sábado, 5 de abril de 2014

MORTE E DESTINO



MORTE E DESTINO

No dia 02/02/1965, vem um choro de uma criança e logo a seguir o sorriso de uma mãe que após alguns minutos de sofrimento vem a alegria estampada em seu rosto ao ver uma vida emanar de seu interior.
Com 49 anos depois esta criança que chorou por vir à existência chora sobre o caixão daquela que a trouxe a vida e que o amou. Não entende a morte, mas tem a certeza que além da morte existe vida que foi implantada pelo filho do homem que morreu e venceu o poderio da morte, Ele mesmo afirmou.
A tristeza consome seu peito e não há consolo, embora creia que haverá ressurreição para não haver mais morte e separação.
Diante de tão grande dilema a qual a Bíblia mostra alguma luz, mas Deus por bem da humanidade deixou em oculto o mistério da morte para que os demônios não aproveitassem de tal conhecimento e enlaçasse o ser humano em enganos profundos e sem retorno.
Como veio a origem da vida em nosso mundo?
Sendo conhecedor apenas do que era bom, o ser humano teria como viver eternamente sem ter que passar pelo processo da morte que trás dores, angustias e separações, mas por ser curioso e querer saber além do que deve, a curiosidade o levou a um caminho de grandes sofrimentos. Gênesis 2:17 - ...mas não comerás da árvore do conhecimento do bem e do mal; porque no dia em que dela comeres, com certeza morrerás.
Para entendermos ou termos uma idéia do que é a morte temos que conhecer o que é a vida ou parte dela.
Deus fez o homem a sua forma e aparência, só não o dotou de divindade para ser adorado, mas o primeiro homem antes do pecado era uma cópia de Deus sem Sua Divindade, ou seja, ele era a imagem visível de Deus e semelhante a Ele, embora não o tenha sido constituído em um Deus. Foi este desejo de tornar-se semelhante ao Eterno em termo de Divindade que levou a queda o mais poderoso dos anjos. Até hoje este anjo por meio de algumas religiões tem inculcado na mente das pessoas que elas são deuses ou podem ser por meio da reencarnação e muitos tem caído nesta cilada. Gênesis 1: 26 - E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme nossa semelhança... / Subirei mais alto que as mais altas nuvens; serei como o Altíssimo". Isaías 14:14.
Das obras de Deus, a única que Ele literalmente pós a mão na massa foi ao criar o homem, as outras coisas Ele ordenava e com o poder de Sua palavra apareciam do nada. O primeiro homem Deus pegou barro e água na medida certa e fez uma argamassa e passou a moldar um boneco de tamanho gigante tomando por base a estatura humana de hoje. Após verificar que estava da forma que Ele planejara a estátua de barro, Ele inclina-se por cima do boneco de barro e sustenta com Suas mãos a cabeça daquele boneco de barro, encosta sua boca no nariz do boneco e carinhosamente Ele sopra uma partilha da vida, pois Deus é a própria vida e desta forma saiu de Seu ser uma pequena centelha de Seu poderoso sopro e aquele boneco respirou, abriu os olhos e veio a vida. Fico a pensar o olhar dele ao ver o rosto de Deus reclinado sobre ele, deve ter sido uma alegria sem descrição por algum mortal. A união do fôlego que é o espírito com aquele corpo de barro que passou a ser de carne e osso veio à existência a alma que vive. Gênesis 2: 7 - E o SENHOR Deus formou o homem do pó da terra e soprou-lhe nas narinas o fôlego da vida; e o homem tornou-se alma vivente.
Em Adão foi inserido a vida pelo Todo Poderoso Deus, mas em sua esposa não foi doado o sopro a vida diretamente de Deus, ela e todos os mortais herdaram do DNA de Adão. É tão verdade que Deus enclausurou podemos assim dizer a vida no sangue, sem sangue não há vida. Quando uma criança é gerado ela recebe a vida diretamente do DNA de seu pai e a mãe é geradora do corpo que vai receber a vida. Eva foi feita de uma parte de Adão e a vida já veio diretamente do DNA adâmico, ou seja, Deus não soprou nela o fôlego de vida bem como em todos os seres humanos que vem a existência. Adão foi tirado do barro, água e do sopro de Deus, e Eva não. Então o Senhor Deus fez o homem cair em profundo sono e, enquanto este dormia, tirou-lhe uma das costelas, fechando o lugar com carne.
Com a costela que havia tirado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher e a trouxe a ele.          Disse então o homem: "Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada".
Gênesis 2: 21 - 23.
O resultado de quem peca é a morte, mas para quem não peca recebe o dom da vida eterna que é a imortalidade por intermédio de Cristo, sendo assim, quem tem Cristo não morre porque não peca. Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor. Romanos 6: 23.
A arma da morte para ceifar a vida de bilhões de seres humanos é o pecado e quem dá força para a existência do pecado é a lei. Com a anulação da lei pela vida e morte de Cristo a morte deixou de existir para quem tem um encontro pessoal e definitivo com o Salvador. Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. I Coríntios 15: 56.
O grande amor no coração de Cristo que é a lei da salvação revelada no Espírito Santo libertou os que creem em Cristo do poder da lei do pecado e da lei morte para vivermos em novidade de vida que projeta-se por toda a eternidade. Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte. Romanos 8: 2.
O testemunho de Jesus que é o Espírito de Profecia afirma de forma categórica que aos que crêem no Filho de Deus já foi dado a vida eterna e esta vida foi herdada de Seu Cristo, mas para os que alegam que crer e ainda esperam a vida eterna é porque de fato ainda não deram crédito ao Espírito de Profecia que é a vida eterna em Cristo, para estes restam apenas a morte e para nós que cremos no verdadeiros já temos a vida eterna. E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. I João 5: 11.
Para quem crer tem a vida eterna, não terá, mas já a tem. Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3: 15.
Nós que cremos já temos a vida eterna e em Sua vinda veremos a vida que é o próprio Cristo que nos concedeu a vida presente e a eterna. Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece. João 3: 36.
Quem está vigilante e vive com Deus não peca, somente os que não conhecem a Deus é que peca. Vigiai justamente e não pequeis; porque alguns ainda não têm o conhecimento de Deus; digo-o para vergonha vossa. I Coríntios 15: 34.
Quem permanece em Cristo é impossível pecar, mas a pessoa que peca é porque nunca conheceu a Cristo. Qualquer que permanece nele não peca; qualquer que peca não o viu nem o conheceu. I João 3: 6.
Se você se considera um pecador é porque ainda comete pecados, neste caso você nunca esteve em Cristo por não conhecê-Lo e também é porque ainda não nasceste de Deus o Pai de Cristo o Salvador, a boa semente do Semeador são as pessoas que permanecem em Deus, por isso esta pessoa não peca e não podem pecar, os que verdadeiramente são nascidos de Deus e vivem em Cristo não peca, só comete pecados as pessoas que são religiosas mas não são a boa semente do Semeador nascida em Deus. Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus. I João 3:9
Este é o grande motivo pelo qual esta pessoa não morre porque já tomou posse da vida eterna, somente a semente má é que morre.
Aqueles que têm Deus em seus corações jamais morrerão por ter a vida imputada em si por causa do crer no Filho de Deus. Os que não alcançaram esta dádiva alem de permanecer destinada a morte são impossibilitados de amarem seus semelhantes. Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama a seu irmão permanece na morte. I Jo. 3: 14
Para o ser humano só há duas escolhas a serem feitas na vida, escolher a vida para não morrer ou rejeitar a vida e está destinado a morte física e espiritual. Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência. Deut. 30: 19.
Todos os que não alcançaram a vida por intermédio de Cristo, estão destinados a morrerem uma única vez, depois disto vem o juízo o que não é uma segunda oportunidade, e sim, prestações de contas sobre suas escolhas que o levaram a rejeitar a vida. E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo. Heb. 9: 27.
Para os seres humanos tanto justos bem como os injustos morrem, mas para Deus o justo não morre conforme as palavras de Cristo, o que para nós está morto em uma sepultura, para Deus eles estão vivos, pois Deus não é Deus de mortos e sim de vivos, é uma vida presente e jamais futurista. O segredo da morte está além da compreensão do ser humano, mas para Deus não há segredos. Ora, Deus não é Deus de mortos, mas de vivos; porque para ele vivem todos. Lucas 20: 38.

