terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

A MORTE DE UMA INOCENTE E A IMPUNIDADE



     ESTIVE HOJE (23/01/215) NO FÓRUM COM MEU ADVOGADO PARA VERIFICARMOS O ANDAMENTO DO PROCESSO SOBRE A MORTE DE MINHA MÃE QUE FOI CEIFADA EM UM ACIDENTE ENVOLVENDO UM CARRO E UM MOTOTAXISTA.

     O PROMOTOR PEDIU AO JUIZ O ARQUIVAMENTO DO PROCESSO POR NÃO TER VISTO NENHUM MOTIVO PARA SER FEITO UMA AÇÃO JUDICIAL, EM 22/10/2014.

     MAS TODO O PROCESSO ESTÁ COM FALHAS GRAVÍSSIMAS INCLUINDO NA DOCUMENTAÇÃO FEITA PELA POLICIA CIVIL E MESMO ASSIM O PROMOTOR PEDIU O ARQUIVAMENTO DO INQUÉRITO, EMBORA O INQUÉRITO NÃO TINHA SIDO CONCLUÍDO A TEMPO HÁBIL POR LEI QUE É DE 30 DIAS.

     COM CERTEZA O PROMOTOR SABE DISSO PORQUE ELE TEVE ACESSO A DOCUMENTAÇÃO POR TER REQUISITADO A DELEGACIA DE TRÂNSITO DEPOIS QUE FIZEMOS A DENUNCIA AO MINISTÉRIO PÚBLICO.

     MAS NÃO VAI FICAR ASSIM, VOU CORRER ATRÁS DE JUSTIÇA ATÉ A ÚLTIMA INSTÂNCIA.

     TENHO TODA A DOCUMENTAÇÃO E A MESMA ESTÁ POSTADA NESTE BLOG PARA ANALISE DE VOCÊS LEITORES E COMENTÁRIOS.

     MEU OBJETIVO É CHEGAR A IMPRENSA NACIONAL E PRECISO DA AJUDA DE CADA UM DE VOCÊS.

     SOMENTE DESTA FORMA PODEREI PEDIR O DESARQUIVAMENTO, UMA NOVA PERÍCIA E A RECONSTITUIÇÃO DO ACIDENTE, SEM ESTA CONDIÇÃO NADA ACONTECERÁ.

     NÃO TENHO POR OBJETIVO PUNIR OU PREJUDICAR OS ENVOLVIDOS, MAS PROVAR QUE O ESTADO ERROU E ERROU FEIO.

1) O PRIMEIRO ERRO COMEÇOU COM A DECLARAÇÃO DO SAMU, ELES AFIRMAM QUE A VÍTIMA FALECEU NO LOCAL, MAS QUE ELES A SOCORRERAM E A LEVARAM AO HMI, QUANDO NA VERDADE ELES NÃO A REMOVERAM DO LOCAL.

 2) O SEGUNDO ERRO FORAM FEITO PELOS PERITOS QUE AFIRMARAM NÃO PODEREM DETERMINAR AS CAUSAS DO ACIDENTE POR TER SIDO O LOCAL DO ACIDENTE ALTERADO, MESMO ASSIM PORQUE ELES LIBERARAM OS VEÍCULOS E NÃO OS APREENDERAM PARA UMA PERÍCIA MAIS APROFUNDADA?




3) TERCEIRO ERRO, FUI VÁRIAS VEZES COM MEU ADVOGADO NA DELEGACIA DE TRÂNSITO PEGAR UMA CÓPIA DA PERÍCIA DO ICRIM, MAS SEMPRE FOMOS INFORMADOS QUE O MESMO AINDA NÃO TINHA SIDO REMETIDO A DELEGACIA E NOS ORIENTARAM  QUE NOS DESLOCÁSSEMOS AO ICRIM  PARA FAZER A COBRANÇA.
FIZEMOS O PEDIDO VERBAL NO ICRIM E UM FUNCIONÁRIO NOS MOSTROU O LIVRO DE OCORRÊNCIAS E DISSE: VEJAM QUE NESTA DATA NÃO HOUVE NENHUM ACIDENTE COM VÍTIMA FATAL, CASO TIVESSE ACONTECIDO ESTARIA REGISTRADO NO LIVRO DE OCORRÊNCIAS.
A PERGUNTA É: PORQUE COM APROXIMADAMENTE  DOIS MESES APÓS O ACIDENTE AINDA NÃO TINHA SIDO REGISTRADO NO LIVRO DE OCORRÊNCIA?
PORQUE O LAUDO SÓ FICOU PRONTO DEPOIS QUE COBRAMOS DO ICRIM E NA DELEGACIA DE TRÂNSITO?
O QUE ACONTECEU E QUAL O MOTIVO POR NÃO TER SIDO REGISTRADO NO LIVRO DE OCORRÊNCIA DO ICRIM O ACIDENTE COM VÍTIMA FATAL?



4) QUARTO ERRO: PORQUE OS POLICIAIS QUE ATENDERAM A OCORRÊNCIA SIMPLESMENTE SUMIRAM?
O DELEGADO TENTOU LOCALIZAR ATÉ MESMO POR MEIO DO COMANDO, POR ISSO O DELEGADO NÃO TEVE COMO FAZER OS PROCEDIMENTOS.
O QUE REALMENTE ACONTECEU?





5) LAUDO DA NECRÓPSIA.




6) A OCORRÊNCIA FOI REGISTRADA POR MINHA PESSOA.







VOU POSTAR O RESTANTE DA DOCUMENTAÇÃO PARA ANÁLISE NESTA MESMA PÁGINA.