terça-feira, 30 de agosto de 2011

Café pode proteger contra um tipo de câncer de mama


Café pode proteger contra um tipo de câncer de mama
Segundo uma nova pesquisa, beber café reduz especificamente o risco de câncer de mama receptor de estrógeno negativo (ER-negativo).
Os pesquisadores suecos compararam fatores de estilo de vida e consumo de café entre mulheres com câncer de mama e mulheres sem câncer de mama com idade comparável.
Os resultados mostraram que as bebedoras de café tinham uma menor incidência de câncer de mama do que as mulheres que raramente bebiam café. No entanto, os cientistas também descobriram que vários fatores de estilo de vida afetavam as taxas de câncer de mama, como idade da menopausa, exercício físico, peso, educação e histórico familiar de câncer de mama.
Quando eles ajustaram os dados para levar em conta esses outros fatores descobriram que o efeito protetor do café era mensurável apenas contra o câncer de mama ER-negativo.
Segundo os pesquisadores, muitas vezes há informações conflitantes sobre os efeitos benéficos do café; por exemplo, quando eles compararam esses resultados aos de um estudo alemão, descobriram que os dados mostraram a mesma tendência, mas a relação era muito mais fraca.
Os cientistas acreditam que isso pode ter algo a ver com a maneira como o café é preparado, ou o tipo de grão preferido. É pouco provável que o efeito protetor tenha a ver com fitoestrógenos presentes no café, pois não houve redução na incidência de câncer de mama ER-positivo no estudo.
Ou seja, embora seja evidente que o café pode ter efeitos benéficos de proteção contra o câncer de mama ER-negativo, o mecanismo exato e os compostos envolvidos nessa proteção ainda são desconhecidos (e nem todos os tipos de café são iguais).[ScienceDaily]

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

UM VERDADEIRO CRISTÃO TERIA ESTA ATITUDE???

POSTEI NA ÍNTEGRA OS DOIS EMAIL PARA QUE VOCÊ OBSERVE QUE NEM TODO ADVENTISTA É UM VERDADEIRO CRISTÃO E QUE NEM TODO VERDADEIRO CRISTÃO É ADVENTISTA.

de
epilogopilogoepilogopilogo@bol.com.br

para
CARNEIRO EURIAS

data
28 de agosto de 2011 01:00
assunto
Re: Eurias maquiavelico a revoltado.
enviado por
bol.com.br
assinado por
bol.com.br
Importante principalmente por causa das pessoas na conversa.

1.       o seu revoltado, quando voce manda esses negocios pra todo mundo o que tu sente na hora? revolta contra a igreja? algum sentimento de revolta? alguma afronta cotnra aigreja? algum odio? alguma coisa semelhnate a isto? o que voce sente? é ssim como tu faz que vai ajudar aigreja? e tu ta na igreja frequentando? s enao, e pra que tudo isso? vai procurar o que fazer pois o que tu ta fazendo é coisa do diabo. 
toma teu rumo e deixa o pvo em paz maluco.
 
tu vai pro inferno com essas tolices. jesus nnao gosta de tu agir assim contra aigreja e contra quem quer que seja. procura teu rumo.
 
nunca se manteve numc asamento,fez tolice por ai, e vem pra ca pra ficar falando cotnra um povo errados endo tu errado. te orienta maluco se encherga.
 
vo muito dar ouvido pra um doido filho do diabo. ele é acusador e quem acusa é filho de quem? do diabo so pode.
 
toma vergonha e te orienta no que tu diz contra os outros. tua obr a é pra destruir o povo e nao constituir. tu nao ta ajudando em nada mas revoltado é o que tu esta contra a igreja. Deus nao é contigo. orgulhoso e prepotente.
 
c nao tem humildade e nem tao pouco noção do que tu ta fazendo. o que tu sente por fazer isso pros outros? o que tu sente com respeito a igreja? tu orou por eles? ajudou algum deles ? nada, a tua forma de agir é criticar e falar mal da igreja.  nao é asism que se resolve as coisas.
 
te orienta ou tu vai pro inferno em.
muitos  vao pra la com muitas boas intençoes muita gente com boas intençoes vao pra la. e a tu aé uma que tra ti é boa, am pra Deus é pecima. maldosa e nao com amor para com os irmaos mas odio, voce é maquavelico. salto de humildade. voce tem duas cara. por isso te disse: tu pe maquiavelico. duas cara, so tem aparencia de piedade. maldoso. fala pra procurar algo pra esfazer dos outros. nao olha pelo bem dos outros, procura sempre algo pra acusar e nao rpa ajuda r. e poe em publico o al dos outros e nao se enxerga nos teus.
nao quero saber o que irmaos fazem por ai, o que a igreja errou e seja la como for. quero é que roremos por eles e naoi ficar fazendo oq ue tu faz. fuxico, matraca. Deus nao gosta de mixirico, fuxido dos outros nao  em. e tu é um mixiriqueiro.
 

e
epilogopilogoepilogopilogo@bol.com.br

para
CARNEIRO EURIAS

data
28 de agosto de 2011 00:49
assunto
Re: Eurias revoltado contra a igreja kkkkkk
enviado por
bol.com.br
assinado por
bol.com.br
Importante principalmente por causa das pessoas na conversa.
ocultar detalhes 28 ago (2 dias atrás)

1.      
e pra que eu quero sabwer dessas tuas informaçoes? grande eurias pelas suas conquistas. kkkkkkk. tolo. 
agora vai dizer que vou pro inferno por ter  te chamdo de tolo? kkk mas ´e tolo mesmo. 
aind anem sabe nada  sobre o testemunho de jesus correu sem entender nada sobre isso. c nunca me respondeu onde fica o testemunho de jesus. nunca me disse so disse cosias que eu ja sei. tive revelaçoes sobre isso ano passado nao sabe que estou te falando isso? e mais onde fica o tetemunho de jesus se sabe mesmo.
onde está o testemunho de jesus?
nao vai nem adiantar eu responder por isso vai desacreditar. por isso digo nunca creu na biblia nunca mesmo.. 
c é um revoltado c ontra a igreja, se ajuntou  ao lado do diabo pra fazer a obra do diabo: acusar, julgar e sei la o que mais.
 
alem de apostatadod e tudo, é revoltado e nao para de acusar a igreja falar mal do povo mesmo estando errado. acusdando o povo em vez de orar. levantando todomundos e for possivel contra aigreja. tu ta é do lado do diabo. nao vê isso não?
eu em vez que ficar criticando a igreja prefiro orar pelos meus irmaos e naoi levantar gente contra eles vomo tu faz
 igual ao teu pai o diabo. 
ainda tambem vou ter que orar por ti pra ver se para com essas tolices contra a igreja se nao quer mais acreditar  em nada na igreja.
 
ai pergunto, e pra que ficar se metendo coma  igreja? tua obra é como diz a propria ellen g w mesma no grande conflito: a sua obra é procurar alguma coisa pra acusar a igreja em alguma coisa. em vez que venha consistir em trabalhar p elas almas e salvar elas, nao, consistem a su aobra em acusar, e procurar qualquer motivo pra destruir a s almas. ela fala coisa assim a mesma que tu agrede. e me dizer que ela nao tem inpiração.
 
a mesma que falava contra a igreja sobre a forma de se comportar em meio as coisas. e vem tu querer falar contra ela e a igreja. quem é tu maluco?
tu é um revoltado. vai procurar o que fazer revoltado. desassocegado procurando algo pra acusar a igreja, vai fazer uma pra ti  e vai procurar uma mulhe pra ti que é o que tu ta precisando.


domingo, 7 de agosto de 2011

IGREJA ADVENTISTA PEDEM ''PERDÃO'' POR TER APOIADO O NAZISMO


IGREJA ADVENTISTA PEDEM ''PERDÃO'' POR TER APOIADO O NAZISMO


PRESIDENTE DA UNIÃO ASD ALEMÃ APOIANDO E CONVERSANDO COM HITLER, COMO FILHA DA IGREJA VÓ(ROMA) , A ASD(MÃE) APOIA A POLITICA COM SUAS FILHAS (RAMIFICAÇÕES TRINITARIAS DA ASD) !



http://nitrogricerinapura2010.blogspot.com/2011/08/igreja-adventista-pedem-perdao-por-ter.html#more



Europa: Igrejas adventistas da Alemanha e Áustria ''Pedem'' Desculpas Por Ações Durante Holocausto

August 16, 2005 Hannover, Germany .... [Mark A. Kellner/ANN Staff]


Em função do 60º. aniversário do fim da II Guerra Mundial, os líderes da Igreja Adventista do Sétimo Dia na Alemanha e Áustria emitiram uma declaração expressando que "lamentam profundamente" qualquer participação em atividades nazistas, ou em seu apoio, durante a guerra. As entidades da Igreja "honestamente confessam" a falha "em seguir a Nosso Senhor" por não protegerem os judeus, e outros, do genocídio daquela época, amplamente conhecida como o Holocausto. Milhões de pessoas pereceram de atrocidades da guerra, inclusive mais de seis milhões de judeus que foram exterminados em perseguições nazistas durante o período de 12 anos, entre 1933 e 1945.

A declaração foi inicialmente publicada na edição de maio de 2005 de "AdventEcho", uma revista denominacional em língua alemã, e também aparecerá em outras publicações alemãs, declarou o Pastor Günther Machel, presidente da Igreja Adventista alemã e um dos três signatários da declaração.

Uma cópia da declaração foi fornecida a Yad Vashem, autoridade do Memorial de Recordação dos Mártires e Heróis do Holocausto em Israel, acrescentou o Dr. Rolf Pöhler, ex-presidente da área eclesiástica do Norte Alemã, que atua presentemente como consultor teológico, e estava envolvido com a redação da declaração.

"Profundamente lamentamos que o caráter da ditadura Nacional Socialista não havia sido percebida em tempo e de modo suficientemente claro, e a natureza contrária a Deus da ideologia [nazista] não havia sido devidamente identificada", afirma a declaração. A Igreja declara que também lamenta "que em algumas de nossas publicações . . . se encontraram artigos glorificando Adolf Hitler e concordando com a ideologia do anti-semitismo numa forma que é incrível para a perspectiva atual".




Os adventistas do sétimo dia na Alemanha e Áustria recentemente pediram desculpas por qualquer participação nas atividades nazistas, ou em apoio a elas, durante a guerra. A foto é de um cartão de identidade de um adventista de origem judaica que foi eliminado do rol de membros da Igreja na Alemanha Max-Israel Munk, quando os nazistas deram ordem para se fazer tais exclusões. Após sobreviver a prisão em dois campos de concentração, Munk retornou para casa após a guerra e solicitou reintegração como membro, o que lhe foi concedido. [Foto: AdventEcho magazine, Germany]

Os dirigentes da Igreja também expressaram pesar de que "nossos povos se tornaram associados com o fanatismo racial destruidor de vidas e liberdade de 6 milhões de judeus e representantes de minorias por toda a Europa", e que "muitos adventistas do sétimo dia não compartilharam das necessidades e sofrimentos de seus concidadãos judaicos".

Motivo de extremo pesar, indica a declaração, foi que as congregações alemãs e austríacas adventistas "excluíram, alienaram e deixaram [membros da Igreja que eram] . . . de origem judaica entregues a sua própria sorte de modo que terminaram enfrentando prisão, exílio ou morte".

Sob vários decretos raciais, algumas congregações adventistas expulsaram membros de origem judaica. Um deles, Max-Israel Munk, foi colocado em dois campos de concentração pelos nazistas mas sobreviveu e retornou a sua igreja após a guerra. Ele disse que não desejava tratar a sua congregação do modo em que foi tratado, segundo o Dr. Daniel Heinz, um arquivista da Igreja da Universidade Friedensau que estudou as atividades adventistas durante a era do Nacional Socialismo.

Juntamente com o Pastor Machel, os outros líderes que assinaram a declaração foram os pastores Klaus-Jurgen van Treeck, presidente da Igreja para o Norte da Alemanha, e Herbert Brugger, presidente da Igreja Adventista na Áustria. Pöhler e Johannes Hartlapp, historiador da Igreja em Friedensau, redigiu o rascunho em que se baseou a declaração. Todas as três áreas geográficas denominacionais votaram aprovar o texto, esclareceu Pöhler.

Na declaração, os três asseguram que "a obediência que devemos às autoridades estatais não conduzem a renegar convicções e valores bíblicos". Eles disseram que embora somente Deus possa julgar as ações de gerações anteriores, "em nosso tempo, contudo, desejamos assumir uma decidida posição pelo direito e justiça--para com todas as pessoas".

Brugger, numa entrevista telefônica, disse que "os membros de nossa Igreja realmente apreciaram a publicação desse documento".

Ele indicou que foi algo que os membros mais jovens da Igreja "apreciaram muito". Nenhuma indicação de reação da comunidade judaica da Áustria havido sido recebida, mas Brugger disse que a Igreja Adventista não é tão bem conhecida na Áustria como o são outros movimentos.

Indagado como uma Igreja que considera a observância do sábado como uma de suas crenças centrais poderia se esquecer dos judeus observadores do sábado durante um tempo de perseguição, Brugger sugeriu que aquela era uma questão política, não teológica, considerações que podem ter levado à estratégia.

Durante a I Guerra Mundial, uma porção de adventistas alemães afastaram-se da denominação, opondo-se a qualquer serviço militar. Isso levou os nacionais socialistas em 1936 a proibir o chamado "Movimento da Reforma" durante o tempo em que estiveram no poder. Brugger declarou que a preocupação com o fechamento das igrejas adventistas oficiais todas pelos nazistas pode ter pesado sobre os líderes daquela era.

"Creio que durantes aqueles tempos a liderança oficial de nossa Igreja teve medo de perder o controle sobre a Igreja e perder a Igreja porque as autoridades políticas já haviam . . .

[confundido] nossa Igreja com o movimento de Reforma", ele explicou. "Creio que nossos líderes tiveram medo de perder o reconhecimento oficial de nossa Igreja, assim pode ser que não foram tão fiéis a nossas crenças como teria sido necessário".

E acrescentou: "Foi algo mais político do que teológico, tenho certeza".

A principal Igreja Adventista do Sétimo Dia na Alemanha foi também brevemente proibida sob o nazismo, observa Pöhler. Uma rápida reviravolta pelo regime levou a um alívio entre os adventistas, mas também a um nível de cooperação com o governo que não foi salutar.

"Não só mantivemos o silêncio, mas também publicamos coisas que nunca deveríamos ter publicado. Publicamos idéias anti-semíticas que, de nossa própria perspectiva, não eram realmente necessárias", declarou Pöhler numa entrevista telefônica. "Avançamos muitos passos a mais e publicamos coisas que realmente eram anti-semíticas. . . . Desviamo-nos de nosso caminho para mostrar lealdade ao governo [nacional socialista] da Alemanha.

"Tivemos que reconhecer que uma declaração errada, uma ação por uma pessoa poderia significar que findaria num campo de concentração" comentou Pöhler a respeito daquela era. Essa teria sido "a razão por que excluímos adventistas de origem judaica dentre nossos membros: se uma igreja local não tivesse feito isso, [os nazistas] teriam fechado a igreja, levado o ancião para a prisão e teria significado que a Igreja inteira seria proibida.

Embora alguns adventistas europeus hajam tomado medidas corajosas para proteger judeus, outros agiram desse modo por preocupação com suas famílias e congregações. Seria muito difícil alcançar uma pessoa de origem judaica, explicou Pöhler, mas arriscar as vidas dos membros de uma congregação era uma carga adicional. Tal precaução até se refletiu na nomenclatura usada pelos alemães adventistas", ele disse.

"Mudamos o nome de Escola Sabatina para 'Escola Bíblica'-- evitando o nome original "por causa de representar um risco", prosseguiu Pöhler. "Estávamos no perigo de sermos confundidos com os judeus. Ao recusarmos chamá-la de escola sabatina, estabelece-se uma pequena distância entre você e os judeus", aduziu.

O Dr. Daniel Heinz, diretor dos arquivos da denominação na Universidade Adventista de Friedensau, Alemanha, disse que sua pesquisa revelou casos de adventistas que ajudaram judeus durante a guerra, mas também conduziu à descoberta daqueles que agiram de forma menos honrável.

"Os líderes denominacionais se adaptaram e até adotaram algo da ideologia anti-semítica dos nazistas; em alguns casos, fizeram mais do que o necessário para agradar as autoridades [nazistas]. Isto é algo que realmente nos parece estranho", declarou Heinz.

Ao mesmo tempo, ele disse, "sei que muitos membros adventistas, pessoas comuns, ajudaram os judeus, mas nunca falaram a respeito".

Resistência às políticas nazistas, bem como a compassiva e brava resposta de muitos cristãos, entre eles adventistas do sétimo dia, para proteger vidas daqueles que estavam sob perseguição dos nazistas, têm sido documentada por toda a Europa, inclusive Polônia, Hungria, Holanda e Dinamarca, entre outros países.

"Encontro alguns relatos muito impressionantes de adventistas que ajudaram judeus no Terceiro Reich, arriscando suas vidas, e também encontro o oposto", declarou Heinz. Entre outros membros da Igreja, uma família adventista da Letônia acolheu um homem judeu, escondeu-o durante a guerra, e este sobreviveu. O refugiado tornou-se um crente adventista e um pastor da Igreja após o fim da guerra.

Segundo o Pastor Machel, "sessenta anos após a II Guerra Mundial é tarde--mas vemos isto como a última chance para uma declaração".

Tinha havido tentativas anteriores de fazer tais declarações, conquanto isso fosse em grande medida ignorado ou abafado por líderes eclesiásticos que haviam vivido na era nazista e desejavam evitar que a Igreja agisse como "juiz" daqueles que viveram antes. Contudo, em 1988, no 50o. aniversário da "Kristallnacht", ou noite dos vidros quebrados, em 9 de novembro, quando gangues inspiradas pelos nazistas espatifaram as vitrines de comerciantes judeus e violaram sinagogas, a então Igreja Adventista da Alemanha Oriental emitiu uma declaração em sua pequena revista. Em 1989, durante as celebrações do centenário da Igreja Adventista em Hamburgo, o Pastor Erwin Kilian, presidente da Igreja Adventista do norte da Alemanha, referiu-se àquele "negro período" em seu discurso e ofereceu um pedido de perdão de sua iniciativa. Uma breve declaração adicional foi feita em 1995, quando do 50o. aniversário do fim da guerra.

Os jovens adventistas reagiram positivamente às expressões de preocupação e contrição da declaração. Dois adventistas berlinenses disseram terem apreciado a declaração.

"Revelar humildemente nossos pecados e falhas é a coisa mais importante que Deus deseja que façamos", declarou Sara Gehler, de 25 anos. "E embora 60 anos se tenham passado, penso ter sido necessário que nós, adventistas do sétimo dia, tomemos uma posição quanto à Segunda Guerra Mundial", aduziu ela. "É nosso dever como cristãos proteger e ajudar aqueles que são fracos, desajudados e em necessidade".

Julian Müller, de 26 anos, acrescentou: "Penso ser nossa responsabilidade como Igreja confessar nossos erros e não ocultá-los, especialmente quando vidas humanas estão em jogo. . . . Minha esperança é que pelos erros e falhas de nossa igreja, que se passaram desde então, não se esperemos outros 60 anos para adquirirmos coragem de pedir perdão".

A reação de membros da Igreja na região sul da Alemanha, que inclui cidades como Munique e Nurembergue, onde os nacionais socialistas adquiriram grande força, foi "muito positiva", disse o Pastor Machel. "Alguns haviam realmente esperado por tal medida da parte da liderança denominacional".

A declaração foi também muito bem acolhida em muitas igrejas adventistas internacionalmente. "Estava esperando por um texto como esse por muito tempo", declarou o Pastor Richard Elofer, que lidera a obra adventista em Israel. "Eu louvo ao Senhor por tocar os corações de nosso povo na Alemanha e Áustria para produzirem tal declaração".

E o Dr. John Graz, diretor de Relações Públicas e Liberdade Religiosa para a sede mundial denominacional: "Para aqueles que crêem no amor de Deus para todo membro da família humana, contra qualquer tipo de discriminação tendo por base raça, religião ou gênero, essa declaração, escrita por uma geração que não teve qualquer responsabilidade no Holocausto e na guerra, mas endossa a responsabilidade de seus pais, permanecerá como um marco positivo e grande incentivo".

http://robsonigdedeus7dia.blogspot.com/2011/08/igreja-adventista-pedem-perdao-por-ter.html

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Pastor Silas Malafaia faz nova campanha para que fiéis doem R$911 para receberem “multiplicação financeira”. Assista


Pastor Silas Malafaia faz nova campanha para que fiéis doem R$911 para receberem “multiplicação financeira”. Assista


O Pastor Silas Malafaia convidou mais uma vez o Dr Morris Cerullo para lançar uma nova campanha no Programa Vitória em Cristo. A nova campanha é uma das maiores realizadas pelo pastor já que pede a cada fiel que assiste o programa para que doe R$911 para o ministério.
A nova campanha ganhou um site especial dentro da página do Ministério do Pastor Silas, nela a Associação Vitória em Cristo afirma que é para quem “deseja experimentar a medida extra de Deus na sua vida” e promete para quem doar o dinheiro que “o Senhor o recompensará com discernimento, visão espiritual e multiplicação financeira”.


O Dr. Morris Cerullo participou novamente do programa para lançar essa nova campanha, a Associação Vitória em Cristo afirma que ele é “considerado uma das maiores autoridades mundiais em oração e batalha espiritual”. Cerullo afirma que “em 2011 haverá o maior romper financeiro já visto. É o ano da medida extra”. O pastor também afirma que “Quem crê na Palavra de Deus a obedece e pratica.”
Uma das últimas vezes que o Dr. Morris Cerullo compareceu no Programa Vitória em Cristo com o Pastor Silas Malafaia foi em 2009 quando juntos lançaram uma polêmica campanha semelhante onde a oferta pedida era de R$900. Na época os pastores foram alvo de intensas críticas de pastores e cristãos devido a campanha.
Aos fiéis que participarem, além da “multiplicação financeira” prometida, também ganharão uma Bíblia da Oração, a Bíblia do Dr. Morris Cerullo.

Meu comentário: Se a pessoa quiser ganhar medidas extras, discernimento, visão espiritual e multiplicação financeira, é só a pessoa ir no Supermercado Divino que Deus está vendendo ao preço de bagatela de $ 911,00 cada tipo de benefício celestial, talvez se a pessoa tiver um bom papo Deus parcelará em várias parcelas bem suave e a perder de vista sem comprometer a renda. Eurias R. Caneiro - carneiro.eurias@gmail.com

PROFECIAS QUE NÃO SÃO PROFECIAS


PROFECIAS QUE NÃO SÃO PROFECIAS

A última profetisa supostamente verdadeira na história da humanidade morreu no ano de 1915, deixando um legado de textos que a mesma alegou ser de revelação do Eterno Espírito Santo, sendo que, o mesmo deixou escrito em Suas Revelações na Palavra do Eterno a seguinte autorização para quem quisesse conhecer Suas verdadeiras revelações no meio de tantas que são atribuídas a Ele, palavras do Espírito Eterno: Amados, não creiam em qualquer espírito, mas examinem os espíritos (os que se dizem usados por Ele) para ver se eles procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo. I Jo. 4: 1.
Nada acrescente às palavras dele, do contrário, ele o repreenderá e mostrará que você é mentiroso. Pv. 30: 6.
Deus não é homem para que minta. Nm. 23: 19.
Para que, por meio de duas coisas imutáveis nas quais é impossível que Deus minta. He. 6: 18.
Em palavras populares o Espírito Santo está ensinando que a mentira ou o engano jamais partirá de Deus, e sim, de Satanás, ou seja, Deus jamais revelará a mentira como se fosse verdade. Dentro deste contexto vamos analisar alguns textos da profetisa Ellen White.
Antes de seguir a linha ellenista, vamos verificar dois textos que são usados para canonizar Ellen White como a última profetisa do Altíssimo.
1.             E, depois disso, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os velhos terão sonhos, os jovens terão visões. Até sobre os servos e as servas derramarei do meu Espírito naqueles dias. Jl. 2: 28,29. Esta profecia é no plural e nossa igreja a transformou em singular para tentarem dar uma sustentabilidade a Ela por meio da adulteração do texto como se o mesmo tivesse referência a uma pessoa e jamais a uma coletividade.
2.             ...e se mantêm fiéis ao testemunho de Jesus. Ap. 12: 17; O testemunho de Jesus é o espírito de profecia. Ap. 19: 10. Um esclarecimento: Testemunho de Jesus é o Espírito de profecia, afirmam que: Os livros dela são o Testemunho e que isto os caracteriza como sendo o Espírito de Profecia. O que revela o Espírito Santo como sendo o verdadeiro Testemunho/Espírito de Profecia?
A.    Quem CRÊ NO FILHO DE DEUS tem EM SI MESMO ESSE TESTEMUNHO. Quem não crê em Deus o faz mentiroso, porque não crê no testemunho que Deus dá acerca de seu Filho. I Jo. 5: 8. Quem crer no Senhor Jesus o Cristo já tem em seu coração o Testemunho de Deus (Jesus Cristo), isto deixa bem claro que é furada a pessoa buscar este testemunho em literatura secular. Quem não crer e aceita esta verdade que o verdadeiro Testemunho/Espírito de Profecia está no coração de quem crer no Senhor Jesus Cristo, mas prefere crer que são os livros de Ellen White está chamando Deus/Espírito Santo de mentiroso.
B.    E ESTE É O TESTEMUNHO: Deus nos deu a vida eterna, e essa vida está em seu Filho. Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida. I Jo. 5: 11,12. O Espírito Santo afirma que o verdadeiro Espírito de Profecia/Testemunho é a vida eterna no Senhor Jesus, quem crer, aceita e ensina desta forma, esta pessoa tem a vida eterna garantida no Senhor Jesus, quem crer, aceita e ensina que são os livros de Ellen White que constitui no verdadeiro Espírito de Profecia/Testemunho está perdido porque está chamando Deus e Sua Palavra de mentirosos.
Após ter sido esclarecido qual é o verdadeiro Testemunho/Espírito de Profecia, vamos fazer algumas analogias sobre o que Ellen White escreveu em nome do Espírito Santo, conscientizando você que tudo o que entra em contradição é mentira, a verdade não muda, não modifica e não pode ser alterada. Para que, por meio de duas coisas imutáveis nas quais é impossível que Deus minta. He. 6: 18.

QUEM FOI RESPONSÁVEL PELAS PANCADAS MISTERIOSAS?

Por mais de uma centena de ano tem sido pregado que o Espiritismo moderno teve sua origem com as irmãs Fox, dentro deste contexto fiz uma pesquisa para saber se realmente é verdade e qual a veracidade das profecias de Ellen White em referência com esta questão.
Em 32 de março de 1848, perto de Rochester, Nova York (EUA), duas irmãs, Katherine e Margaret Fox, com idades de 11 e 13 anos, alegavam que ouviam sons de pancadas inexplicáveis que partiam de um cômodo na casa da fazenda onde moravam.
As habilidades de Katherine e Margaret tornaram-se bastante conhecidas e elas embarcaram numa carreira lucrativa como médiuns, realizando seções em salas privadas pelos Estados Unidos e Inglaterra. A Sra. White estava bem informada sobre elas, pois escreveu alegando serem revelações de Deus com referência a estes acontecimentos:
ELLEN WHITE: O Conflito dos Séculos, pág. 553 [edição em inglês]: As misteriosas pancadas com que o espiritismo moderno teve início não foi resultado de truques ou embuste humano, mas ação direta dos anjos malignos, que assim introduziram um dos mais bem sucedidos enganos destruidores de almas.
24 de agosto de 1850. Vi que as "pancadas misteriosas" eram o poder de Satanás; algumas derivavam diretamente dele, outras indiretamente, através de seus agentes, mas tudo procedia de Satanás. -Primeiros Escritos, pág. 59.
Ela chegou ao ponto de fazer uma profecia a respeito das batidas:
Vi que em breve seria considerado blasfêmia falar contra as batidas, e que se difundiriam mais e mais, que o poder de Satanás aumentaria e alguns de seus dedicados seguidores teriam o poder de operar milagres e mesmo de trazer fogo do céu à vista dos homens. Primeiros Escritos, pág 59.

VERDADE SOBRE AS IRMÃS FOX

a)             Deus jamais se enganou ou ludibriou alguma pessoa ao revelar algo que estava ou está em oculto.
b)            As irmãs admitiram o que muitos céticos já criam que as batidas eram meramente um ardil bem elaborado incutido sobre pessoas crédulas. Uma das pessoas enganadas foi Ellen G. White. A Sra. White lançou a culpa de sua crença nas "pancadas misteriosas" como sendo o poder sobrenatural de Satanás ao próprio Deus, quando afirmou que Deus havia revelado a ela este fenômeno. Ela alegou que viu em visão dada por Deus que as batidas eram produzidas pelo poder do Maligno, quando na verdade eram apenas truques elaboradas pelas irmãs fox.

A CONFISSÃO DE MARGARET FOX

Minha irmã Katie foi a primeira a descobrir que por esfregar os dedos podia produzir certo ruído com as juntas e que o mesmo efeito podia ser produzido com os artelhos. Descobrindo que podíamos criar ruídos com nossos pés primeiro com um pé, depois com ambos praticamos até poder fazer isso com facilidade quando a sala estava às escuras. Ninguém suspeitava de que fosse um truque nosso pois éramos crianças ainda tão novas. . . . todos os vizinhos julgavam que havia algo, e desejaram descobrir do que se tratava. Estavam convencidos de que alguém havia sido assassinado na casa. Perguntaram-nos a respeito, e praticávamos as pancadas, sendo uma para "sim", três para "não", como passamos fazer daí por diante. Nada sabíamos sobre espiritismo então. O assassinato, concluíram, devia ter sido cometido na casa. Finalmente, encontraram um homem chamado Bell e disseram que o pobre inocente havia cometido um assassinato na casa, e que aqueles sons procediam dos espíritos das pessoas assassinadas. O pobre Bell passou a ser evitado e visto como assassino por toda a comunidade. No que tange a espíritos, nem eu nem minha irmã pensávamos a respeito disso. . . . Tenho visto tanto engano danoso que estou disposta a prestar assistência o quanto puder e positivamente declarar que o espiritismo é uma fraude da pior descrição. Faço isso perante Deus, e minha idéia é denunciá-lo. . . . Estou convicta de que esta declaração, partindo solenemente de mim, a primeira e mais bem sucedida nesse engano, romperá a força do rápido crescimento do espiritismo e comprovará ser tudo uma fraude, hipocrisia e engano. New York World Newspaper, 21 de outubro de 1888.
O que sucedeu com o espiritualismo?
A Sra. White predisse que o espiritismo seria um grande poder que uniria protestantes e católicos para perseguirem os adventistas do sétimo dia por freqüentarem a igreja no sábado. Em 1884, num livro que antecedeu O Conflito dos Séculos, ela escreveu:
O protestantismo estenderá as mãos por sobre o abismo para apanhar a mão do espiritismo; estenderá a mão para segurar as mãos do poder romano, e sob a influência dessas tríplice união, nosso país seguirá as pisadas de Roma em espezinhar os direitos de consciência. Spirit of Prophecy, vol.. 4, p. 405
Se você for uma pessoa honesta vai observar que na suposta união entre protestantes, espiritismo e católicos, a besta (Estados Unidos) está perseguindo os Mulçumanos em nome do combate ao terrorismo.
Concluindo: O cenário descrito pela Sra. White pode ter parecido plausível nos idos de 1880. O movimento espiritualista havia atingido o seu auge por volta de 1870. Contudo, pelo início do século XX as coisas haviam mudado dramaticamente. A comunidade científica deixou de validar os fenômenos espiritualistas, e o movimento declinou e transferiu-se para os arrabaldes da sociedade, onde até hoje se acha. Tanto católicos quanto protestantes, juntamente com muitos secularistas, rejeitam os modernos paranormais, cartomantes e assim por diante. Muitas igrejas protestantes rejeitam a comunicação com os espíritos dos mortos (com base em Lev. 19:31, 20:6; Deut. 18:11,12; 1 Sam. 28; Isa. 8:19; Lucas 16:27-31).

VULCÓES QUE NÃO SÃO VULCÕES

Dando continuidade à análise precisa e de forma honesta, histórica e Bíblica com referência a profetisa Ellen White, vamos analisar algumas informações sobre a origem dos vulcões em que ela alega ter recebido visões de Deus e o que a ciência tem provado, inclusive com a aceitação e divulgação da igreja detentora do monopólio de seus livros.
Nesse tempo imensas florestas foram sepultadas. Estas foram depois transformadas em carvão, formando as extensas camadas carboníferas que hoje existem, e também fornecendo grande quantidade de óleo. O CARVÃO E O ÓLEO FREQÜENTEMENTE SE ACENDEM E QUEIMAM DEBAIXO DA SUPERFÍCIE DA TERRA. Assim as rochas são aquecidas, queimada a pedra de cal, e derretido o minério de ferro. A AÇÃO DA ÁGUA SOBRE A CAL AUMENTA A FÚRIA DO INTENSO CALOR, E DETERMINA OS TERREMOTOS, VULCÕES E VIOLENTAS ERUPÇÕES. VINDO O FOGO E A ÁGUA EM CONTATO COM AS CAMADAS DE PEDRA E MINÉRIO, há violentas explosões subterrâneas, as quais repercutem como soturnos trovões. O ar se acha quente e sufocante. Seguem-se erupções vulcânicas; e, deixando estas muitas vezes de dar vazão suficiente aos elementos aquecidos, a própria terra é agitada, o terreno se ergue e dilata-se como as ondas do mar, aparecem grandes fendas, e algumas vezes cidades, vilas, e montanhas a arder são tragadas. Estas assombrosas manifestações serão mais e mais freqüentes e terríveis precisamente antes da segunda vinda de Cristo e do fim do mundo, como sinais de sua imediata destruição. Pág. 108, 109 - PP
a)            Ela informa que o carvão e o petróleo se acendem. Pergunta: Como eles se incendeiam?
b)            Ela informa que a água atinge a cal e aumenta a fúria do fogo. Pergunta: Água aumenta a temperatura ou abranda?
c)            Tudo o que ela escreveu em termos de ciência sobre esta questão não passa de ignorância.
d)            Perguntei certa vez para um grupo de professores na sede de acampamento no Bananal sobre esta questão que Ellen White escreveu, me deram a seguinte resposta: Se for para analisar o que ela escreveu e comparar com a ciência não vamos chegar a lugar nenhum.
e)            O interessante entre tudo isso é que, os países grandes produtores de petróleo não tem vulcões, o que em prática mostra que mais uma vez a profetiza mostrou ser uma falácia.

1.     ELA PREVIO A DESTRUIÇÃO DAS TORRES GÊMEAS?

A Cidade de Nova Iorque.
Deus não tem executado Sua ira sem misericórdia. Sua mão ainda está estendida. Sua mensagem precisa ser transmitida na Grande Nova Iorque. Deve ser mostrado ao povo como é possível para Deus, com um simples toque de Sua mão, destruir os bens que eles acumularam para o último grande dia. Manuscript Releases, vol. 3, págs. 310 e 311.
Não tenho luz especial a respeito do que sobrevirá a Nova Iorque, mas sei que um dia os grandes edifícios que estão ali serão demolidos pela ação construtiva e destrutiva do poder de Deus. ... Pág. 113
a)            Ela afirma que os grandes prédios seriam destruídos pelo poder de Deus, na verdade foram destruídos com o poder dos terroristas.
A morte chegará a todos os lugares. É por isso que estou tão ansiosa de que nossas cidades sejam advertidas. Review and Herald, 5 de julho de 1906.
a)            A morte não chegou a todos os lugares, tão somente em relação às duas torres. Em todos os lugares a morte sempre existiu.
Uma ocasião, achando-me eu na cidade de Nova Iorque, fui convidada, à noite, para contemplar os edifícios que se erguiam, andar sobre andar, para o céu. Garantia-se que esses edifícios seriam à prova de fogo, e haviam sido erigidos para glorificar seus proprietários e construtores.
A cena que em seguida passou perante mim foi um alarma de fogo. Os homens olhavam aos altos edifícios, supostamente incombustíveis, e diziam: "Estão perfeitamente seguros." Mas esses edifícios foram consumidos como se fossem feitos de pez. Os aparelhos contra incêndios nada podiam fazer para deter a destruição. Os bombeiros não podiam fazer funcionar as máquinas. Testemunhos Seletos, vol. 3, págs. 281 e 282.
a)     Ano da construção dos prédios WTC: A primeira torre começou no ano de 1966 e terminou no ano de 1972. A segunda teve início no ano de 1966 e terminou no ano de 1973. Ela morreu no ano de 1915.
b)    Ela afirma que os prédios seriam destruídos com fogo e os mesmos queimariam como se fosse pez, pez é uma substância altamente inflamável, e os dois prédios não foram destruídos por fogo, o que realmente acontece é que: Quando os aviões se chocaram com os prédios, houve incêndio em alguns andares abaixo do topo e a alta temperatura amoleceu a estrutura dos andares em que houve o choque o que causou a queda dos andares superiores encima em que houve o incêndio causando um efeito em cascata, foi isto que causou a queda das duas torres gêmeas, ou seja, não foi o fogo que destruiu estes prédios e eles jamais queimaram como afirma a profetiza. Infelizmente certa vez escrevi e distribui um artigo afirmando que ela havia profetizado a destruição destas torres tentando de forma inútil provar que ela foi uma profetiza autêntica, mas, estudando de forma detalhada a profecia não houve nada do que ela profetizou e eu errei tentando provar que Ellen White foi uma profetisa autêntica.

ELLEN WHITE E A ASTRONOMIA

Para impressionar os mais incautos procuram basear essa convergência com a ciência, em supostas “revelações divinas”, mas que com o passar dos anos se mostraram totalmente inadequadas com as novas descobertas científicas, provando assim, que tais revelações nada mais eram que o produto do meio científico que então prevalecia. Era apenas o reflexo do conhecimento do líder, não tendo nada a ver com revelações divinas.

AS VISÕES DE EGW SOBRE O SISTEMA SOLAR

Em 1846 Ellen White teve uma "visão" do sistema solar, onde muitas coisas lhe foram reveladas, dentre elas temos as seguintes:
1)            Ela obteve conhecimento da existência de outros mundos habitados;
2)            As pessoas destes mundos eram semelhantes aos habitantes da terra, só que mais altos, nobres e majestosos;
3)            Encontrou Enoque, passeando em um desses mundos;
4)            Que essas pessoas viviam debaixo da lei ou dos mandamentos de Deus;
5)            Que dois destes planetas tinham quatro e sete luas.
Diz ela: “O Senhor me proporcionou uma vista de outros mundos. Foram-me dadas asas, e um anjo me acompanhou da cidade a um lugar fulgurante e glorioso. A relva era de um verde vivo, e os pássaros gorjeavam ali cânticos suaves. Os habitantes do lugar eram de todas as estaturas; nobres, majestosos e formosos. Ostentavam a expressa imagem de Jesus, e seu semblante irradiava santa alegria, que era uma expressão da liberdade e felicidade do lugar.
Perguntei a um deles por que eram muito mais formosos que os da Terra. A resposta foi: Vivemos em estrita obediência aos mandamentos de Deus, e  não  caímos  em  desobediência, como os habitantes da Terra.
Vi então duas árvores. Uma se assemelhava muito à árvore da vida, existente na cidade. O fruto de ambas tinha belo aspecto, mas o de uma delas não era permitido comer. Tinham a faculdade de comer de ambas, mas era-lhes vedado comer de uma. Então meu anjo assistente me disse: Ninguém aqui provou da árvore proibida; se, porém, comessem, cairiam.
Disse então o anjo: Deves voltar e, se fores fiel, juntamente com os 144.000 terás o privilégio de visitar todos os mundos e ver a obra das mãos de Deus. (Vida e Ensinospág.96-98).

ANALISANDO A VISÃO

Se Ellen White se aventurasse apenas a descrever tal visão de modo geral, sem especificar concretamente, tudo bem. Mas para sua infelicidade e ruína ela quis particularizar e explicar quais eram esses mundos, desta forma ela cavou sua própria sepultura. Se Ellen White se aventurasse apenas a descrever tal visão de modo geral, sem especificar concretamente, tudo bem. Mas para sua infelicidade e ruína ela quis particularizar e explicar quais eram esses mundos, e aí ela cava sua própria sepultura.
Quando ela teve essa visão a sra. Truesdail, que fazia parte do movimento, estava presente. Ela descreve como a sra. White viu pessoas altas e majestosas que moravam em Júpiter ou Saturno.
“A Irmã White estava muito fraca de saúde, e enquanto foram oferecidas orações ao lado dela, o Espírito de Deus repousou sobre nós. Notamos logo que ela era insensível a assuntos terrestres. Esta era sua primeira visão do mundo planetário. Depois de contar as luas de Júpiter em voz alta, e em seguida as de Saturno, ela deu uma descrição bonita dos anéis. Ela disse então, ' Os habitantes são pessoas altas, majestosas, ao contrário dos habitantes de terra. O Pecado nunca entrou aqui. (Taken from Mrs. Truesdail's letter, Jan 27, 1891).
Em 1847, ela e seu esposo Tiago White publicaram essa visão, reafirmando que ela viu realmente os planetas Júpiter e Saturno e depois que saiu da visão poderia dar uma descrição clara de seus satélites, apesar de nunca ter aprendido astronomia. (A Word to the Little Flock, p. 22).
A visão foi tão clara que ela conseguiu ver as luas de cada planeta. Segundo o pioneiro J.N. Loughborough, ela disse que durante a visão estava vendo 4 luas, o que foi identificado com Júpiter pelo pastor Joseph Bates, e outro que possuía sete luas, também identificado por Bates como Saturno. (Great Second Advent Movement, p. 258).
Ora, Ellen White havia dito que foram lhe dada asas para voar de um planeta a outro. Nestas condições extraordinária de viajar pelo sistema solar ela teria plena capacidade de ver e descrever de modo minucioso tais astros. Mas foi isso que aconteceu?
Observemos: Ela descreve que Júpiter tinha quatro luas, mas hoje sabemos que Júpiter possui 16 satélites ao todo. Ela também afirmou que Saturno tinha sete luas, mas sabemos que os cientistas já descobriram no mínimo 18 satélites em Saturno.
Ora, como ela poderia ter errado em coisas tão básicas a respeito destes planetas, quando seu marido havia dito que ela, após a visão, poderia “dar uma descrição clara de seus satélites”? Como poderia Deus ter dado a Ela uma visão falsa? Ou teria ela usado conhecimentos astrológicos da época e depois mentir afirmando que Deus lhe deu asas para ir a estes planetas e ver em detalhes suas luas e seus moradores altos e majestosos?
E o que dizer das pessoas altas, majestosas e formosas destes planetas?
É verdadeira essa descrição? Há realmente pessoas altas, majestosas que moram em Júpiter e Saturno? Isto poderia até ter parecido plausível às pessoas em 1846, mas hoje já não mais se sustenta diante das descobertas científicas envolvendo estes planetas. O que sabemos é que as condições em ambos os planetas são extremamente incapacitados à vida.
1.            Estes planetas não têm nenhuma superfície sólida como a terra. As superfícies consistem em um mar de hidrogênio líquido.
2.            A pressão atmosférica é milhões de vezes maiores que a terra. A pressão é bastante forte para esmagar os metais mais resistentes.
3.            Numerosas sondas espaciais que usam tecnologia avançada examinaram estes planetas e não descobriram qualquer vestígio de vida, nem mesmo uma simples minhoca existe lá.
4.            Nenhuma planta. Nenhum animal e muito menos pessoas altas e majestosas. Nada mais que hidrogênio, hélio e outros gases venenosos.
A tua Senhora White viajou de modo sobrenatural da Terra para Júpiter e Saturno para ver as "pessoas" altas, majestosas que vivem lá, mas inexplicavelmente ela deixou de notar os seguintes detalhes:
I.                Pelo  menos, mais 12 luas em Júpiter.
II.                Pelo menos mais 11 luas em Saturno.
III.                Pelo menos 9 das luas de Urano.
IV.                Os anéis ao redor de Júpiter.
V.                Os anéis ao redor do Urano. 

POR QUE ELA VIU SÓ O QUE ASTRÔNOMOS JÁ TINHAM VISTO?

Quando sra. White teve essa visão era conhecimento comum que Júpiter tinha apenas quatro luas. O quinto satélite não havia sido descoberto até 1892. Como vimos há 16 luas pelo menos. Igualmente, naquela época haviam descoberto em Saturno sete luas.
A visão de Ellen White não revelou nada que não poderia ter sido obtido em um livro de Astronomia ou até mesmo de um artigo de jornal da época! A única diferença entre o que a sra. White viu e o que os astrônomos viram pelo telescópio é sobre essas "pessoas" altas e majestosas!
Imagine se ela tivesse contado para Bates que Júpiter tinha quatro luas grandes e 12 luas menores! O dom profético dela teria sido sem dúvida confirmado nas gerações futuras.
Infelizmente, ela perdeu esta grande oportunidade. Imagine se ela houvesse anunciado que Júpiter tinha anéis!
Depois de considerar o que ela viu e o que ela não viu, nós lhe fazemos esta pergunta: Era esta uma visão de Deus ou apenas conhecimento astronômico da época?

A VERDADEIRA RAZÃO DE TUDO
Tudo indica que a verdadeira razão desta visão fora para impressionar o marinheiro Joseph Bates que até então se posicionara contra as manifestações “sobrenaturais” de Ellen White.
Sem dúvida os White sabiam que Bates era apaixonado por astronomia. Levantando a hipótese de que Ellen era ignorante em assuntos astronômicos, então tais conhecimentos legitimavam seu dom como profetisa e visionária da recente invenção profética dela, perante Bates.
Isto torna é impossível acreditar no que Arnaldo Christianini afirmou em seu livro sobre o dom profético dela.  Os Testemunhos orais ou escritos da Sra. White...tudo quanto disse e escreveu foi,...cientificamente correto...” “Subtilezas do Erro” na página 35.

EXISTE ALGUMA DIREFERÊNÇA ENTRE ELLEN WHITE E CHICO XAVIER?

Chico Xavier teve suas visões e as escreveu em forma de livros e os vendeu, estas rendas foram distribuídas aos pobres e jamais deixou seus livros como herança lucrativa para seus familiares, não estou questionando a origem e sim o destino dado com os lucros relacionados a seus livros.
Ellen White teve suas visões e as escreveu em forma de livros e os vendeu, toda a renda de suas visões foram para seu benefício próprio e ainda escreveu que seus livros não poderiam ser vendidos baratos porque a margem de lucro seria muito pouco, ela deixou seus livros como herança lucrativa para sua família em forma de testamento. A renda jamais em hipótese alguma beneficiou algum pobre em toda a história literária.
Observaram bem as diferenças entre Chico Xavier e a última profetiza verdadeira do Advento? Um preocupa-se com os pobres e necessitados enquanto outro preocupava-se apenas em benefício próprio.
As origens dos dois videntes são perfeitamente questionáveis, é tão verdade que tenho mostrado fundamentado por meio da história, ciência e Palavra de Deus que ela não passou de uma plagiadora experta que enganou e continua enganando as pessoas que não tem conhecimentos ou não procura ter:
a)            Da história.
b)            Da ciência.
c)            Da Palavra de Deus.
Desta forma elas ficam reféns de mentes inescrupulosas que procuram o lucro fácil.
Eurias R. Caneiro
carneiro.eurias@gmail.com

Obs: Tire Xerox e distribua.