segunda-feira, 21 de outubro de 2013

O DÍZIMO NA TUA IGREJA É BÍBLICO? I



O DÍZIMO NA TUA IGREJA É BÍBLICO?

Quando acabares de separar todos os dízimos da tua colheita no ano terceiro, que é o ano dos dízimos, então os DARÁS AO LEVITA, AO ESTRANGEIRO, AO ÓRFÃO e à VIÚVA, para que comam dentro das tuas portas, e se fartem;

E dirás perante o Senhor teu Deus: Tirei da minha casa as coisas consagradas e as dei também AO LEVITA, E AO ESTRANGEIRO, E AO ÓRFÃO E À VIÚVA, conforme a todos os teus mandamentos que me tens ordenado; não transgredi os teus mandamentos, nem deles me esqueci. Deuteronômio 26: 12 - 13 (JFA).

O dízimo é a menina dos olhos de ouro das igrejas e é intocável. Para isso usam alguns textos das Sagradas Escrituras e os demais são descartados por não serem de interesses dos pastores ou por os mesmos serem contrários as suas teologias. A membresia por não terem disposição para pesquisar, ler por si mesmo, ficam a deriva a bel prazer dos pastores que lhes negam a verdade.

Deus mudou? Deus mudou Sua Palavra? Deus mudou a lei do dízimo? Para estes pastores parece que sim, pois esquecem ou fingem esquecer que a lei do dízimo não foi modificada o que é diferente de ser cancelada.

ANÁLISE CONCISA DO TEXTO DIZIMAL

Se a tua igreja não está colocando este texto em prática, fiquem sabendo que o sistema dizimal dela é anti bíblico. Tudo o que é anti bíblico é inimizade contra Deus, pois não está sujeito a Sua Palavra e não podem mesmo porque fizeram aliança com o pai da mentira, mentira é tudo que contradiz ou concorda em parte com a verdade. Porquanto dizeis: Fizemos aliança com a morte, e com o inferno fizemos acordo; quando passar o dilúvio do açoite, não chegará a nós, porque pusemos a mentira por nosso refúgio, e debaixo da falsidade nos escondemos. Isaías 28: 15.
1.          No sistema dizimal instituído por Deus, a cada três anos existe o ano do dízimo a semelhança dos anos sabáticos, ou seja, o terceiro ano é o ano do dízimo. Isto é instituição divina e a tua igreja observa e coloca em prática? Caso a resposta seja não, ela está praticando um dízimo falso.
2.          O dízimo do terceiro ano que é ano dizimal, tem destinos certos e rejeitar sob quaisquer pretextos é desafiar as ordenanças de Deus no que constitui desafio direto ao autor do dízimo.

a)          UMA PARTE DO DÍZIMO DO TERCEIRO ANO É DESTINADA AOS LEVITAS. Entra a velha história que os pastores, diáconos e diaconisas substituíram a tribo de Levi, portanto é necessário que estas pessoas observem bem o que a Palavra de Deus afirma sobre as pessoas que querem pertencer a alguma tribo Israelita sem terem nascido de alguma delas, ou seja, se você afirma ser levita sem ter nascido na tribo de Levi em vez de você ser um verdadeiro adorador, você é sinagoga de Satanás: ...e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás. Apocalipse 2: 9 - Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem... Apocalipse 3: 9.
b)          OUTRA PARTE É DESTINADA AOS ESTRANGEIROS – Quem são os estrangeiros? São as pessoas que não fazem parte da irmandade e que porventura vêm em busca de auxílio, estas pessoas devem também ser socorridas com os dízimos do terceiro ano.
c)           TAMBÉM DEVE SER REPARTIDO COM OS ORFÃOS – Se os órfãos onde está incluso orfanatos que passam por necessidades, que são entidades que cuidam destas pessoas sem pai e sem mãe estiver passando por necessidades devem ser ajudadas com os dízimos do ano dizimal. Se há na irmandade órfãos é dever serem mantidos em todas as suas necessidades no ano dizimal independentemente de que esteja em casa de algum parente ou amigo. Existem muitas entidades que cuidam de órfãos que estão passando por necessidades e é dever de quem arrecada o dízimo prestar socorro a elas com o dízimo do ano dizimal.

d)          DESTE DÍZIMO DEVEM MANTER AS VIÚVAS (OS) – Com a arrecadação deste dizimo do terceiro ano devem ser beneficiados as viúvas e os viúvos, mesmo que sejam pensionistas ou aposentados. Quem recebe apenas um salário mínimo na grande maioria das vezes estão passando por grandes necessidades. Este ajuda governamental (esmola – federal, municipal ou estadual) às vezes é insuficiente para os viúvos se manterem por não ser suficiente nem para comprar remédios para aliviar seus males adquiridos durante a vida de trabalho. Infelizmente o que as igrejas sabem colocar em prática é explorar as pobres ovelhas alegando que se não pagarem a eles a décima parte não tem como elas serem salvas. Alegam-nos que é para Deus ou Sua obra.
As igrejas e os pastores além de estarem roubando a Deus ainda estão comendo de forma desonesta e desumana a carne das ovelhas e se cobrindo com suas peles e as deixando nu e com necessidades.
Para estes líderes inescrupulosos é pecado obedecer às ordenanças de Deus relacionadas aos dízimos.
E por as ovelhas não conhecerem o verdadeiro Pastor que é Cristo e Sua Palavra, elas ficam escravizadas as palavras enganosas de seus líderes espirituais supostamente embasadas na verdade.
e)         SE FARTEM – Estas pessoas acima mencionadas devem ser mantidas com o dízimo do ano terceiro até se fartarem, ou seja, até que suas necessidades sejam resolvidas. Devemos obedecer estas ordenanças de Deus ou obedecer às ordenanças teológicas dos pastores das igrejas? Porém, respondendo Pedro e os apóstolos, disseram: Mais importa obedecer a Deus do que aos homens. Atos 5: 29.
f)           AS COISAS CONSAGRADAS – Como podem os pastores e as igrejas afirmarem diante de Deus que das coisas consagradas a Deus foram tiradas e destinas aos Levitas, órfãos, viúvas e as pessoas que não pertencem à irmandade? Qual será a desculpa esfarrapada que darão a Deus no juízo final onde será feita a prestação de contas? Se o líder ou a igreja não está colocando esta ordem da lei do dízimo em prática, ela está debaixo de grande maldição, portanto como pode tal religião afirma que ela é a igreja verdadeira de Deus e as demais falsas? Mas, chegando também o que recebera um talento, disse: Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste; E, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu. Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei? Devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros e, quando eu viesse, receberia o meu com os juros. Tirai-lhe pois o talento, e dai-o ao que tem os dez talentos. Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado. Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes. Mateus 25: 24 - 30.
A igreja ou líder que não coloca este mandamento da lei do dízimo em prática estão roubando a Deus, ou seja, eles inflam o peito para chamar de ladrão os que não estão pagando o dízimo, mas em verdade eles próprios são os maiores ladrões porque são os orientadores espirituais nas igrejas, e quem paga a eles estão sendo cúmplices de suas más obras que embora aleguem estarem obedecendo a Deus, na verdade estão obedecendo ao deus da mentira.
Como saber qual é o terceiro ano do dízimo? É fácil, basta a igreja ou o pastor começar a contar a partir do ano 2012 e o terceiro será o ano de 2014, esta é uma sugestão por não tem mais como incluir ao ano de 2013 como o terceiro. 
A não ser que a teologia e os pastores estão corretos e a Palavra de Deus errada. Prefiro crer na veracidade da Palavra de Deus e rejeitar os ensinamentos falsos das igrejas e dos pastores.

A obediência aos pastores é dentro da Palavra de Deus, se eles estão aceitando apenas o que lhes convêm, a desobediência a eles é necessária para podermos ser salvos.


Pensem bem nestes textos: Dize-lhes pois: Assim diz o Senhor Deus de Israel: Maldito o homem que não escutar as palavras desta aliança. Jeremias 11: 3.
Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho. II João 1: 9.
Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis.
Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras. II João 1: 10, 11.
Se algum de vocês acha que é invenção minha como alguns tem afirmado, fica o desafio para você explicar o mesmo texto sem incluir a maldita teologia.
Continua.
Autor: Eurias R. Carneiro