quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

QUAL É A MISSÃO DA IGREJA? (Atualisado e corrigido)


QUAL É A MISSÃO DA IGREJA?



Por ter sido observado que as igrejas têm como objetivo apenas arrecadar fundos por indução de ofertas, dízimos e outras formas de inocular nas mentes das pessoas que se assim procederem estarão colaborando com a missão da igreja, da casa de Deus e do ministério de Deus. Esquadrinhei nas Sagradas Escrituras respostas para mais esta questão.
Qual seria mesmo a missão da igreja de Deus?
A missão da igreja é pregar o evangelho eterno, não confundir com doutrinas denominacionais e muito menos com teorias teológicas que são fundamentadas na bigorna do inferno. Jo. 8: 44.
Dois dos maiores erros das chamadas igrejas que se autointitularam de igreja de Deus são:
Quando uma pessoa comete algum pecado à igreja sente-se no direito de disciplinar (isolar). Se observarmos atentamente o que eles chamam de disciplina não passa de isolamento da pessoa para não ter participação direta dos rituais da igreja, isto não é disciplina. Esta atitude é apenas isolamento da pessoa da comunhão e participação dos rituais. Chamar esta atitude de disciplina é dizer que as ovelhas são destituídas de ao menos um pouquinho de inteligência, e o pior de tudo é que as ovelhas são mesmas cegas, mudas e escravas dos caprichos sádicos dos teólogos e pastores destituídos do conhecimento da verdade eterna.
A outra questão que é pior que a primeira, é a expulsão da pessoa do meio da irmandade por meio da tal de exclusão. Esta atitude não é uma forma de disciplina e justa diante de Deus ao excluir a pessoa da irmandade que consiste em expulsar. Se falar com a direção da igreja eles afirmarão que não estão expulsando a ovelha do rebanho, mas a partir do momento que ela é excluída ela está sendo mesmo expulsa do meio do rebanho. Isto é diabólico. Como uma igreja pode afirmar que é a esposa de Cristo expulsando ou isolando uma ovelha de seu convívio da irmandade?
Voltamos a questionar? Qual seria mesmo o papel da igreja para com as ovelhas? Expulsar ou isolar (disciplinar) é papel para a igreja desempenhar? A igreja que usa a tal de disciplina (isolamento) e exclusão (expulsão) está fazendo a obra de Deus ou do Diabo?
Quando uma ovelha comete pecado, as igrejas levam esta ovelha a tal de comissão que podemos comparar com um matadouro e os juízes ali vão decidir se a infeliz será apenas disciplinada (isolada) do convívio espiritual das demais ovelhas o se a infeliz será excluída (expulsa) do convívio espiritual das demais ovelhas. Na verdadeira igreja de Deus quando uma ovelha peca não é feita reunião de comissão e levada a público na platéia da igreja, outra ovelha quer seja líder ou não vai ter com a ovelha em pecado e a repreende, repreender não é condenar e sim resgatá-la do pecado, se ela atender ao convite para abandonar o pecado esta ovelha estará salva. Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão.
Mt. 18: 15.
Se porventura esta ovelha não quiser abandonar o pecado, a outra ovelha deverá levar consigo mais uma ou duas ovelhas consigo para ter maior força e ânimo no resgate da ovelha pecadora. Já presenciei que elas o visitam é para condená-la ou sujeitá-la aos caprichos teológicos da instituição. Mas, se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda a palavra seja confirmada. Mt. 18: 16.
Caso a ovelha não abandone o pecado com o auxílio de outras ovelhas, neste caso deverá ser comunicado a todo o rebanho para que todos tentem resgatar a ovelha, se mesmo com o auxílio de toda a igreja (rebanho) a ovelha persistir no pecado, o rebanho deverá considerar a ovelha como um pagão ou publicano. Considerá-la desta forma não é excluir (expulsar – disciplinar) a ovelha da igreja, considerá-la como pagã ou publicano é realizar a mesma tarefa que é feita com uma ovelha que nunca fez parte da igreja. E, se não as escutar, dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um gentio e publicano. Mt. 18: 17. 
O mais grave de tudo isso é que a igreja das Testemunhas de Jeová, Adventistas, Reformistas, Assembleia de Deus, Batistas, Deus é Amor, Internacional da Graça de Deus, Universal do Reino de Deus, Católica e etc. vão ainda mais além bem como as demais igrejas que se auto denominam de cristãs, alem de excluírem (julgar/condenar/expulsar/isolar) ainda tem a petulância de afirmarem que estão zelando pela obra de Deus e ainda estipulam um prazo curto ou longo para a pessoa poder ter o perdão da igreja, quando na verdade o perdão de Deus e imediato e jamais futurista como a igreja o faz.
Quando a pessoa peca e ao arrepender-se e pedir perdão a Deus ela recebe o perdão imediatamente de Deus, mas nestas igrejas quando a pessoa comete algum deslize (pecado contra a organização ou contra Deus aos olhos da religião) a igreja sente no direito e liberdade de manter a pessoa presa em uma suposta disciplina de vários meses a vários anos para poder ela se reconciliar com a organização religiosa e poder ter convívio novamente com a irmandade e participar das atividades religiosas.

Isto é simplesmente diabólico. Deus perdoa imediatamente a pessoa que pecou e a igreja não, demonstrando que a igreja está sentada no trono de Deus querendo ser mais importante que Deus. Esta estória que se a pessoa for excluída da organização religiosa é automaticamente excluída dos registros celestiais, é música de ninar para boi dormir. Então disse o Senhor a Moisés: Aquele que pecar contra mim, a este riscarei do meu livro. Êx. 32: 33.
Deus não pune o pecador arrependido e as igrejas sim. 
A igreja só pode punir um membro se o mesmo pecar contra a organização, se a pessoa pecar contra Deus Ele é o único que tem poder de perdoar ou punir se não houver arrependimento, mas as igrejas estão ficando acima de Deus ao punir uma ovelha quando a mesma peca contra Deus, ou seja, a igreja é quem determina a Deus quem pode e não ficar em comunhão com a igreja e com Deus. Pecando homem contra homem, os juízes o julgarão; pecando, porém, o homem contra o Senhor, quem rogará por ele? Mas não ouviram a voz de seu pai, porque o Senhor os queria matar. I Sam.. 2: 25. / Mas o que pecar contra mim violentará a sua própria alma; todos os que me odeiam amam a morte. Pro. 8: 36
As religiões pensam que ao excluir (expulsar) um membro de seu convívio espiritual está ao mesmo tempo riscando o nome da pessoa do livro da vida. Deus é Deus e as religiões são monstros opressores e diabólicas. Cristo veio para nos libertar, mas as pessoas a semelhança dos Israelitas no deserto preferem voltar ao Egito (religiões) e continuarem escravas e sob o chicote de suas normas.
A única pessoa que tem poder e autoridade para excluir (expulsar) a ovelha em pecado que não o abandona é Deus, Ele só fará isso na vinda de Cristo quando será feita a separação entre bodes (ovelhas que não se arrependeu) e ovelhas (ovelhas que abandonaram o pecado). A igreja que está tendo esta atitude ela está sendo juiz e deus entre as ovelhas. E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. Mt. 25: 31 - 33.
As igrejas que estão praticando a exclusão e disciplina, elas estão sentando no trono de Deus querendo ser deus, estas igrejas com tal atitudes são a noiva do filho da perdição, estas igrejas insinuam que aceitam a Palavra de Deus e que leva suas ovelhas a verdadeira adoração, mas na verdade elas estão contra tudo que leva a verdadeira adoração por parte da membresia. Sentaram no trono de Deus e estão decidindo no lugar de Deus quem fica com o  nome no livro da vida e quem é riscado do livro da vida para ser destruído. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus. II Tes. 2: 3, 4.
Elas praticam tais obras porque nunca conheceram a Deus, este é o grande motivo que em vez de procurarem salvar a ovelha elas optaram por excluir (expulsar) ou disciplinar (isolar – calar a boca) da ovelha. Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. I Jo. 4: 7,8.

A IGREJA E A OVELHA PECADORA

1.               A igreja tem por obrigação perdoar e jamais disciplinar (isolar) ou excluir (expulsar) a ovelha do meio da membresia. A igreja não tem autoridade de Deus para ter tal atitude. - Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete. - Então o seu senhor, chamando-o à sua presença, disse-lhe: Servo (igreja) malvado, perdoei-te toda aquela dívida, porque me suplicaste. Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti? Assim vos fará, também, meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas. Mt. 18: 22, 32 – 33, 35.
2.               Quando a igreja disciplina (isola) ou exclui (expulsa) é como se ela quisesse que a ovelha confessasse seus pecados a ela. Mesmo que a pessoa confesse (declare) ou não seus pecados a igreja, ela sente-se no direito de julgá-lo e aplicar uma pena que vai de uma simples disciplina (advertência – isolamento) a exclusão (expulsão). A única pessoa que devemos dar satisfação sobre nossos pecados é a Deus e jamais a estas instituições corruptas e cheias de hipocrisia. Quando a ovelha aceita de forma passiva esta atitude da igreja ela está reconhecendo que a igreja é superior a Deus, que ela é detentora da punição e salvação. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. I Jo. 1: 9.
3.               O dever da igreja é perdoar e consolar a ovelha e jamais puni-la por causa de algum pecado. Muitas ovelhas têm sido excluídas do seio da irmandade e ela desceu ao fundo do poço simplesmente porque a igreja sentou-se no trono de Deus para fazer o que compete somente a Deus que é julgar (disciplinar – excluir) a ovelha que pecou. Nem isto Deus não faz enquanto a porta da graça está aberta, quando a porta da graça for fechada é o momento que Ele fará a separação entre ovelhas (que odeia o pecado) e bodes (que ama o pecado). De maneira que pelo contrário deveis antes perdoar-lhe e consolá-lo, para que o tal não seja de modo algum devorado de demasiada tristeza. II Cor. 2: 7.
4.               O pecado (ofensa) que é contra Deus somente Ele tem poder de perdoar ou punir, o pecado (escândalo) contra a igreja o poder de perdoar pertence a ela, é dever dela perdoar e jamais punir. E, se pecar contra ti sete vezes no dia, e sete vezes no dia vier ter contigo, dizendo: Arrependo-me; perdoa-lhe. Luc. 17: 4.
5.               A igreja que puni no lugar de perdoar ela não está fazendo a obra de Deus, se ela não está fazendo a obra de Deus ela está fazendo a obra do Diabo. Quando a igreja a perdoa está demonstrando amor, quando a igreja castiga ela está demonstrando prepotência. Assim vos fará, também, meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas. Mat. 18: 35.
6.               A missão da igreja (pessoas) é anunciar o perdão de Deus e jamais punir a ovelha que pecou. E percorreu toda a terra ao redor do Jordão, pregando o batismo de arrependimento, para o perdão dos pecados. Luc. 3: 3.
7.               A missão da igreja de Deus é pregar (anunciar) as ovelhas do rebanho ou as de fora sobre a oportunidade de arrependimento e o perdão que Deus estende a todos, a missão das igrejas tem sido punir as ovelhas e proteger as que lhes dão lucros, isto está totalmente contrário a missão que lhe foi outorgada. E em seu nome se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém. Luc. 24: 47.
8.               A igreja deve anunciar e pregar para as ovelhas o conhecimento da salvação na remissão dos pecados e jamais por meio da punição, esta missão só cumpre e vive a verdadeira igreja de Deus, as falsa preferem punir as ovelhas. Para dar ao seu povo conhecimento da salvação, na remissão dos seus pecados. Luc. 1: 77.
9.               Você quer participar da herança que Deus preparou para Sua igreja? Então abra seus olhos e não aceite as disciplinas ou exclusões impostas pelas igrejas porque são incompetentes para atribuir a si esta missão. A missão de repreender (punir, censurar, castigar) pertence unicamente a Deus, porque somente Ele ama de verdade e é justo. Os líderes religiosos são injustos e corruptos. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te. Apc. 3: 19.
10.            Quais seriam estas chaves entregues a Pedro que tem o poder de abrir o reino dos céus? Sem sombras de dúvidas é a Palavra de Deus, ela é a chave que abre o reino de Deus. Como é feita esta ligação e desligamento na terra e no céu? Os líderes religiosos inculcam nas mentes das pessoas que esta é umas das missões da igreja: Ligar e desligar as pessoas do céu, abrir e fechar o reino de Deus por meio da inclusão ou exclusão da pessoa na igreja, pensando eles que ao desligar (excluir) uma pessoa do livro de registro da igreja automaticamente o nome da pessoa é riscado do livro da vida. A pessoa quando aceita a Cristo como seu salvador automaticamente esta pessoa é ligada no céu e na terra no corpo de Cristo, não devemos confundir com o ato de escrever o nome no livro da vida, quando esta pessoa se afasta de Cristo automaticamente ela é desligada do corpo de Cristo e jamais riscada seu nome do livro da vida o que caracteriza que a ovelha caiu, mas tem a oportunidade de levantar-se por intermédio do poder de Deus. A única pessoa que tem poder de escrever ou riscar o nome da pessoa no livro da vida é Cristo, isto desqualifica o pastor, padre ou qualquer líder religioso nestes princípios em consideração que é: Ligar, desligar ou escrever o nome no livro da vida. Não tem nenhuma ligação com registros nos livros da igreja. E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus. Mat. 16: 19. - E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro. Apc. 22: 19.
Uma dos motivos que faz ou fará com que Deus risque o nome da pessoa do livro da vida é a manipulação da Palavra de Deus com o intuito de justificar a não crença ao ensinamento como é revelado na Palavra. E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro. Apo. 22: 19. –
Os perdidos não são as pessoas que tiveram seus nomes riscados do livro de alguma igreja, e sim os que tiverem seus nomes riscados ou não escritos no livro da vida, isto demonstra que uma vez escrito existem motivos para o mesmo ser riscado. E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo. Apc. 20: 15. - Sejam riscados do livro dos vivos, e não sejam inscritos com os justos. Sl. 69: 28.
O nome da pessoa salva não é escrito no livro da vida no decorrer da existência da pessoa, antes mesmo dela vir à existência seu nome é escrito no livro da vida. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia. Sl. 139: 16. - Porque os dons e a vocação de Deus são sem arrependimento. Rm. 11: 29.
Antes de ser lançado o fundamento de nosso mundo, ou seja, antes de ser colocada vida no nosso planeta, os perdidos já estavam com seus nomes escritos no livro da morte, ou seja, antes de vir à existência eles não participaram da legislação do livro da vida do Cordeiro de Deus. A besta que viste foi e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição; e os que habitam na terra (CUJOS NOMES NÃO ESTÃO ESCRITOS NO LIVRO DA VIDA, DESDE A FUNDAÇÃO DO MUNDO) se admirarão, vendo a besta que era e já não é, mas que virá. Apc. 17: 8.
A igreja levou uma mulher pecadora a presença de Cristo para ser julgada, só que na verdade a igreja apenas homologava a condenação, no julgamento as acusações e ao mesmo tempo ao réu é dado o direito de defesa e neste caso em específico não houve oportunidade de defesa. A mulher fora conduzida já condenada ao suposto julgamento, da mesma forma as religiões hodierna assim procedem com seus membros que cometem algum pecado, ela acha no direito de julgá-lo e condená-lo. A palavra do grande advogado e salvador colocou aquelas pessoas em maus lençóis, pensavam eles que Cristo ia apenas homologar a decisão de morte já tomada antes do julgamento, como Cristo pediu e exigiu que os acusadores e julgadores que não tivessem sem pecado jogasse a primeira pedra, todos saíram de cabeças baixas pois, eles mesmos eram tão culpados quanto aquela mulher. Da mesma forma pessoas cheias de pecados estão julgando e excluindo pessoas de seus rol de membros de forma sumária. Cristo não a condenou e nem a julgou, mas a amparou e a salvou o que a igreja não tem feito. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. Jo. 8: 7.
Ao mesmo tempo as mesmas igrejas ensinam que só Deus tem o poder de perdoar, mas estas igrejas tomam para si o poder de julgar e deixam apenas para Deus a parte do perdão, quando na verdade estas duas ações pertencem somente a Deus.

E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.
João 8:7
E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.
João 8:7
E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.
João 8:7
E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.
João 8:7
Antes da criação de nosso mundo os salvos foram eleitos, os que aceitam em verdade a Cristo como salvador são somente os eleitos, a pessoa não aceita e crer para serem eleita, elas são eleitos para aceitar e crer em Cristo. Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; Ef. 1: 4.
A salvação não foi predestina como os que não creem na Palavra de Deus ensinam, a verdade é que as pessoas é que foram predestinados antes da fundação do mundo para serem salvos. E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade. Ef. 1: 5.
Um amigo perguntou como eu entendo a questão da predestinação, eu disse a ele: Não entendo, mas aceito e creio porque a Palavra de Deus assim ensina.
11.            A única religião pura (legítima, verdadeira, correta) e imaculada (inocente, pura, virgem), ou seja, a única religião verdadeira que existe não são estas igrejas com templos bonitos ou feios, a Palavra de Deus deixa bem claro que esta religião tem três características para ser identificada. 1) A religião verdadeira do Eterno Deus cuida das viúvas quer seja ou não aposentadas ou pensionistas, as religiões que por aí estão procuram as viúvas apenas para tirar vantagens financeiras delas. 2) Ela cuida das crianças órfãos e doentes de hanseníase que vivem em total abandono (órfãos) para lhes proporcionar ou melhorar suas condições de vida, observando o que algumas delas estão fazendo é apenas criar sub-orfanatos de qualquer jeito para gerar empregos. 3) Ela é incontaminada pelas doutrinas falsas, estas que por aí se estabeleceram ensinam um pouco de verdade e um pouco de mentira, em outras palavras são corruptas para Deus. Portanto elas não são a religião verdadeira de Deus.
12.            A verdadeira obra de Deus não é o que as igrejas estão fazendo ou incentivando seus membros a fazerem, a obra de Deus é: Crer em Cristo e em Seu Pai que o enviou. Se você aceitar as Palavras de Cristo e as de Sua Palavra você estará declarando que Ele é verdadeiro, se você aceitar o que os líderes religiosos ensinam estará declarando que Cristo e Sua Palavra são mentirosos. Qual a sua decisão? Jesus respondeu, e disse-lhes: A obra de Deus é esta: Que creiais naquele que ele enviou. Jo. 6: 29.
Qual é e como são as atitudes da igreja que você frequenta? Elas perdoam ou executam as ovelhas?
Autor: Eurias R. Carneiro




5 comentários:

Empresas interessadas em Exportar disse...

Vivi quase minha vida toda nisso e so reparei nisso fazem apenas dois anos e quando li no seu blog, me idenfiquei com tudo o que o irmão disse.
Deus te abençoe e te ajude e o convido para colocar seus comentarios em meu site pois temos as mesmas afinidades espirituais e Deus seja louvado, amem.

Empresas interessadas em Exportar disse...

Perdão o meu site é
www.avindadejesus.com.br

obrigado pela oportunidade.

AS VERDADES BIBLICAS E OS TEÓLOGOS disse...

Eu visitei e gostaria que o irmão colocasse um link para nós podermos seguir. Parabéns.

Evangelista Flavio Schmidt disse...

Excelente artigo e correto. A Igreja serve para construir e ajudar as pessoas melhorarem e não apra atuar como inquisição e dominação humana.

AS VERDADES BIBLICAS E OS TEÓLOGOS disse...

Quero agradecer aos irmãos pelos comentários. Abraços.