quinta-feira, 24 de novembro de 2011

CAFÉ PODE REDUZIR RISCO DE CÂNCER EM MULHERES




Mulheres que bebem várias xícaras de café por dia podem ser menos propensas a desenvolver câncer de útero ao longo de anos ou décadas.
Pesquisadores da Universidade de Harvard, EUA, analisaram dados de 67.470 mulheres com idades entre 34 e 59 anos, que foram acompanhadas por cerca de 26 anos.
Em comparação com as mulheres que bebiam pouco ou nenhum café, as que bebiam em média quatro ou mais xícaras por dia tinham um risco 25% menor de desenvolver câncer de endométrio, e as que bebiam duas ou três xícaras por dia tinham um risco 7% menor.
Embora o estudo não prove que beber café é diretamente responsável pela redução do risco de câncer, os pesquisadores dizem que uma relação de causa e efeito é plausível.
Em estudos anteriores, descobriu-se que o consumo de café diminui níveis de insulina e estrogênio. Níveis cronicamente elevados desses hormônios têm sido relacionados ao câncer endometrial.
Entretanto, os pesquisadores dizem que as mulheres não devem tomar café com creme ou açúcar. Quaisquer benefícios do café sobre os níveis de insulina quase certamente deixariam de existir em face às calorias adicionais e gorduras, que poderiam contribuir para a resistência à insulina e ganho de peso.
Nos últimos anos, estudos têm relacionado o consumo de café com muitos benefícios de saúde, como menor risco de câncer de fígado e câncer de próstata letal, menor risco de depressão, diabetes tipo 2, mal de Parkinson (principalmente em homens) e cirrose do fígado. Pesquisa em ratos sugerem que o café também pode ajudar a proteger contra as mudanças no cérebro associadas ao mal de Alzheimer.
Os pesquisadores não sabem ao certo como o consumo de café pode melhorar a saúde, mas a cafeína parece ser apenas parte desse benefício, uma vez que estudos sobre café descafeinado mostraram benefícios de saúde também.
Compostos com propriedades antioxidantes, tais como o ácido clorogênico, provavelmente desempenham um papel também. Estima-se que o café tenha mais de 2.000 diferentes componentes, muitos dos quais são antioxidantes.
O estudo tem algumas falhas que significam os resultados devem ser interpretados com cautela. Os pesquisadores contaram com questionários para avaliar a dieta de café das mulheres, e, apesar de controlar para uma ampla gama de fatores e comportamentos de saúde, eles não podem descartar a possibilidade de que as bebedoras de café sejam socialmente ou culturalmente diferentes de maneiras que podem afetar seu risco de câncer.
Em outras palavras, mulheres preocupadas com seu risco de câncer não devem necessariamente aumentar a sua ingestão de café.
Podem tomar a bebida em quantidades saudáveis, se quiserem. Muito café pode levar a alguns efeitos colaterais, como insônia, azia, palpitações, ansiedade e irritabilidade. O ideal são quatro xícaras por dia.
A maneira mais eficaz para as mulheres detectarem – se não impedirem – o câncer de endométrio é ficar atenta para sangramento menstrual irregular, e consultar um médico se notar algo de anormal.[CNN]

Nenhum comentário: