quarta-feira, 6 de março de 2013

7 BONS MOTIVOS PARA TOMAR CAFÉ









Se você ama café, vai gostar dessa lista. Se você não gosta (ou simplesmente não toma, por alguma outra razão), talvez mude de ideia em relação a uma das bebidas mais consumidas do mundo. Confira:



7. Café pode deixar você mais inteligente

Muita gente leva algum tempo para “pegar no tranco” logo depois de acordar, e a cafeína (ingrediente ativo do café) pode ajudar no processo: ela bloqueia os efeitos inibitórios do neurotransmissor adenosina e, com isso, aumenta a atividade dos neurônios e a liberação de outros neurotransmissores, como a dopamina (importante para a transmissão de impulsos nervosos) e a noradrenalina (que pode elevar sua capacidade de atenção).
Diversos estudos mostram que a cafeína pode melhorar o humor, diminuir o tempo de reação, melhorar a memória e as funções cognitivas em geral.

6. Café pode ajudar você a queimar gordura

Outro efeito da cafeína é a aceleração do metabolismo e a elevação do uso de ácidos graxos presentes nos tecidos gordurosos. Além disso, como é uma substância estimulante, pode melhorar a performance da pessoa em exercícios físicos.

5. Café pode reduzir seu risco de desenvolver diabetes tipo 2

Esse tipo de diabetes afeta cerca de 300 milhões de pessoas no mundo e faz com que o doente tenha níveis elevados de glicose no sangue, o que pode levar a uma série de complicações.
Em diversos estudos de observação, pesquisadores concluíram que o consumo habitual de café pode reduzir as chances de se desenvolver diabetes tipo 2 (a redução vai de 23% a 67%, de acordo com as pesquisas).
Um estudo em particular, publicado no periódico JAMA International Medicine, avaliou dados de outros 18 (totalizando 457.922 participantes) e concluiu que cada xícara de café consumida diariamente reduzia em 7% o risco de se desenvolver esse tipo de diabetes.

4. Café pode reduzir suas chances de desenvolver doença de Alzheimer e de Parkinson

Diversas pesquisas mostram que o consumo diário de café (a depender da quantidade e de outros fatores, naturalmente) pode diminuir em 60% as chances de se desenvolver doença de Alzheimer e de 32% a 60% as chances de se desenvolver doença de Parkinson.

3. Café pode ajudar a preservar seu fígado

Essa é para os bebedores de plantão: tomar quatro xícaras de café por dia pode reduzir em 80% suas chances de desenvolver cirrose hepática (estágio em que grande parte do tecido do fígado está comprometida, normalmente devido a consumo excessivo e constante de álcool). O café também pode reduzir em 40% as chances de se desenvolver câncer no fígado.

2. Café pode diminuir suas chances de morrer

Ao reduzir as chances de desenvolver diabetes tipo 2 e outras doenças mencionadas acima, a bebida pode aumentar sua expectativa de vida.

1. Café possui nutrientes importantes

Pode não parecer, mas uma xícara de café contém, em média:
  • 6% do valor diário recomendado (VDR) de Vitamina B5;
  • 11% do VDR de Vitamina B2;
  • 2% do VDR de Vitamina B3 e Vitamina B1;
  • 3% do VDR de Potássio e Manganês;
  • Quantidade considerável de antioxidantes (que ajudam a preservar suas células).
Pode parecer pouco, mas se você toma duas ou mais xícaras por dia…
Evidentemente, essa lista de benefícios não é uma desculpa para exagerar no consumode café (mais de 4 xícaras por dia), o que pode trazer complicações à sua saúde.[PopSci]

Fonte: http://hypescience.com/7-bons-motivos-para-tomar-cafe/








2 comentários:

NATUTERRA disse...

OLHA DE DOIDEIRA SE ACREDITARMOS NA CIÊNCIA DE FORMA CEGA...

"Traição pode até melhorar casamentos monótonos"

"Descobrir que o marido ou a mulher tem amante muitas vezes é sinônimo de fim de uma história de amor. Por outro lado, a relação extraconjugal até ajudaria a melhorar o próprio casamento, segundo algumas mulheres. Carolina Dieckmann, casada com o diretor Tiago Worcman, acredita que, em determinados casos, isso realmente possa acontecer. Declarou à revista Isto É Gente que a traição pode ser perdoável, possível e até necessária, desde que não quebre a lealdade, não exponha o parceiro e nem interfira no relacionamento.
A atriz, que vive Diana na novela global Passione, afirmou à publicação que, às vezes, existem coisas que não se pode viver com o companheiro (um desejo que não cabe no sexo do casal, por exemplo), mas, ao mesmo tempo, estar com ele é tão importante que não vale a pena jogar tudo fora por conta de uma escapada.
Lene*, 49, casada há mais de 20 anos com José*, notou melhoras na vida conjugal desde que se envolveu com Louis*, também casado. “Ajudou muito a me sentir melhor, amada, querida, bonita. Voltei a ter ânimo para a vida, passei a ter prazer em me produzir e vontade de sair mais. O relacionamento com todo mundo melhorou. Também comecei a procurar mais prazer e a dar mais prazer ao meu marido.”

Lene disse que, com a rotina e a grande lista de problemas a resolver, ela e o marido não namoravam mais e isso realmente fazia falta. Tornaram-se apenas bons amigos e sócios. Depois que passou a se encontrar com Louis em intervalos de dois a três meses, José, que não sabe da existência do amante da mulher, notou as mudanças e as aprovou. Disse que eu fiquei mais bonita e gostosa, e voltei a ser como era quando nos conhecemos. Apesar da reviravolta positiva em sua vida, vive algumas crises de consciência, mas os ganhos têm falado mais alto.

Realmente ajuda?

Boa parte dos profissionais da área de relacionamento é enfática ao dizer que relação extraconjugal não colabora com o casamento de maneira alguma. É apenas mais um indício de que algo está errado e precisa ser resolvido. A psicanalista e escritora Regina Navarro Lins, autora de A Cama na Varanda, não compartilha dessa ideia e ainda acredita que é possível amar mais de uma pessoa ao mesmo tempo.

“A gente não pode afirmar que a relação extraconjugal pode ajudar. Em alguns casos, melhora, enquanto em outros, pode haver troca do parceiro antigo. O que eu penso é que os casais não deveriam fazer pacto de exclusividade. Todo mundo gosta de variar. Estar junto sem cobrar que o outro transe apenas com você contribui para o casamento.”

A explicação para evitar a tal exclusividade é que, quando não há mistério e se sabe tudo sobre o parceiro, se esquece do importante jogo constante da conquista. O desejo fica de lado e os dois passam a viver como irmãos. Na prática, afastar o ciúme pode não ser tão simples assim. Quem quer tentar?"

-------x------

Além da questão trair X não trair, há outra questão: O casamento ou convívio longo e seguro sempre dá uma esfriada naquela emoção, atração e motivação inicial entre os parceiros. Rola um certo comodismo, acaba o romantismo, e a maioria das vezes acabam os dois frustrados com essa indiferença q é criada. Pronto! Terreno fértil para traição!

NATUTERRA disse...

FONTE DA POSTAGEM...
http://www.bolsademulher.com/forum/amor/f53/151195/