sexta-feira, 29 de abril de 2011

SANTIFICAÇÃO DO DOMINGO SE FORTALECE NA IASD








Depois de todas as denúncias já apresentadas aqui como indicadores de uma lenta mas contínua apostasia da IASD na contra-mão do protestantismo, isto é, em rota de retorno ao catolicismo, um fato novo surge, confirmando as expectativas proféticas de que a liderança da igreja irá se distanciar tanto de Deus, a ponto de estimular a santificação do domingo como dia dedicado a atividades espirituais.

Primeiro, adotaram o conceito evangélico de justificação pela fé, completamente desassociado da necessidade de santificação em obediência, sem a qual ninguém verá o Senhor. Depois, vieram artigos e livros como o Confissões de um Nômade: O Que Nós Aprendemos nas Sombras do Sinai, escrito por batistas, mas impresso pela Pacific Press como livro recomendado a todos os pastores pela Associação Ministerial da Conferência Geral.

Essa obra tenta fundamentar biblicamente a idéia de que o sábado é dia de descanso, mas o domingo é dia de culto em honra da ressurreição de Jesus, tendo sido comercializada nos estandes de literatura denominacional da última reunião da Conferência Geral, em Toronto, Canadá. Na mesma ocasião, imagens de escultura, representando a Jesus Cristo rodeado por anjos efeminados, foram dedicadas a Deus, sendo depois disso levadas para a sede da Associação Geral.

Posteriormente, aqui no Brasil, promoveram-se reuniões especiais nos chamados "Mega-Domingos", em flagrante desatenção e oposição à Bíblia que coloca o sábado acima dos demais dias da semana, identificando-o como dia santificado e abençoado pelo próprio Deus.





A mais recente comprovação de que os adventistas leigos estão certos ao divisarem entre as afirmações de Ellen G. White a profecia de que seremos estimulados pelos pastores a guardar o domingo como dia especial, está nesta publicação abaixo, feita pela Revista Adventista deste mês de março.

Através desse texto, fica evidente que a mudança do dia de guarda na IASD se dará de maneira paulatina, como ocorreu na adoção da doutrina católica da trindade pela Igreja Adventista.

À semelhança do que aconteceu com a igreja cristã primitiva, sorrateiramente serão infiltradas novos ensinos e práticas antibíblicas e muitos só se aperceberão disto tarde demais, quando por conta do excesso de confiança nos pastores forem achados em falta e rejeitados por Deus.

A tática em andamento é renovar permanentemente a membresia, lotando as igrejas de recém-conversos pouco instruídos e ir eliminando aqueles que conheceram a antiga mensagem da Igreja Adventista do Sétimo Dia, para que as novas práticas não sejam contestadas.





Não se iluda, imaginando que o procedimento descrito acima nada tenha a ver com a futura santificação do domingo pela IASD. Trata-se com certeza de mais uma passo rumo à completa apostasia, quando os adventistas nominais cultuarão o deus católico da Trindade no dia por "ele" escolhido para opor-se a Deus, o domingo.

Esta outra notícia, publicada pelo site oficial no último dia 07/05/03, confirma o que estamos afirmando, no sentido de que o sábado será finalmente substituído pelo domingo, que assumirá a condição de sétimo dia da semana, conforme já vimos em calendário do Departamento de Jovens da Divisão Sul-Americana:

Jovens promovem domingo comunitário
São José, SC… [ASN] – No dia 4 de maio, das 9 às 14h, mais de 90 jovens adventistas do Cantaris Coral, de São José - Santa Catarina, desenvolveram o primeiro domingo comunitário. O evento aconteceu no Pavilhão Comunitário do bairro José Nitro. Durante a manhã, foram oferecidas à comunidade atividades gratuitas como corte de cabelo, verificação de pressão, orientação odontológica (com aplicação de flúor em crianças), pequenos reparos com solda, assistência jurídica, atendimento psicológico, aulas de culinária e palestras sobre os males do fumo.

Pessoas carentes e cadastradas pela associação de bairro receberam agasalhos e alimentos recolhidos pelos próprios integrantes do coral. O evento, que teve o apoio da Prefeitura de São José, atendeu mais de 300 pessoas entre crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. A pretensão do Cantaris Coral é realizar um novo projeto no mês de agosto em outro bairro da cidade de São José, na Grande Florianópolis.

O Cantaris Coral existe há 3 anos e é composto por jovens e adolescentes de igrejas adventistas de Campinas, Forquilinhas e Bela Vista (São José), além de Palhoça.

http://www.igrejaadventista.org.br/asn/XcNewsPlus.asp?cmd=view&articleid=1370

-- Robson Ramos

Nenhum comentário: