sábado, 19 de fevereiro de 2011

ATUALIZADO - TESTEMUNHOS DEUS PROMETEU E FEZ


TESTEMUNHOS
DEUS PROMETEU E FEZ

O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem e os livra. Sl. 34:8.
O eterno, o Senhor Deus-Todo-Poderoso, é infalível em Suas promessas, Ele fala e tudo cumpre conforme a Sua santa vontade, é independete da vontade humana ou religiosa.
A estes que não estão escravizados pelos sistemas religiosos, embora estejam congregando com o fim de cultuar em comunhão com os irmãos a Deus, a outros que são escravos dos sistemas religiosos, o Senhor Jesus os querem libertar para que sejam verdadeiramente livres.
Antes de relatar os Testemunhos que o Senhor Jesus fez pela minha pessoa, vou relatar um sonho muito importante que tive na década de 90.
Há vários anos, em uma determinada noite, eu tive o seguinte sonho e por vários anos fiquei sem saber o seu significado.
Neste sonho fui a Roma e fiquei hospedado na casa de uma família conhecida a qual não tenho lembranças dos nomes e muito menos a fisionomia.
Nas igrejas romanas o luxo era indescritíveis, alguém que me acompanhava pediu que eu desse permissão para que ela fizesse uma oração em meu favor, ajoelhávamos, e ao término da oração, ao eu abrir os olhos, nós estávamos de joelhos em frente de um ídolo, eu justificava para várias pessoas presentes e conhecidas que não havia nada de errado em eu ter me ajoelhado em frente de um ídolo com o objetivo único de agradar a pessoa que estava comigo.
Por causa da justificativa que apresentei alguém me acusava de que eu havia murmurado, porque eu não era um dos deles.
Eu saia da igreja Católica e como turista ficava admirando a beleza, a suntuosidade e o luxo dos templos, ao mesmo tempo ficava atormentado por não ter em mãos uma máquina fotográfica para fazer os registros.
Ao dirigir-me a um setor da cidade por onde passava um rio, eu descia uma grande escada de concreto dirigindo-me a um templo na beira do rio, no trajeto, deparava-me com cristais lindos e de várias cores, ao tentar pegar alguns, um policial deteve-me e conduziu-me a uma sala da referida igreja.
Nesta sala eu era julgado por duas pessoas, a minha família tinha permissão para deixar o local e eu ficaria detido pelo crime de tentar apanhar alguns cristais para levar comigo.
Só havia uma forma pela qual eu poderia ser absolvido de tal crime, se eu comprasse algumas relíquias romanas. Não tenho lembranças se comprei ou não.
Ao acordar fiquei impressionado com este sonho e o escrevi para não correr o risco de esquecê-lo.

TESTEMUNHO I

Eu trabalhei em um garimpo no Estado do Pará, em toda a semana nós folgávamos apenas meio dia, sendo de meio dia ao dia seguinte de segunda feira.
Num determinado dia, eu estava dentro do barranco, sendo meu serviço de Catarino, na posição em que me encontrava e ao mesmo tempo a distância que correspondia até a balsa de despesca, era impossível eu sair e ir até a balsa.
Meu ex-cunhado estava cortando uma barreira com um jato de água, quando ouço um grito, nada vi, quando eu dou conta do que estava acontecendo eu estava encima da balsa me segurando na mangueira da bomba, e ainda deu tempo de ver a barreira caindo e sentir o vento causado pela queda da mesma, era impossível eu ter feito o percuso e escapar da morte certeira, caso eu tivesse ficado no local exato da queda da barreira, eu teria sido esmagado com o peso e a violência da queda de milhares de toneladas de barro, e para ser escavado o local para a retirada de meu corpo teria levado horas. Tenho certeza que o Eterno enviou um anjo para me salvar da morte certa.
Isto mostra Deus intervindo em minha vida. Graças ao Senhor!
Deus vela por mim.

TESTEMUNHO II

Faz alguns anos, eu morei na Vila Cafeteira, Bairro de Imperatriz, uma certa noite ao eu acordar para urinar aconteceu algo bem estranho.
Quando me levantei, acendi uma lâmpada que ficava no meio do quarto e fiz minha necessidade, depois voltei para desligar a lâmpada e, ao desligar o interruptor eu senti um frio muito intenso e os cabelos de meu corpo começaram a ficar arrupiado, subi na cama e isto ficou mais intenso e começei a ficar apavarado e a sentir uma presença no quarto, logo conheci que tratava de algo sobrenatural.
Não vi, mas tive a plena certeza que um demonio estava ali e que queria tomar posse de meu corpo para me tornar um posesso, quando senti isso, ajoelhei-me na cama e orei, mas, aquilo ia tornando mais intenso e eu estava apavorado porque a presença do ser me transmitia grande medo.
Desci da cama e acendi novamente a lâmpada, peguei a Bíblia e com voz audível, embora bem baixinho eu lia enquanto permanecia ajoelhado, isto durou muito tempo, não tenho como saber o tempo exado, o Espírito Santo quiava minhas mãos e eu abria somente em textos mais significativos e poderosos.
Depois de um longo tempo nesta agonia lendo e clamando ao Eterno em nome do Senhor Jesus, de repente eu senti um calor tão intenso tomar posse de meu corpo que fiquei com calor e o frio acabou bem como o pavor que eu estava sentindo, e uma paz muito grande encheu meu ser. Agradeci a Deus e fui dormir.
Deus vela por mim.

TESTEMUNHO III

Depois de um tempo que não sei como relatar o período, algo semelhante voltou a ocorrer.
Como eu fazia parte de uma Regional de Desbravadores, acompanhei um clube que faria um acampamento no Barra Grande, acampamos em uma Sexta Feira pela manhã, transcorrido até o Sábado, a noite foi realizado uma caminhada, se não me engano das dez as duas horas da manhã.
Tinha uma desbravadora que estava com o pé machucado e como ela não podia ficar sozinha no local do acampamento, prontifiquei-me a fazer companhia a ela até o grupo voltarem.
E assim foi, ficamos conversando em frente da foqueira. Em um determindado tempo senti um calafrio percorrer meu corpo e ao mesmo tempo eu sentia o calor do fogo e comecei a ficar apavorado.
Levantei-me e fiquei catando tudo de madeira e folhas que eu encontrava e jogava encima da foqueira, mesmo assim, eu bem perto do fogo ao ponto de sentir o ardor do mesmo na pele, o frio aumentava, então comecei falando com a desbravadora sobre Jesus Cristo, minha voz faltava não sair, eu falava como se eu estivesse perdido na história, mas assim mesmo eu prossegui, e com o decorrer do tempo tudo voltou ao normal.
Deus vela por mim.

TESTEMUNHO IV

Um certo dia eu estava deitado a noite com muita dor de cabeça, e depois de consumir vários analgésico, eu não conseguia dormir porque a dor era muito intença.
Eu estava deitado totalmente pelado (nú), tão somente com um lençol encima do bumbum, do jeito que eu estava, deitado de bruço, comecei a orar ao Senhor Deus, e por incrível que pareça, parece que fui anestesiado de repente e só dei conta do mundo na manhã do dia seguinte, sem sentir nenhuma dor de cabeça, dormir como um anjo.
Deus vela por mim.

TESTEMUNHO V

Um certo dia eu fui a casa de meu irmão que mora em Campestre – Ma, passei o final de semana e na volta saí as 5:00 hs. da manhã acompanhado de minha esposa, estávamos de moto.
Eu lembrava de um buraco na via, mas, pensei que estava mais longe e continuei em velocidade alta, um caminhão vinha em sentido contrário e me deu sinal de luz, só que eu não imaginei que seria o tal do buraco.
Logo em seguida tivemos um grande impacto e encostei a moto pensando que tinha arrebentado tudo, verifiquei e estava tudo em ordem, e pensei que a melhor solução seria seguir viagem pelo acostamento, sendo assim continei em velocidade alta, mas, algo falou em meu coração que eu deveria sair do acostamento e seguir viagem pelo pista, assim eu fiz sem pensar duas vezes. Assim que eu voltei para a pista em questão de segundo, duas pessoas passam a pé por nós em sentido contrário pelo acostamento, ou seja, se eu tivesse continuado a viagem pelo acostamento eu teria no mínimo matado uma das duas pessoas e me ferido gravimente, mas, Deus me guiou pelo melhor caminho.
Deus vela por mim.

TESTEMUNHO VI

No ano de 2010, não lembro o mês, pela manhã eu estava indo para o trabalho de carro, em um cruzamento eu fiquei parado enquanto os carros passavam na rua princinpal, quando houve espaço suficiente para eu passar sem pressa, eu engatei a primeira e ao sair vi somente um vulto e o carro suspender o lado direito, parei, desci do carro e enbaixo estava uma bicicleta e na calçada uma moça que os traseuntes já a tinha colocado. Eu disse que ia levá-la ao hospital, mas, ela não queria ir alengando que não estava sentindo muita caisa.
Um rapaz falou a ela para deixar eu levá-la porque eu estava assumindo a responsabilidade embora a culpa fosse dela por estar andando na contra mão.
No socorrão foram feitas várias radiografias, e graças a Deus nada aconteceu, nem uma fatura por pequena que fosse, vale ressaltar que que passei com o pneu dianteiro por cima das duas pernas dela. Até nos acidentes Deus me abençoa.
Apesar de tudo que Deus tem feito por mim, os pastores de minha igreja como não tem capacidade espiritual ou bíblica de mostrar meu erro, eles estão procurando me atingir moralmente, mas, Deus vai lhes dá o troco na hora certa.
Seja Deus verdadeiro e mentiroso toda instituição religiosa.
Eurias R. Carneiro