios e olhai, e maravilhai-vos, e admirai-vos; porque realizarei em vossos dias uma obra que vós não crereis, quando for contada. Hb. 1:5. - Quem crer e for batizado será salvo (justificado – purificado, ato imediato e não futurista como ensina Ellen White); mas quem não crer será condenado. Mc. 16: 16. - Portanto, agora nenhuma condenação há (estão justificados) para os que estão em Cristo Jesus. Rm. 8: 1.

10. O tempo do perdão que é o mesmo que justificação que é o mesmo que purificação nunca foi futurista como querem os Ellenistas, e sim, no tempo presente após o sacrifício do cordeiro de Deus. - E o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. I Jo. 1: 7.

11. Os que não tem seus nomes no livro da vida do Cordeiro são os que não foram purificados com o sangue do cordeiro, neste caso o nome deles bem como suas obras estão escritos em outro livro, os que têm seus nomes escritos no livro do Cordeiro são os que foram purificados que é o mesmo que justificados e isto é uma obra imediata, e ao lado de seus nomes estão escritos os atos da justiça de Cristo e jamais o que a pessoa fez de bom. Já na teoria de nossa igreja posseira da fé e de uma profetiza antibíblica os salvos tiveram que esperar quase dezenove séculos para Jesus dizer se estavam salvos ou perdidos, isto é uma piada de MÁ FÉ ESPIRITUALISTA. A salvação – perdão – justificação – purificação é um ato imediato e jamais futurista. Bendito é o Deus de minha salvação. E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. Ap. 13: 8.



JUSTIFICAÇÃO OU PURIFICÃO É UM ATO IMEDIATISTA E JAMAIS FUTURISTA



Você é que vai decidir se os textos a seguir são mentiras ou verdades, mas atrevo-me a vos afirmar: Eles só são verdades se Ellen White estiver mentindo, não há a mínima probabilidade de a Palavra de Deus está certa e ao mesmo tempo ela. A Palavra de Deus é a essência pura da verdade, pois a fonte é o Deus Todo-Poderoso.

• Por ele é justificado todo aquele que crê. At. 13: 39.

• Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo. Rm. 5: 1.

• Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue. Rm. 5: 9.

• E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus. I Co. 6: 11.

• Para que pela fé fôssemos justificados. Gl. 3:24.

• Para que, sendo justificados pela sua graça. Tt. 3: 7.

Porque nossa igreja caiu neste erro? A Palavra de Deus nos dá a resposta = Quem é sábio, para que entenda estas coisas? Quem é prudente, para que as saiba? Porque os caminhos do SENHOR são retos, e os justos andarão neles, mas os transgressores neles cairão. Os. 14: 9.

Qual foi a nossa transgressão como igreja?

1. A questão é que como igreja foi cometida duas maldades:

a) – Deixamos de dar ouvidos a Palavra de Deus para dar ouvidos a uma mulher extrabíblica, e tornando a palavra dela superior a do Eterno.

b) E foram implantados ensinamentos dela que não tem amparo na Palavra do Eterno, este é um dos motivos da apostasia generalizada em nossa igreja. Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm águas. Jr. 2: 13.

2. Desta forma serão julgados todos os que substituíram a verdade do Eterno pela de Ellen White. Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade. II Ts. 2: 12.

Só temos uma alternativa, ficar com a Palavra do Eterno Deus.

Autor: Eurias R. Carneiro

carneiro.eurias@gmail.com

http://abibliafontedeverdade.blogspot.com/

MESAGENS SUBLIMINAR

MESAGENS SUBLIMINAR
O que vem a ser mensagem subliminar?

São mensagens que só o subconsciente ouve e entende o consciente não tem a capacidade de assimilar e entender por ser uma mensagem oculta em uma música, texto ou mesmo em uma pregação, onde está inserida uma situação a ser alcançada sem a pessoa notar o objetivo. A mensagem não subliminar são as que falam direto ao consciente sem ocultar o objetivo.

Este tipo de mensagem existe no espiritismo, comercio e todo seguimento religioso sem nenhuma exceção, todas transmitem este tipo de mensagem, o erro maior consiste quando é mostrada esta verdade e a igreja ou a pessoa simplesmente procura justificar e tentar manter o erro em vez de corrigir.

São mensagens que levam a mudança de conduta, adoração e até mesmo pode levar a pessoa torna-se um ateu, é um processo que os demônios têm usado muito com freqüência, e nós não estamos livres de cultuar ou adorar demônios pensando que estamos adorando a Deus, por este motivo que o Senhor Jesus disse: Os verdadeiros adoradores adorarão em espírito (em sã consciência) e em verdade (por meio do Espírito da Verdade – Espírito Santo). Fora deste contexto é muito perigoso a adoração e louvor.

Alguns exemplos como os demônios estão trabalhando por meio de nossas mensagens musicais e pregadas, o pior é que não tem sido observado, porque aprendemos a miséria de ver só os defeitos nas outras religiões e nós não temos nada a ser concertado. Somos ricos (perfeitos) e enriquecidos (nossas doutrinas são perfeitas e ái de quem contestar) e de nada temos falta (não temos erros doutrinários a ser concertado). Que tal voltarmos a ser pobres (humildes e dependente de Deus) de espíritos? Deus habita com os humildes (pobres de espíritos) e contritos (dependente de Deus e jamais da teologia) de espíritos, os soberbos (ricos e enriquecidos) Deus vai destruí-los.

Os pastores e líderes posseiros da verdade e da fé da membresia jamais vão aceitar esta verdade porque o que está em jogo é os bilhões de dólares que são arrecadados por eles.

Avalie os casos a seguir com honestidade espiritual e jamais pelo olhar da religiosidade.



ALGUNS EXEMPLOS DE MENSAGENS SUBLIMINARES NAS MÚSICAS GOSPEL



I. FAZ CHOVER – FERNANDINHO =

LADO NORMAL – Ao Deus de Abraão louvai... Do vasto céu Senhor... Eterno e Poderoso Pai e Deus.

AO CONTRÁRIO – Diabo... O senhor (Diabo) Levou-me. Oh, Ohh, ooooohhh. És tú, tú és, tú está salvo (Diabo). Jááá vou. Andar de Joelhos. http://www.youtube.com/watch?v=IpYx3Ydxnus&p=3365CE348D3F2918&playnext=1&index=54

II. DAVID QUINLAN =

LADO NORMAL – Posso ver o teu olhar. Posso ouvir a tua voz. Posso sentir no teu tocar. Tem muito mais...

AO CONTRÁRIO – Ahhh um mundo melhor. Deixe o Sol (Santanás) salvá-lo. Ele vos salva (o Sol). Não vai doer.

http://www.youtube.com/watch?v=HuHoPNGyyDo&feature=related

III. DIANTE DO TRONO =

LADO NORMAL – Queremos e adorar com intensidade... não vamos te dar louvor pela metade... com tudo que temos... com tudo que somos... com toda nossa força... vamos te celebrar...

AO CONTRÁRIO – Lelê assiste o louco... a solta se dá louco, se vê fico louco... ah vai ver lê qual foi... ah bicho louco... abssínio... ah bicho lelê. (Abssínio – individuo que tem a prática de criticar apenas os decaídos do poder, nunca seus detentores). www.horadaverdade.com

IV. Érick http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=14365823904490080666 Mensagem subliminar na musica "Veio até Mim"

VEIO ATÉ MIM - Quarteto Está Escrito - Um amigo meu colocou de brincadeira, durante um culto do sábado passado, na igreja de brotas em salvador, essa musica pra tocar ao contrario, deu pra ouvir nitidamente, todo mundo ouviu, e em quatro partes dizia "salve o senhor demo" e em outra "demo és rei".

Obs: É uma exaltação a Lúcifer como senhor e rei.

V. JÚNIOR - http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=12539201363172656380 Iiiiiihhhh! Pior que isso é a mensagem não subliminar da música "Sonho" interpretada por Iveline:

Há tempo sonhei que não fui para o céu

Coisas terríveis na velha cidade eu vi

Um mar de sangue cobriu todo o lugar

Gritos de dor por onde eu passei E quem estava gritando? Onde ela estava? Eu vi pessoas que jamais pensei estarem lá

Espanto e pavor, com tantos que sempre procurei

Desprezar

Mas acordei e pude ver que apenas sonhei

E o que sonhei mudou o meu viver!

Obs.: Nesta musica a cantora fala indiretamente que foi ao inferno e viu as pessoas sofrendo, é meio estranho para quem crer na mortalidade da alma, ensinar a imortalidade da mesma e sofrimento eterno no inferno apenas do espírito.

MENSAGEM ESPIRITA SUBLIMINAR – As mensagens subliminares a seguir estão em nosso Hinário Adventista do Sétimo Dia, ensinando a imortalidade da alma e o pior de tudo, agradecendo a Deus pelos anjos do além, se você não sabe o que são anjos do além vou te dizer: São os demônios.

1. O hino 11, por exemplo, diz que “iremos louvar a Deus no Além”. Obs: Louvar a Deus na sepultura (inferno).

2. O hino 52 diz que o Salvador ressurgiu e “assentou-se junto ao Pai no Além”. Obs: O trono está na sepultura.

3. O 392 diz que “iremos aportar no Além”. Obs: Vamos morar na sepultura (inferno) e não no céu.

4. E tem até uma música ensinada para as crianças que termina dizendo: “por esses anjos lá do Além muito obrigado oh, Deus!”. Obs.: Estes anjos são demônios, os não caídos não são do além, e sim, dos céus.

Verificando no dicionário, encontramos que “Além” significa, entre outras coisas, “o que vem após a morte; o além-túmulo; o outro mundo”, ou seja, o mundo dos mortos.

Até em uma mensagem da escritora americana Ellen White tem mensagem subliminar, a altercação de sua parte e não o reconhecimento mostra a falta de honestidade espiritual por parte da liderança e membresia.

• "O sangue de Cristo, ao mesmo tempo que livraria da condenação da lei o pecador arrependido, não cancelaria o pecado; este ficaria registrado no santuário até à expiação final; assim, no cerimonial típico, o sangue da oferta pelo pecado removia do penitente o pecado, mas este permanecia no santuário até ao dia da expiação." (Patriarcas e Profetas pg. 357).



ANALISE DO TEXTO



1. O sangue de Cristo, ao mesmo tempo que livraria da condenação da lei o pecador arrependido, não cancelaria o pecado. – Para a profetiza, Cristo nos livra da condenação da lei, mas Cristo não cancela o pecado, ou seja, o sangue de Cristo é impotente para perdoar e libertar-nos de nossos pecados, isto na concepção dela. Entenderam a mensagem subliminar? BLASFÊMIA.

2. ... este ficaria registrado no santuário até à expiação final... assim, no cerimonial típico, o sangue da oferta pelo pecado removia do penitente o pecado, mas este permanecia no santuário até ao dia da expiação." – Tanto no santuário terrestre bem como no celestial, para Nossa Senhora, o perdão de Deus é ineficaz, para ela Deus mentiu quando disse que o passado da pessoa não mais existe após o perdão, se o pecado permanece registrado no céu após o perdão, neste caso o passado da pessoa continua patente na face de Deus. Entenderam a mensagem subliminar de vossa profetiza negando a eficácia do poder perdoador de Deus?

A Palavra do Deus Todo-Poderoso diz que o passado deixa de existir quando Ele nos perdoa, se permanece registrado no santuário é porque o passado não deixou de existir, ou seja, um dos dois está mentindo para os cristãos, para mim o enganador é Nossa Senhora White e para você seria Deus? Se você ler todos os textos na Palavra de Deus sobre a purificação/expiação do santuário, você não vai encontrar nenhum texto afirmando que a pessoa depois de perdoada seus pecados permanecem registrados.

Já observei por diversas vezes vários de nossos pregadores ensinarem em nossos púlpitos que: Quando a pessoa morre Jesus Cristo já veio para ela. Isto é demoníaco; a mensagem subliminar dentro deste contexto é que: Jesus vem na morte da pessoa e jamais em poder e glória visível a todos os moradores da Terra. Se alguma pessoa quiser contestar fique a vontade, mas esta é a mensagem oculta na pregação.

Diante de tais fatos o que devemos fazer?

Será corrigido o erro ou mais uma vez ficaremos presos às palavras de Nossa Senhora White e da teologia capitalista das religiões que deverá continuar no erro até a volta de Jesus?

♥ - Ef. 1:7. - I Jo. 1: 7. - Rm. 4: 7, 8. - Mq. 7: 18. - Is. 43: 25. - Is. 44: 22. - Rm. 8: 33. - Hb. 8.1. - He. 10: 17. - Is. 8: 20. - Dt. 18: 20 – 22. – Gl. 1: 6 – 9.

Você é o grande amor de Deus, só falta você aceitar o amor de Deus.

Deus é magnífico.





Eurias R. Carneiro

carneiro.eurias@gmail.com

adventus.arte@hotmail.com

http://abibliafontedeverdade.blogspot.com/