sábado, 21 de junho de 2014

O DÍZIMO NA TUA IGREJA É BÍBLICO? VII

O DÍZIMO NA TUA IGREJA É BÍBLICO? VII

Quando Deus instituiu o sistema de dizimar, Ele estabeleceu princípios sobre o sistema decimal, princípios este que nenhuma religião não reconhece como sendo obrigatório tanto quanto o ato de dizimar, isto descaracteriza todo o sistema, com Deus é tudo ou em parte não tem validade, ou seja, os pastores aceitam o dizimo e os reclama a si a contribuição, aos que não contribui ou questiona o sistema institucional como anti bíblico, eles afirmam que são ladrões os que não estão dizimando e os questionados.
Fica subentendido que os pastores estão na mesma situação tanto quanto os não dizimistas em conformidade com sua teologia, por dois motivos:
a) Não aceitam os princípios estabelecidos pelo Eterno no sistema dízimal.
b) Os pastores não devolvem dízimos, a missão ao pagar o salário já desconta automaticamente os 10%, ou seja, o pastor não tem como mostrar se é fiel ou não.
Já presenciei inúmeras vezes os membros não dizimistas serem taxados de ladrões nos púlpitos e por meios de artigos religiosos supostamente embasados nas Sagradas Escrituras, o curioso é que as lideranças só mostram a membresia o que lhes interessam, e jamais a verdade da instituição do dizimo.
Neste esboço eu mostro a verdade que eles jamais mostrarão por medo de diminuir as rendas adquiridas por meio de violentação psicológicas.
Como os pastores não têm como provar por meio da Palavra do Eterno que este rascunho é antibíblico, porque os textos analisados conspiram contra eles, estão me difamando dizendo que estou entrando nas igrejas e fazendo baderna e anarquia, mas estão mentindo (Jo. 8: 44), jamais usei ou usarei de tais métodos. As igrejas por onde tenho passado são testemunhas vivas e oculares que falo a verdade, a não ser, que eles adoram a falsidade e a mentira.
Um pastor desesperado e sem capacidade espiritual ou bíblica para mostrar meu erro ele me fez duas ameaças: Que mandaria a policia me prender ou me denunciaria ao ministério público e que perpetraria um abaixo assinado negando minha entrada nas Igrejas Adventistas, mas, ele não tem bagagem legal para tal atitude, é só fazer o teste. Isto me fez pensar o seguinte: Se nossas leis permitissem matar como no tempo da obscuridade espiritual da idade média, eu já estaria eliminado há muito tempo.
Transcrição do e-mail enviado pelo pastor a um menor (meu filho) de idade com ameaças é crime usar um menor para fazer ameaças: Avise ao seu pai que já falei com a polícia, ele sequer é membro da igreja, e o comportamento dele caracteriza anarquia. Se entrar em minhas igrejas para causar desordem, que vai tirá-lo de lá é a polícia. Tenha uma boa tarde. 02/10/2009 12:26 hs.
2009/10/6 - hebersonlicar - pastordesbrava@hotmail.com
Meu querido... segundo o Ten Cel Celso, vc pode ir ao juizado agora mesmo.
Mas eu deveria já ter dado parte de você.
Não farei isso, pelo menos por enquanto, quero ver até onde vai sua presunção, dissimulação e falta de ética e respeito com as autoridades.
Antes de falar com o Hilquias, pobre menino que não tem culpa das ações do pai, aliás, um bom garoto por quem tenho muita admiração pela postura e humildade, diferindo-se do pai... liguei 3 vezes pra você, e não fui atendido.
Já sei de um irmão que recebeu o seu material, e só quero que saiba que, se continuar, farei um abaixo assinado por todas as igrejas, dizendo como nos sentimos prejudicados pela sua presença e pela distribuição de material que ofende nossas doutrinas e confissão de fé, e se a polícia não resolver, é para o ministério público que vamos.
Estou agindo como Cristo agiria (Jo 2: 13 a 25; Mt 21: 12 a 13; Mc 11: 15 a 19; Lc 19: 45 a 48). O bom pastor protege suas ovelhas. Oro ao Senhor para que ajude-o a ver o engano que está cometendo, e que a Sua mão não pese sobre a sua vida por estar lidando com desprezo com assuntos tão importantes. Que o Espírito Santo possa dar-lhe discernimento.
Não misturo amizade com trabalho, e não sei se posso considerá-lo um amigo pelo desrespeito demonstrado.
Mais do que palavras bonitas, a nossa vida e conduta falam mais alto sobre quem nós somos.
Um grande abraço, estarei orando por você.
Heberson Licar.
Comentário - sobre a segunda ameaça - Jesus Cristo jamais ameaçou as pessoas com ações militares ou autoridades superiores terrenas simplesmente por elas discordarem de seus ensinamentos. Estamos em um país com liberdade de expressão e todos têm plena consciência disto menos vossa liderança IASD que entende que são donos da verdade e da liberdade de expressão, lendo de forma honesta você será conhecedor que não cometi nenhum crime, ao contrário de quem usou um menor para transmitir as duas ameaças. Outra informação: jamais utilizei de tais atitudes conforme o pastor alega, todo adventista honesto em Imperatriz são testemunhas que ele está mentindo. Jo. 8: 44.
Os textos de Ellen White que serão citados foram copiados do Cd 66 – Ellen White da CPB, este é o motivo pelo qual os textos poderá não coincidir com livros publicados. Se você quiser gratuitamente uma cópia do Cd eu darei para você conferir, motivo pelo qual existe um indivíduo mentindo nas Igrejas que estou citando texto inexistente, com isso alega que sou mentiroso. A outra situação é que os líderes e liderados estão insinuando que sou contra o dízimo com o intuito de desacreditarem minha pessoa, mas, não é verdade, a verdade é que estou questionando o sistema dizimal da religião e defendendo o sistema Bíblico. Desta forma a liderança de forma perspicaz continua inserindo na cabeça das pessoas a fé em uma mulher e a incredulidade na Palavra do Eterno.
Este estudo é direcionado aos adventistas, reformistas, dissidentes e a todos que depositaram sua fé na escritora americana Ellen White e as demais religiões que não seguem o sistema da Palavra do Eterno, as pessoas tem colocado a teologia, seus profetas e pastores acima da Palavra da Verdade como regra de fé e prática.

ALERTA

Este é um recado para que, como igreja ou particularmente possa refletir por si mesma, e fazer uma auto avaliação sobre o que temos pregado e vivido, não quero que, simplesmente acreditem no que é afirmado, mas como os crentes bereanos verifiquem se os fatos são verídicos, e apenas aceitem o que a Palavra de Deus ensina, caso você tenha certeza absoluta que ela é realmente a verdade plena e absoluta para determinar quaisquer doutrinas ou, se os pastores e Ellen White são quem tem realmente a verdade pura e cristalina em oposição a Palavra do Deus.
É muito citado por nossos pregadores este texto do rei Davi: “Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão”. (Sl. 37: 25). Bem na verdade, estes mesmos pregadores esquivam-se de ponderar sobre a verdade, ou seja, o motivo pelo qual o rei Davi proferiu estas palavras inspiradas pelo Eterno Espírito Santo. Ele só as proferiu esta declaração porque o sistema de Assistência Social Cristã instituído por Deus era colocado em prática e o mesmo não é colocado em prática em nossos dias, porque Ellen White é contra bem como os pastores. Se este escritor sagrado estivesse vivo em nossos dias ele exporia a comercialização da fé que é feita em nome da instituição Divina. E assim, as igrejas que deveria ser o exemplo para o mundo, abandonam milhares de pessoas passando fome e necessidade em seus meios, apenas para ter o bastante para sustentar seus luxos supostamente embasado nas Sagradas Escrituras.
Nesta analise contextual e Bíblica sobre a ASC, você deverá aceitar o que é Bíblico ou o que é instituição denominacional. Ideias teológicas, pastorais e as de Ellen White devem ser totalmente ignoradas, tão somente o que o Espírito Santo deixou nas Sagradas Escrituras é que devem ser aceito pelos que realmente são servos do Altíssimo.

DÍZIMOS, IGREJAS, POBRES E DEUS

Muitos estão ensinando o drízimo e o trízimo apenas com o interesse de aumentarem suas rendas por meio da desonestidade espiritual, quando em verdade e retidão só existe o dízimo que é a décima parte das bênçãos e jamais da renda do suor do rosto.
Os dízimos eram pagos do que era produzido na terra, ou seja, quem vivia na cidade e tinha seus ganhos por intermédio de suas profissões ou comercialização não pagavam, os dízimos jamais foram pagos com dinheiro, ouro ou qualquer outro meio, era apenas com a produção retirada da terra. Eram consagrados (separados) e levados ao Santuário (templo). "Todos os dízimos da terra, seja dos cereais, seja das frutas, pertencem ao SENHOR; são consagrados ao SENHOR. Lv. 27: 30
Pela lei do dízimo, as únicas pessoas autorizadas por Deus para recolher e cobrar são os levitas, nenhuma outra pessoa podia ou pode receber o dízimo para o serviço do Templo porque não estão autorizados por Deus ou pela lei; os levitas foram separados por Deus para trabalharem no Templo e eles não tinham propriedades e isto é que os mantinham e suas famílias. Os lideres e liderados estão ensinando que os pastores, diáconos e diaconisa são os substitutos dos levitas, esquecem eles que, quem se autodenomina de substituto da Tribo de Levi são os da sinagoga de Satanás, ou seja, se você acredita que houve substituição da Tribo de Levi por estas pessoas, tanto elas bem como você se constituem na Sinagoga de Satanás. ...e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás. Ap. 2: 9. Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem... Ap. 3: 9. “Dou aos levitas todos os dízimos em Israel como retribuição pelo trabalho que fazem ao servirem na Tenda (local de adoração) do Encontro”. Nm. 18: 21.
O dízimo era um imposto aos Israelitas para manterem os levitas, sacerdotes e sumo sacerdotes.  Assim, vocês apresentarão uma contribuição (imposto/taxa) ao SENHOR de todos os dízimos recebidos dos israelitas. Desses dízimos vocês darão a contribuição do SENHOR ao sacerdote Arão. Nm. 18: 28.
Todos os pastores e lideranças que jamais tiveram compromisso com a verdade mentem usando este texto com referência a coleta de dízimos, quando na verdade o Senhor Jesus estava ensinando o dever cívico de um verdadeiro cristão com as autoridades e leis terrestres referente aos impostos, ao falar de seus seguidores Ele deixou bem claro que nós estamos livres e sem compromisso de pagarmos impostos (dízimos) a liderança espiritual terrestres como se fosse a Deus. Dizem-lhe eles: De César. Então ele lhes disse: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. Mt. 22: 21. - Disse ele: Sim. E, entrando em casa, Jesus se lhe antecipou, dizendo: Que te parece, Simão? De quem cobram os reis da terra os tributos, ou o censo? Dos seus filhos, ou dos alheios?
Disse-lhe Pedro: Dos alheios. Disse-lhe Jesus: Logo, estão livres os filhos.
 Mt. 17: 25 – 26.
Do dízimo que é arrecadado não pode ser pago o salário do Pastor, esta prática constituem em desvio e roubo a Deus. Pastor jamais foi levita ou substituto desta tribo, eles como substitutos dos levitas não passam lobos vestidos de ovelhas que comem a carne das ovelhas e se aquentam com suas lãs, enquanto as milhares de ovelhas estão passando frio e fome.
O local para entregar o dízimo é onde habita Deus ou seu nome, para quem é bom conhecedor de Sua Palavra sabe que Deus não habita em nenhuma organização religiosa ou em seus prédios que acham serem templos belos ou feios, a mentira é tamanha que eles inculcam na cabeça da membresia que o prédio é a casa de Deus: Mas o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens, como diz o profeta. At. 7: 48. ...não habita em templos feitos por mãos de homens. At. 17: 24. – Sendo assim, no prédio onde você congrega não pode ser pago o dízimo porque ali não é a casa de Deus e por não ter pessoas autorizadas pela lei e por Deus.
O dízimo faz parte da lei cerimonial e a igreja ensina que foi abolida, a mesma igreja ensina que a única lei da Bíblia que ainda está em vigor é a que consiste nos dez mandamentos. Um adventista tentou me enganar dizendo que mostraria o dízimo dentro dos dez mandamentos, ele tentou, mas não consegui-o simplesmente porque não existe, quando eles dizem que nos dez mandamentos está escrito o dízimo, estão mentindo. Jo. 8: 44.
Na antiga Aliança Deus havia escolhido o Tabernáculo, Santuário ou o Templo que são a mesma coisa, para ali habitar Seu nome que constitui a Sua presença. Então, para o lugar que o SENHOR, o seu Deus, escolher como habitação do seu Nome, vocês levarão tudo o que eu lhes ordenar: holocaustos e sacrifícios, dízimos e dádivas especiais e tudo o que tiverem prometido em voto ao SENHOR. Dt. 12: 11.
Na nova Aliança Deus rejeitou o sistema de Templos (prédios) e instituiu o verdadeiro adorador como sendo o Seu Templo, ou seja, o lugar para fazer habitação de Seu nome e Sua presença. Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? I Cor. 3: 16. - Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? I Cor. 6: 19.
Os verdadeiros adoradores não estão em prédios construídos por denominações religiosas, e sim, nas igrejas congregacionais sem uma liderança centralizada. Esta hora foi profetizada pela própria verdade que é Cristo e já chegou embora as pessoas pensem que os verdadeiros adoradores estejam em prédios com nomes definidos e registrados em cartórios. Deus não está a procura de alguma religião para ser sua igreja, Ele está em busca de verdadeiros adoradores para O adorarem sem a imposição de teologia ou metodologia religiosas. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Jo. 4: 23.
Na nova aliança Deus rejeitou o sistema de Templos porque os mesmos sempre foram motivos para corrupção e distanciamento da verdadeira adoração, é tão verdade que na nova aliança não foi instituído Templos requeridos por Deus como na antiga dispensação, quem instituiu a construção na nova aliança foi o Catolicismo Romano e os cristãos hodiernos apostatados e corruptos copiaram o sistema de construção e centralização de administração.
As igrejas em gerais não aceitam estas ordenanças de Deus porque estas denominações não conhecem a Deus e muito menos a espiritualidade de Sua Palavra. Apenas conhecem a letra de Sua Palavra e a letra apenas mata e jamais concede vida à igreja, esta é a razão pela qual as igrejas incham em quantidade de membros e a cada dia sucumbem na corrupção, desamor e distanciam as pessoas de Deus.   “Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor”. I Jo. 4: 8.
Ao final de cada três anos, os dízimos teriam que ficar armazenado em cada cidade para ajudar a liderança da igreja que esteja em dificuldade, mas, na atualidade não podem ser socorridos porque os mesmos não fazem parte da tribo de Levi e jamais são substitutos dos mesmos; caso a igreja queira obedecer a Palavra de Deus, este recurso pode ser usado para socorrer pessoas de outras denominações que procurar ajuda na  igreja, socorrer os órfãos que nos procurar ou que os busquem em seus locais de sobrevivência, e as viúvas de nossas igrejas que estejam em situação difícil. Vocês já observaram que as únicas pessoas que alcançam prosperidade são os pastores de vossas igrejas e você fica a ver navios? Vou te explicar o porquê isto acontece: Nem você e muito menos a tua igreja obedecem aos princípios estabelecidos por Deus em relação ao dízimo, embora vocês pagam a décima parte do que ganham, quando na verdade deveria ser apenas do lucro e salário nunca foi e jamais será lucro.
As igrejas cumprem esta determinação do Eterno? Caso não haja estas necessidades, Jamais devem ser remetidas as missões porque as mesmas não são a casa do tesouro de Deus. E como as missões vão sobreviver sem os dízimos? Caro leitor, estas organizações que existem nas igrejas que criam hierarquia foram copiadas da igreja Católica e a mesma imitou a organização religiosa pagã, ou seja, não tem validade para Deus.
 "Ao final de cada três anos, tragam todos os dízimos da colheita do terceiro ano, armazenando-os em sua própria cidade, para que os levitas, que não possuem propriedade nem herança, e os estrangeiros, os órfãos e as viúvas que vivem na sua cidade venham comer e saciar-se, e para que o SENHOR, o seu Deus, os abençoe em todo o trabalho das suas mãos. Dt. 14: 28,29. –
O que as igrejas fazem para apaziguar a consciência sobre a deturpação e manipulação que elas fizeram em relação a coleta do dízimos é fazer substituição desta instituição divina, fazendo campanhas medíocre para arrecadar alimentos e muitas vezes, quando arrecada muito alimento mandam para a ADRA o que não estaria errado se a mesma fizesse um trabalho de amor e jamais promulgador do nome da instituição, o erro está em deixar o da congregação passando fome como eu presenciei e mandar para outros estados e ainda exigir contribuição do miserável que nem pra ele e sua família tem, quando Deus instituiu a forma correta de assistência social para os menos favorecidos da igreja é para que por meio desta ação seja demonstrado que temos o amor, temor e obediência a Palavra de Deus, ao contrário fica impossível de provarmos que somos povo de Deus se não praticarmos o verdadeiro e genuíno amor.
Depois de arrecadarem o dízimo era feito outro dízimo do que havia sido coletado e esta parte ficava armazenado no templo. Nos sistema da Igreja Adventista do Sétimo Dia e dos Movimentos de Reformas, todo o dízimo arrecadado vai para a missão, não fica um centavo no caixa da igreja local o que contraria as ordenanças de Deus. Um sacerdote descendente de Arão e jamais um pastor substituto do sacerdote, acompanhará os levitas no ato de receberem os dízimos, e os levitas terão que trazer um décimo dos dízimos ao templo de nosso Deus, aos depósitos do templo. Ne. 10: 38.
O importante nas igrejas é você pagar o dízimo para o pastor sob a pena de ser excluído (expulso) da igreja, caso você queira algum cargo na igreja você só o terá se pagar a bagatela de dez (10%) de tuas rendas, se não pagar você não obterá nenhuma posição de destaque na igreja. Você poderá fazer o que quiser na vida, se você é um bom dizimista você não será excluído (expulso) do rol de membros. “Vão a Betel (aos templos religiosos) e ponham-se a pecar (obedeça a teologia e jamais a Deus); vão a Gilgal (nas sedes administrativas de vossas igrejas) e pequem ainda mais”. Ofereçam os seus sacrifícios (paguem suas ofertas, dízimos, pactos) cada manhã, os seus dízimos no terceiro dia. Am. 4: 4.
Quando a pessoa está em pecado público, não é lícito receber o dízimo dela, todas as igrejas recebem e o motivo é de suma importância porque é ganho e lucro fácil que os motivam a receberem, e jamais a salvação da pessoa. E ofertar e dizimar não é garantia de serem aceitos por Deus e muito menos de serem abençoados, e quem não paga não é a garantia de está perdido e ir para o inferno.
Este texto é usado com ar doutorais para chamar em público os não dizimistas, ou dizimistas eventuais de ladrões e ainda lançam sobre eles o destino da perdição e da maldição, mas esquecem eles que pastores não pagam dízimos, a missão desconta automaticamente do salário deles, o que é totalmente diferente de quem é dizimista. Dizem: “Você não pode ser abençoado por não pagarem o dízimo, porque vocês estão roubando a Deus”. Então pergunto: “Porque o dizimista fiel investe algo que ele tem e em vez de prosperar vai é a falência? Porque o não dizima investe o mesmo valor e prospera? Onde esta o erro? Em Deus com certeza não, porém, os que reclamam os dízimos e ofertas por não saberem ou fingirem que não sabem explicar, inventaram um bela desculpa quando a bênção não vem: Para receber a bênção você só receberá se não estiver em falta em outras coisas, mas, se não pagar você estará roubando a Deus.
O aprendizado que temos nas Sagradas Escrituras é que, quando Deus chamou os Israelitas e toda a liderança de ladrões, eles estavam pagando o dízimo, se você ler com o olhar da honestidade verás que não há afirmação de que eles não estavam pagando o dízimo. Israel nunca deixou de pagar o dízimo durante sua história. O que estava acontecendo é que na época do Profeta Malaquias o povo de Israel pagavam o dízimo, mas, não estavam colocando os princípios estabelecidos por Deus sobre o dízimo em prática, é a mesma coisa que as igrejas fazem hoje. Cobram o dízimo mas, não aceitam em hipótese alguma os princípios estabelecidos por Deus "Pode um homem roubar de Deus? Contudo vocês estão me roubando. E ainda perguntam: 'Como é que te roubamos?' Nos dízimos e nas ofertas. Vocês estão debaixo de grande maldição porque estão me roubando; a nação toda está me roubando. Ml. 3: 8,9.
A primeira pessoa a colocar em prática a lei do dizimar foi Abraão, antes dele não tem nenhum registro bíblico. A outra questão é que Abraão pagou uma única vez o dízimo e não foi de seus bens ou seus lucros, e sim, do que ele tomou dos reis ao os matar e resgatar seus parentes, servos e moradores dos reinos. - E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo.
Gn. 14: 20. -Este homem, porém, que não pertencia à linhagem de Levi, recebeu os dízimos de Abraão e abençoou aquele que tinha as promessas. He. 7: 6.
Os que defendem o pagamento do dízimo em nossos dias, são pessoas que metem afirmando que o sábado é o dízimo do tempo semanal, mas não é verdade. Se você for dizimar o tempo semanal seria a décima parte e convertido em horas teria apenas 16:08 horas, como dízimo do tempo não seria de 24:00 hs. Da forma como o mesmo é guardado jamais será o dízimo do tempo, portanto, o sábado não é dízimo do tempo semanal, apenas um sétimo do tempo e jamais um décimo, sendo assim, o sábado como sendo o dízimo do tempo é mais uma mentira para enganar os que não conhecem a Deus e Sua Palavra. Fica um questionamento: Deus está com os mentirosos?
Jacó fez o voto de pagar o dízimo de tudo o que Deus lhe concedesse, fica um questionamento: A quem ele entregou o dízimo? “E esta pedra que hoje coloquei como coluna servirá de santuário de Deus; e de tudo o que me deres certamente te darei o dízimo”. Gn. 28: 22.
O dízimo dos seus rebanhos, um de cada dez animais que passem debaixo da vara do pastor, será consagrado ao SENHOR. O dízimo era pago do que a terra produzisse e jamais do ganho das pessoas que trabalhassem para o dono da terra ou do salário de uma pessoa da cidade, bem como do ganho de alguma profissão. O dízimo é a décima parte, ou seja, depois de recolhido o que a terra produzia o agricultor dividia em dez partes iguais e uma parte ele entregava aos levitas, a questão é que as igrejas alem de cobrarem o dízimo estão enganando e roubando a consciência do povo recebendo e em muitos casos cobrando mais que a décima parte. Isto é roubo a Deus e as pessoas. O dízimo sobre a produção da terra era feita apenas uma única vez no ano. No tocante a todas as dízimas do gado e do rebanho, tudo o que passar debaixo da vara, o dízimo será santo ao SENHOR. Lv. 27: 32. - “Separem o dízimo de tudo o que a terra produzir anualmente”. Dt. 14: 22. - O dízimo é a décima parte, ou seja, divide-se o lucro em dez partes iguais e tira uma para ser entregue no templo, algumas pessoas estão devolvendo mais que isso e a igreja os enganam dizendo que estão certos, a verdadeira igreja de Deus em hipótese alguma engana ou acoberta mentiras. E na sua boca não se achou engano; porque são irrepreensíveis diante do trono de Deus. Ap. 14: 5.
As pessoas foram ordenadas por Deus e autorizadas a comerem seus dízimos, isto só poderia ser feito no local em que Deus escolheu para habitar o Seu nome, não poderia ser feito em qualquer lugar, foi uma das formas que Deus usou para que seus servos aprendessem temer Seu nome. Caso o local da habitação de Deus fosse muito longe para ser carregado o dízimo, a pessoa deveria vender e levar em forma de dinheiro corrente até o Santuário, ao chegar a pessoa não era para pagar o dízimo com o dinheiro, deveria comprar o que quisesse: bois, ovelhas vinho ou bebida destilada ou qualquer outro tipo de alimentação que desejasse, o patriarca reunia sua família e ali poderiam comer o dízimo e alegrar-se com sua família. O interessante é que, em nossos dias se o pai de família tiver em casa apenas o dízimo e não tiver nada para comerem, os pastores dizem que não podem comer o dízimo em hipótese alguma, e os mesmos pastores não movem um dedo para socorrer as ovelhas. São lobos vorazes que só sabem comer a carne das ovelhas e venderem suas lãs. Comam o dízimo do cereal, do vinho novo e do azeite, e a primeira cria de todos os seus rebanhos na presença do SENHOR, o seu Deus, no local que ele escolher como habitação do seu Nome, para que aprendam a temer sempre o SENHOR, o seu Deus. Mas, se o local for longe demais e vocês tiverem sido abençoados pelo SENHOR, o seu Deus, e não puderem carregar o dízimo, pois o local escolhido pelo SENHOR para ali pôr o seu Nome é longe demais, troquem o dízimo por prata, e levem a prata ao local que o SENHOR, o seu Deus, tiver escolhido. Com prata comprem o que quiserem: bois, ovelhas, vinho ou outra bebida fermentada, ou qualquer outra coisa que desejarem. Então juntamente com suas famílias comam e alegrem-se ali, na presença do SENHOR, o seu Deus. Dt. 14: 22 – 26.   
Deus ordena para seus servos, que ao separarem o dízimo de tudo o que foi produzido no terceiro ano, devem ser entregues aos órfãos, viúvas, levitas (pastor jamais foi ou será substituto) e aos estrangeiros que são pessoas que não fazem parte da mesma fé, para que eles tenham com o que se manter e sair do estado fomizerado. “Quando tiverem separado o dízimo de tudo quanto produziram no terceiro ano, os anos do dízimo, entreguem-no ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que possam comer até saciar-se nas cidades de vocês”. Dt. 26: 12.
A profetiza do povo do Advento ensina que é pecado obedecer a Deus, em outras palavras: Se eu der crédito e aceitar o que Deus ordena estarei declarando que Ele ensina a verdade e Ellen White a mentira; se eu der crédito e aceitar o que Ellen White ensina estarei declarando que Ellen White ensina a verdade e Deus a mentira. O dízimo é separado para um uso especial. Não deve ser considerado fundo para os pobres. Deve ser dedicado especialmente ao sustento dos que estão levando a mensagem de Deus ao mundo; e não deve ser desviado desse propósito. Review and Herald, 1º de dezembro de 1896.
Os dízimos devem ser levados e entregues onde Deus habita, e neste contexto há outro princípio estabelecido por Deus o qual não é aceito e obedecido por toda a liderança das igrejas generalizadas, para eles se colocarem este principio estabelecido por Deus de assistência social dizimal e negado por Nossa Senhora Ellen White é grande pecado, ou seja, obedecer ao principio de Deus estaria roubando e isto o coloca como uma pessoa não apta a está na eternidade com Deus, mas obedecer a Ellen White e a seus princípios anti bíblico é ser honesto e está salvo. Que principio é este que a ordenança de uma mulher substitui a do Eterno? Gl. 1: 6 – 9.
Deus ordena que seus servos entreguem seus dízimos no templo para que o mesmos seja mantido com os recursos dos dízimos e jamais por meio pedinte como são feitos nas igrejas, manter a igreja é pagar água, luz, pintar ou reformar bem como construir, como os templos de hoje não são a casa de Deus, neste caso, é totalmente anti bíblico levar e entregar os dízimos nos templos, não há levitas consagrados para receber. - Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento (manutenção, sustento) em minha casa. “Ponham-me à prova”, diz o SENHOR dos Exércitos, "e vejam se não vou abrir as comportas dos céus e derramar sobre vocês tantas bênçãos que nem terão onde guardá-las. Ml. 3: 10. – A casa de Deus nos dias hodiernos é o teu próprio corpo e jamais os templos construídos ou as suas organizações religiosas, deve ser mantido sim com o  dízimo sem esquecer dos órfãos, viúvas ou os que não fazem parte de nossa fé, fica a questão: Devemos obedecer a Deus ou a Ellen White?
A profetisa da mentira ensina e contradiz a Deus ensinando que o dízimo deve ser apenas para o pagamento dos salários pastorais, a Palavra do Eterno jamais ensina ou insinua tal afirmação. Em caso algum deve ser esse fundo dedicado a qualquer outro uso; deve ser unicamente dedicado ao sustento do ministério do evangelho. Depois de ser o dízimo posto à parte, sejam as dádivas e ofertas proporcionais: "conforme a sua prosperidade". I Cor. 16:2. Review and Herald, 9 de maio de 1893.
Foi-me mostrado que é um erro usar o dízimo para atender a despesas ocasionais da igreja (se for verdade o que ela escreveu, este errou partiu de Deus e ela surgiu para corrigir o erro de Deus). Neste ponto, tem havido um desvio dos métodos corretos. Seria muito melhor vestir de maneira menos dispendiosa, reduzir vossos desejos, praticar a abnegação e atender a essas despesas. Assim fazendo, tereis uma consciência limpa. Mas estais roubando a Deus cada vez que pondes a mão no tesouro a fim de tirar fundos para atender às despesas correntes da igreja (se atender as despesas da igreja de Deus  como Deus ordenou seria roubo? Será melhor ser ladrão obedecendo a verdade de Deus ou ser honestos obedecendo a verdade de Nossa Senhora White)? - Special Testimony to Battle Creek Church, págs. 6 e 7 (agosto de 1896).
Quem está ensinando a verdade sobre a forma correta do ato correto de dizimar: É o Deus Todo Poderoso ou a deusa egípcia e poderosa Ellen White? É o Senhor Deus Todo Poderoso o eterno ou Nossa Senhora White que é a verdade que nos salva? É impossível você seguir a dois deuses. Se a pessoa ouve a voz de Deus ele está adorando o Eterno Deus da verdade; se a pessoa aceita os princípios dos livros de Ellen White em substituição a que está na Palavra, esta pessoa está adorando-a no lugar do Eterno, podem negar como quiserem, mas o fruto que você produz o denuncia. Não terás outros deuses diante de mim. Ex. 20: 3.
Autor: Eurias R. Carneiro
facebook.com/eurias.rodriguescarneiro 




Nenhum comentário: