sábado, 15 de janeiro de 2011

Auditor da Associação Brasil Central agride advogado de congregação que discorda de venda de templo


Elson Cunha Lima, Auditor da Associação Brasil Central da Igreja Adventista do 7º Dia, agride o Dr. Witer Elias de Siqueira no 9º Juizado Especial Civil de Goiânia

Goiânia, 8 de Outubro de 2010.
Estimados irmãos na fé: Felicidades!
Até parece inacreditável o que está acontecendo com a Igreja Adventista do Sétimo Dia do Residencial Felicidade!
Os humildes membros da Igreja, com muito esforço conseguiram comprar o terreno e, com muito sacrifício, conseguiram construir a Igreja na qual se congregam. Mas a Associação Brasil Central decidiu, arbitrariamente, sem a mínima possibilidade de acordo com os irmãos, acabar com a Igreja do Residencial Felicidade, vender o Templo e ficar com o dinheiro! E o mais incrível: tudo isso sem oferecer nenhum outro local onde os irmãos pudessem se reunir!
A decisão da ABC me impressionou tanto que resolvi advogar a causa dos sofridos membros da Igreja, com o objetivo de impedir seu fechamento, uma vez que defendo a construção de mais Igrejas e a salvação de mais e mais pecadores!
Na busca de uma solução pacífica para este dilema, foi marcada para o dia 5 de outubro de 2010 a Audiência de Conciliação no 9º Juizado Civil de Goiânia.
Ao longo da Audiência de Conciliação, mesmo com 20 anos de advocacia nos Estados Unidos, fiquei impressionado com o método sarcástico usado pelo Dr. Anízio Araújo, advogado da ABC, método confirmado pelo Sr. Elson Cunha Lima, auditor da ABC, que mentiram em juízo, ao declararem que a ABC jamais elaborou qualquer plano para vender a Igreja do Residencial Felicidade! O mais incrível é que todo esse falso argumento caiu por terra quando o Dr. Anízio revelou seu pleno despreparo ao ser traído pelas próprias palavras quando declarou que a Igreja do Residencial felicidade foi avaliada em R$ 80.000,00 visando uma possível futura negociação.
Mas o pior aconteceu quando, após mais de uma hora de infrutífera audiência sem nenhuma conciliação devido ao fato de o Dr. Anízio afirmar categoricamente que a ABC não faria nenhum acordo para manter a Igreja do Residencial funcionando normalmente, saindo da sala de conciliação o Auditor da Associação Brasil Central, Sr. Elson Cunha Lima, perdeu todo o seu equilíbrio emocional, invalidou todo o seu aparente cristianismo e, de forma irracional partiu para a violência física, ao me agredir violentamente, me sufocando numa incontida explosão de raiva! A horripilante cena só não foi pior porque funcionários do Tribunal, uma Psicóloga Jurídica, advogados, o policiamento do Tribunal e autoridades presentes se envolveram na cena macabra em minha defesa!
Estou escrevendo para pedir a todos que continuem orando por nós, a fim de permanecermos firmes na fé, enquanto aguardamos o dia 9 de novembro de 2010 quando o Juiz dará a sentença final para esta causa incrível que marcará a história da Igreja em Goiás e minha vida advocatícia.
Todos que desejarem obter qualquer informação adicional sobre este fato inusitado, entrem em contato comigo, que permaneço de coração aberto ao Céu e ao povo de Deus!
Dr. Witer Elias de Siqueira
Advogado – Attomey At Law
(62) 3086-0981

Nenhum comentário: