segunda-feira, 28 de março de 2011

ATUALIZADO - ELLEN WHTE E SUA RELAÇÃO MAÇÔNICA I


ELLEN WHTE E SUA RELAÇÃO MAÇÔNICA I

Já fui grande defensor de Ellen White como profetiza verdadeira, o motivo que me levou a agir desta forma é que a igreja só mostra para a membresia o que eles querem que as pessoas saibam, mas, a verdadeira faceta da profetiza a liderança pastoral não mostram por motivos financeiros, seus livros dão lucros de bilhões de dólares anuais em todo o mundo. Seria esta a atitude honesta de quem alega serem lideres do único povo fiel a Deus? Quando a pessoa descobre a verdade oculta sobre a profetisa eles ameaçam a pessoa com a perdição se deixarem de crer nela.  Outra ameaça que foram feitas a minha pessoa por escrito e que está postado em meu blogger: Se eu continuasse com este trabalho eu seria denunciado ao ministério Público e a Policia, mas, nunca fizeram nada porque sabem que não tem como provar o contrário.
Com este artigo não estou afirmando que alguma pessoa deva sair da igreja, eu nunca sai, mas deixei de crer nas mentiras que são ensinadas, e vale ressaltar que todas as igrejas ensinam mentiras e verdades, a diferença é em que a pessoa vai crer ou descrer. Devemos ser fieis a Deus e Sua Palavra, fidelidade somente a Deus e jamais a instituição que é classificada de forma errônea como igreja.
Vamos fazer uma analogia sobre os termos Maçônicos e os de Ellen White, se você é do tipo de cristão que ama a verdade continue lendo, se és do tipo que dá a vida pela mentira institucional, pare aqui mesmo.
Maçons e ocultistas às vezes usam termos, textos e expressões bíblicas. Mas não encontramos na Bíblia nenhuma referencia as terminologias por eles utilizadas. Porque é então que Ellen White, conhecida como a última profetisa verdadeira, cujos escritos seriam supostamente inspirado por Deus; usa e abusa de termos que você não consegue encontrar na Bíblia, mas são usados livremente no universo Maçom e ocultista? As citações a seguir demonstram que Ellen White tinha ligação com a Maçonaria:
1.    William Miller, que havia sido Batista, também era maçom e do mais alto grau. Não há nenhuma evidência de que ele teve qualquer conflito entre sua crença cristã pelo fato de ser um maçom, muito pelo contrário. 
2.    Foi nessa época (movimento Millerita) que seu envolvimento com a Maçonaria praticamente passou à clandestinidade. A partir das evidências que agora estão vindo à luz; vemos que alguns ensinamentos Maçônicos e ocultistas, ressurgiram disfarçados de “mensagens divinas”, depois da decepção de 1844.
3.      A história dos Adventistas do Sétimo Dia demonstra suas raízes maçônicas. Nas citações encontradas abaixo, torna-se claro que a Sra. White, seu marido James e outros mais, continuaram o trabalho que William Miller havia começado.
4.      Há uma nítida ligação, não só encontrada nos escritos da senhora White, como também nos escritos de outros Adventistas. Uma das provas mais contundentes pode ser vista pelo obelisco colocado na sepultura de Tiago White; que tinha sido colocado com ela ainda em vida, sob seu total conhecimento e consentimento.
Tudo o que for relatado abaixo sobre os textos de Ellen White, você deverá conferir nas edições antigas, nas atuais com certeza devem ter sido feito mudanças como de costume que eles têm de adulterar os originais dela. Vou citar um exemplo: Nos originais dela a palavra “TRINDADE” não existe, existe sim, a palavra “DIVINDADE” que é totalmente oposto.

ELLEN WHITE E O “SANTO VIGIA”

1.      Mas o mesmo santo Vigia... Atos dos Apóstolos pág. 133.
2.      O santo Vigia do Céu... Desire of Ages, pág. 650.
3.     ...objetivos do santo vigia. Ed 176.
4.     O mesmo Santo Vigia, que disse... 2SM 217.
5.    Por que não havíamos de esperar que o Santo Vigia... Conselhos aos Pais, Professores e Alunos (1913), página 370.
6.      O Santo Vigia do Céu... Mente, Caráter e Personalidade Volume 1 (1977), página 277.
7.       ...o Santo vigia que fora o hóspede... A Verdade sobre os Anjos pág. 204. (SDA Bible Commentary, vol. 5, pág. 1.109). 
8.     Considerou que um santo Vigia observava sua má obra,... Mensagens Escolhidas Livro 3 (1980), página 44.
9.      O Santo Vigilante é presente dos céus... The Review and Herald, 28 de junho de 1898.
Comentário: Estes termos são encontrados apenas uma vez na Bíblia, em Daniel capítulo 4. Eles não são encontrados juntos, mas são utilizados da seguinte maneira: "um vigia, um santo.” O significado desta palavra é “o mensageiro de Deus, aquele que é uma sentinela de guarda e que assiste os acontecimentos”.
O léxico hebraico diz que significa: acordado, desperto, vigilante, observador. 
A palavra "santo" é basicamente para explicar que este "observador" na verdade é um anjo. 
Ellen White, entretanto, usa este termo para um membro da Divindade, portanto se assim for, coloca Deus a um nível abaixo de um anjo. Mas ela está realmente falando de um membro da Divindade? De quem é que ela realmente está falando?
“Santo Vigia”, “Santo Vigilante” ou ainda “Vigilante Cósmico” (watchers) é um termo usado pelo ocultismo, seja ele wiccasatanistas, maçons ou qualquer outro ramo. É normalmente uma imagem ou um objeto semelhante; que tenha um ou mais olhos sobre ele. 
Ele está preso ou pendurado em algum lugar para agir como um espião. Por exemplo, alguém que paira sobre sua casa, ou na sua igreja, ou em seu escritório, ou em qualquer outro lugar. Seria como uma câmera vigiando 100 % de tudo em todos os lugares. 
Carlos V, que era maçom, escreve "O olho é o símbolo maior da clarividência e o Mestre Maçom sempre se utiliza deste poder de visão sobrenatural. Ele sempre foi colocado em todos os templos egípcios e representa o antigo olho de Deus que nunca se fecha".
O autor maçônico J.D. Buck escreve: "sobre o olho que tudo vê, que um verdadeiro Mestre (da loja); tem o olho de Shiva, ativo em si, as vibrações de seu cérebro correspondem à síntese da luz e som.”
Um ex-bruxo e outro maçom comentam que, “para abrir o olho para experimentar os poderes psíquicos; para abri-lo completamente é necessário inundar-se com a consciência pura de Lúcifer". Ele é o olho que tudo vê, dos rituais da Maçonaria. 

EXEMPLOS DE ELLEN WHITE USANDO O TERMO
“OLHO QUE TUDO VÊ”:

1.     suas câmaras ao olho que tudo vê, exclamando... – Caminho a Cristo Pág. 34.
2.     ...sob a supervisão das inteligências celestiais, sabendo que o olho que tudo vê, estava com ele. Testemunhos Especial de Educação ", outubro, 1893. (FE 230,2).
3.     ...o olho que tudo vê, observa os defeitos de todos. Conselhos para a Igreja, página 177.
4.     Os segredos e as coisas mais ocultas estão abertos ao olho que tudo vê. Medical Ministry (1932), pág.133.
5.     O olho que tudo vê de Deus. Testimonies on Sexual Behavior, Adultery, and Divorce (1989), page 101, paragraph 3.
6.     e seu olho que tudo vê sempre estava acima deles. The Church Volume One (1855-1868), pág. 19.
7.     Nada pode ser escondido do olho que tudo vê. Testimonies For The Church Volume One (1855-1868) pág. 468.
8.     Deus, o olho que tudo vê,... The Church Vol V (1882-1889), pág. 95.
Comentário: A Sra. White usa a expressão "Olho que tudo vê" incontáveis vezes. Temos mostrado apenas algumas citações aqui. Não resta duvida de que ela estava muitíssimo familiarizada com este termo pelos adoradores de demônios. 
Como poderia eu continuar crendo em mulher como essa? Esta análise sobre a profetisa e seu relacionamento com o ocultismo continua no ELLEN WHTE E SUA RELAÇÃO MAÇÔNICA II.

ELLEN WHTE E SUA RELAÇÃO MAÇÔNICA II

Em continuidade desta análise sobre a profetisa Ellen White e sua relação com a maçonaria, alguém poderá perguntar: Pode uma mulher fazer parte da corporação maçônica? O tema das mulheres e a Maçonaria, é complexo e sem uma explicação fácil. Tradicionalmente, só os homens podem ser maçons através da Maçonaria Regular. Muitas das Grandes Lojas, não admitem mulheres, porque eles acreditam que isso iria quebrar os antigos Landmarks. No entanto, existem muitos corpos maçónicos não-predominantes, que admitem mulheres e homens ou exclusivamente mulheres. Além disso, existem muitas Ordens femininas associadas com a Maçonaria regular, como a Ordem das mulheres maçons, a Ordem da Estrela do Oriente, a Ordem de Amaranth, Santuário Branco de Jerusalém, a Ordem Social de Beauceant, Filhas do Nilo.
As mulheres foram gradualmente a serem aceitas na maçonaria, de forma muito diversa no tempo e entre países.
A primeira mulher maçom foi a Sra. Aldworth, que começou na Irlanda em 1732, em circunstâncias bastante incomuns. Posteriormente, houve mais mulheres em Lojas maçônicas, no sentido estrito, na França, como foi também o caso de Maria Deraismes em 14 de Janeiro de 1882. No entanto, em intervalo misto de diferentes níveis de inspiração, surgem também a chamada a "Loja de Adopção" na França, a "Ordem de Mopse" na Prússia ou a "Estrela do Oriente", nos Estados Unidos.
Hoje em dia, um número crescente de países, incluindo na Europa, as mulheres podem participar em Lojas maçônicas, sejam elas exclusivamente feminina ou mista.
Há evidências, embora o fenômeno fosse raro, que algumas mulheres tomassem o controle de acesso em várias corporações, antes do surgimento da Maçonaria especulativa. Poderia, por exemplo, incluir as viúvas que casassem com seus maridos. Alguns dos estatutos de idade (idade de referência) mostra, por exemplo, o comércio do livro de Paris (1268), os estatutos da Guilda dos Carpinteiros em Norwich (1375), ou dos estatutos das Lojas de York (1693).
Grande Loja Unida de Inglaterra (United Grand Lodge of England - UGLE) e outros concordantes em que, a tradição regular, não reconhecem formalmente qualquer organismo maçônico que aceitem mulheres. A Grande Loja Unida de Inglaterra declarou, desde 1998, que as duas jurisdições Inglesas para mulheres são regulares na prática (Ordem das mulheres maçons e a Excelentíssima Fraternidade da Antiga Maçonaria), excepto, para a inclusão das mulheres, e indicou que, embora não formalmente reconhecidos, esses organismos podem ser considerados como parte da Maçonaria, ao descrever a Maçonaria em geral. Na América do Norte, as mulheres não podem se tornar maçons regulares por si, mas sim juntar-se ao associado corpos separados, que não são maçons em seu conteúdo.
A Excelentíssima Fraternidade da Antiga Maçonaria, foi fundada em 1913 e a primeira Grã-Mestre, foi a Excelentíssima Elizabeth Boswell Reid, iniciando entre 1913-1933, e que foi sucedida por sua filha, Sra. Seton Challen.
Além deste episódio, há poucos precedentes para a introdução das mulheres na Maçonaria na época. O principal motivo foi, provavelmente, o facto de que as mulheres eram agora, legalmente consideradas maiores de idade e, portanto, livre da autoridade de seus pais ou maridos. É neste sentido, que o artigo III das Constituições de Anderson em 1723, afirma o seguinte para os membros de uma Loja: ... devem ser boas mulheres e leais, nascidas livres, maduras e discretas, nem escravos, nem os homens e nem as mulheres, nem imoral e escandalosas, mas respeitável.  
Sendo assim, podemos deduzir que as mulheres de maçons têm algum tipo de envolvimento com a maçonaria, embora não possam participar de seus autos segredos. Ellen White usou vários termos maçons para transmitir suas mensagens afirmando serem recebidos de Deus.
Surge uma questão com esta relação maçônica: Se ela escreveu vários textos condenando a maçonaria, porque ela permitiu e aceitou ser colocado um dos símbolos maçônicos no mausoléu de sua família?
1.            Neste texto ela afirma que a pessoa que está ligada a maçonaria está perdido: O Senhor também me revelara a ligação do irmão Faulkhead com a maçonaria, declarando claramente que se ele não rompesse os laços com estas associações, estaria perdendo sua alma. A verdade Sobre os Anjos 258.
2.            Já neste outro texto que é citado por seus defensores, eles afirmam que Ellen White fez um sinal da maçonaria sem ter tido conhecimento anterior ao fato, se você ler com honestidade vai observar que ela não afirma isso, ao contrário, ela afirma que o irmão Faulkhead foi quem falou que ela fizera este sinal e que ela não o conhecia, mas, ela jamais fez tal afirmação. Isto não justifica porque conheço alguns sinais maçônicos e jamais fiz parte desta corporação: O irmão Faulkhead relatou ao irmão Daniells e a outros que eu fizera um sinal particular, conhecido apenas pela mais alta ordem da maçonaria, à qual ele passara recentemente a pertencer. Ele disse que eu não conhecia o sinal e nem me apercebera de havê-lo realizado. Isto representou para ele especial evidência de que o Senhor estava operando por meu intermédio para salvá-lo. Manuscript Releases, vol. 5, págs. 148 e 149. Carta 46, 1892.
Usando de forma o texto a seguir de forma totalmente honesta, ela novamente condena a Instituição Maçônica, neste caso surge o seguinte questionamento: Porque além dela usar termos maçônicos ela ainda autorizou o uso de um símbolo maçônico no mausoléu da família?
Não era seguro para vós ter qualquer parte com essa ordem secreta. Aqueles que se acham sob a ensangüentada bandeira do Príncipe Emanuel, não se podem unir aos maçons, ou com qualquer organização secreta. Carta 21, 1893.
CONFIRMAÇÃO - Recentemente, foi encontrada correspondência relativa a esta questão entre as cartas de George I. Butler, que era presidente da Conferência Geral quando Tiago White morreu em 1881 e por vários anos depois. Em 12 de fevereiro de 1884, o irmão Butler escreveu a Sra. White: "O monumento de granito escuro de a.C. que você examinou eu encomendei para a sepultura do seu marido na semana passada a convite de seu filho Willie. Ele me disse para cobrá-lo de você. Lamento fazer isto enquanto o dinheiro encontra-se no seu escritório, o qual amigos contribuíram para mostrar-lhe respeito pela sua memória. Willie expressou-me o desejo de colocar esse dinheiro no Conselho da Missão Européia, mas penso não estar autorizado a fazê-lo sem o seu consentimento. Há cerca de US$ 170 agora no escritório para esse objetivo e mais, que está assinado o qual será depositado se for pedido".
Deveria eu e você dar acreditar que ela foi realmente usada por Deus somente porque a direção de nossa Igreja usa textos de forma deturpada para dá aparente apóio a esta idéia, quando na verdade além de usar termos maçons ela ainda classifica Deus de mentiroso?
Deveria eu e você acreditar que seus livros é o Espírito de Profecia somente porque a liderança de nossa Igreja o quer que seja, quando na verdade o Espírito Santo em Sua Eterna Palavra mostra de forma categórica que o verdadeiro Espírito de Profecia é a vida eterna no Senhor Jesus o Cristo?

Copilação: Eurias R. Carneiro.