quarta-feira, 22 de agosto de 2012

SELO, MARCA OU SINAL


SELO, MARCA OU SINAL




O sábado é um sinal, ou seja, um selo, e, se preferir, uma marca entre Deus e seu povo. Portanto o selo de Deus é o sábado. A prova disto é dada pelo próprio Deus:

Santificai os Meus sábados, pois servirão de sinal entre Mim e vós, para que saibas que Eu Sou o Senhor, vosso Deus.” Ezequiel 20:20.Veja também Êxodo 31:13 a 18. http://www.profecias.com.br/evangelismo/o-selo-de-deus/



É VERDADEIRA OU FALSA A DECLARAÇÃO ACIMA?

a) O que é selo não pode ser sinal ou marca. O selo é algo para validar o que é remetido de forma legal e o cristão é remetido (levado) de forma legal por ter sido selado antes de sua ascensão.
b) O que é sinal não pode ser marca ou selo. O sinal é algo que passa a fazer parte da vida da pessoa no ato da geração e jamais posterior a seu nascimento.

c)  O que é marca não pode ser selo ou sinal. A marca é algo que é adquirido no tempo de vivência da pessoa por meio de acidente ou por meio de violência, este é o grande motivo pelo qual o cristão jamais terá na sua vida a marca, é apenas inserido na vida dos que não tem Cristo.


O autor do comentário identificando o selo de Deus como sendo: Sinal, selo e marca ao mesmo tempo. Foi de uma infelicidade sem medida, ou foi de uma desonestidade espiritual sem medida, mas, creio eu que são as duas coisas juntas.
Sinal jamais é um selo, um selo jamais será um sinal, ou seja, o sábado é um selo ou um sinal, não tem como ser os dois ao mesmo tempo.

Tem outra questão importantíssima: Quando a Palavra de Deus fala sobre sinal, jamais usa o singular com referência ao sábado, o curioso é que as pessoas ou religião que defendem o sábado do sétimo dia como sendo o sinal entre Deus e seu povo esquecem ou usam de má fé designando o sinal como sendo no singular o sábado, sendo assim, eles estão sendo desonestos ao defender uma teoria que aparentemente é bíblica.




Analisando pela ótica da honestidade e fundamentado dentro da verdade de Deus e jamais na verdade da TELEOMENTIRA, vamos descobrir se existe alguma verdade sobre a defensoria do sábado no singular como sendo o sinal de Deus aplicado em seus adoradores.
Se houver em verdade tal ensinamento na verdade de Deus, como bons cristãos temos o dever dentro do livre arbítrio aceitar e ensinar as pessoas esta doutrina, se porventura não tiver esta doutrina estabelecida na verdade de Deus é nosso dever como bons cristãos rejeitar e ensinar as pessoas que tal doutrina está fundamentada na mentira.
Para ser entendido estes textos que alguns estão manipulando, o primeiro passo é não tentar harmonizar com a Palavra de Deus nossos conhecimentos, e sim, procurar conhecer a verdade acima do que cremos e defendemos.
Analisando os textos sob a ética da verdade: Tu, pois, fala aos filhos de Israel, dizendo: Certamente guardareis MEUS SÁBADOS; porquanto isso é UM SINAL entre mim e vós nas vossas gerações; para que saibais que eu sou o SENHOR, que vos santifica. Êxodo 31: 13.
1. A incumbência de transmitir a mensagem para a nação Israelita ficou a encargo de Moisés. - Tu, pois, fala aos filhos de Israel, dizendo:
2. Israel foi orientado nesta mensagem que eles deveriam guardar os sábados e jamais o sábado, se você observar uns detalhes de forma honesta vai descobrir que: Certamente guardareis meus sábados;
a) Tudo o que está no plural é mais de um, no singular não existe pluralidade.
b) Sábado semanal que é o do sétimo dia não poderá ser mais de um, na semana só tem sete dias e um dia apenas é que foi constituído como sendo o sábado, portanto o texto não pode ser aplicado ao sétimo dia apenas como está sendo feito.
c) Na mensagem deste texto é ordenado por Deus que sejam guardados OS SÁBADOS e como na semana não existe mais de um sábado, a ordenança não é com referência ao sábado do sétimo dia, e sim, aos noves sábados onde está incluído o do sétimo dia, você só vai ter esta percepção se em teu coração habita a honestidade e o espírito do discernimento, caso contrário você vai adulterar o texto para continuar defendendo uma mentira como estivesse referindo-se a um dia da semana. Se você fizer aplicação deste texto apenas ao sábado do sétimo dia você estará ensinando uma mentira e conduzido pessoas a crerem na mentira o que os levará para a perdição, na mentira é impossível a pessoa ser salva. Apc. 21: 8 - ...e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.
d) Não é o sábado do sétimo dia que constitui o sinal de Deus, na verdade os nove sábados é que constitui o sinal de Deus, em outras palavras: Quem estiver guardando apenas um dos sábados para receber este selo está perdendo tempo e vivendo uma utopia por não ser bíblico a teria inventada por Ellen White que seja apenas um dos noves.

e) Deus jamais, em hipótese alguma vai adulterar ou modificar a Palavra dEle para beneficiar uma profetisa ou  uma organização religiosa, quem quiser se adequar a Palavra que seja bem-vindo e os que não quiserem que colha seus frutos no juízo final.
Estas palavras são para os que são de Deus: Quem é de Deus escuta as palavras de Deus... Jo. 8: 47.  As pessoas que não pertencem às ovelhas de Deus não aceitam estas palavras das Sagradas Escrituras: ...por isso vós não as escutais, porque não sois de Deus. Jo. 8: 47.
3. Estudando as Sagradas Escrituras dentro da honestidade de Deus e submissos aos seus desígnios poderemos observar que o sinal e não o selo de Deus está envolvido e entrelaçado com nove sábados, sendo assim, neste caso os que estão ensinando que este selo é o sábado do sétimo dia estão ensinando doutrina das trevas por ter como base a desonestidade espiritual, a manipulação do texto e a mentira. (Jo. 8: 44 - e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira).  ...meus sábados; porquanto isso é um sinal entre mim e vós...
Já no texto a seguir, Deus o Eterno ao fazer referência ao sábado do sétimo dia Ele não faz nenhuma insinuação como sendo o Seu sinal, apenas relaciona o sétimo dia como sendo: Santo, ausência de trabalho e com a morte. Não tem nenhuma relação individual com o sinal, muito menos com selo porque o selo de Deus jamais foi ou será alguma parte da lei como veremos mais adiante. Portanto guardareis O SÁBADO, porque santo é para vós; aquele que o profanar certamente morrerá; porque qualquer que nele fizer alguma obra, aquela alma será eliminada do meio do seu povo.  Êxodo 31: 14.
Supondo que o sábado do sétimo fosse realmente o selo de Deus que fosse aplicado aos salvos antes de Cristo voltar, todos os pastores estão perdidos e vou vos falar o porquê: Na doutrina do advento o sábado é o selo de Deus e só vai para o céu quem o receber, e se você observar com honestidade os pastores tem o seu dia de descanso (SÁBADO) é a segunda feira e eles próprios ensinam que Deus não transferiu esta solenidade para outro dia. Eles podem e você não.
Continuando usando a honestidade espiritual e o espírito de entendimento, podemos aprender mais sobre o que os defensores do sábado do sétimo dia ensinam como sendo o selo de Deus, os mesmos adulteram, corrompem e manipulam este da mesma forma que o fizeram com o já analisado, vamos às provas. Liga o testemunho, SELA A LEI entre os meus discípulos. Isa. 8: 16.
1. O coração não é selado com a lei, a lei é que é selada e não é no coração, a lei é selada entre e está entre os discípulos e tem outra questão que ao referir-se a lei no singular na maioria das vezes não é com referência aos dez mandamentos, é só observar com o olhar espiritual da honestidade.
2. A lei que é selada entre os discípulos de Deus e jamais o coração dos discípulos são selados com a lei.

3. Sendo assim, os que estão pregando que a lei ou o sábado sela o coração dos adoradores estão mentindo e pregando doutrinas formadas nas trevas.
Novamente foi desfeito a organização instrumental da mentira institucional e doutrinal da profetisa da mentira e dos propagadores.
E também lhes dei OS MEUS SÁBADOS, para que servissem de sinal entre mim e eles; para que soubessem que eu sou o SENHOR que os santifica. Ezequiel 20: 12.
E santificai OS MEUS SÁBADOS, e servirão de sinal entre mim e vós, para que saibais que eu sou o SENHOR vosso Deus. Ezequiel. 20: 20.
Analisando os textos acima novamente usando a honestidade espiritual e o conhecimento do Altíssimo:
1. Deus deu aos Israelitas os sábados e jamais o sábado para servir de sinal entre Deus e Israel. E também lhes dei os meus sábados, para que servissem de sinal entre mim e eles...
2. Deus ordenou que os sábados e jamais o sábado fosse santificado para que os mesmos servissem de sinal entre Deus e Israel.

Dentro das Sagradas Escrituras não tem nenhum texto que afirme que o sábado do sétimo dia seja o selo ou sinal de Deus ao seu povo, tem sim, que os sábados é o sinal e jamais o selo de Deus.
Dentro das Sagradas Escrituras não tem nenhum texto que afirme que o sábado do sétimo dia seja o selo ou sinal de Deus ao seu povo, tem sim, que os sábados é o sinal e jamais o selo de Deus.
a) Quem estiver pregando que o sábado do sétimo dia é o selo de Deus está pregando mentira.
b) Quem estiver pregando que o sábado do sétimo dia é o sinal de Deus está pregando mentira.
c) Quem estiver pregando que os sábados é o selo de Deus está mentindo.
d) Quem estiver pregando que OS SÁBADOS é o sinal de Deus está pregando a verdade.
NA MENTIRA ESTÁ COMO DEUS É LÚCIFER.
NA VERDADE ESTÁ COMO DEUS É O ETERNO.

Se você ler com honestidade não há um texto nas Sagradas Escrituras que diz “E santificai os meus sábados, e servirão de SELO entre mim e vós...” Se tal texto existe gostaria de ler e desta forma aceitar pois está escrito...
PORQUE O SÁBADO É O SELO SUBSTITUTO DO ESPÍRITO SANTO?
Qual a razão pela qual os movimentos do advento substituíram o verdadeiro selo de Deus pelo suposto selo do sábado? A razão é que para eles Cristo não é suficientemente capaz de salvar uma pessoa, Ele precisa de um co-salvador que neste caso é o sábado, para eles não há salvação sem a guarda do sábado. A outra questão é que eles só creem na parte da Bíblia que lhes interessa e desta forma fica fácil manipular as mentes das pessoas que não estão abertas para conhecerem a verdade de Deus. Concluindo, embora eles aleguem crer no Espírito Santo, bem na verdade confrontando suas crenças com a Palavra de Deus fica bem esclarecido que a crença no Espírito da Verdade é somente na sustentabilidade da conveniência como pode ser visto na defensoria do sinal/selo.
Selo (carimbo) é algo que é colocado para dá autenticidade, o sinal (garantia, hipoteca, penhor) a pessoa já nasce com ele e a diferencia da outra que não está com a garantia de salvação, a marca é algo imposta por intermédio de violência e é isto que a besta faz impondo com violência psicológica e força institucional, isto é o que diferencia o verdadeiro adorador do falso porque no relacionamento com Deus não há marca apenas sinal ou selo.

E os gentios (pagãos) que somos nós por geração não nascemos na aliança que constitui os sábados como sendo sinal em nossas vidas, os Israelitas (judeus) são os que por geração nascem na aliança do sinal dos sábados e somente eles é que estão sob esta aliança, portanto, os defensores pagãos desta aliança que tentam por meio de manipulação inserir outros pagãos dentro desta aliança estão afastando as pessoas da congregação dos verdadeiros adoradores.


Na verdade os textos que falam do sábado como sinal e jamais como selo estão no plural "SÁBADOS", porque vocês líderes e liderados adulteram e manipulam o texto do plural para o singular para defender uma teoria feita na bigorna das trevas? (Ap. 22: 18 – Pr. 30: 6) Tudo que é no plural é mais de um, ou seja, "SÁBADOS" estão no plural o que indica mais de um. No ciclo semanal só tem um sábado, neste caso quais sábados está sendo referido nos textos - Êx. 31: 13 - Ez. 20: 12, 20? Se afirmarem que é apenas ao do sétimo dia não é verdade, não existe semana com mais de um sábado. Se afirmar que é aos sábados que ocorre no ano inteiro também não é verdade, pois o ano sabático é tão somente um. Como é que vocês querem ir para o céu se além de mentirem ainda usam Deus e Sua Palavra para enganar e manipular a fé das pessoas com vossas mentiras? Sábado como selo de Deus é mentira, não tem escrito isto na Palavra de Deus, foi Ellen White que inventou esta estória.

A outra questão a ser analisada é com referência aos 144.000 onde os mesmos são selados em suas testas (Dizendo: Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que hajamos selado nas suas testas os servos do nosso Deus. Apocalipse 7:3). Eu aprendi em duas religiões que este selo é o sábado aplicado nas testas dos salvos e que só é salvo quem recebe o selo do sábado.


Verificando o que o Espírito Santo deixou escrito na Palavra de Deus por meio de seus profetas encontramos que tais ensinamentos não consta na Palavra de Deus, encontramos sim, apenas na teologia e nos livros de uma profetisa.

A verdade de Deus é esta: Os cento e quarenta e quatro mil são selados sim, mas este selo que é aplicado em suas testas não tem nenhuma referência sabática, em outras palavras o selo do sábado que é aplicado nas testas do povo de Deus e uma utopia arquiteta no espírito da mentira. O verdadeiro selo que é aplicado na testa dos 144.000 é o nome do Eterno Deus, se Seu nome jamais foi ou será - SÁBADO, LEI ou MANDAMENTOS. E olhei, e eis que estava o Cordeiro sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que em suas testas tinham escrito o nome de seu Pai.
Apocalipse 14:1O pior de tudo não é tanto a mentira inventado em nome da Palavra de Deus, é a expulsão (exclusão) e perseguição que eles fazem contra as pessoas que preferem ficar com os ensinamentos da Palavra de Deus instituído pelo Espírito Santo o que é contrário a teologia que determina em que deve o povo crer ou descrer.


Como ficou bem entendido e esclarecido, o sábado do sétimo dia não foi, não é e jamais será o selo de Deus, neste caso em que constitui o selo de Deus?
Os seguintes textos postado na Palavra de Deus só é verdade para quem crer e aceita, para os que preferem os ensinamentos da teologia os mesmos são falsos para eles.
1. O salvo é selado com o Espirito Santo e jamais com o sábado do sétimo dia. ...FOSTES SELADOS com o Espírito Santo da promessa. Efésios 1: 13.

2. O salvo é selado com o Espirito Santo e jamais com o sábado do sétimo dia. E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual ESTAIS SELADOS para o dia da redenção. Efésios 4: 30.




As pessoas que negam e rejeitam esta verdade são as que não creem em Cristo e muito menos na Palavra de Deus.
Toda vez que uma igreja ou uma pessoa ensina que o selo de Deus é o sábado que é colocado sobre a pessoa, ela está declarando que Deus é mentiroso e Ellen White verdadeira.
Depois que você ficou ciente o que é verdade e o que é mentira, vai continuar adorando Lúcifer o deus da mentira ou vai adorar o Deus da verdade o Deus Todo Poderoso o Eterno?
Eu fico ao lado dos adoradores do Eterno Deus da verdade independentemente do que a instituição religiosa aceite ou não a verdade de Deus.
Eu me tornei vosso inimigo por vos esclarecer a verdade?
Vais continuar ao lado da mentira ao ver a luz da verdade?
Se você escolher ficar ao lado da verdade você estará declarando: Deus tu és verdadeiro; se você continuar crendo na mentira institucional inventada por Ellen White você estará declarando: Deus tu és mentiroso.
Qual a tua decisão?
Será mesmo que tem dentro das Sagradas Escrituras existe algum texto que afirme ser o sábado do sétimo dia o selo ou sinal de Deus? Se tiver eu quero ter este conhecimento.
Porque nada podemos contra a verdade. II Co. 13: 8.
Não vou comentar, mas deixarei dois textos que são semelhantes ou seja, são iguais em suas aplicações, seria mera coincidência ou erro de traduções?
1) E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas. Apocalipse 13:16.

2) Para que temas ao Senhor teu Deus, e guardes todos os seus estatutos e mandamentos, que eu te ordeno, tu, e teu filho, e o filho de teu filho, todos os dias da tua vida, e que teus dias sejam prolongados. Deuteronômio 6:2 - Também as atarás por sinal na tua mão, e te serão por frontais entre os teus olhos (testa). Deuteronômio 6:8.


PARTE II


O SELO DO DEUS VIVO

O SELO DO DEUS VIVO

1. Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Êx. 20: 10.

2. E santificai os meus sábados; e eles servirão de sinal entre mim e vós para que saibais que eu sou o Senhor vosso Deus. Ez. 20: 20.

PRÓLOGO

Existe a ideia que o selo do vivo é tão somente o sábado do sétimo dia, até onde vai esta verdade? Este selo é tão somente o que a teologia e Ellen White determinaram como verdade?
Podemos crer somente nesta teoria, ou seria pecado seguirmos em frente e em busca da revelação nas Sagradas Escrituras como ordenou o Senhor Jesus: Examinai as Escrituras? Ou devemos apenas aceitar o que a teologia e Ellen White determinaram como verdade? Haveria alguma pista além da já foi determinada pela denominação religiosa e possível detentora da verdade como sendo o sábado o único selo do Deus vivo? Ou Deus é o único detentor da verdade?
De maneira nenhuma; sempre seja Deus verdadeiro, e todo o homem mentiroso. Rm. 3: 4.

Daí eu afirmar que tudo o que é mencionado a pergunta está vinculado ao tema do “selo de Deus”. O erro, a meu ver. Está em limitarmos tão vasto assunto, vasto a ponto de envolver todo o meu ser e todo o período de minha existência, ao um desses tópicos apenas, como quando dizemos que o selo de Deus é exclusivamente a guarda do sábado, etc. Revista Adventista - 12/2002 – Consultoria Doutrinária.

SINAL, SELO E MARCA

O que vem a ser o sinal de Deus, onde e como ele é aplicado e quem é que o recebe?
Existem teorias aventadas por pessoas que imaginaram que o sinal é o que eles definiram como sendo o mesmo, portanto, a pessoa só é salva se receber o que eles definiram como sinal em sua fronte.
Deus colocou um sinal em Caim para que toda pessoa que o quisesse matar seria impedido, porque o sinal que foi colocado em Caim era o de proteção.
O SENHOR, porém, disse-lhe: Portanto qualquer que matar a Caim, sete vezes será castigado. E pôs o SENHOR um sinal em Caim, para que o não ferisse qualquer que o achasse. (Gn. 4:15).
O arco-íris é um sinal de compromisso que Deus fez com toda a humanidade de que a Terra jamais seria destruída com água, e o mesmo apareceria nas nuvens ao aproximar uma tempestade, neste caso Deus usou como símbolo algo que já existia na natureza para mostrar aos seres humanos que Ele ao assumir um compromisso é cumprido sob quaisquer circunstâncias. Deus é fiel.

E disse Deus: Este é o sinal da aliança que ponho entre mim e vós, e entre toda a alma vivente, que está convosco, por gerações eternas. (Gn. 9: 12).
A circuncisão não era a aliança que Deus fez com a nação Israelita para serem seu povo e consequentemente, a igreja de Deus na antiga dispensação. A circuncisão era apenas o sinal externo da aliança firmada com Deus como um povo para ser a igreja da antiga dispensação.
E circuncidareis a carne do vosso prepúcio; e isto será por sinal da aliança entre mim e vós. (Gn. 17:11)
Aqui entra a primeira controvérsia com a doutrina sabática, porque as pessoas pensam que o sábado do sétimo dia foi estabelecido como sinal para a igreja de Deus, vamos analisar algumas evidências.
1. Quantos sábados semanais existem? Só existe um sábado semanal. Tudo que é no singular é somente um e tudo que é no plural é mais de um, e o mandamento do sábado é no singular, mostrando que só existe um sábado semanal. - Mas o sétimo dia é o sábado (singular) dedicado ao SENHOR, o teu Deus. Ex. 20: 10.
2. Os textos que vamos analisar, o sábado está no plural mostrando que é mais de um, ou seja, não é com referência exclusiva ao do sétimo dia.
A aliança estabelecida por Deus com a nação israelita envolvia vários sábados e jamais somente o do sétimo dia como alguns estão ensinando, ou seja, os que guardam apenas o do sétimo dia para serem selados com este selo, estão perdendo tempo.
Mas uns dizem que Deus aboliu os outros sábados e somente o do sétimo dia está em vigor, sendo assim, a aliança teria que ser modificada porque a base da aliança foi modificada.
Atentem bem para os textos a seguir, e observarás que a referência é a todos os sábados que totalizavam em nove, ou seja, um semanal acrescido com oito cerimoniais.
Este seria um sinal de quem era santificado, mas a guarda não tornaria a pessoa santificada.

O sinal sabático envolvia todos os nove sábados, se fosse apenas o do sétimo dia, estaria no singular, porque semanal só existe um. Tu, pois, fala aos filhos de Israel, dizendo: Certamente guardareis meus sábados (plural); porquanto isso é um sinal entre mim e vós nas vossas gerações; para que saibais que eu sou o SENHOR, que vos santifica. (Êx. 31: 13).
Este sinal não seria para os pagãos, e sim, para identificação dentre o próprio povo que estava sendo santificado.
Também lhes dei os meus sábados (plural) como um sinal entre nós, para que soubessem que eu, o SENHOR, fiz deles um povo santo. Santifiquem os meus sábados (plural), para que eles (sábados no plural) sejam (sejam está no plural porque a totalização dos nove é que constituía em sinal e jamais um sábado semanal) uns sinais entre nós. Então vocês saberão que eu sou o SENHOR, o seu Deus. Ez. 20: 12,20.
Dentre os sábados, o do sétimo entre os oito teve um papel especial para a nação israelita. Foi um sinal entre a igreja da antiga dispensação e Deus, não foi com toda a humanidade, mas poderá alguém alegar que neste caso somos o verdadeiro Israel, como muitos têm afirmado para estes a Palavra de Deus diz: Conheço a blasfêmia dos que se dizem judeus, mas não são, sendo antes sinagoga de Satanás. Ap. 2: 9. - Veja o que farei com aqueles que são sinagoga de Satanás e que se dizem judeus e não são, mas são mentirosos. Farei que se prostrem aos seus pés e reconheçam que eu o amei. Ap. 3: 9.
Nós não somos Israelitas e jamais seremos, somos gentios salvos em Jesus Cristo e coerdeiros com eles.
Entre mim e os filhos de Israel será um sinal para sempre; porque em seis dias fez o SENHOR os céus e a terra, e ao sétimo dia descansou, e restaurou-se. (Êxo. 31:17).
Este sinal foi dado a toda a humanidade para saberem do nascimento do Salvador.

Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel. (Isa. 7: 14)
E disse-lhe o SENHOR: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal as testas dos homens que suspiram e que gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela. (Eze. 9:4)
Matai velhos, jovens, virgens, meninos e mulheres, até exterminá-los; mas a todo o homem que tiver o sinal não vos chegueis; e começai pelo meu santuário. E começaram pelos homens mais velhos que estavam diante da casa. (Eze. 9:6)
E foi-lhes dito que não fizessem dano à erva da terra, nem a verdura alguma, nem a árvore alguma, mas somente aos homens que não têm nas suas testas o sinal de Deus. (Apo. 9:4)
E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas. (Apo. 13:16)
Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. (Apo. 13:17)
E a fumaça do seu tormento sobe para todo o sempre; e não têm repouso nem de dia nem de noite os que adoram a besta e a sua imagem, e aquele que receber o sinal do seu nome. (Apo; 14:11)
Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa. (Efé. 1:13)

E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção. (Efé. 4:30)

SÁBADOS CERIMONIAIS E O SEMANAL

1. Ora, o décimo dia desse sétimo mês será o dia da expiação; tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; e oferecereis oferta queimada ao Senhor. Nesse dia não fareis trabalho algum; porque é o dia da expiação, para nele fazer-se expiação por vós perante o Senhor vosso Deus. (sábado da expiação, o dia do grande perdão) . Lv. 23: 28.
2. Seis dias se fará trabalho, mas o sétimo dia é o sábado do descanso solene, uma santa convocação; nenhum trabalho fareis; é sábado do Senhor em todas as vossas habitações. (sábado do 7º dia) . Lv. 23: 3.
3. No primeiro dia tereis santa convocação; nenhum trabalho servil fareis. Mas por sete dias oferecereis oferta queimada ao Senhor; ao sétimo dia haverá santa convocação; nenhum trabalho servil fareis. (sábados da páscoa) . Lv. 23: 7,8.
4. E fareis proclamação nesse mesmo dia, pois tereis santa convocação; nenhum trabalho servil fareis; é estatuto perpétuo em todas as vossas habitações pelas vossas gerações. Fala aos filhos de Israel: No sétimo mês, no primeiro dia do mês, haverá para vós descanso solene, em memorial, com sonido de trombetas, uma santa convocação. Nenhum trabalho servil fareis, e oferecereis oferta queimada ao Senhor. (sábado do pentecostes) . Lv. 23: 21,24,25.

5. No primeiro dia haverá santa convocação; nenhum trabalho servil fareis. Por sete dias oferecereis ofertas queimadas ao Senhor; ao oitavo dia tereis santa convocação, e oferecereis oferta queimada ao Senhor; será uma assembleia solene; nenhum trabalho servil fareis. (Sábado dos tabernáculos) [02]. Lv. 23: 35,36.
6. Desde o dia quinze do sétimo mês, quando tiverdes colhido os frutos da terra, celebrareis a festa do Senhor por sete dias; no primeiro dia haverá descanso solene, e no oitavo dia haverá descanso solene. (sábado das primícias) . Lv. 23: 39.
7. Fala aos filhos de Israel e dize-lhes: Quando tiverdes entrado na terra que eu vos dou, a terra guardará um sábado ao Senhor. (sábado da terra) . Lv. 25: 2.
Ata o testemunho, sela a lei entre os meus discípulos. Is. 8: 16.
E vi outro anjo subir do lado do sol nascente, tendo o selo do Deus vivo; e clamou com grande voz aos quatro anjos, quem fora dado que danificassem a terra e o mar. Ap. 7: 2.
Foi-lhes dito que não fizessem dano à erva da terra, nem a verdura alguma, nem a árvore alguma, mas somente aos homens que não têm na fronte o selo de Deus. Ap. 9:4.
Então me gritou aos ouvidos com grande voz, dizendo: Chegai, vós, os intendentes da cidade, cada um com as suas armas destruidoras na mão. E eis que vinham seis homens do caminho da porta superior, que olha para o norte, e cada um com a sua arma de matança na mão; e entre eles um homem vestido de linho, com um tinteiro de escrivão à sua cintura. E entraram, e se puseram junto ao altar de bronze. E a glória do Deus de Israel se levantou do querubim sobre o qual estava, e passou para a entrada da casa; e clamou ao homem vestido de linho, que trazia o tinteiro de escrivão à sua cintura. E disse-lhe o Senhor: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal as testas dos homens que suspiram e que gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela. E aos outros disse ele, ouvindo eu: Passai pela cidade após ele, e feri; não poupe o vosso olho, nem vos compadeçais. Matai velhos, mancebos e virgens, criancinhas e mulheres, até exterminá-los; mas não vos chegueis a qualquer sobre quem estiver o sinal; e começai pelo meu santuário. Então começaram pelos anciãos que estavam diante da casa. E disse-lhes: Profanai a casa, e enchei os átrios de mortos; saí. E saíram, e feriram na cidade. E eis que o homem que estava vestido de linho, a cuja cintura estava o tinteiro, tornou com a resposta, dizendo: Fiz como me ordenaste. Ez. 9: 1 – 7,11.
Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão vir o Filho do homem sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. T. 24: 30.
E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção. Ef. 4: 30.

O qual também vós, tendo ouvido a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, e tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa. Ef. 1: 13.


CONCLUSÃO

Porque o sábado é o selo substituto do Espírito Santo? Ef. 4: 30, Ef. 1: 13.
Se você ler com honestidade não há um texto que diz “E santificai os meus sábados, e servirão de SELO entre mim e vós...”
Selo (carimbo) é algo que se coloca para dá autenticidade, sinal (garantia, hipoteca, penhor) a pessoa já nasce com ele e a diferencia da outra pessoa, marca é algo que mostra violência e é isto que a besta faz impõe com violência psicológica, por isso que o relacionamento com Deus não há marca apenas sinal ou selo. Na verdade os textos que falam do sábado como sinal e jamais como selo está no plural "sábados", porque vocês alteram e adulteram o texto do plural para o singular para defender uma teoria (Ap. 22: 18 – Pr. 30: 6 – Jo. 8: 44)?

Tudo que é no plural é mais de um, ou seja, "SÁBADOS" estão no plural o que indica mais de um. No ciclo semanal só tem um sábado, neste caso quais sábados está sendo referido nos textos - Êx. 31: 13 - Ez. 20: 12, 20? Se afirmarem que é apenas ao do sétimo dia não é verdade (Jo. 8: 44), não existe semana com mais de um sábado. Se afirmar que é aos sábados que ocorre no ano inteiro também não é verdade, pois o ano sabático é tão somente um (Jo. 8: 44). 

5 comentários:

Motockeiro disse...

Amados, não me pronunciarei para dizer que não devemos guardar os sábados; eu mesmo guardo os sábados de por do sol à por do sol conforme o mandamento! Eu afirmo que os dez mandamentos são vigentes e é a obrigação de todo homem guardá-los.
Agora vejamos o seguinte: Segundo o Moderno Dicionário da Língua Portuguesa Michaelis, podemos definir a palavra "sinal" como: "Tudo o que faz lembrar ou representar uma coisa, um fato ou um fenômeno presente, passado ou futuro". No caso de Ezequiel 20:12 podemos dizer que o sábado como sinal entre o homem e o Altíssimo, nos faz lembrar que o Eterno é o nosso criador e que é Ele mesmo que nos santifica.
Já a palavra "selo" segundo o mesmo dicionário poderá ser definida como: "Qualquer coisa que autentica, confirma, ratifica" no caso de Efésio 1:13 e 4:30 podemos dizer que ao sermos selados pela habitação do Espírito Santo em nós, o Eterno está dando autenticidade que somos povo seu!
Sendo assim guardar o sábado é reconhecer que o Altíssimo é o criador e que é Ele que nos santifica e ser selados com o Espírito Santo é sermos autentificados ou ratificados pelo Eterno como propriedades sua; aqueles cujas vestes foram branqueadas no Sangue do Cordeiro.
Sendo assim eu como ex adventista declaro que aqueles que aceitarem o decreto dominical como sendo a marca, selo ou sinal representado pelo número 666 o qual aquele que não o possuir não poderá comprar ou vender, está correndo o risco de aceitar o biochip que é a verdadeira marca da besta. Notem em 2013 os habitantes dos EUA serão chipados para poderem usufruir os benefícios do governo, no entanto esta lei não fala nada da obrigatoriedade da guarda do domingo! Cuidado com as declarações e doutrinas das igrejas, pois, elas nem sempre dizem a verdade!

Fiquem antenados!!
Atenciosamente;
Rogério Oliveira

Motockeiro disse...

Amados, não me pronunciarei para dizer que não devemos guardar os sábados; eu mesmo guardo os sábados de por do sol à por do sol conforme o mandamento! Eu afirmo que os dez mandamentos são vigentes e é a obrigação de todo homem guardá-los.
Agora vejamos o seguinte: Segundo o Moderno Dicionário da Língua Portuguesa Michaelis, podemos definir a palavra "sinal" como: "Tudo o que faz lembrar ou representar uma coisa, um fato ou um fenômeno presente, passado ou futuro". No caso de Ezequiel 20:12 podemos dizer que o sábado como sinal entre o homem e o Altíssimo, nos faz lembrar que o Eterno é o nosso criador e que é Ele mesmo que nos santifica.
Já a palavra "selo" segundo o mesmo dicionário poderá ser definida como: "Qualquer coisa que autentica, confirma, ratifica" no caso de Efésio 1:13 e 4:30 podemos dizer que ao sermos selados pela habitação do Espírito Santo em nós, o Eterno está dando autenticidade que somos povo seu!
Sendo assim guardar o sábado é reconhecer que o Altíssimo é o criador e que é Ele que nos santifica e ser selados com o Espírito Santo é sermos autentificados ou ratificados pelo Eterno como propriedades sua; aqueles cujas vestes foram branqueadas no Sangue do Cordeiro.
Sendo assim eu como ex adventista declaro que aqueles que aceitarem o decreto dominical como sendo a marca, selo ou sinal representado pelo número 666 o qual aquele que não o possuir não poderá comprar ou vender, está correndo o risco de aceitar o biochip que é a verdadeira marca da besta. Notem em 2013 os habitantes dos EUA serão chipados para poderem usufruir os benefícios do governo, no entanto esta lei não fala nada da obrigatoriedade da guarda do domingo! Cuidado com as declarações e doutrinas das igrejas, pois, elas nem sempre dizem a verdade!

Fiquem antenados!!
Atenciosamente;
Rogério Oliveira

António Jesus Batalha disse...

Amigo. É para mim uma honra estar no seu blog, poder ver e ler as belas palavras aqui contidas. Seu blog é uma benção, fiquei maravilhado, seu amor a Jesus nota-se nas palavras escritas, continue a ser esta grande benção, a deixar-se usar pelo grande Oleiro. Quero aproveitar a oportunidade para partilhar o meu blog : Peregrino E Servo. Vou ficar muito feliz se tiver a gentileza de fazer uma visita ao meu blog e deixar um comentário, e se desejar, mas só se quiser siga, de volta vou retribuir. Deus te abençõe ricamente.
António Batalha.

AS VERDADES BIBLICAS E OS TEÓLOGOS disse...

Agradeço aos irmãos por seus comentários a favor ou contra, afinal não somos donos da verdade e é bom trocarmos ideias para aprimorar nossos conhecimentos.

Claudio Pimentel disse...

E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção.

Efésios 4:30

Isso responde o questão qual o selo? Mais óbvio que isso é impossível.