Continua...



14 comentários:

Eleazar Domini disse...

O meu comentário é sobre seu perfil: VOCÊ NÃO PERTENCE A NOSSA IGREJA HÁ TEMPOS... POR FAVOR, RETIRE A INFORMAÇÃO MENTIROSA DE QUE NUNCA FOI EXCLUÍDO. Se odeia tanto a igreja tenha um pouco de hombridade e exclua esta informação falsa: VOCÊ NÃO FAZ PARTE DA IGREA E SEU NOME JÁ FOI EXCLUÍDO SIM, E FAZ TEMPO.

Eleazar Domini disse...

Se quiser saber minha identificação entre: www.adventistastrinitarianos.blogspot.com.br

IMPERADOR disse...

Cala a boca pastorzinho comedor de dízimos. Vá procurar um trabalho digno deixe de explorar os incautos.Tenha hombridade e pare de viver às custas dos pobres assalariados que pensam que voces enganam com esses dogmas oriundo do inferno.

AS VERDADES BIBLICAS E OS TEÓLOGOS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
AS VERDADES BIBLICAS E OS TEÓLOGOS disse...

Eleazar Domini, não vou te chamar de pastor não é por falta de respeito, e sim, porque o pastor é quem cuida das ovelhas mesmo que ela esteja errada, você na verdade é apenas um teólogo.
Quero que você poste a prova que fui excluído (expulso) da IASD, você esta falando sobre algo que nem sabe o que é e muito menos o que aconteceu.
Por isso e outras Eleazar Domini que não acredito mais em pessoas que se auto intitulam de pastores.
Outra informação falsa é que eu odeia a igreja, na verdade eu não compactuo com as mentiras institucionais. Jo. 8: 44.
Só tenho duas escolhas na vida: Ficar com a verdade de Deus ou com a verdade dos teólogos.
Espero sinceramente que você um dia aprenda se informar primeiro antes de postar informas fraudulenta.

Cláudio Lopes disse...

Fiel é a palavra e digna de toda aceitação: que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. I Timóteo 1:15
João diz que aquele que é nascido de Deus não pode pecar.
Como entender?

AS VERDADES BIBLICAS E OS TEÓLOGOS disse...

PARTE I
Caro amigo, segundo o meu entendimento:
NVI - Esta afirmação é fiel e digna de toda aceitação: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior. I TM. 1: 15.
NTLH - O ensinamento verdadeiro e que deve ser crido e aceito de todo o coração é este: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior. I TM. 1: 15.
ACF - Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.
I TM. 1: 15.
Na verdade, segundo as Sagradas Escrituras nenhuma pessoa nasceu em perfeição, todos nasceram em pecado e destituído da glória de Deus.
Pela revelação da Palavra fiel e que deve ser crido desta forma, a única forma de alcançarmos a salvação é por intermédio de Cristo, Ele é o único caminho que nos leva a eternidade sem pecado.

AS VERDADES BIBLICAS E OS TEÓLOGOS disse...

PARTE II
Paulo se coloca como sendo o pior dos pecadores porque o mesmo foi perseguidor do povo salvo e do próprio salvador representado em Sua igreja. É humildade da parte dele em não reconhecer a si mesmo como se fosse um pecador comum como qualquer outro, isto nos mostra que quanto mais humildes somos, mas reconhecemos que nenhum valor temos a não ser aquele que Deus nos dá por intermédio de Seu Filho.
A outra lição que nos deixa este apóstolo é que, por mais que seja horrendo o pecado há perdão e nunca devemos duvidar do perdão dado por Deus a nós por intermédio de Suas misericórdias.
Reconhecendo como sendo o pior dos pecadores, Paulo demonstra que o amor de Deus é tão grande que alcança o mais desanimado pecador ao reconhecer que não é digno da presença de Deus por ter cometido grandes pecados.
Pecados pequenos deixa a impressão na mente humana que o perdão é pequeno e quanto maior o pecado deixa a impressão do perdão ser maior e com certeza no perdão Divino não há limites do poder perdoador de Deus.
A maior dívida perdoada desperta um grande amor pelo que foi perdoado, e quem tem uma dívida pequena demonstra pequeno amor pelo perdoado. A gratidão do ser humano é do tamanho da dívida que é perdoada.
Na prática podemos ver a grande falta de amor nas igrejas embora Deus não tenha a mesma ação praticada por elas.

AS VERDADES BIBLICAS E OS TEÓLOGOS disse...



PARTE III
A igreja rejeitava aquela mulher por ser adúltera, mas tinha grande respeito por um líder que era interprete e guardador da lei, a mulher que era pecadora mostrou dependência e carência de misericórdia e amor, o guardador da lei mostrava-se superior a pecadora e ficou indignado por Cristo permitir a presença dela e tocá-Lo.
Mesmo convidando a Cristo o guardador da lei demonstrou pouca necessidade de um salvador, pois sua salvação estava segundo ele garantida pela obediência e um simples jantar demonstraria que ele era amigo de Cristo, mas a mulher demonstrou que a única coisa que tinha para dar ao Mestre eram suas lágrimas e um coração sujo e nada mais. Nela foi demonstrado o grande amor pelo grande perdão que ela recebeu e ao fariseu ficou demonstrado que pouco foi amado porque ele achava que sua dívida com Deus era pequena para receber um grande perdão, um perdãozinho bastava para ele.
NVI - Todo aquele que é nascido de Deus não pratica o pecado, porque a semente de Deus permanece nele; ele não pode estar no pecado, porque é nascido de Deus. 1 João 3:9
NVI - Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não está no pecado; aquele que nasceu de Deus o protege, e o Maligno não o atinge. 1 João 5:18
NVI - O que nasce da carne é carne, mas o que nasce do Espírito é espírito. João 3:6
KJ - Todo aquele que é nascido de Deus não se dedica à prática do pecado, porquanto a semente de Deus permanece nele e ele não pode continuar no pecado, pois é nascido de Deus. 1 João 3:9
KJ - Ora, sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não é escravo do pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o protege, e não permite que o Maligno o possa tocar. 1 João 5:18
KJ - O que é nascido da carne é carne; mas o que nasce do Espírito é espírito. João 3:6
Toda pessoa quando nasce, nasce na carne e vive para a carne, ou seja, pratica as obras da carne. Estas pessoas não estarão com Deus na eternidade.
# Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatrias e feitiçarias; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e tudo quanto se pareça com essas perversidades, contra as quais vos advirto, como já vos preveni antes: os que as praticam não herdarão o Reino de Deus! Gal. 5: 20, 21.
A pessoa que crer em Cristo nasce do Espírito e vive pelo Espírito, ou seja, pratica as obras do Espírito. Estas pessoas estarão com Deus na eternidade.
Entretanto, o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas virtudes não há Lei. Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. Gal. 5:22 a 24

AS VERDADES BIBLICAS E OS TEÓLOGOS disse...


PARTE IV
Concluindo: Quem tem Deus não peca, ou seja, não vive para a carne.
Para praticar as obras da carne é necessário que a pessoa esteja longe de Deus e é isto que constitui pecado, depois disto a pessoa passa a viver pela carne que constitui em pecados.
Quem tem Deus vive pelo Espírito Santo e neste caso não peca, poderá cometer erros na vida que imediatamente são abandonados por não fazer parte de sua natureza que está ligada a de Cristo.
Respondeu Jesus: "Digo-lhe a verdade: Ninguém pode entrar no Reino de Deus, se não nascer da água e do Espírito.
O que nasce da carne é carne, mas o que nasce do Espírito é espírito.
João 3:5,6
Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus.
Este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e não a luz, porque as suas obras eram más.
Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, temendo que as suas obras sejam manifestas.
Mas quem pratica a verdade vem para a luz, para que se veja claramente que as suas obras são realizadas por intermédio de Deus".
João 3:18-21
Espero ter respondido ao menos em parte sua pergunta.






Cláudio Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudio Lopes disse...

Agradeço por ter dedicado tempo para responder de forma tão bem ajustada. E mais uma vez objetarei. Não tenho a intenção de reprovar, nem mesmo provar alguma coisa. Sou apenas um leigo em busca de respostas.
Jesus falou que o pecado nasce na mente, ou seja, quando eu sinto o desejo de pecar, na verdade já pequei. Então mesmo que consiga viver sem as práticas, isso não me torna livre do desejo, e nem mesmo torna alguém blindado contra a prática, afinal de contas, quem vive sem pecar? Ninguém. Agora se nós concluirmos que todos os pecados já estão perdoados, eu posso pecar à vontade, sem que isso me torne um pecador.
Concluindo: Tirando essa hipótese de todos os pecados perdoados, entendo que seria hipocrisia dizer que um ser humano consegue viver sem pecar.

CARNEIRO disse...

NA VERDADE CRISTO DISSE QUE O PECADO NASCE NA MENTE (CORAÇÃO), MAS O MESMO SÓ TORNA PECAMINOSO COM A PRÁTICA TANTO FÍSICA BEM COMO MENTAL.
TER O DESEJO E O REALIZAR HÁ MUITA DIFERENÇA, ENTRE ACHAR UMA MULHER BONITA E ADULTERAR COM ELA FISICAMENTE OU COM O OLHAR HÁ MUITA DIFERENÇA.
ESTE É O SEGREDO DE QUEM TEM DEUS.
ELE JAMAIS TERÁ O DESEJO DE SABOREAR O PECADO, POIS O DESEJO DO CRISTÃO É SERVIR A DEUS EMBORA O PECADO BATA NA PORTA DO CORAÇÃO DELE DIARIAMENTE, MAS O CRISTÃO NÃO PECARÁ CONSCIENTEMENTE PORQUE QUEM HABITA NELE É CRISTO E NÃO O EU. SE POR ACASO SEU PECADO É CONSCIENTE É PORQUE ELE JÁ TROCOU OLHARES E O PAQUEROU.
QUEM TEM DEUS O PECADO NÃO HABITA NELE, SE O PECADO HABITA NELE É PORQUE ESTA PESSOA É APENAS RELIGIOSA E JAMAIS CRISTÃ.
O DESEJO DO PECADO SÓ SURGE COM O NAMORO (FLERTE) COM O PECADO, PODEMOS VER O PECADO POIS É IMPOSSÍVEL NÃO VÊ-LO DIARIAMENTE, MAS TEMOS O PODER DE DESVIAR O OLHAR E O PODER DE DOMINÁ-LO, CABE A PESSOA FAZÊ-LO E ESTE PODER SÓ ALCANÇAMOS EM DEUS.
ABÇ.

CLÁUDIO LOPES disse...

Boa! Segundo minhas observações, cheguei a conclusão que o pecado é algo relativo. Inclusive Paulo faz essa relatividade, e diz pra cada qual agir de acordo com sua consciência, procurando não escandalizar o irmão. Muitas coisas que já considerei pecado, não considero mais.
Mas mesmo assim sou consciente que de acordo com esse padrão de pecado mencionado por você, continuo sendo um miserável pecador, porque embora não pratique, para não prejudicar as pessoas a minha volta, as vezes me dar uma vontade danada, mas tenho encontrado formas de me segurar.