sexta-feira, 25 de maio de 2012

CRISTÃOS E ESPÍRITAS CRÊEM NO MESMO CRISTO?


CRISTÃOS E ESPÍRITAS CRÊEM NO MESMO CRISTO?

A reposta é não! Vamos analisar alguns detalhes para sabermos em que difererem os dois Cristos.
Este é o Jesus Cristo que os Espíritas acreditam ser o Filho de Deus.

O JESUS DOS ESPÍRITAS:

De acordo com o Espiritismo, Jesus, como todos, foi um espírito criado simples e ignorante e com o passar de muitas reencarnações conseguiu chegar ao status de “espírito superior”. Nem espírito puro ele era, pois essa categoria não encarna/ reencarna mais.
Enquanto esteve na terra, ainda era um espírito errante e precisava então passar por provas e expiações para evoluir um pouco mais. Sua morte e sofrimento teriam sido para pagar erros de outras vidas! Essa é uma conclusão lógica quando avaliamos os livros escritos por Allan Kardec. Bom, deveria ser, mas nesse ponto começam as contradições. Falarei sobre elas mais abaixo.
Vejamos o que diz O Livro dos Espíritos:
Questão 226: “ Poder-se-á dizer que são errantes todos os Espíritos que não estão encarnados?
Reposta: “Sim, com relação aos que tenham de reencarnar. Não são errantes, porém, os Espíritos puros, os que chegaram à perfeição. Esses se encontram no seu estado definitivo.”
“ (...) Com relação ao estado em que se acham, podem ser: encarnados, isto é, ligados a um corpo; errantes, isto é, sem corpo material e aguardando nova encarnação para se melhorarem; Espíritos puros, isto é, perfeitos, não precisando mais de encarnação.”
Vamos analisar: Se Jesus estava ligado a um corpo, logicamente pela doutrina espírita, ele era um espírito errante e precisava melhorar, pois os perfeitos não precisam mais de encarnação.
Agora, indo um pouco mais além, na escala dos espíritos nas questões 107 a 113. Vemos o seguinte:
Espíritos de Segunda Ordem (Bons)
Questão 107 diz que as características gerais dos espíritos de segunda ordem (bons espíritos – no caso, Jesus) são: “predominância do espírito sobre a matéria, desejo do bem e etc, mais à frente diz: Não estando ainda completamente desmaterializados, conservam mais ou menos, conforme a categoria que ocupem, os traços da existência corporal, assim na forma da linguagem, como nos hábitos, entre os quais se descobrem mesmo algumas de suas manias. De outro modo, seriam Espíritos perfeitos. (...)Todos, entretanto, ainda têm que passar por provas, até que atinjam a perfeição.”
Conclusão: Jesus estava em um corpo físico, não estava completamente desmaterializado, senão já seria um espírito puro (primeira ordem), e teve que passar por provas e expiações, pois TODOS os espíritos de segunda ordem precisam alcançar a perfeição. Se Jesus estava preso ao corpo então ele precisava atingir a perfeição. Portanto não era um espírito perfeito.
Vamos analisar mais:
Espíritos de Primeira ordem (puros)
Características gerais, questão 112: “Nenhuma influência da matéria. Superioridade intelectual e moral absoluta, com relação aos Espíritos das outras ordens.”
Questão 113: Primeira classe. CLASSE ÚNICA. — “Os Espíritos que a compõem percorreram todos os graus da escala e se despojaram de todas as impurezas da matéria. Tendo alcançado a soma de perfeição de que é suscetível a criatura, não têm mais que sofrer provas, nem expiações. Não estando mais sujeitos à reencarnação em corpos perecíveis, realizam a vida eterna no seio de Deus.”
Nesse caso Jesus estava preso a impureza da matéria, esteve sujeito a encarnação/reencarnação em corpo perecível e sofreu provas e expiações. Portanto era um espírito de segunda ordem.
As contradições que falei que iria comentar são:
a)Os Espíritas que dizem que Jesus era um espírito puro não sabem explicar como Ele poderia ser um espírito puro e estar encarnado/reencarnado, se os espíritos dessa ordem não encarnam mais.
b)Os que dizem que ele era um espírito superior não sabem explicar como Ele sendo um espírito superior (segunda ordem) não precisava passar por provas e expiações, uma vez que é ensinado que todo espírito de segunda ordem não é perfeito e ainda precisa passar por provas e expiações para atingir a perfeição.

A DIFICULDADE

Essas situações nos levam a concluir que como ele precisava “atingir a perfeição”, evidentemente, morreu pagando algum erro da vida passada. Até porque, a questão 764 do Livro dos Espíritos diz claramente que todos pagam na mesma medida o mal praticado contra os outros. Sendo assim, Jesus devia estar pagando algum crime (o que seria um absurdo!). Os espíritas não param para avaliar isso com clareza, mas é justamente isso que crêem até mesmo sem se darem conta (alguns).
O próximo é o Jesus Cristo que os evangélicos acreditam ser o Filho de Deus.

O JESUS DOS EVAGÉLICOS

Para nós, cristãos, evangélicos, Jesus é:
Deus: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus” [Jo 1:1].
“Respondeu-lhe Tomé: Senhor meu e Deus meu!” [Jo 20:28]
“porquanto, nele, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade” [Cl 2:9].
“mas acerca do Filho: O teu trono, ó Deus, é para todo o sempre; e: Cetro de eqüidade é o cetro do seu reino” [Hb 1.8].
Deus que se fez carne: “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai” [Jo 1:14].
Deus Filho igual ao Deus Pai: “Que sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus”[Fp 2.6].
Criador de tudo: “Todas as coisas foram feitas por ele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez” [Jo 1:3].
“Estava no mundo, o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu” [Jo 1:10].
Eterno: “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente” [Hb 13:8]. “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.” [Is 9.6]
Onisciente: “Mas o mesmo Jesus não confiava neles, porque a todos conhecia” [Jo 2:24].
“E não necessitava de que alguém testificasse do homem, porque ele bem sabia o que havia no homem”[ Jo 2:25]. Ver também: Lc 19.41-44; Jo 6.64; 18.4.
Onipresente: “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles”[Mt 18:20].
“Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém” [Mt 28:20].
Onipotente: “chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra” [Mt 28:18].
“Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso”[Ap 1.8].
Salvador dos homens: “Disse Jesus: Se alguém ouve as minhas palavras, e não lhes obedece, eu não o julgo. Pois não vim para julgar o mundo, mas para salvá-lo” [Jo 12:47]. “Pois o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido” [Lc 19:10].
O único que pode nos dar a salvação: “Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos” [At 4:12].
Como vimos, as diferenças são gritantes. De fato, não cremos no mesmo Jesus! Não acreditamos que Jesus precisava passar por provas, expiações para alcançar um estado de perfeição, pois ele já era perfeito. Não tinha pecado algum, não cometeu pecados, ao ponto de confrontar seus acusadores perguntando-lhes: “qual de vocês pode me acusar de algum pecado? Se estou falando a verdade, porque vocês não crêem em mim?”[Jo 8:46]
Não importa em qual Jesus acreditem, se é o Jesus bonzinho, se é o Jesus caridoso, se é o Jesus que veio ser exemplo, o Jesus que era apenas um espírito superior que ainda precisava alcançar a perfeição. Na realidade Cristo é muito mais que isso!
Pois se esse Jesus não for aquele o qual é o Deus que se fez carne, morreu por amor de nós para nos salvar da perdição eterna, então estarão crendo em um ‘‘outro” Jesus (2 Co 11.4).
E isso é algo muito sério. Certa vez o Mestre falou: “Por isso, eu vos disse que morrereis nos vossos pecados; porque, se não crerdes que Eu Sou, morrereis nos vossos pecados” [Jo 8:24].
Não crer no verdadeiro Cristo é muito perigoso, pois compromete o destino eterno de uma pessoa. Que os nossos amigos espíritas possam conhecer a realidade do amor de Jesus Cristo e a Sua verdade a tempo!
Jesus é a verdade que liberta! Ele disse: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” [Jo 8.32].
Na graça de Cristo,
Sarah



2 comentários:

REUNIDOS EM NOME DO SENHOR JESUS disse...

Caro irmão Eurias

Estou por demais contente com este tema colocado pelo irmão e mostrando que há um só Deus, Jesus Cristo.
Parabéns e continua firme jamais esmorecendo, pois já somos herdeiros em Cristo Jesus, e ninguém nos separa do Amor de Cristo Jesus.
Porque para Deus todas as coisas já foram consumadas e nós já estamos na vida Eterna.

Abraços do seu irmão em Cristo Jesus.

Djalma

AS VERDADES BIBLICAS E OS TEÓLOGOS disse...

VALEU CAMPEÃO E DESCULPE POR NÃO TER RESPONDIDO ANTES. ABÇ.