sábado, 19 de março de 2016

GUARDADORES DA LEI E A MISERICORDIA

GUARDADORES DA LEI E A MISERICORDIA



Luc. 10: 25 - 37.

Qual seria a relação entre guardar lei e a pratica da misericórdia?
Quem guarda a lei são os misericordiosos ou os não guardadores é que o são?
Nesta abordagem não falo a favor ou contra qualquer lei, é abordado a relação dos defensores da lei com a prática do amor.
Levantar-se denota superioridade sobre os supostos transgressores da lei, quando é questionado um guardador da lei ele é expressa logo o ar de superioridade (DOUTORADO) e coloca-se como o correto diante do Eterno.



Estas pessoas ensinam que a lei não salva, mas se não guardar não tem como ser salvo, é a mesma situação: SEM LEI NÃO HÁ SALVAÇÃO. Isto classifica a Cristo como insuficiente para salvar, Ele necessita de um co-salvador, neste caso é a lei.
O que seria mesmo a única condição para herdar (SER SALVO) herdar a vida eterna? Este foi o questionamento de um versado na lei.
- E eis que se levantou um certo doutor da lei, tentando-o, e dizendo: Mestre, que farei para herdar a vida eterna?
O mesmo questionamento feito ao guardador da lei por Cristo, quando é feito aos atuais eles se reportam logo aos dez mandamentos, como se Deus tivesse deixado apenas estes para serem praticados. É tão verdade que nas tabuas foram escritos dez, mas em Êxodo 20 foram escritos 14 mandamentos; se apenas os dez são os Deus como é ensinado por eles, eu pergunto: Os outros quatro são do Diabo? Não tem como ser negado com vossas palavras.
Como podemos observar, há muito hipocrisia, desinformação, incredulidade e adoração a lei, embora negam de forma enfática.
Estas pessoas na verdade não sabem o que está escrito na lei e muito menos conhecem o que a lei quer ensinar, embora alegam conhecer o conteúdo, sinceramente conhecem o conteúdo (LETRA QUE MATA), mas não tem o conhecimento do espírito (PALAVRAS / ENSINAMENTOS) da lei que dá vida.
- E ele lhe disse: Que está escrito na lei? Como lês?
Lendo de forma correta, honesta e sabendo o que a lei está a falar, podemos observar que Cristo não está falando da lei das pedras, mas da lei do amor, desta lei não tem nenhuma referência ou relação com a lei das pedras.



Este mandamento de amor único e preferencial a Deus é desconhecido entre os dez, pois, não há nenhuma referencia aos dez mandamentos. Conseqüentemente referências do amor ao próximo entre os dez. 
- E, respondendo ele, disse: Amarás ao SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo.
     Os que nunca procuraram conhecer as palavras da lei, eles mentem afirmando que os primeiros quatro mandamentos são demonstrações de amor a Deus e os seis últimos são demonstrações de amor ao próximo, mas não é verdade. Os dez mandamentos são obrigações e jamais demonstrações de amor, a demonstração de amor é algo voluntário e jamais algo regulamentado ou planejado em lei ou por lei.
     Esta foi à resposta correta do especialista na lei e Cristo o honrou na congregação pela resposta correta.



     Se fosse hoje, os supostos defensores e supostos guardadores dos mandamentos teriam citado os dez e jamais o amor a Deus e ao próximo.
Aqui está o segredo de viver bem e ainda herdar a vida eterna. Nunca foi, não é e jamais será por intermédio da guarda dos dez mandamentos.
- E disse-lhe: Respondeste bem; faz isso, e viverás.
Se você observar com o olhar da honestidade, todo guardador dos dez mandamentos se auto justificam quando é questionado o porquê da grande falta da pratica do amor nas igrejas que se auto intitulam de guardadores dos dez mandamentos.
São pessoas frias, calculistas, sem amor e ainda querem ser melhores sobre as outras religiões.
- Ele, porém, querendo justificar-se a si mesmo, disse a Jesus: E quem é o meu próximo?
Cristo esclareceu de forma bem clara esta questão por meio de uma história mostrando os dois lados; de um lado o verdadeiro caráter diante do Salvador de quem guarda os dez mandamentos e o de quem não os guarda.
Salientando que, guardar é no sentido de viver o que está escrito conforme o mandamento ordena.



Um homem representando as milhares de pessoas que descem (SAEM) de Jerusalém que representa uma suposta religião verdadeira nos dias hodiernos.
Este homem saiu desta suposta religião verdadeira e única para outra: Porque suposta? Porque me refiro aos CNPJ's (PLACAS DENOMINACIONAIS).
Ele saiu para outra religiãozinha aos olhos dos praticantes dos dez mandamentos, esta pessoa sob o olhar de sua antiga religião cometeu o pior erro de sua vida... Abandonou a religião verdadeira e foi para uma falsa.
Esta pessoa é vitima das religiões e dos lideres, ele só tinha valor quando produzia lucros para a religião, os religiosos não querem saber e quando sabem os motivos que o afastaram da religião anterior não fazem absolutamente nada para corrigir os erros da religião ou doutrinas erradas, o errado sempre será o suposto apóstata.
Os religiosos os despojam de sua dignidade orientando os membros da igreja a não manter contato com a pessoa porque o mesmo abandonou a verdade e anda com idéias estranhas a doutrina da igreja; o despojam de seu nome dos registros celestiais ao afirmar que ao seu nome ser riscado da igreja foi riscado do céu; o despojam da salvação alegando que para onde ele foi não há salvação por estar na igreja errada.
Há religião que despoja a pessoa até mesmo do convívio familiar como é o caso das Testemunhas de Jeová.



A pessoa é espancada psicologicamente e moralmente.
Se a pessoa negar-se a voltar ao convívio religioso antigo e a defender suas doutrinas, ela é considerada inimiga da irmandade e os membros são orientados a não dar ouvidos ou a freqüentarem a casa da ovelha desgarrada.
Depois de terem arrebentado com a vida espiritual, familiar e social da pessoa, esses religiosos que consideram-se participantes da suposta, única e verdadeira Igreja de Deus, simplesmente abandonam a pessoa; mesmo que a ovelha simplesmente saiu da agremiação religiosa sem questionar suas doutrinas, mas que nunca deram lucros, ficam abandonadas a própria sorte.
Isto não significa que estão mortas, ou seja, perdidas.
- E, respondendo Jesus, disse: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e, espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto.



Por coincidência passava no caminho da ocorrência um sacerdote (PASTOR / LIDER MAXIMO) da Igreja, guardador da lei das pedras (DEZ MANDAMENTOS) e contemplou a situação miserável em que se encontrava o ex-membro de sua congregação, ressaltando que os samaritanos não são guardadores dos dez mandamentos a qual o individuo havia saído da congregação dos guardadores para a dos não guardadores.
Vendo a situação em que se encontrava o desviado, da mesma forma como foi no passado, o líder passou de longe, pois estava indo para a reunião espiritual e não poderia perder tempo com um miserável, pois ele é o pregador do culto de sábado do chamado "CULTO DIVINO" que é realizado após a escola sabatina.
Se socorresse o necessitado perderia a oportunidade de fazer um belo sermão para centenas ou milhares de adoradores.
- E ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo.
Pelo mesmo caminho, após passar o líder maior da Igreja, um levita (DIACONO / ANCIÃO /DIACONIZA) cuidador e organizador de toda a liturgia da escola sabatina, culto, recolhimento de dízimos e ofertas, limpeza e conservação de toda a ordem do templo.
Como eles teriam que passar a lição da escola sabatina, fazer parte da plataforma, recolher dízimos, ofertas e como de costume sendo o substituto do pastor, não poderia em hipótese alguma faltar ou atrasar para a liturgia de adoração.
Na mente dos dois surgiu a idéia que agradaria a Deus:
- Deus vai providenciar uma pessoa para socorrer e dar os devidos cuidados ao necessitado.
- O culto de adoração e a presença no templo é o mais importante para Deus.
- Vou orar pela vitima e Deus vai ter misericórdia do individuo e providenciar um socorro.



Vou relatar um dialogo que tive com um líder na escola sabatina que deixa bem claro como é verdade o que está sendo abordado.
- Ele estava passando a lição da escola sabatina e disse: Tem irmãos que no sábado pela manhã não sabe para que igreja vai, ainda está vestindo-se e pensando para tomar uma decisão. Esta pessoa não tem compromisso com Deus.
- Eu disse para todos da classe ouvir: Ter compromisso com a Igreja não quer dizer que a pessoa tenha necessariamente  compromisso com Deus, ter compromisso com Deus não quer dizer que a pessoa deva ter necessariamente compromisso com  a Igreja.
- Perguntei a ele: Estas pessoas que você diz que não têm compromisso com a Igreja e isso é falta de compromisso com Deus, você as visitas e conversa com elas para saber o que está acontecendo?
- Ele disse: Não as visito, pois já tem quem as visitam, eu apenas oro por elas.
- Falei-lhe: Você não as visitas é porque você não ama o próximo, caso tivesse amor pelo próximo você ia atrás deles, isto é prova que você não conhece a Deus, caso conhecesse a Deus você demonstraria amor na pratica e não ficaria aqui procurando se justificar com suas orações e deixar com os outros a sua responsabilidade.
Como o guardador da lei e professor da escola sabatina não tinha nenhuma justificativa para sua ação como um suposto adorador de Deus, ele passou para a ignorância como é o costume deles.
Sempre eles passam ao longe, não socorre a ovelha e ainda a condenam, mas se for uma ovelha que produz grandes lucros, eles vão em seu auxilio para não diminuir seus lucros financeiro ou posição social como grandes ganhadores de almas.
- E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e vendo-o, passou de largo.
Os samaritanos representam todas as igrejas que não guardam a lei das pedras também conhecida como dez mandamentos.



Os samaritanos dos templos bíblicos eram odiados pelos guardadores dos dez mandamentos, a tal ponto que se um deles pisasse na sombra do guardador de um deles isto era um insulto grave, eles eram desprezados, pois os guardadores da lei se achavam superiores, alegavam fazer parte da Igreja verdadeira e os supostos transgressores estavam perdidos.
Em nossos dias a história se repete, os guardadores da lei alegam fazer parte do verdadeiro povo de Deus simplesmente porque guardam o sábado e os perdidos o domingo ou nenhum dia, para serem salvos tem que sair de suas Igrejas e vir para a que guarda o sábado.
Dizem que não, mas em suas doutrinas e doutrinações funciona desta forma e são práticas corriqueiras.
O pior de tudo é que estes supostos guardadores da lei são mais transgressores do que aquele que declara que não guarda.
Tem o agravante entre estes sabatistas, eles não conhecem o Deus do sábado embora conheçam o sábado de Deus.
Este samaritano que viajava pelo mesmo caminho, na mesma direção dos sabatistas, este era desprezado e segregado pelos supostos verdadeiros adoradores, este foi quem interrompeu sua jornada, arriscando-se se aproximou do necessitado, que não teve medo do perigo, arriscou sua própria vida para demonstrar compaixão e amor ao desamparado pela religião que diz ser a verdadeira pelo simples fato ser guardadora do sábado.
Este membro da suposta Igreja falsa é quem demonstrou e provou na pratica ser um verdadeiro adorador, pois conhece a Deus.
- Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão.
Ele o acolheu, cuidou de seus ferimentos corporais e espirituais, o untou com óleo (UNÇÃO DO ESPÍRITO) e vinho (PURIFICAÇÃO / SALVAÇÃO), e o conduziu da melhor forma com muito cuidado para não agravar os ferimentos, levando-o até um local seguro e que tivesse cuidados especiais e cuidou dele pessoalmente até o alvorecer do dia seguinte.
- E, APROXIMANDO-SE, ATOU-LHE AS FERIDAS, DEITANDO-LHES AZEITE E VINHO; E, PONDO-O SOBRE O SEU ANIMAL, LEVOU-O PARA UMA ESTALAGEM, E CUIDOU DELE;
A pessoa que realmente conhecia a Deus, embora sendo rejeitado pelos praticantes da lei, tendo que seguir viagem no dia seguinte, ele ainda teve o cuidado da preservação do tratamento da vítima dos religiosos.
Ele pegou duas moedas que simbolizam o "AMOR DE DEUS e O SACRIFÍCIO DE CRISTO" e os deu ao dono da estalagem o ESPÍRITO SANTO.
Para que O mesmo cuidasse desta pessoa até o Seu retorno para levá-lo consigo.
- PARTINDO NO OUTRO DIA, TIROU DOIS DINHEIROS, E DEU-OS AO HOSPEDEIRO, E DISSE-LHE: CUIDA DELE; E TUDO O QUE DE MAIS GASTARES EU TO PAGAREI QUANDO VOLTAR.
O mestre em guardar e ensinar sobre a lei, pressionado pelas circunstancias a contra gosto admitiu que o praticante da misericórdia (AMOR) foi o suposto transgressor que nunca fez parte da religião guardadora da lei das pedras, quem nunca guardou o sábado, este sim conhecia a Deus, pois foi o único que amou de verdade o desconhecido.
- Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores? E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira.
As religiões guardadoras da lei, que vivem apenas na visão da pregação da mesma disfarçando-a em salvação pelas obras da lei, são as religiões mais frias e destituídas do amor.



Negam, fingem e praticam obras denominadas de AÇÕES DE AMOR, mas na verdade são atitudes com o intuito de engrandecer o nome da instituição religiosa.
Na prática do verdadeiro amor não é tocado trombetas ao público, nas ações das Igrejas é tocado à trombeta (TV, LIVROS E REVISTAS) bem alto para os que estão perto e longe possam admirar suas obras e investirem na corporação religiosa.



O próprio Cristo deixou bem claro nesta parábola e em outras que serão analisadas posteriormente.




Autor: Eurias

13 a 18/03/2016