domingo, 31 de janeiro de 2016

O DIA EM QUE A VERDADE VIROU MENTIRA

O DIA EM QUE A VERDADE VIROU MENTIRA



A verdade e a mentira andam muitas vezes de mãos dadas... Por vezes torna-se difícil distinguir uma da outra... torna-se difícil acreditar no que nos dizem, torna-se difícil acreditar no que vemos e acima de tudo aquilo que os nossos olhos não conseguem ver!
Certa vez a verdade e a mentira foram passear juntas. Passaram perto de um belo lago... O dia estava quente. A mentira virou-se para a verdade e disse: Vem, vamos nadar juntas, está um dia tão bonito. “A verdade respondeu: Sim, vamos nadar. Despiram-se, e a verdade saltou para a água antes da mentira... a mentira ficou fora da água, pegou as roupas da verdade e desapareceu. Desde então, a mentira anda por aí com as roupas da verdade, e a verdade é considerada mentira tanto na sociedade bem como nas igrejas sem excluir nenhuma.


Desde então nada mudou no nosso mundo. O homem acredita mais na mentira do que na verdade que vem de Deus. Quantas mentiras são espalhadas pelos meios de comunicação, pelos livros escolares e evangélicos e até mesmo pelas igrejas e pastores. As teorias mais malucas podem ser propagadas, e encontram adeptos em todos os lugares. E, apesar disso, o homem ainda pensa que é inteligente, moderno, "IN", acha que está acompanhando os acontecimentos de maneira racional.


Mentir é falar ou dizer algo contrário à verdade; é a expressão e manifestação contrária ao que alguém sabe, crê ou pensa. Pode-se crer na mentira, falar mentira e praticar a mentira. É o engano em seus diferentes aspectos; nocivo ao ser humano e ofensa grave diante de Deus. O diabo é o pai da mentira (João 8: 44 - Vocês pertencem ao pai de vocês, o diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira. João 8:44) e, portanto, a mentira é um instrumento diabólico que o homem usa para sua própria perdição. O mais triste é que o homem ama a mentira, não ama a verdade, pois ele é mau por natureza (Rm. 1: 25. - Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém. Romanos 1:25 / Ap. 22: 15 - Fora ficam os cães, os que praticam feitiçaria, os que cometem imoralidades sexuais, os assassinos, os idólatras e todos os que amam e praticam a mentira. Apoc. 22:15 / São cães devoradores, insaciáveis. São pastores sem entendimento; todos seguem seu próprio caminho, cada um procura vantagem própria. Isaías 56:11).


Falar mentira é um mal muito comum em todos os ambientes e esferas da vida e até no meio religioso. Algumas pessoas dizem que certas mentiras são benignas, mas isto não é correto. Toda mentira, pequena ou grande, é um instrumento do diabo, portanto é recomendável que o crente não se comprometa com coisa alguma que possa levá-lo a mentir mesmo que seu pastor ou padre afirme que seja verdade. Todo verdadeiro crente deve tratar tudo de uma forma positiva; na verdade o seu falar deve ser "Sim, sim, Não, não, porque o que passar disto é de procedência maligna" (Mt. 5:37).
Devemos aborrecer a mentira em qualquer forma que se apresente, e não nos esquecermos que o primeiro pecado grave, pecado de morte, registrado na igreja, foi uma mentira (Atos 5:1-11). Temos que amar a verdade, a qual está em nós e revelada na Palavra de Deus, e estará para sempre (II João 1,2). Procuremos praticar a verdade em nossas vidas, crer na verdade, falar a verdade e amar a verdade. Cristo disse: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vai ao Pai, senão por mim" (Jo. 14: 6). "Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros." (Ef. 4: 25).
Porque falar sobre a mentira quando se podia falar somente sobre a verdade? Alguma pessoa poderá questionar. Infelizmente nas religiões em geral e principalmente as que se autodenominam do povo do advento estando incluídos os reformistas e dissidentes, há muitas mentiras sendo ensinadas como se fossem verdades e verdades sendo ensinadas como se fossem mentiras.
Na data de 19/03/2011, em um templo reformista no Bairro Vila João Castelo foi ensinado pelo pastor que as pessoas de Sodoma e Gomorra não ressuscitarão.
O próprio Cristo afirmou que no dia do Juízo final haverá menos rigor na prestação de contas para Sodoma e Gomorra do que para certos grupos religiosos. Ele falou embasado na verdade? Neste caso quem afirma que os Sodomitas e Gomorristas não vão ressusscitar está chamando o Senhor Jesus Cristo de mentiroso. Eu lhes digo a verdade: No dia do juízo haverá menor RIGOR (severidade - exigência) PARA SODOMA E GOMORRA do que para aquela cidade. Mt. 10: 15. São provas que eles vão ressuscitar.

Mas eu lhe afirmo que no dia do juízo haverá menor RIGOR (severidade - exigência) PARA SODOMA do que para você. Mt. 11: 24.
Os reformistas se auto-intitula de os 144.000, esta é uma das características fundamentais deste grupo: Mentira nenhuma foi encontrada em suas bocas; são imaculados. Ap. 14: 5. Se analisarmos com o crivo da honestidade será observado que muito do que é ensinado como sendo verdade não tem fundamento dentro da verdade escriturística da Palavra de Deus.
De que lado você estará quando o Senhor Jesus Cristo voltar?

Por: Eurias R. Carneiro

Nenhum comentário: